Plano de Negocio

Plano de Negocio

SUMÁRIO

1. PLANO DE NEGÓCIO 2

1.1 O que é um Plano de Negócio 2

1.2 Objetivo do Plano de Negócio 2

1.3 Estrutura de um Plano de Negócio 3

2. EXEMPLO DE UM PLANO DE NEGÓCIO 6

3. ANÁLISE 7

4. REFERÊNCIAS 9

  1. PLANO DE NEGÓCIO

1.1O que é um Plano de Negócio

Segundo Sebrae, um plano de negócio é um documento que descreve por escrito os objetivos de um negócio e quais passos devem ser dados para que esses objetivos sejam alcançados, diminuindo os riscos e as incertezas. Um plano de negócio permite identificar e restringir seus erros no papel, ao invés de cometê-los no mercado.

O plano de negócio pode ser definido como um resumo escrito da maneira como o empreendedor pretende atingir suas metas e administrar os recursos necessários para que obtenha o sucesso desejado, transformando-o num plano de sucesso (Ferreira, 2003).

Para Felipini, um plano de negócio é basicamente um instrumento de planejamento, no qual as principais variáveis envolvidas em um futuro empreendimento são apresentadas de forma organizada.

Assim, o Plano de Negócio pode ser definido como um documento de planejamento, elaborado de acordo com as necessidades de cada empreendimento, capaz de nos mostrar toda a viabilidade e estratégias deste, do ponto de vista estrutural, administrativo, estratégico, mercadológico, técnico, operacional e financeiro.

1.2Objetivo do Plano de Negócio

Segundo Ferreira (2003), “o plano de negócio serve para orientar o empreendedor a iniciar uma atividade econômica ou expandir o seu negócio numa tomada de decisões estratégica que minimize os riscos já identificados. Não se trata de alguma receita de bolo e não garante sucesso empresarial, mas seguramente, diminui, e muito, os riscos de fracasso ou insucesso”.

Para a maioria dos empreendedores, a elaboração do plano de negócios tem como principal objetivo a apresentação do empreendimento a possíveis futuros parceiros comerciais como sócios, incubadoras e investidores. Mas o principal benefício da montagem de um plano de negócio está no conhecimento adquirido pelo próprio empreendedor durante esse processo.

Desde que levada a sério, a elaboração do plano de negócios induz a realização do planejamento de forma organizada, forçando o empreendedor à reflexão. Questões como: quem é o comprador de meu produto? É possível produzi-lo a um custo comercialmente viável? Meu projeto é lucrativo? E inúmeras outras questões a serem analisadas, são determinantes para o sucesso ou fracasso do empreendimento e a busca por essas respostas tem boas chances de gerar conhecimento para o empreendedor, diminuindo incertezas e conseqüentemente os riscos para o empreendedor.

1.3Estrutura de um Plano de Negócio

O Plano de Negócio é composto por várias seções que se relacionam e permitem um entendimento global do negócio de forma escrita e em poucas páginas. A seguir, encontra-se uma descrição resumida, mas sem perder a essência, de cada uma das seções do Plano de Negócio.

Capa

A capa, apesar de não parecer, é uma das partes mais importantes do Plano de Negócio, pois é a primeira coisa que é visualizada por quem lê o seu Plano de Negócio, devendo portanto ser feita de maneira limpa e com as informações necessárias e pertinentes.

Sumário

O sumário deve conter o título de cada seção do Plano de Negócio e a página respectiva onde se encontra.

Sumário Executivo

O Sumário Executivo é a principal seção do seu Plano de Negócio. Através do Sumário Executivo é que o leitor decidirá se continua ou não a ler o seu Plano de Negócio. Portanto, deve ser escrito com muita atenção, revisado várias vezes e conter uma síntese das principais informações que constam em seu Plano de Negócio. Deve ainda ser dirigido ao público alvo do seu Plano de Negócio e explicitar qual o objetivo do Plano de Negócios em relação ao leitor (ex.: requisição de financiamento junto a bancos, capital de risco, apresentação da empresa para potenciais parceiros ou clientes etc.). O Sumário Executivo deve ser a última seção a ser escrita, pois depende de todas as outras seções do plano para ser feita. - Planejamento Estratégico do Negócio A seção de planejamento estratégico é onde você define os rumos de sua empresa, sua situação atual, suas metas e objetivos de negócio, bem como a descrição da visão e missão de sua empresa. É a base para o desenvolvimento e implantação das demais ações de sua empresa.

Descrição da Empresa

Nesta seção você deve descrever sua empresa, seu histórico, crescimento/faturamento dos últimos anos, sua razão social, impostos, estrutura organizacional, localização, parcerias, serviços terceirizados etc.

Produtos e Serviços

Nesta seção do seu Plano de Negócio você deve descrever quais são seus produtos e serviços, como são produzidos, ciclo de vida, fatores tecnológicos envolvidos, pesquisa e desenvolvimento, principais clientes atuais, se detém marca e/ou patente de algum produto etc.

Análise de Mercado

Na seção de Análise de Mercado, você deverá mostrar que conhece muito bem o mercado consumidor do seu produto/serviço (através de pesquisas de mercado): como está segmentado, as características do consumidor, análise da concorrência, a sua participação de mercado e a dos principais concorrentes, os riscos do negócio etc.

Plano de Marketing

O Plano de Marketing apresenta como você pretende vender seu produto/serviço e conquistar seus clientes, manter o interesse dos mesmos e aumentar a demanda. Deve abordar seus métodos de comercialização, diferenciais do produto/serviço para o cliente, política de preços, projeção de vendas, canais de distribuição e estratégias de promoção/comunicação e publicidade.

Plano Financeiro

A seção de finanças deve apresentar em números todas as ações planejadas de sua empresa e as comprovações, através de projeções futuras (quanto precisa de capital, quando e com que propósito), de sucesso do negócio. Deve conter itens como fluxo de caixa com horizonte de 3 anos, balanço, ponto de equilíbrio, necessidades de investimento, lucratividade prevista, prazo de retorno sobre investimentos etc.

Anexos

Esta seção deve conter todas as informações que você julgar relevantes para o melhor entendimento de seu Plano de Negócio. Por isso, não tem um limite de páginas ou exigências a serem seguidas. A única informação que você não pode esquecer de incluir é a relação dos curriculum vitae dos sócios da empresa. Poderá ser anexadas ainda informações como fotos de produtos, plantas da localização, roteiro e resultados completos das pesquisas de mercado que você realizou, material de divulgação de seu negócio, folders, catálogos, estatutos, contrato social da empresa, planilhas financeiras detalhadas etc.

  1. EXEMPLO DE UM PLANO DE NEGÓCIO

  1. ANÁLISE

Com o plano de negócio percebe-se que a FaroFino tem o público-alvo bem definido, onde tem o perfil de cada usuário e a porcentagem de cada um. Para saber qual será o público a ter atenção maior da organização. A maioria dos fornecedores se concentra no estado de São Paulo, e uma pequena maioria no restante do Brasil, tendo empresas de pequena, média e grande porte. Ao longo dos anos percebe-se que terá um aumento significativo de vendas para o restante do país, tendo um equilíbrio maior de 50% entre São Paulo e o restante do pais.

A FaroFino teve a preocupação em conhecer a necessidade dos consumidores. Eles estão muito mais exigentes, ainda mais por ser uma compra feita pela internet, onde não pode se ter contato direto com o produto ou manter contato com o fornecedor diminuindo as chances de conseguir menores preços. Por isso, a FaroFino tem a preocupação de aumentar o contato entre consumidores de fornecedores. E assim, todos terão benefícios com a praticidade do site FaroFino.

No organograma a divisão das áreas chaves da estrutura funcional subdivide em Administração financeira, marketing (venda), tecnologia. O processo de negocio já subdivide em valores dentre eles na área de logística interna, operações, logística externa, serviço, marketing e vendas.

Os recursos humanos visa o desempenho total da equipe incentivando com treinamentos e premiação por produtividade. Os fornecedores de serviços têm uma relação de troca (em que o funcionário do faro fino vai para o fornecedor para se adaptar), porém ter terceirização de serviços na área de telemarketing, assessoria contábil e jurídica.

A empresa encontra-se em fase start-up, onde a infra-estrutura necessária para acomodar e dar suporte as ações de todas as áreas correspondentes não se encontra disponível. Está localizada em São Carlos e São Paulo. A tecnologia dos materiais de informação da sustentação aos requisitos de velocidade de acesso, confiabilidade e confiança. Possui servidor próprio e compartilha os recursos do provedor.

Quanto à estratégia de crescimento o PN apresenta uma análise SWOT, na qual é descrito os pontos fortes (pioneirismo, conhecimento do negócio) e fracos (empresa descapitalizada e modelo fácil de ser produzido), oportunidades (ser o first mover neste modelo de negócio) e ameaças (concorrência e novo participante), posteriormente determinaram-se os fatores críticos para o sucesso do negócio: pioneirismo, conhecimento do negócio e do mercado, equipe e capitalização da empresa. Foram definidos caminhos para atingir o objetivo de aumentar o Market Share e, também, foi feito um cronograma de ações a serem desenvolvidas, fim de controlar quando serão realizadas.

Na previsão dos resultados econômicos e financeiros, foram apresentados toda a evolução dos gastos e das receitas, espera-se uma margem de lucro líquido positivo já no segundo ano e um caixa positivo a partir do 29º mês, cabe ressaltar a taxa de retorno que é de 86% a.a. Com uma taxa de desconto de 20% a.a. o VPL fica em torno de 6,6 milhões e o PAYBACK em 32 meses. Com uma taxa de desconto mais pessimista de 25% a.a. o VPL passa para 4,7 milhões e o PAYBACK para 34 meses. Analisando esse quadro pode-se dizer que o VPL diminuiu significativamente quando a taxa de desconto foi de 25% a.a., em contrapartida a diferença do PAYBACK aumentou muito pouco.

Em geral, o Plano de Negócio apresentado nos mostra um investimento que podemos destacar a rentabilidade, retorno de investimento e lucratividade, inserida num mercado promissor sendo a primeira empresa a testar esse modelo de negócio.

  1. REFERÊNCIAS

FELIPINI, Dailton. Para que serve, afinal, o plano de negócios. Disponível em: <http://www.ecommerceorg.com.br/Artigos/plano_de_negocios_para_que.htm>. Acessado em: 21 jun. 2008.

FERREIRA, Plínio J. F. O QUE É PLANO DE NEGÓCIO? Disponível em: <http://www.catho.com.br/jcs/inputer_view.phtml?id=5506>. Acessado em: 21 jun. 2008.

SEBRAE. Como elaborar um plano de negócio. Retirado em: <www.ead.sebrae.com.br>. Acessado em: 21 jun. 2008.

SEBRAE. Iniciando um Pequeno Grande NegócioIPGN. Retirado em: <www.ipgn.iea.com.br>. Acessado em: 21 jun. 2008.

Comentários