A divina revelação do céu

A divina revelação do céu

(Parte 1 de 17)

A DIVINA REVELAÇÃO DO CÉU

MARY K. BAXTER

Com o Dr. T. L. LOWERY

DANPREWAN Editora Comunicações Evangélicas Ltda.

Traduzido do original em inglês A Divine Revelation of Heaven

Tradução: Daniel Severo França Pinto

ISBN 85-85685-15-8

Digitalizado, revisado e formatado por SusanaCap

www.portaldetonando.com.br/forumnovo/

Para dar louvor, honra,

e glória a Deus,

este livro é dedicado

Ao Pai,

Ao Filho,

e

ao Espírito Santo.

Os textos bíblicos utilizados neste livro são da versão Almeida, Revista e Atualizada, 2a Edição, da Sociedade Bíblica do Brasil, exceto quando outra versão é indicada: NVI: Nova Versão Internacional, Sociedade Bíblica Internacional. SBTB: Edição Corrigida e Revisada, da Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil.

Prefácio

O que Mary Kathryn Baxter escreveu com tanta ins­piração foi ungido por Deus e tem abençoado cente­nas de milhares de pessoas. Acredito que seja de extrema importância que esta mensagem, dada a ela por Deus, seja disseminada por toda a parte. Ela tem compartilha­do as experiências por que passou com muitas e muitas igrejas nestes últimos anos, e agora ela resolveu colocá-las em forma de livro.

Seu livro anterior, A Divina Revelação do Inferno, foi especialmente usado por Deus para transmitir a mensa­gem da salvação eterna para os perdidos. Ele foi ampla­mente aceito, e com entusiasmo, em todo o mundo, tendo sido publicado em vários países e nas mais diversas lín­guas. Até o presente momento mais de meio milhão de exemplares já foram vendidos. Creio que agora este seu novo livro, A Divina Revelação do Céu, terá um desempe­nho ainda melhor.

Por ser pastor de Mary Kathryn Baxter há muitos anos, conheço-a pessoalmente, e endosso integralmente o seu ministério. Deus aprovou o trabalho dela ungindo o seu ministério e dando a esta mensagem tão larga aceita­ção.

Este livro é o resultado de muitas orações, de lágri­mas, e de um árduo trabalho. Oro para que sua ampla distribuição propicie que muitas almas venham a conhe­cer o Senhor, e que muitas pessoas se preparem conveni­entemente para passar a eternidade no céu.

T.L. Lowery, Ph.D.

Introdução

Este livro é um relato de inúmeras e verdadeiras ex­periências que tive com Deus. Ele não é fruto do tra­balho de uma imaginação fértil nem do sonho quimérico de alguém que espera por algo melhor do que esta vida tem para oferecer.

O céu é uma realidade, e as experiências que descre­vo neste livro são narradas da forma como aconteceram comigo. Eu não vi tudo o que há no céu — a eternidade fará isso. Não relato tudo o que vi no céu; nem mesmo Paulo relatou (veja 2 Coríntios 12:1-4). Mas vou expor aqui tudo o que Deus me mandou compartilhar.

Quero dar especial honra e agradecer ao meu pas­tor, Reverendo Dr. T. L. Lowery, e à sua bela esposa, Mildred, por seu apoio, incentivo, e valorosas contribui­ções a este meu empreendimento. Gostaria também de expressar a minha gratidão à equipe de obreiros da Igre­ja Nacional de Deus e ao Reverendo Marcus V. Hand por sua orientação editorial neste livro. Adicionalmente, com gratidão reconheço todo o trabalho do pessoal da editora Whitaker House em New Kensington, Pennsylvania, que de várias maneiras foi o instrumento para a realização dos dois livros, A Divina Revelação do Céu e A Divina Revelação do Inferno, tornando-os disponíveis para o público leitor.

Sou grata a Deus, que me chamou para comparti­lhar esta mensagem. Agradeço a vocês que me deram for­ça e que me incentivaram neste ministério a que Deus me chamou.

Deus abençoe a todos!

Mary K. Baxter

De Jesus para Kathryn:

Foi com este propósito que você nasceu:

para escrever e contar

o que eu lhe mostrei e lhe disse,

pois estas coisas são fiéis e verdadeiras.

O seu chamado é para fazer com que o mundo saiba

que há um céu,

que há um inferno,

e que Eu, Jesus, fui enviado pelo Pai

para salvar as pessoas do tormento

e para preparar-lhes um lugar no céu.

Um

Dentro dos Portais

Deus, por sua infinita misericórdia e graça, permitiu-me ir àquele belo lugar conhecido por nós como céu. A logística da minha viagem de ida para lá onde ele habi­ta e de volta para a terra não ficou muito clara para mim, mas estou plenamente certa quanto à sua realidade.

Como é que as incomparáveis maravilhas do céu fo­ram reveladas para uma simples mortal como eu? Vou começar pelo início de tudo.

Uma noite o Senhor me apareceu e me informou que eu havia sido escolhida para uma tarefa especial. Ele dis­se: "Minha filha, eu me manifestarei a você para tirar pessoas das trevas para a luz. Eu a escolhi com um propó­sito: você deverá escrever e registrar as coisas que eu lhe mostrar e lhe disser."Submeti-me completamente a Deus, e coisas surpre­endentes começaram a acontecer. Fui tomada de onde eu estava então e transportada para o próprio inferno. Ti­nha plena consciência dos meus cinco sentidos: eu podia ver, sentir, ouvir, cheirar e provar. Contudo, o que me acon­tecia era algo sobrenatural. Compreendi que o impacto que me atingira tinha um propósito.

E que, alguns dias depois de ter sido levada pelo Senhor ao inferno, o meu coração ficou muito compungido. Ele estava triste, e ardia por causa dos horrores que eu tinha visto. Eu presenciara o juízo de Deus sobre o pecado e sobre as pessoas que tinham ido para o inferno. Orei então ardentemente a Deus e busquei o seu conforto.

Na trigésima primeira noite depois desses eventos terem começado, o poder do Deus todo-poderoso veio so­bre mim. Às duas horas da madrugada um poderoso anjo apareceu ao lado da minha cama. Jesus Cristo estava atrás dele. Ao olhar para a face do Senhor ali em pé, ele sorriu para mim, mas não disse nada.

O poderoso mensageiro de Deus disse:

— Deus me deu uma missão especial. Fui enviado aqui para levá-la ao céu e mostrar-lhe alguns de seus lu­gares.

Depois de um momento, ele disse novamente:

— Venha ver a glória de Deus!

Imediatamente fui transportada sobrenaturalmen­te de minha casa e vi-me do lado de fora de um dos por­tais do céu, com aquele anjo celestial.

A irresistível beleza do que eu via em volta de mim era por demais emocionante! A vestimenta usada por aquele ser celestial parecia um traje brilhante feito de luz. O anjo tinha asas de forma triangular que resplande­ciam com as cores do arco-íris. Embora eu não estivesse surpresa, estava maravilhada com a indescritível beleza de Deus, que se evidenciava em todas as coisas ao redor.

Em seguida o que vi foi o anjo fazer uma exclamação que foi repetida por ele várias vezes:

— Veja, é a glória de Deus!

O grandioso portal que estava diante de mim era esplendoroso e feito de uma sólida pérola. Grande admi­ração era tudo que eu podia absorver daquela maravilho­sa visão. Nesse ponto não dava para ver o Senhor em lu­gar algum, mas eu estava totalmente arrebatada pela gló­ria celestial.

ENTRANDO NO CÉU

Quando chegamos lá, havia dois anjos enormes pa­rados do lado de fora do portal. Ambos usavam vestimentas resplandecentes e tinham uma espada numa de suas mãos. Seus cabelos eram como fios de ouro e suas faces brilha­vam como a luz.

O anjo que me guiava foi conversar com os dois an­jos guardiões do portal, e eu fiquei ali sozinha. Deslum­brada, pensei: "Oh, quão gloriosos são os portais do céu! Como é maravilhoso ver isto, pessoalmente!" De repente, percebi que eu estava realmente prestes a entrar no céu.

Ao olhar para os anjos do Senhor, deu para ouvir alguma coisa da conversa que eles estavam tendo. Um deles foi para dentro do portal e retornou quase que imediatamente com um pequeno objeto. Era um livro de capa dourada, e dentro dele o que estava escrito era em ouro. Pareceu-me ser um livro sobre a história da minha vida. O meu nome estava gravado na capa:

Mary Kathryn Baxter

Um sorriso de aprovação veio ao rosto dos anjos. Eles abriram o livro. Olharam um para o outro e então disse­ram com uma voz que pude ouvir:

— Ela pode atravessar o portal.

O anjo acompanhou-me através do magnífico portal para dentro do céu.

Repentinamente, uma música encheu todo o ambi­ente. Ela me envolveu completamente. Ela estava sobre mim. Parecia penetrar em todo o meu ser. Ondas após ondas, poderosas e belas, de músicas e canções tomavam toda a paisagem e parecia envolver a tudo e a todos.

Quando entrei na cidade, fiquei mais ainda deslum­brada, a ponto de perder o fôlego. O que eu via naquela incomparável cidade não dá para descrever. Ao meu redor havia as flores mais belas e coloridas que jamais eu tinha visto. Havia inacreditáveis plantas verdes e vegetação por toda a parte. As flores até mesmo pareciam estar sensí­veis às músicas e canções.

A música continuava a envolver-me completamen­te. Era como se eu fosse parte dela. Uma coisa é tentar descrever as maravilhas dessa cidade; e outra, completa­mente diferente, é saber que, um dia, você vai comparti­lhar dessa alegria.

Vi alguns dentre os muitíssimos cidadãos do céu, e observei que usavam mantos. Então este versículo veio à minha mente:

"Regozijar-me-ei muito no Senhor, a minha alma se alegra no meu Deus; porque me cobriu de ves­tes de salvação e me envolveu com o manto de justiça, como noivo que se adorna de turbante, como noiva que se enfeita com as suas jóias."

(Parte 1 de 17)

Comentários