Seminário sobre mineração

Seminário sobre mineração

Mineração

Sumário

  • 1- INTRODUÇÃO.

  • 2- CONCEITO.

  • 3- NORMATIZAÇÃO.

  • 4- TIPO DE MINERAÇÃO:

  • 4.1- MINAS A CÉU ABERTO;

  • 4.2- MINAS SUBTERRÂNEAS;

  • 4.3- DISPOSIÇÃO DE ESTÉRIO;

  • 4.4- DISPOSIÇÃO DE REJEITOS;

  • 5- MINERAÇÃO X MEIO AMBIENTE.

  • 6- IMPACTOS AMBIENTAIS DA ATIVIDADE DE MINERAÇÃO.

  • 7- CONSEQUÊNCIAS DEGRADANTES NA EXTRAÇÃO.

  • 8- DESATIVAÇÃO DE ÁREAS DE MINERAÇÃO.

  • 9- MEDIDAS DE RECUPERAÇÃO E REABILITAÇÃO AMBIENTAL.

Introdução

  • O progresso material, técnico e cultural da civilização estiveram sempre estreitamente ligado à exploração dos recursos minerais, atividade exercida pelo homem desde a pré-história, como testemunham as galerias e túneis encontrados por arqueólogos em numerosos portos da Europa e que datam do período neolítico.

  • A mineração, representada pelos produtos por ela gerados, está presente no cotidiano da sociedade de forma relevante e praticamente indispensável. O ser humano depende, por ano, de 400 a 500kg de insumos do reino animal e, de acordo com o nível de desenvolvimento do país onde vive, consome entre 2000 a 20000kg de insumos de origem mineral.

Introdução

  • A atividade de extração em si é responsável por apenas 5% do Produto Interno Bruto brasileiro (PIB), porém, se considerarmos as etapas de transformação de bens minerais (fases onde o produto é beneficiado para posterior aproveitamento industrial), esse valor sobe para aproximadamente 26%.

Conceito

  • Mineração é um termo utilizado para a extração e beneficiamento de minerais que se encontram em estado natural sólidos, líquidos e gasosos. Numa visão mais abrangente, inclui a exploração de minas subterrâneas e a céu aberto, pedreiras e poços, e todos os processos complementares para beneficiar e preparar minérios e outros minerais brutos para que sejam comercializados.

Normatização

  • Decreto Lei nº 227 de 28 de fevereiro de 1967

  • Conhecido como Código de Mineração.

  • Regulamenta e disciplina a administração dos recursos minerais pela União, a industria de produção mineral e a distribuição, o comércio e o consumo de produtos minerais no Brasil.

  • Lei nº 9605 de 12 de fevereiro de 1998

  • Conhecida como Lei de Crimes Ambientais

  • NR 22 – Norma regulamentadora 22

  • Saúde e Segurança Ocupacional na Mineração

Termos Técnicos na Mineração:

  • Beneficiamento ou tratamento: Processamento da substância mineral extraída, preparando-a com vistas à sua utilização industrial posterior.

  • Bota-fora: Local para deposição do estéril da mina e, às vezes, para o rejeito da usina de beneficiamento.

  • Capeamento: Camada estéril que recobre a jazida mineral e que deve ser retirada para efeito de extração do minério na lavra a céu aberto

Tipo de Mineração

  • MINAS A CÉU ABERTO

  • MINAS SUBTERRÂNEA

  • DISPOSIÇÃO DE ESTÉRIL

  • DISPOSIÇÃO DE REJEITOS

Tipo de Mineração Mina a céu aberto

Tipo de Mineração Mina subterrânea

Tipo de Mineração Disposição de estéril

Tipo de Mineração Disposição de rejeito

Mineração X Meio Ambiente

  • A mineração causa destruição completa da área da jazida, e das áreas usadas para depósito de estéril e bacias de rejeito. Esses impactos provocam alterações sobre a água, o ar, o solo, o subsolo e a paisagem como um todo, desequilibrando processos dinâmicos ambientais, os quais são sentidos por toda população, pois as terras alteradas estarão modificadas para sempre.

Mineração X Meio Ambiente

Impactos Ambientais da Atividade de Mineração

Impactos Ambientais da Atividade de Mineração

  • ASSIM COMO TODA EXPLORAÇÃO DE RECURSO NATURAL, A ATIVIDADE DE MINERAÇÃO PROVOCA IMPACTOS NO MEIO AMBIENTE SEJA NO QUE DIZ RESPEITO À EXPLORAÇÃO DE ÁREAS NATURAIS OU MESMO NA GERAÇÃO DE RESÍDUOS.

  • OS PRINCIPAIS PROBLEMAS ORIUNDOS DA MINERAÇÃO PODEM SER ENGLOBADOS EM CINCO CATEGORIAS: POLUIÇÃO DA ÁGUA, POLUIÇÃO DO AR, POLUIÇÃO SONORA, SUBSIDÊNCIA DO TERRENO, INCÊNDIOS CAUSADOS PELO CARVÃO E REJEITOS RADIOATIVOS.

Consequências da Mineração no Meio Ambiente

  • DEGRADAÇÃO DA PAISAGEM

  • RUIDOS E VIBRAÇÃO

  • TRÁFEGO DE VEÍCULOS

  • POEIRAS E GASES

  • CONTAMINAÇÃO DAS ÁGUAS

  • REJEITO E ESTÉRIO

Consequências da Mineração no Meio Ambiente

Consequências da Mineração no Meio Ambiente

Tipos de Extrações e Consequências Degradantes

  • EXTRAÇÃO DE CARVÃO

  • MINERAÇÃO DE OURO

  • CHUMBO, ZINCO E PRATA

  • AGREGADOS PARA CONSTRUÇÃO CIVIL

  • GARIMPOS

Medidas de Recuperação e Reabilitação Ambiental

  • AS MEDIDAS DE RECUPERAÇÃO VISAM CORRIGIR IMPACTOS AMBIENTAIS NEGATIVOS, VERIFICADOS EM DETERMINADA ATIVIDADE MINEIRA, E EXIGEM SOLUÇÕES ESPECIAIS ADAPTADAS ÀS CONDIÇÕES JÁ ESTABELECIDAS. ESSAS SOLUÇÕES, GERALMENTE UTILIZADAS EM MINERAÇÃO, RESPALDAM-SE EM OBSERVAÇÕES DE CAMPO E LITERATURA TÉCNICA E NÃO RARAMENTE ENVOLVEM ASPECTOS DO MEIO FÍSICO.

Desativação de Áreas de Mineração

  • GERALMENTE A NECESSIDADE DE RECUPERAÇÃO DE UMA ÁREA MINERADA ESTÁ DIRETAMENTE RELACIONADA À DESATIVAÇÃO, TOTAL OU PARCIAL, DE UM EMPREENDIMENTO DE MINERAÇÃO. AS PRINCIPAIS RAZÕES PARA ESSA DESATIVAÇÃO PODEM SER:

  • EXAUSTÃO

  • OBSOLESCÊNCIA

  • MERCADO

  • IMPACTOS AMBIENTAIS

Estratégias de desativação de uma área de mineração

  • ESTRATÉGIA CORRETIVA

  • ESTRATÉGIA PREVENTIVA OBJETIVA

  • ESTRATÉGIA PROATIVA

Procedimentos para desativação de mineradoras

  • ESSES PROCEDIMENTOS VISAM CARACTERIZAR A SITUAÇÃO EM QUE SE ENCONTRA O EMPREENDIMENTO, ASSIM COMO DEFINIR O MELHOR CAMINHO PARA A DESATIVAÇÃO DESTE, CONSIDERANDO A NECESSIDADE DE MEDIDAS DE RECUPERAÇÃO AMBIENTAL E MONITORAMENTO.

  • Objetivos da reutilização da área minerada:

  • Caracterização preliminar do sítio minerado:

  • Caracterização detalhada do sítio minerado:

  • Plano de desmontagem e recuperação ambiental:

  • Ensaios comprobatórios:

  • Relatório final e documentação:

Comentários