Projeto de um sistema predial de água fria e quente

Projeto de um sistema predial de água fria e quente

(Parte 1 de 6)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA – UFRR DISCIPLINA: INSTALAÇÕES PREDIAIS PROJETO DE INSTALAÇÕES DE ÁGUA FRIA E QUENTE NORMAS DE PROJETO: NBR 5626:1998; NBR 7198:1993

LISTA DE TABELAS3
1. REFERENCIAL TEÓRICO5
2. DADOS DO PROJETO9
3. DIMENSIONAMENTO DO SISTEMA PREDIAL DE ÁGUA FRIA10
3.1. Generalidades10
3.2. Cálculo da capacidade e dimensionamento dos reservatórios10
3.3. Dimensionamento das colunas de distribuição12
3.4. Dimensionamento do barrilete17
3.5. Dimensionamento dos ramais17
3.6. Dimensionamento dos sub-ramais19
3.7. Dimensionamento do encanamento de recalque19
3.8. Dimensionamento do encanamento de sucção20
3.9. Dimensionamento do ramal predial20
3.10. Dimensionamento do hidrômetro20
3.1. Ligação à rede pública (ligação predial)21

SUMÁRIO 3.12. Escolha da bomba de recalque da água .................................................................. 21

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA – UFRR DISCIPLINA: INSTALAÇÕES PREDIAIS PROJETO DE INSTALAÇÕES DE ÁGUA FRIA E QUENTE NORMAS DE PROJETO: NBR 5626:1998; NBR 7198:1993

4. DIMENSIONAMENTO DO SISTEMA PREDIAL DE ÁGUA QUENTE25
4.1. Generalidades25
4.2. Consumo de água quente25
4.3. Dimensionamento das colunas de distribuição26
4.4. Dimensionamento do barrilete30
4.5. Dimensionamento dos ramais31
4.6. Dimensionamento dos sub-ramais32
4.7. Materiais e equipamentos usados em água quente3
5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS34

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA – UFRR DISCIPLINA: INSTALAÇÕES PREDIAIS PROJETO DE INSTALAÇÕES DE ÁGUA FRIA E QUENTE NORMAS DE PROJETO: NBR 5626:1998; NBR 7198:1993

Tabela 1 - Consumo Total Diário10
Tabela 2 - Volume dos reservatórios1
Tabela 3 - Dimensões dos reservatórios12
Tabela 4 - Peças de utilização e seus pesos (Adaptada de CREDER, 2003)12
Tabela 5 - Diâmetro e vazão de cada trecho da coluna AF113
Tabela 6 - Diâmetro e vazão de cada trecho da coluna AF213
Tabela 7 - Diâmetro e vazão de cada trecho da coluna AF314
Tabela 8 - Diâmetro e vazão de cada trecho da coluna AF414
Tabela 9 - Dimensionamento da coluna de distribuição AF116
Tabela 10 - Dimensionamento da coluna de distribuição AF216
Tabela 1 - Dimensionamento da coluna de distribuição AF316
Tabela 12 - Dimensionamento da coluna de distribuição AF417
Tabela 13 - Vazão das colunas de distribuição17
Tabela 14 - Dimensionamento do barrilete17
Tabela 15 - Dimensionamento dos ramais da coluna AF118
Tabela 16 - Dimensionamento dos ramais da coluna AF218
Tabela 17 - Dimensionamento dos ramais da coluna AF318
Tabela 18 - Dimensionamento dos ramais da coluna AF418
Tabela 19 - Dimensionamento dos sub-ramais19
Tabela 20 - Comprimento total na sucção2

LISTA DE TABELAS Tabela 21 - Comprimento total no recalque .......................................................................... 23

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA – UFRR DISCIPLINA: INSTALAÇÕES PREDIAIS PROJETO DE INSTALAÇÕES DE ÁGUA FRIA E QUENTE NORMAS DE PROJETO: NBR 5626:1998; NBR 7198:1993

Tabela 2 - Cálculo do consumo diário de água quente25
Tabela 23 - Peças de utilização e seus pesos (Adaptada de CREDER, 2003)27
Tabela 24 - Diâmetro e vazão de cada trecho da coluna AQ127
Tabela 25 - Diâmetro e vazão de cada trecho da coluna AQ227
Tabela 26 - Diâmetro e vazão de cada trecho da coluna AQ328
Tabela 27 - Diâmetro e vazão de cada trecho da coluna AQ428
Tabela 28 - Dimensionamento da coluna de distribuição AQ129
Tabela 29 - Dimensionamento da coluna de distribuição AQ230
Tabela 30 - Dimensionamento da coluna de distribuição AQ330
Tabela 31 - Dimensionamento da coluna de distribuição AQ430
Tabela 32 - Vazão das colunas de distribuição31
Tabela 3 - Dimensionamento do barrilete31
Tabela 34 - Dimensionamento dos ramais da coluna AQ131
Tabela 35 - Dimensionamento dos ramais da coluna AQ232
Tabela 36 - Dimensionamento dos ramais da coluna AQ332
Tabela 37 - Dimensionamento dos ramais da coluna AQ432

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA – UFRR DISCIPLINA: INSTALAÇÕES PREDIAIS PROJETO DE INSTALAÇÕES DE ÁGUA FRIA E QUENTE NORMAS DE PROJETO: NBR 5626:1998; NBR 7198:1993

1. REFERENCIAL TEÓRICO

Alimentador predial: tubulação compreendida entre o ramal predial e a primeira derivação ou válvula de flutuador do reservatório.

Aparelho Sanitário: Aparelho destinado ao uso de água para fins higiênicos ou para receber dejetos e/ ou águas servidas.

Automático de Bóia: Dispositivo instalado no interior de um reservatório para permitir o funcionamento automático da instalação elevatória entre seus níveis operacionais extremos.

Barrilete: Conjunto de tubulações que se origina no reservatório e do qual se derivam as colunas de distribuição.

Caixa de descarga: Dispositivo colocado acima, acoplado ou integrado às bacias sanitárias ou aos mictórios, destinados à reservação de água para suas limpezas.

Caixa de quebra-pressão: Caixa destinada a reduzir a pressão nas colunas de distribuição.

Coluna de distribuição: Tubulação derivada do barrilete e destinada a alimentar ramais.

Conjunto elevatório: Sistema para elevação de água.

Consumo diário: Valor médio de água consumida num período de 24 horas em decorrência de todos os usos do edifício no período.

Dispositivo antivibratório: Dispositivo instalado em conjuntos elevatórios para reduzir vibrações e ruídos e evitar sua transmissão.

Extravasor: Tubulação destinada a escoar os eventuais excessos de água dos reservatórios e das caixas de descarga.

Inspeção: Qualquer meio de acesso aos reservatórios, equipamentos e tubulações.

Instalação elevatória: conjunto de tubulações, equipamentos e dispositivos destinados a elevar a água para o reservatório de distribuição.

Instalação predial de água fria: Conjunto de tubulações, equipamentos, reservatórios e dispositivos, existentes a partir do ramal predial, destinado ao abastecimento dos

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA – UFRR DISCIPLINA: INSTALAÇÕES PREDIAIS PROJETO DE INSTALAÇÕES DE ÁGUA FRIA E QUENTE NORMAS DE PROJETO: NBR 5626:1998; NBR 7198:1993

pontos de utilização de água do prédio, em quantidade suficiente, mantendo a qualidade da água fornecida pelo sistema de abastecimento.

Interconexão: Ligação, permanente ou eventual, que torna possível a comunicação entre dois sistemas de abastecimento.

Ligação de aparelho sanitário: Tubulação compreendida entre o ponto de utilização e o dispositivo de entrada de água no aparelho sanitário.

Limitador de vazão: Dispositivo utilizado para limitar a vazão em uma peça de utilização.

Nível operacional: Nível atingido pela água no interior da caixa de descarga, quando o dispositivo da torneira de bóia se apresenta na posição fechada e em repouso.

Nível de transbordamento: Nível atingido pela água ao verter pela borda do aparelho sanitário, ou do extravasor no caso de caixa de descarga e reservatório.

Quebrador de vácuo: Dispositivo destinado a evitar o refluxo por sucção da água nas tubulações.

Peça de utilização: Dispositivo ligado a um sub-ramal para permitir a utilização da água.

Ponto de utilização: Extremidade de jusante de um sub-ramal.

Pressão de serviço: É a pressão máxima a que se pode submeter um tubo, conexão, válvula, registro ou outro dispositivo, quando em uso normal.

Pressão total de fechamento: Valor máximo de pressão atingido pela água na seção logo a montante de uma peça de utilização em seguida ao seu fechamento, equivalendo à soma da sobrepressão de fechamento com a pressão estática na seção considerada.

Ramal: Tubulação derivada da coluna de distribuição e destinada a alimentar subramais.

Ramal predial: Tubulação compreendida entre a rede pública de abastecimento e a instalação predial. O limite entre o ramal predial deve ser definido pelo regulamento da concessionária de água local.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA – UFRR DISCIPLINA: INSTALAÇÕES PREDIAIS PROJETO DE INSTALAÇÕES DE ÁGUA FRIA E QUENTE NORMAS DE PROJETO: NBR 5626:1998; NBR 7198:1993

Rede predial de distribuição: Conjunto de tubulações constituído de barriletes, colunas de distribuição, ramais e sub-ramais, ou de alguns destes elementos.

Refluxo: Retorno eventual e não previsto de fluídos, misturas ou substâncias para o sistema de distribuição predial de água.

Registro de fecho: Registro instalado em uma tubulação para permitir a interrupção da passagem de água.

Registro de utilização: Registro instalado no sub-ramal, ou no ponto de utilização, destinado ao fechamento ou regulagem da vazão da água a ser utilizada.

Regulador de vazão: Aparelho intercalado numa tubulação para manter constante sua vazão, qualquer que seja a pressão a montante.

Reservatório hidropneumático: Reservatório para ar e água destinado a manter sobre pressão a rede de distribuição predial.

Reservatório inferior: Reservatório intercalado entre o alimentador predial e a instalação elevatória, destinado a reservar água e a funcionar como poço de sucção da instalação elevatória.

Reservatório superior: Reservatório ligado ao alimentador predial ou á tubulação de recalque, destinado a alimentar a rede predial de distribuição.

Retro-sifonagem: Refluxo de águas servidas, poluídas ou contaminadas, para o sistema de consumo, em decorrência de pressões negativas.

Separação atmosférica: Distância vertical, sem obstáculos e através da atmosfera, entre a saída de água da peça de utilização e o nível de transbordamento dos aparelhos sanitários, caixas de descarga e reservatórios.

Sistema de abastecimento: Rede pública ou qualquer sistema particular de água que abasteça a instalação predial.

Sobrepressão de fechamento: Maior acréscimo de pressão que se verifica na pressão estática durante e logo após ao fechamento de uma peça de utilização.

Subpressão de abertura: Maior decréscimo de pressão que se verifica na pressão que se verifica na pressão estática logo após a abertura de uma peça de utilização.

(Parte 1 de 6)

Comentários