Principais medicamentos utilizados em clínica médica

Principais medicamentos utilizados em clínica médica

(Parte 1 de 3)

AMITRIPTILINA

(antidepressivo tricíclico)

Nome comercial: Amytril, Tryptanol

Apresentação: comprimidos de 25 mg ou 75 mg.

Cuidados de enfermagem:

  • Instrua o paciente a tomar a medicação conforme recomendado e não interromper o tratamento, sem o conhecimento do médico, ainda que melhore.

  • Informe ao paciente as reações adversas mais freqüentes relacionados ao uso da medicação.

  • A medicação deve ser administrada a noite para evitar sonolência durante o dia.

  • O uso da medicação não deve ser suspenso subitamente ou sem o conhecimento do médico.

  • A medicação tem um forte efeito anticolinérgico. Os pacientes idosos podem não tolerar regimes de dose única.

  • Recomende que o paciente mude lentamente de posição para minimizar a hipotensão postural, durante a terapia.

  • Recomende ao paciente o uso de protetor solar e de roupas mais adequadas para evitar as reações de fotossensibilidade, durante a terapia.

  • Recomende ao paciente a adoção de uma dieta rica em fibras e maior ingestão de líquidos para minimizar a constipação, durante a terapia.

  • Pode causar boca seca. Enxágües orais freqüentes, balas ou gomas de mascar sem açúcar podem minimizar este efeito.

  • Pode causar tontura e sonolência.

  • Recomende que o paciente evite o uso de álcool e o uso concomitante de outros depressores do SNC.

ADRENALINA

(simpaticomimético)

Nome comercial: Drenalin

Apresentação: ampolas de 1ml. Vidros de 6ml para nebulização.

Cuidados de enfermagem:

  • Instrua o paciente a tomar a medicação conforme recomendado e não interromper o tratamento, sem o conhecimento do médico, ainda que melhore.

  • Informe ao paciente as reações adversas mais freqüentes relacionados ao uso da medicação.

  • A medicação não deve ser usada em crianças <2anos nem durante a gestação (terceiro trimestre) ou lactação.

  • Pode causar tontura ou sonolência.

  • Recomende que o paciente evite o tabagismo ou outros irritantes respiratórios e o consumo de álcool.

  • Inalação: instrua o paciente que são necessários intervalos de 1-2min entre as inalações; que, quando em uso concomitantes de glicocorticóides ou inalações de ipatrópio, o broncodilatador deve ser administrado primeiro e outros medicamentos 5min após, para evitar toxicidade pela inalação de propulsores de fluorocarbono; sobre a técnica correta de inalação.

  • Endotraqueal: se o paciente estiver entubado, a droga poderá ser ejetada diretamente na árvore bronquial, através do tubo endotraqueal, execute 5 insuflações rápidas, administre vigorosamente 10ml diretamente no tubo; prossiga com 5 insuflações rápidas.

  • SC ou IM: a suspenção só deve ser administrada por via SC; não use solução que apresentem alterações em sua cor original ou que contenham partículas; a droga pode causar irritação ao tecido; alterne os locais de aplicação para evitar necrose do tecido; logo após a administração, massageie o local de aplicação para aumentar a absorção da droga e diminuir a vasocontrição local; evite administração IM no glúteo; agite bem a suspensão antes de administrar e injete rapidamente.

  • IV: não use solução que apresentem alterações em sua cor original ou que contenham partículas; após seu preparo, qualquer solução não usada dentro de 24h deve ser descartada; direta: administre cada 1mg em, pelo menos, 1min; administrações mais rápidas podem ser usadas durante ressuscitação cardíaca; intermitente, em choques anafiláticos severos, a dose de 0,1-0,25mg pode ser repetida a cada 5-15min; administre além de 5-10min; contínua: administre 1-4mcg/min.

ÁCIDO TRANEXÂMICO

(antifibrinolítico)

Nome comercial: Hemoblock, Transamin

Apresentação: comprimidos de 250mg ou 500mg. Ampolas de 5ml de solução injetável.

Cuidados de enfermagem:

  • A medicação deve ser administrada exatamente conforme recomendado.

  • No caso de gravidez, ou ainda se a paciente estiver amamentando, o médico deverá ser comunicado imediatamente.

  • Informe ao paciente as reações adversas mais freqüentes relacionado a medicação.

  • Nos casos de sangramento por traumas ou com indicação cirúrgica, mantenha vigilância em uso de hemostáticos.

  • Pode causar tontura.

  • Recomende o uso de álcool e uso concomitante de outros depressores do SNC, como também qualquer outra medicação.

  • VO: a medicação deve ser administrada com um pouco de água ou após as refeições.

  • IV: dilua em soluções de glicose, soro fisiológico, ringer lactato ou outros; administre lentamente para evitar hipotensão ou bradicardia; instale em circuito exclusivo; não misture a solução com outras drogas.

AMIODARONA

(antiarrítmico [classe III])

Nome comercial: Amiobal, Ancaron, Atlansil, Cor mio, Miodaron

Apresentação: comprimidos de 100mg ou 200mg. Frascos de 30ml de solução. Ampolas com 3ml de solução injetável.

Cuidados de enfermagem:

  • O uso da medicação deve ter início no hospital e sob monitorização contínua por ECG, devido ao início ser lento e o risco de arritmias. Instrua o paciente a tomar a medicação conforme recomendado e não interromper o tratamento, sem o conhecimento do medico, ainda que melhore.

  • A medicação não deve ser usada em criança, nem durante a gestação ou lactação. Recomenda-se cautela também nos casos de ICC, disfunções tiróidianas e doença pulmonar ou hepática grave.

  • Informe ao paciente (e/ou familiares) as reações adversas mais freqüentes relacionadas ao uso da medicação e que, diante a ocorrência de qual que uma delas, principalmente aqueles incomuns ou intoleráveis, o medico devera ser comunicado imediatamente.

  • Recomende que o paciente verifique diariamente o pulso e, que diante de quaisquer alterações significativas, comunique imediatamente ao médico.

  • Recomende ao paciente o uso de protetor solar e de roupas mais adequadas para evitar as reações de fotossensibilidade, durante a terapia.

  • Recomende que o paciente informe ao médico o esquema de medicação anterior ao tratamento ou á cirurgia.

  • Pode causar tontura.

  • Recomende ao paciente que evite o uso de qualquer outra droga ou medicação, sem o conhecimento do médico.

  • Enfatize para o paciente a importância da realização regular dos exames de acompanhamento para determinar o efeito do tratamento e monitorar os efeitos colaterais.

  • No início da terapia ou durante o ajuste da dose, monitore: a PA, freqüência e o ritmo cardíaco e, diante de qualquer alteração comunique ao médico imediatamente.

  • Durante a terapia, monitore: a função pulmonar, possíveis sinais de pneumonite, dispnéia, tosse não-produtiva e pleurite.

  • VO: a medicação deve ser administrada durante as refeições, para diminuir a tolerância GI.

  • IVC: durante a infusão: monitore a função cardíaca.

AMINOFILINA

(broncodilatador)

Nome comercial: Aminofilina, minoton.

Apresentação: comprimidos de 100mg ou 200mg. Frasco com 10ml (240mg/ml)de solução oral. Ampolas com 10ml (24mg ou 25mg/ml)de solução injetável.

Cuidados de enfermagem

  • Instrua o paciente a tomar a medicação conforme recomendado e não interromper o tratamento, sem o conhecimento do medico, ainda que melhore.

  • Informe ao paciente as reações adversas mais freqüentes relacionadas ao uso da medicação e na ocorrência de qualquer uma delas, principalmente aquelas incomuns ou intoleráveis, o medico devera se comunicado.

  • O paciente devera receber hidratação adequada, durante a terapia.

  • Pode causar tontura. Recomende que o paciente evite dirigir e outras atividades que requerem estado de alerta, durante a terapia.

  • Recomende ao paciente que evite o tabagismo, a ingestão de cafeinados (Café, chás chocolate ou refrigerantes a base de cola), o uso de qualquer outra droga ou medicação (inclusive vacinas) ,sem o conhecimento do medico, durante a terapia.

  • Antes da administração: mantenha diazepan prontamente disponível.

  • Durante a terapia, monitore: as freqüências respiratórias e cardíacas; o possível desenvolvimento de reações adversas (principalmente convulsão); a resposta clinica, a tolerância e a função pulmonar e informe ao medico para possibilitar, conforme necessário, o ajuste da dose.

  • Interações medicamentosas: atenção durante o uso concomitante de outras drogas.

  • VO: os comprimidos devem ser ingeridos com um copo de água, durante as refeições, para evitar desconforto ou dor no estomago.

  • IV: infunda lentamente observe as reações (queimação no local da infusão).

BAMIFILINA

(broncodilatador)

Nome comercial: Bamifix

Apresentação: comprimidos de 300mg (infantil) ou 600mg (adulto).

Cuidados de enfermagem:

  • A medicação deve ser administrada exatamente conforme recomendado e o tratamento não deve ser interrompido, sem o conhecimento do médico, ainda que alcance a melhora.

  • Informe ao paciente as reações adversas mais frequentemente relacionadas ao uso de medicação e que, diante a ocorrência de qualquer uma delas.

  • Pode causar vertigem.

  • Recomende ao paciente que evite o uso de álcool e o uso concomitante de outros depressores do SNC, como também de qualquer outra droga ou medicação, sem o conhecimento do médico.

  • Alerte quanto ao uso concomitante com outras drogas.

CODEÍNA

(analgésico entorpecente, antitussígeno)

Nome comercial: Codein, Setux, Tylex

Apresentação: comprimidos de 30mg ou 60mg. Frascos com 120ml de solução oral. Ampolas de 2ml.

Cuidados de enfermagem:

  • Instrua o paciente a tomar a medicação conforme recomendado e não interromper o tratamento, sem o conhecimento do médico, ainda que melhore.

  • Informe ao paciente as reações adversas mais freqüentes relacionados ao uso da medicação.

  • A medicação deve ser usada com cautela em gestantes e lactantes.

  • Recomenda-se cautela também em casos de asma, bronquite, anorexia, IAM, ICC e durante o trabalho de parto. Os pacientes idosos devem receber doses baixas e em intervalos maiores.

  • Recomende ao paciente o aumento da ingestão de líquidos e de alimentos ricos em fibras, durante a terapia.

  • Pode causar boca seca.

  • Pode causar tontura e sonolência.

  • Recomende o paciente que evite o uso de álcool e o uso concomitante de outros depressores do SNC.

CIMETIDINA

(antagonista dos receptores H2 de histamina, anti-úlcera péptica)

Nome comercial: Cimetidan, Cimetival, Climatidine, Pristonal, Tagamet, Ulcerase, Ulcitrat

Apresentação: ampolas com 2ml. Comprimidos de 200mg, 400mg ou 800mg. Frascos com 100ml ou 150ml de solução oral.

Cuidados de enfermagem:

  • Instrua o paciente a tomar a medicação conforme recomendado e não interromper o tratamento, sem o conhecimento do médico, ainda que melhore.

  • Informe ao paciente as reações adversas mais freqüentes relacionados ao uso da medicação.

  • Enfatize para o paciente a necessidade de uma dieta adequada.

  • Pode causar tontura e sonolência.

  • Oriente ao paciente que evite o tabagismo, o consumo de álcool, de cafeinados ou de condimentos picantes, como também o uso concomitante de ácido acetilsalicílico ou de qualquer outra droga ou medicamento sem o conhecimento do médico, durante a terapia.

  • Durante a terapia, monitore: as funções hematológica e hepática.

  • Exames laboratoriais: aumento de creatinina e transaminase.

CAPTOPRIL

(hipotensor arterial [inibidor da ECA], vasodilatador coronariano)

Nome comercial: Capoten, Capotrat, Captolin, Captoptec, Hipoten

Apresentação: comprimidos de 12,5mg, 25mg ou 50mg.

Cuidados de enfermagem:

  • Instrua o paciente a tomar a medicação conforme recomendado e não interromper o tratamento, sem o conhecimento do médico, ainda que melhore.

  • Informe ao paciente as reações adversas mais freqüentes relacionados ao uso da medicação.

  • Durante a terapia o paciente deverá receber hidratação adequada.

  • Oriente o paciente que monitores regularmente a PA e que, diante a observação de qualquer alteração significativa, comunique imediatamente ao médico.

  • Pode causar cefaléia ou hipotensão postural, principalmente durante os primeiros dias da terapia. Recomende o paciente mude de posição lentamente para minimizar esses efeitos.

  • Pode causar tontura.

  • Recomende que o paciente evite o uso de qualquer outra droga ou medicação.

CIPROFLOXACINO

(antibacteriano [fluorquinolona])

Nome comercial: Ciflox, Cipro, Ciproglen, Floxen, Proflox

Apresentação: comprimidos de 250mg, 500mg ou 750mg. Frascos-ampolas com 100ml ou 200ml de solução para infusão.

Cuidados de enfermagem:

  • A medicação não deve ser usada para pacientes <18 anos, nem durante gestação e lactação.

  • Recomenda-se cautela nos casos de distúrbios no SNC (arteriosclerose cerebral, convulsão), devido ao maior risco de convulsões, e em associação com teofilina.

  • Recomende ao paciente a ingestão de 1,5 litros/dia de líquidos, durante o tratamento, para evitar depósito de cristais na urina.

  • Recomende ao paciente o uso de protetores solares e roupas mais adequadas para prevenir possíveis reações de fotossensibilidade, durante a terapia.

  • Pode causar desmaio ou tontura. Assim, recomende que o paciente evite dirigir e outras atividades que requerem estado de alerta.

  • Recomende ao paciente que evite o consumo de cafeína (café, chá, chocolate, refrigerantes a base de cola).

  • VO: a medicação deve ser administrada 1h antes ou 2h após as refeições, com um antiácido.

  • IV: dilua a droga em soros fisiológicos 0,9% ou glicosado 5% (concentração:1mg/ml); infunda lentamente, no mínimo em 1h, numa eia de grosso calibre.

CEFEPIMA

(antibiótico [cefalosporina])

Nome comercial: Cemax, Maxcef

Apresentação: frascos-ampolas de 500mg, 1g ou 2g de pó estéril para solução injetável.

Cuidados de enfermagem:

  • A medicação deve ser administrada exatamente conforme recomendado e o tratamento não deve ser interrompido, sem o conhecimento do médico, ainda que o paciente alcance a melhora.

  • A medicação não deve ser usada durante a lactação.

  • Informe ao paciente as reações adversas mais freqüentes relacionados ao uso da medicação.

  • Recomende que o paciente informe ao médico o esquema de medicação anterior ao tratamento ou á cirurgia.

  • Pode causar tontura.

  • Recomende ao paciente que evite o consumo de álcool (durante a terapia e nos 3 primeiros dias após a suspensão do medicamento), como também o uso de qualquer outra droga ou medicação, sem o conhecimento do médico, durante a terapia.

  • Antes da administração: documente as indicações para o tratamento e os sintomas e relacione as drogas prescritas e os resultados obtidos; e avalie os antecedentes de hipersensibilidade á penicilina, as cefalosporinas ou aos outros antibióticos, disfunção renal e lactação.

  • Durante a terapia, monitore: função hepática; unção hematológica; função renal.

  • Exames laboratoriais: dentre pacientes que recebem cefalosporina, 40-75% apresentam resultados falso-negativo de Coombs direto.

  • IM: dilua em soros fisiolóficos 0,9% ou glicosado 5%, lidocaína 0,5% ou 1% de água estéril ou bacteriostática para injeção com parabeno ou álcool benzílico.

  • IV: pode haver dor e inflamação no local da infusão; observe a presença de rash; ajuste a dose para insuficiência renal; dilua em 50-100ml de SF0,9% ou glicosado 5% ou 10%, administre além de 30min.

CEFTRIAXONA

(Parte 1 de 3)

Comentários