Modelos de saude e doença (epidemiologia)

Modelos de saude e doença (epidemiologia)

MODELOS DE SAÚDE-DOENÇA

MODELOS

  • São construções teóricas que nos permitem refletir melhor sobre a realidade, sabendo-se que essa última, com suas grandes contradições, é mais rica, mais profunda que os modelos explicativos.

MODELOS DE SAÚDE-DOENÇA

  • Modelo Biomédico

  • Modelo Processual

  • Modelo Sistêmico

MODELO BIOMÉDICO

  • Conceito de saúde e doença:

    • Saúde: não é só a ausência da doença, mas o completo bem-estar físico, mental, moral e social do indivíduo. (OMS*)
    • Doença:
      • “desajuste ou falha nos mecanismos de adaptação do organismo ou uma ausência de reação aos estímulos a cuja ação está exposto (...) processo que conduz a uma perturbação da estrutura ou da função de um órgão, de um sistema ou de todo um organismo ou de suas funções vitais”
    • (Jénicek e Cléroux,1982)

MODELO BIOMÉDICO

    • Considera a doença como resultante da agressão de um agente etiológico a um organismo.
    • Doenças infecciosas e parasitárias

MODELO BIOMÉDICO

  • Conceito de doença

  • Perspectivas:

    • Patologia Etiopatogenia
    • Clínica Sinais e Sintomas

MODELO BIOMÉDICO

  • Patologia :

    • Divisão da Etiopatogenia:
      • INFECCIOSA – gripe, dengue, malária, hepatite.
      • NÃO INFECCIOSA – diabetes, hipertensão, doença coronariana, abuso de drogas, violência.

MODELO BIOMÉDICO

  • Clínico:

  • (duração das alterações, disfunções e sintomas)

      • Doenças agudas – são as doenças de curta duração. Ex: gripe, dengue, malária.
      • Doenças crônicas – são as doenças que se desenvolve por longo período.Ex: diabetes, hipertensão, doença coronariana.

MODELO BIOMÉDICO

  • Conceitos em Doenças infecciosas:

    • Infecção: é a penetração, desenvolvimento e multiplicação de um patógeno no organismo de uma pessoa ou animal.
    • Infestação: alojamento, desenvolvimento, e reprodução de artrópodes na superfície do corpo ou nas vestes de pessoas, sem penetração do meio interno do organismo

MODELO BIOMÉDICO

  • Conceitos em Doenças infecciosas:

    • Agente infeccioso: um ser vivo com variado grau de complexidade biológica (vírus, bactérias, fungos)
    • Doença transmissível: (OPAS,1983) causada por agente infeccioso específico, ou seus produtos tóxicos, que se manifesta pela transmissão desse agente ou de seus produtos

MODELO BIOMÉDICO

  • Conceitos em Doenças infecciosas:

    • Doença contagiosa: doenças infecciosas cujos agentes etiológicos se difundem por meio do contato direto com os indivíduos infectados.
    • Ex: sarampo, gripe, tuberculose ≠tétano.

MODELO BIOMÉDICO

  • Propriedades dos patógenos:

  • (relação com o hospedeiro e conseqüente surgimento da doença)

    • Infectividade: capacidade que certos organismos têm de penetrar e de se desenvolver ou se multiplicar no novo hospedeiro, ocasionando uma infecção.
    • Patogenicidade: é a capacidade de o agente infeccioso, uma vez instalado no organismo do homem e de outros animais, produzir sintomas em maior ou menor proporção dentre os hospedeiros infectados.

MODELO BIOMÉDICO

  • Propriedades dos patógenos:

  • (relação com o hospedeiro e conseqüente surgimento da doença)

    • Virulência: capacidade de um bioagente produzir casos graves ou fatais – produção de toxinas e capacidade de multiplicação.
    • Imunogenicidade: é a capacidade que o bioagente tem de induzir imunidade no hospedeiro.

MODELO BIOMÉDICO

  • Formas de manifestação das doenças:

    • Manifesta: é a doença que apresenta todas as características semiológicas que lhe são típicas.
    • Abortiva: nem todos os sinais da doença estão presentes e são de menor intensidade.

MODELO BIOMÉDICO

  • Formas de manifestação das doenças:

    • Inaparente (subclínica): o indivíduo não apresenta os sinais e sintomas clínicos manifestos. (MUITO IMPORTANTE)
    • Período de incubação: é o intervalo de tempo entre a exposição do indivíduo a um agente infeccioso e o aparecimento de sinais e sintomas da doença.

MODELO BIOMÉDICO

  • Formas de manifestação das doenças:

    • Período de transmissibilidade: é o intervalo no qual o agente infeccioso pode ser transferido, direta ou indiretamente, de um indivíduo infectado a outro.

MODELO BIOMÉDICO

  • Doenças não infecciosas:

    • Geralmente doenças crônicas
    • Dificuldade de causa (vários fatores ou múltiplas causas)
    • Maior uso do termo: RISCO
    • Importância dos fatores sócioeconômico-culturais.
    • Diferentes graus de suscetibilidade

MODELO BIOMÉDICO

  • Doenças não infecciosas:

    • TIPOS DE EXPOSIÇÃO:
    • Exposição aguda: o fator de risco se apresenta em alta concentração. Ex: radiação
    • Exposição reiterada e intermitente ao fator de risco por algum tempo. Ex: fumaça de cigarro, álcool.
    • Exposição Múltipla a vários fatores de risco que atuam sinergicamente.Ex: Dst, múltiplos partos, fumo levando a câncer de colo uterino.
    • Obs:período de latência longo

MODELO PROCESSUAL

MODELO PROCESSUAL

  • É o que se chama História Natural da Doença (HND):

    • Conjunto de processos interativos que cria o estímulo patológico no meio ambiente, ou em qual quer outro lugar, passando pela resposta do homem ao estímulo, até as alterações a um defeito, invalidez, recuperação ou morte.

MODELO PROCESSUAL

  • Períodos da História Natural da Doença:

    • PRÉ-PATOGÊNESE: inter-relações dinâmicas entre o condicionamento ecológico e socioeconômicos-culturais e condições intrínsecas do sujeito, até o estabelecimento de fatores propícios à instalação da doença.
    • PATOGÊNESE: são as alterações físico-químicas que ocorrem com o estabelecimento da doença ou agressão.

MODELO PROCESSUAL

  • Fatores da pré-patogênese:

    • Agentes físicos e químicos: interagem com a célula: radiação, benzeno, mercúrio
    • Biopatógenos: ação direta sobre o meio interno: ancilostomídeos, nematódeos. (Expoliação e anemia)
    • Agentes Nutricionais: deficiência alimentar: carência de vit.A, vit.C. Excesso alimentar: obesidade.

MODELO PROCESSUAL

  • Fatores da pré-patogênese:

    • Agentes genéticos: são intrinsecos: trissomia do cromossomo 21 (Down), Trissomia do 13 (Patal).
    • Determinantes econômicos: precárias condições de vida por falta de dinheiro.
    • Determinantes culturais: preconceito, hábitos alimentares, comportamento (defecar perto de lagos – esquistossomose)

MODELO PROCESSUAL

  • Fatores da pré-patogênese:

    • Determinantes ecológicos: situações ecológicas desfavoráveis (naturais ou produzidas): Viver em São Paulo
    • Determinantes biológicos: fazem parte do ecossistema:mosquito da dengue, caramujo.
    • Determinantes psicossociais: falta de cuidados maternos, condições sociais, desemprego, carências afetivas.

MODELO PROCESSUAL

  • Críticas ao modelo:

    • Determinação dos fenômenos da saúde não se restringe à casualidade das patologias (patogênese);
    • História Natural das Doenças de maneira nenhuma é natural.

MODELO SISTÊMICO

Modelo Sistêmico

  • O que é sistema?

    • “um conjunto de elementos, de tal forma relacionados, que uma mudança no estado de qualquer elemento provoca mudança no estado dos demais elementos”

Modelo Sistêmico

  • Quando o sistema envolve seres vivos e inanimados?

    • ECOSSISTEMA
      • Ex: Escherichia coli – flora intestinal – vitamina B.

Modelo Sistêmico

  • Sistema epidemiológico:

    • Sistema formado pelo ambiente, população economia e cultura. (San Martin, 1981).
      • Ambiente
      • Velocidade de Industrialização
      • Educação
      • Desigualdades sócio-econômicas
      • Participação comunitária
      • Responsabilidades individuais e coletivas

Modelo Sistêmico

  • Sistema epidemiológico:

    • Conjunto formado por agente suscetível e pelo ambiente, dotado de uma organização interna que regula as interações determinantes da produção de doenças, juntamente com os fatores vinculados a cada um dos elementos do sistema.

Modelo Sistêmico

  • AGENTE ≠ fator etiológico

    • Hanseníase – Mycobacterium leprae
    • Saturnismo – chumbo
    • Meningite meningocócica– Neisseria meningitidis
    • Meningite pneumocócica– Streptococcus peneumoniae
    • Doença coronariana - ???
    • Diabetes - ???
    • Câncer - ???
    • O agente pode ser um micoorganismo, um poluente químico ou um gene.

Modelo Sistêmico

  • RELAÇÃO HOSPEDEIRO X BIOAGENTE PATOGÊNICO

    • RESISTÊNCIA
    • SUSCETIBILIDADE
    • IMUNIDADE – Tipos: passiva humoral; ativa

Modelo Sistêmico

    • Múltiplos determinantes dos fenômenos da saúde-doença
    • Fatores:
    • Biopsicológicos
    • Socioeconômicos
    • Culturais

Comentários