Estimativa das necessidades energéticas no paciente grave

Estimativa das necessidades energéticas no paciente grave

(Parte 1 de 2)

Estimativa das necessidades energéticas do paciente grave

1. Conceitos:

٭ Caloria: quantidade de energia necessária para elevar a temperatura de 1 ml de água de 1 a 5ºC;

٭ GEB: energia usada por uma pessoa por 24 horas deitada quietamente por 12 a 18 horas após a última refeição em ambiente de temperatura neutra;

٭ GER: energia gasta para a manutenção das funções corpóreas normais e homeostase (60 a 75% do GET);

٭ GET: valor energético total gasto por uma pessoa por 24 horas, composto pelo GER, atividade física (AF) e efeito térmico dos alimentos (ETA);

2. Fatores que afetam o GER (FRARY, et al., 2005):

٭ Tamanho: pessoas maiores→ ↑ taxa metabólica (TMB);

٭ Composição corporal: maior MCM→ ↑ TMB;

٭ Idade: maior idade→ ↓TMB;

٭ Período de crescimento: ↑TMB;

٭ Sexo: homens têm em média TMB maior em 5 a 10% que as mulheres;

٭ Estado hormonal;

٭ Febre: aumenta 13% para cada grau acima de 37º;

٭ Extremos de temperatura: pessoas que vivem em climas tropicais podem ter aumentos de 5 a 20% TMB em relação as que vivem em regiões temperadas;

٭ Doenças; 3. Efeito Térmico dos Alimentos (ETA):

Composto pela termogênese obrigatória e a facultativa:

٭ Termogênese obrigatória: energia gasta para digerir, absorber e metabolizar nutrientes;

٭ Termogênese facultativa: energia gasta além da obrigatória, atribuída à ineficiência metabólica do sistema, estimulada pela atividade nervosa simpática;

3.1 Fatores que afetam o ETA (FRARY, et al., 2005):

٭ Composição da dieta: carboidratos e proteínas têm ↑ ETA que os lipídeos;

٭ Condimentos (chili, mostarda) tanto ↑ ETA como o prolongam;

٭ Cafeína e nicotina ↑ ETA;

4. Energia gasta com a atividade física (AF) é o componente mais variável do GET, inclui energia gasta voluntariamente e involuntariamente (calafrios, agitação, controle postural) (MELO, C. M.; TIRAPEGUI, J.; RIBEIRO, S.M. L., 2008).

5. Técnicas de medição do gasto energético humano (MONTEIRO, 2010):

٭ Calorimetria direta: mede a quantidade de energia gasta pela monitoração da perda de calor para o ambiente quando a pessoa está confinada em uma estrutura que permite atividades moderadas;

٭ Calorimetria indireta: método que estima a produção de energia medindo o consumo de O2 e produção de CO2;

٭ Água duplamente marcada: técnica que revolucionou a compreensão a respeito das necessidades de energia e equilíbrio energético. Baseia-se nos 2 isótopos da água, na diferença da taxa de troca entre eles medindo a produção de CO2, a partir do qual se calcula o GET. É o método mais exato, embora de elevado custo;

6. Cálculo do GEB:

٭ A fórmula mais amplamente utilizada é a de Harris Benedict, embora superestime o GEB em 7 a 24% (FRARY, et al., 2005);

Segundo Harris Benedict:

Mulheres: GEB = 655 + 9,56 x Peso (kg) + 1,85 x Altura (cm) – 4,68 x Idade (anos)

Homens: GEB = 6,5 + 13,7 x Peso (kg) + 5 x Altura (cm) – 6,48 x Idade (anos)

7. Cálculo do GET (SILVA, S. R. J.; WAITZBERG, D. L., 2002):

GET = GEB x FA X FI X FT FA = fator atividade FI = fator injúria (doença) FA = fator térmico

*Em pacientes usamos o fator injúria Fator Injúria (FI):

Fator atividade para pacientes Paciente FA

Acamado 1,2

Acamado + móvel 1,25

Ambulante 1,3 Fonte: Waitzberg, D. L, 2002 (adaptada)

Lesão/estresse FI

Paciente não-complicado 1,0 Pós-operatório de Câncer 1,1

Fratura 1.2 Sepse 1,3

Peritonite 1,4

Multitrauma reabilitação 1,5

Multitruma + sepse 1.6 Queimadura 30-50% 1,7 Queimadura 50-70% 1,8

Temperatura corporal FT 38ºC 1,1 39ºC 1,2 40ºC 1,3 41ºC 1,4 Fonte:Waitzberg, 2000 (adaptada)

Referências

FRARY, C. D. e JOHNSON, R. K.Energia.In:MAHAN, L. K.;STUMP, S. E. Alimentos, Nutrição e Dietoterapia. 11ª Ed. São Paulo : Roca LTDA, 2005, cap. 2, p. 21-34.

MELO, C. M.; TIRAPEGUI, J.; RIBEIRO, S.M. L. Gasto energético corporal: conceitos, formas de avaliação e sua relação com a obesidade. Arq Bras Endocrinol Metab, São Paulo, v. 52, n. 3, Apr. 2008. p. 452-464. Disponível em: <http://w.scielo.br/scielo.php?script=sci _arttext&pid=S0004- 27302008000300005&lng=en&nrm=iso. 0004-2730>. Acesso em: 20 de dez. 2010

(Parte 1 de 2)

Comentários