fisiologia do sietema muscular

fisiologia do sietema muscular

(Parte 1 de 3)

Fisiologia do Sistema Muscular

Profa.: Aline de Albuque rque

Tecido Muscular

40-50%dopesocorporaltotal.

Tipos:

Muscular esquelético: Fixadoaosossose move aspartesdoesqueleto.Estriadoevoluntário.

Muscular cardíaco: Maior parte da parede do coração.Estriadoeinvoluntário.

Muscular liso: Processos internos.

Revestimento das paredesinternas ocas(vasos, estômagoeintestinos).Involuntário.

1)Movimentação do corpo: Caminhada, corrida e ações localizadas funcionamento integrado dos ossos,articulaçõese músculosesqueléticos.

2) Movimento desubstâncias dentro docorpo:

Músculocardíaco sanguenocoraçãoevasos Músculoliso alimentosno TGI,espermatozóidese óvulonossist.genitaiseurinanosist.urinário.

3) Estabilização das posições do corpo e regulação do volume dos órgãos: posições corporais e postura/ Contrações sustentadas dos músculos lisosbloqueiamasaídadoestômagoedabexiga.

4) Produção decalor:85%detodoocalorcorporal.

A)Excitabilidade - Capacidade de receber e responderaestímulos;

B)Contratilidade- Capacidade de encurtar-se eespessar-se(contrair-se);

C)Extensibilidade- Capacidade de distenderse(estender);

D)Elasticidade - Capacidade de retornar à formaoriginal,apóscontraçãoouextensão.

Milhares de células alongadas e cilíndricas em paralelo(fibras musculares).

Fibrasrecobertasporsarcolema.

Sarcoplasma: muitosnúcleose mitocôndrias,enzimas e retículo sarcoplasmático, miofribilas e moléculas especiaisdealtaenergia.

Mioglobina(armazena O2 ) gerar AT P.

Fibra muscular esquelética: miofibrilas cilíndricas, no sentidodocomprimento,atr avésdafibra muscular.

Disposta semsarcômeros:unidadesfuncionais básicas dasfibras muscularesestriadas.

Sarcômeros:separadosporzonasestritas de mate rial denso(disco Z)

Área escura(banda A): principalmente miofilamento s espessos

Área estrita (zona H), nocentr o decada banda A:só conté mfilamento sespessos

Áreaclara(bandaI): miofilamento sdelgados.

OBS: A combinação de bandas A escuras e bandas I claras alte rnadas dá à fibra muscular seu aspecto estriado.

Miofilamentos:

Espessos- miosina Delgados– An coradosnosdiscos Z,actina. Cada molécula de actina contém um sítio de ligaçãop/cabeçada miosina.

Obs: miofilamentos delgadoscontêmtropomiosina e troponina (bloqueiam os sítios de ligação da miosina). IMPORTAN TE:

Estímulo por corrente elétrica (Potencial de ação muscular).

Requeraltaenergia( nutrientese O2)

Produtosresiduaisdevemserremovidos Rico suprimentosangüíneo.

Mecanismos de contração (mecanismo de filamento deslizante)

Cabeças de miosina(pontescruzadas)puxamos miofilamentos delgados, encurtamento do sarcômero

As cabeças de miosina conectam-se à actina e movem-se como remos de um bote na superfície dos miofilamentosdelgados

Miofilamentosdelgadoseespessosdeslizamuns sobreosoutros

O deslizamento dos miofilamentos e o encurtamento dos sarcômeros produzem encurtamentodasfibras musculares.

Esse processosó ocorre em[Ca++]suficiente e suprimentoadequadodeenergia.

Deslizamentodosfilamentos

1) Mús culorelaxado: ATPfixa-seasítios nascabeçasde miosina

2) RSlibera Ca ++ ,que seligaàtroponinaeatropomiosina desliza; 3) Cabeças de miosinaativadasligam-sesimultaneamente aossítiosnaactina; 4) Pico da força de contração: filamentos delgados deslizamsobreosespessos(encur tamentodosarcômero). 5) Completo o pico de força, ATP novamente seliga à miosina,que seseparadaactina.

• ATP disponíveleníveis de Ca ++ ,cabeças de miosinase matêmrotandop/frenteep/trásemcadapicodeforça, aproximando os discos Z encur tamento da fibra mus cular.

Jun ção Neur omus cular

Contração: Depende de estímulo de neurônio motor.

Unidade motora (neurônio motor + fibras musculares)

Estimulação todas as fibras da unidade se contraemsimultaneamente.

Ax ônio se ramifica em terminais próximos ao sarcolema(Placa motoraterminal)

(Parte 1 de 3)

Comentários