Sinais Vitais

Sinais Vitais

SINAIS VITAIS

  • Profª.: Elane Gomes

  • Senac

  • Temperatura, pulso, respiração e pressão arterial são parâmetros das condições de saúde de um indivíduo.

  • Fatores que interferem nos valores dos sinais vitais: altitude, exercícios físicos intensos, alimentação pesada, idade, estresse, uso de medicamentos e algumas doenças.

Temperatura

  • O valor médio da temperatura corporal humana situa-se em torno de 36ºC. Temperatura corporal igual ou superior a 38ºC, em condições de repouso, é considerada febre.

  • Quando a temperatura corporal ultrapassa 38ºC, caracteriza-se a hipertermia. Para temperaturas inferiores a 35ºC fala-se em hipotermia.

  • A febre pode ser:

  • Intermitente: quando a temperatura corporal aumenta em alguns períodos durante o dia;

  • Remitente: quando a temperatura permanece elevada por um ou mais dias;

  • Recorrente: quando a temperatura se mantém elevada por alguns dias, alternando com vários dias de temperatura normal.

  • Regiões do corpo para mensurar a temperatura: cavidade bucal, reto e axilas.

  • O termômetro é um instrumento utilizado para medir temperaturas e é composto de bulbo (coluna de mercúrio) e corpo (coluna de vidro graduada de 35ºC a 41ºC).

Pulso

  • Os batimentos cardíacos de um adulto jovem oscilam entre 60 e 80 batimentos por minuto (bpm).

  • Quando palpado, o pulso permite avaliar:

  • frequência cardíaca: frequência de pulsação (número de batimentos por minuto);

  • ritmo cardíaco: regularidade das batidas;

  • amplitude ou intensidade: quantidade de sangue bombeado.

  • Alguns dos fatores que influenciam a frequência da pulsação são: atividade física, febre, dor, alteração postural; hemorragias e calor.

  • As artérias mais usuais para a palpação de pulso são: temporal, carótida, braquial, radial, ulnar, femoral, poplítea e dorsal do pé.

Respiração

  • Um adulto, em condições normais, faz entre doze e vinte ciclos respiratórios por minuto (mpm) num padrão regular e ininterrupto. Os recém-nascidos possuem padrão respiratório peculiar com frequência respiratória muito acelerada em relação ao adulto.

  • Os movimentos respiratórios podem avaliar a frequência respiratória, o ritmo e a amplitude.

  • Os fatores que influenciam a frequência respiratória são doenças, idade, estresse, posição corpórea e exercícios físicos.

Pressão Arterial

  • A pressão arterial (PA) é resultante da força exercida pelo sangue nas paredes das artérias, do volume de sangue circulante, da força de contração do coração e da resistência das paredes dos vasos. Tem-se a pressão sistólica, quando ocorre a contração dos ventrículos. E a pressão diastólica, relaxamento.

  • Fatores que interferem nos valores de PA: idade, sexo, esforço físico, postura, fatores climáticos, estresse emocional, medicamentos, obesidade, ansiedade, dor, insuficiência renal crônica e hábitos alimentares.

  • Alterações da PA

  • Hipertensão Arterial: pressão diastólica superior a 100 mmHg;

  • Hipotensão Arterial: pressão sistólica inferior a 60 mmHg.

Comentários