Instituição: Unifacs

Curso: Ciência da Computação

Disciplina: Introdução à Computação

Turma: 5

TECNOLOGIA

BLUETOOTH

Aluno: Luiz Anderson da Silva Dias

  1. INTRODUÇÃO

O Bluetooth é um padrão de comunicação sem-fio de baixo consumo de energia e de curto alcance, permitindo interação de forma simples, rápida, segura e barata entre os dispositivos compatíveis. Os dispositivos usam um sistema de comunicação via rádio.

Com esta inovação é possível trocar dados entre os dispositivos eletrônicos como computadores, Palmtops, scanners, impressoras, celulares, equipamentos de escritório, enfim, qualquer aparelho que possua um chip Bluetooth. Este trabalho esta organizado da seguinte forma: na sessão 2 é apresentado uma visão técnica do dispositivo. Na sessão 3 esta os meio de comunicação, como cada parte do processo funciona integrado com o objetivo de criar o canal de comunicação.Sessão 4 ficará com

  1. ESTRUTURA DO PERIFÉRICO

Equipamentos utilizando tecnologia "Bluetooth" terão basicamente um chip que é um micro rádio transceptor ("Bluetooth Radio"). Seu modelo arquitetônico é basicamente dois componentes: um transceiver(hardware) e uma pilha de protocolos(softwares). Esta arquitetura possibilita a conexão e troca de dados entre estes dispositivos.

A freqüência utilizada pelos dispositivos “Bluetooth” opera em uma faixa de rádio não licenciada ISM (industrial, scientific, medical) entre 2.4 GHz e 2.485 GHz, o protocolo divide a faixa em 79 canais e muda de canal até 1600 vezes por segundo. O sistema emprega um mecanismo denominado frequency hopping, que “salta” constantemente de freqüência para combater interferência e enfraquecimento do sinal[x], assim possibilitando o mínimo de ruído possível e aumentando o nível de segurança.

Uma piconet é uma rede Blootooth formada por até 8 dispositivos, sendo 1 mestre e os demais escravos. Todos os dispositivos estão sincronizados ao relógio e seqüência de salto de freqüência (hopping) do mestre.

Quando um dispositivo se conecta a mais de uma piconet, cria-se um Scatternet. Envolvimento em uma scaternet não implica necessariamente em qualquer função ou capacidade de roteamento no dispositivo Bluetooth. O Bluetooth não oferece esta funcionalidade, sendo esta responsabilidade de protocolos de mais alto nível.

A especificação Bluetooth define como dispositivo Bluetooth são agrupados para propósito de comunicação. Levando em consideração o alcance das ondas de rádio dos dispositivos Bluetooth, estes são classificados em três classes:

  • Classe 3 – alcance de no máximo 1 metro;

  • Classe 2 – alcance de no máximo 10 metros;

  • Classe 1 – alcance de no máximo 100 metros.

O padrão Bluetooth, foi desenvolvido para atender o segmento das PAN’s (Private Area Network), com um alcance máximo de 100 metros, mas atualmente é utilizada em situações com alcances bem mais restritos. Na Figura 2 podemos observar um infográfico, que situa o uso da tecnologiaBluetooth, perante as outras tecnologias de acesso sem fio disponíveis.

  1. FUNCIONAMENTO DO PERIFÉRICO

Os dispositivos Bluetooth conecta-se a uma piconets. Quando os piconets múltiplos são interconectados, criam redes wireless chamadas scatternets. A figura ao lado ilustra um piconet formado pelos nós A, D, K, L, M, e G, que interage com um outro piconet formado pelos nós H, E, C, K e L. Estes dois piconets compartilham os nós K e L, e juntos formam um scatternet.

Os dispositivos de Bluetooth têm quatro estados básicos de operação:

  • Mestre (Master) - No controle de um piconet (nós A e H);

  • Escravo Ativo (Active slave) - Conectado participando ativamente de uma rede piconet, monitorando ou participando;

  • Escravo Passivo (Passive slave) – Continua logicamente parte de uma piconet, mas em modo de baixa prioridade; ocasionalmente monitorando a rede, permanece sincronizado;

  • Em espera (Standby) - Não está conectado a um piconet, aguardando ocasionais pedidos de outros dispositivos, não sincronizado com o resto da rede (nós B, J, I, e F).

  1. CONCLUSÃO

A tecnologia Bluetooth ainda é muito nova, porém se tornou muito difundida no mercado devido sua proposta e seu custo baixo. Apesar de sua estrutura ser sem fio, não é possível transferência de dados muito grande. Sua transferência de dados e áudio tem qualidade de wireless.

O Bluetooth utiliza uma freqüência não regulamentada e que torna possível seu uso em qualquer lugar do mundo (ad hoc device connection).

A empresa norueguesa Bluetooth SIG lançou oficialmente seu novo protocolo de conexão wireless, o Bluetooth 3.0. O novo protocolo de comunicação propôs maior velocidade por utilizar o padrão de comunicação wi-fi, quando se tratar de transferências maiores. Está regra aplicada no Bluetooth 3.0 visa economizar energia, pois quando se tratar de dados pequenos será aproveitado a estrutura da versão anterior. Quanto a segurança, utiliza uma especificação chamada de MAC/PHY que é a mesma usada no wi-fi.

  1. REFERÊNCIAS

[1] Wikipédia. Bluetooth. Disponível em < http://pt.wikipedia.org/wiki/Bluetooth>. Último acesso em 14 de junho de 2010.

[2]Eletronica.org. Bluetooth. Disponível em <http://www2.eletronica.org/artigos/eletronica-digital/bluetooth>. Último acesso em 14 de junho de 2010.

[3] Siqueira, Thiago Senador. Bluetooth – Características, protocolos e funcionamento. Disponível em

< http://www.ic.unicamp.br/~ducatte/mo401/1s2006/T2/057642-T.pdf>. Último acesso em 14 de junho de 2010.

[4] Kobayashi, Carlos Yassunori. A Tecnologia Bluetooth e aplicações. Disponível em

< http://grenoble.ime.usp.br/movel/monografia_bluetooth.pdf>. Último acesso em 14 de junho de 2010.

Comentários