Exercícios- Estequiometria das reações químicas

Exercícios- Estequiometria das reações químicas

EXERCÍCIOS- ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUÍMICAS

QUÍMICA GERAL RAFAEL SANTOS RECIFE/PE

01. (FCMSC-SP) A frase: “Do nada, nada; em nada, nada pode transformar-se” relaciona-se com as idéias de:

a) Dalton. b) Proust. c) Boyle d) Lavoisier.

e) Gay-Lussac.

02. (Fuvest-SP) Quando 96 g de ozônio se transformam

completamente, a massa de oxigênio comum produzida é igual a:

a) 32 g. b) 48 g. c) 64 g. d) 80 g. e) 96 g.

03. (MACK-SP) A Lei de Dalton pode ser exemplificada pelo seguinte conjunto:

a) CHCl3 e CCl4 b) H2S e H2SO4

c) HCl e NaCl d) SO2 e SO3

e) H2S e H2O2

04. (UFAL) Qualquer que seja a procedência ou o processo de preparação do cloreto de sódio, podemos afirmar que sua composição, em peso, é de 39,32% de sódio e 60,68% de cloro com base na Lei de:

a) Proust b) Dalton c) Lavoisier

d) Gay- Lussac e) nda

05. (MACK-SP) 1g de hidrogênio combina-se com 8g de oxigênio para formar água, 5g de hidrogênio combinar-se-ão com 40g de oxigênio para formar esse mesmo composto. Essa afirmativa está baseada na lei de:

a) Lavoisier b) Dalton c) Ritcher

d) Gay-Lussac e) Proust

06. (Fuvest-SP) Os pratos A e B de uma balança foram equilibrados com um pedaço de papel em cada prato e efetuou-se a combustão apenas do material contido no prato A. Esse procedimento foi repetido com palha de aço em lugar de papel. Após cada combustão, observou-se:

07. (UEL-PR) Provoca-se reação da mistura formada por 10g de hidrogênio e 500g de cloro. Após a reação, constata-se a presença de 145g de cloro remanescente, junto com o produto obtido. A massa, em gramas, da substância formada é:

a) 155 b) 290 c) 365 d) 490 e) 510

08.(UMSP) Em um recipiente fechado, foram colocadas massas iguais das substâncias A e B. Após a reação, verificou-se a formação de 90g de C, havendo um excesso de 30g de um dos reagentes. Sabendo-se que a razão entre as massas de A e B é 0,5, pode-se dizer que a massa que reagiu e o exCesso foram:

a) 45g de A; excesso de B

b) 60g de B; excesso de B

c) 30g de B; excesso de A

d) 30g de A; excesso de A

e) 60g de A; excesso de B

09. (CEFET-PR) Em uma experiência, 14g de gás nitrogênio reagiram com 3g de gás hidrogênio, formando 17g de amônia. Em outra experiência, 28g de gás nitrogênio foram misturados com 10g de gás hidrogênio, obtendo-se 34g de gás amônia e sobrando 4g de gás hidrogênio que não reagiu. Com base nesses dados, é possível comprovar a Lei:

a) da ação das massas.

b) das proporções múltiplas.

c) das proporções recíprocas.

d) das proporções constantes.

e) da ação e reação

10. (Acafe-SC) A combustão completa do metano (CH4) produz dióxido de carbono (CO2) e água. A alternativa que representa o número de mol de CO2 produzido na combustão de 0,3 mol de CH4 é:

CH4 + 2 O2  CO2 + 2 H2O

a) 1,2. b) 0,6. c) 0,9. d) 0,3. e) 1,5.

11. (Unifor-CE) Quantos gramas de H2 são liberados

na reação completa de 1 mol de cálcio metálico com ácido clorídrico? (Dado: H2 = 2 g/mol)

Ca + 2 HCl  CaCl2 + H2

a) 1. b) 2. c) 3. d) 4. e) 5.

12. (UCDB-MT) Dada a equação química não-balanceada:

Na2CO3 + HCl  NaCl + CO2 + H2O

A massa de carbonato de sódio que reage completamente com 0,25 mol de ácido clorídrico

é: (Dado: Na2CO3 = 106 g · mol–1)

a) 6,62 g. c) 13,25 g. e) 20,75 g.

b) 26,50 g. d) 10,37 g.

13. (Vunesp-SP) Considere a equação da reação de combustão do acetileno (não-balanceada):

C2H2(g) + O2(g)  CO2(g) + H2O(g)

Admitindo-se CNTP e comportamento de gás ideal, a soma do número de mol dos produtos obtidos, quando 112 litros de C2H2 reagem com excesso de oxigênio, é

igual a:

a) 5. b) 10. c) 15. d) 20. e) 22,4.

14. (Fuvest-SP) Rodando a 60 km/h, um automóvel faz cerca de 10 km por litro de etanol (C2H5OH). Calcule o volume de gás carbônico (CO2), em metros cúbicos, emitido pelo carro após 5 horas de viagem. Admita queima completa do combustível.

(Dados: densidade do etanol: 0,8 kg/L;

massa molar do etanol: 46 g/mol; volume molar do CO2: 25 L/mol)

1 C2H5OH + 3 O2 2 CO2 + 3 H2O

15. (COVEST) A amônia (NH3) é produzida industrialmente pela reação dos gases nitrogênio (N2) e oxigênio (O2) em condições adequadas de temperatura e pressão. Com base nessa informação e nos conhecimentos sobre as reações químicas, pode-se afirmar:

a) 3,01 · 1023 moléculas de N2 produzem 1 mol de NH3.

b) A reação permite a obtenção de 6 mol de átomos de nitrogênio.

c) 3 mol de H2 reagem com 11,2 L de N2, nas CNTP.

d) 28 g de N2 reagem com 2 g de H2.

e) A massa molar de NH3 é 34 g.

16. O gás oxigênio (O2), quando submetido a faíscas elétricas, é transformado em gás ozone (O3), de acordo com a equação:

3 O2(g)  2 O3(g)

Se submetermos 60 L de O2 a esse processo, iremos obter qual volume de O3, nas CNTP?

a) 60 L. c) 30 L. e) 10 L.

b) 40 L. d) 20 L.

(ENEM) Leia o texto a seguir e responda as questões 17 e 18.

O ferro pode ser obtido a partir da hematita, minério rico em óxido de ferro, pela reação com carvão e oxigênio. A tabela a seguir apresenta dados da análise de minério de ferro (hematita) obtido de várias regiões da Serra de Carajás.

17. No processo de produção do ferro, dependendo do minério utilizado, forma-se mais ou menos SO2, um gás que contribui para o aumento da acidez da chuva. Considerando esse impacto ambiental e a quantidade de ferro produzida, pode-se afirmar que seria mais conveniente o processamento do minério da(s) região(ões):

a) 1, apenas. d) 1 e 3, apenas.

b) 2, apenas. e) 2 e 3, apenas.

c) 3, apenas.

18. No processo de produção do ferro, a sílica é removida do minério por reação com calcário (CaCO3). Sabe-se, teoricamente (cálculo estequiométrico), que são necessários 100 g de calcário para reagir com 60 g de sílica. Dessa forma, pode-se prever que, para a remoção de toda a sílica presente em 200 toneladas do minério na região 1, a massa de calcário necessária é, aproximadamente, em toneladas, igual a:

a) 1,9. b) 3,2. c) 5,1. d) 6,4. e) 8,0.

19. Atualmente, sistemas de purificação de emissões poluidoras estão sendo exigidos por lei em um número cada vez maior de países. O controle das emissões de dióxido de enxofre

gasoso, provenientes da queima de carvão que contém enxofre, pode ser feito pela reação desse gás com uma suspensão de hidróxido de cálcio em água, sendo formado um produto não poluidor do ar. A queima do enxofre e a reação do dióxido de enxofre com o hidróxido de cálcio, bem como as massas de algumas das substâncias envolvidas nessas reações, podem ser

assim representadas:

Dessa forma, para absorver todo o dióxido de enxofre produzido pela queima de uma tonelada de carvão (contendo 1% de enxofre), é suficiente a utilização de uma massa de hidróxido de cálcio de, aproximadamente:

a) 23 kg. c) 64 kg. e) 138 kg.

b) 43 kg. d) 74 kg.

20. (Fuvest-SP) O alumínio é obtido pela eletrólise da bauxita. Nessa eletrólise, ocorre a formação de oxigênio que reage com os eletrodos de carbono utilizados no processo. A equação não-balanceada que representa o

processo global é:

Al2O3 + C  CO2 + Al

Para dois mol de Al2O3, quantos mol de CO2 e Al, respectivamente, são produzidos nesse processo?

a) 3 e 2. c) 2 e 3. e) 3 e 4.

b) 1 e 4. d) 2 e 1.

21. (UFSM-RS) O mármore (CaCO3) reage com o ácido sulfúrico formando o gesso (CaSO4), de acordo com a equação balanceada

A massa de gesso formada pela reação de 25 g de mármore com H2SO4 em quantidade suficiente será: (Dados: CaCO3 = 100 g/mol; CaSO4 = 136 g/mol)

a) 5 g. c) 34 g. e) 100 g.

b) 17 g. d) 68 g.

22. (PUC-MG) O alumínio é obtido pela eletrólise da bauxita (Al2O3). Nessa eletrólise, ocorre a formação de oxigênio que reage com os eletrodos de carbono utilizados no processo. A equação que representa o processo global é:

2 Al2O3 + 3 C3 CO2 + 4 Al

A massa de Al2O3 consumida na obtenção de 54 g de alumínio será, em g, aproximadamente, igual a: (Dados: massas atômicas C = 12, O = 16 e Al = 27)

a) 25,5. c) 76,5. e) 204,0.

b) 51,0. d) 102,0.

23. (ITA-SP) Uma das maneiras de impedir que o SO2, um dos responsáveis pela “chuva ácida”, seja liberado para a atmosfera é tratálo previamente com óxido de magnésio, em presença de ar, como equacionado a seguir:

MgO(s) + SO2(g) + 1/2 O2(g) MgSO4(s)

Quantas toneladas de óxido de magnésio são consumidas no tratamento de 9,6 · 103 toneladas de SO2? (Dados: massas molares — em g/mol: MgO = 40 e SO2 = 64)

a) 1,5 · 102.

b) 3,0 · 102

c) 1,0 · 103.

d) 6,0 · 103.

e) 2,5 · 104.

24. (Fuvest-SP) Uma instalação petrolífera produz 12,8 kg de SO2 por hora. A liberação desse gás poluente pode ser evitada usando- se calcário, o qual por decomposição fornece cal, que reage com o SO2 formando CaSO3, de acordo com as equações:

CaCO3(s)  CaO(s) + CO2(g)

CaO(s) + SO2(g)  CaSO3(s)

Qual a massa mínima de calcário (em kg), por dia, necessária para eliminar todo o SO2 formado? Suponha 100% de rendimento para as reações. (Dados: massas molares — em g/mol: CaCO3 = 100; SO2 = 64)

a) 128. d) 720.

b) 240. e) 1 200.

c) 480.

25. (UFCE) Quando a nitroglicerina (C3H5N3O9) explode, todos os produtos são gases. Utilizando a equação da reação dada a seguir e os dados apresentados, calcule o volume total de gases, em litros, produzido nas condições normais de temperatura e pressão, quando 454 g de nitroglicerina explodem.

Indique a opção que apresenta o cálculo correto do volume solicitado. (Dados: massa molar C3H5N3O9 = 227 g; volume molar nas CNTP = 22,4 L)

a) 22,4 L. d) 324,8 L.

b) 44,8 L. e) 649,6 L.

c) 156,8 L.

26. (UFRJ) A cebola, ao ser cortada, desprende SO2 que, em contato com o ar, transformase em SO3. Este gás, em contato com a água dos olhos, transforma-se em ácido sulfúrico, causando grande ardor e, conseqüentemente, as lágrimas. Estas reações estão representadas a seguir:

SO2 + 1/2 O2  SO3

SO3 + H2O  H2SO4

Supondo que a cebola possua 0,1 mol de SO2 e o sistema esteja nas CNTP, determine o volume de ácido sulfúrico produzido:

a) 2,24 L d) 4,48 L

b) 5 L e) 22,4 L

c) 44,8 L

27. (PUC-MG) Em julho de 1997, uma explosão danificou um avião da TAM em pleno vôo, fazendo uma vítima fatal. Algum tempo depois, a perícia constatou que a explosão se deveu a uma bomba que tinha, como um dos componentes, o nitrato de amônio. A decomposição térmica do nitrato de amônio produz grande volume de gases e

considerável quantidade de calor, de acordo com a reação:

Supondo que o fabricante dessa bomba tivesse utilizado 160 g de nitrato de amônio, o volume total de gás liberado, nas CNTP, em litros, seria igual a:

(massas molares: NH4NO3 = 80 g/mol, N2 = 28 g/mol,O2 = 32 g/mol e H2O = 18 g/mol)

a) 33,6. d) 156,8.

b) 44,8. e) 313,6.

c) 67,2.

28. (UFPI) Indique o volume do produto gasoso formado, de acordo com a reação a seguir, quando 80 mL de amônia é passado sobre óxido de cobre aquecido, considerando que os volumes são medidos à temperatura e pressão ambiente.

a) 20 mL. c) 80 mL. e) 160 mL.

b) 40 mL. d) 120 mL.

29. (UnB-DF) A reação de combustão de um dos componentes do gás de cozinha, o gás butano, pode ser representada pela seguinte equação química não-balanceada:

C4H10(g) + O2(g)  CO2(g) + H2O(l)

Sabendo que o volume molar de um gás ideal nas CNTP é 22,71 L/mol e que M(C) = 12 g/mol, M(O) = 16 g/mol e M(H) = 1 g/mol, julgue os itens que se seguem.

a) De acordo com a lei das proporções definidas, dobrando-se as massas dos gases butano e oxigênio as massas de gás carbônico e de água diminuirão na mesma proporção.

b) São necessários 13 mol de gás oxigênio para reagir com 2 mol de gás butano.

c) A queima de 58 g de gás butano produzirá 90 g de água.

d) Nas CNTP, para produzir 45,42 L de gás carbônico são necessários 116 g de gás butano.

30. (UFV-MG) O carbonato de sódio, empregado na fabricação de vidro, é preparado a partir de carbonato de cálcio e cloreto de sódio:

CaCO3 + 2 NaCl  Na2CO3 + CaCl2

Colocando-se para reagir 1 000 g de CaCO3 e 585 g de NaCl, a massa obtida de carbonato de sódio, em gramas, admitindo-se rendimento de 100% no processo, é:

(Dados: MM: CaCO3 = 100 g mol–1; NaCl =58,5 g mol–1; massa molar do Na2CO3 = 106g/mol)

a) 106. d) 53.

b) 212. e) 530.

c) 1 060.

31. Para obtermos 17,6 g de gás carbônico (CO2) pela queima total de um carvão com 60% de pureza, necessitaremos de uma amostra de carvão com massa igual a: (massas atômicas: C = 12, O = 16)

a) 2,4 g. c) 8,0 g. e) 17,6 g.

b) 4,8 g. d) 16,0 g.

32. Em siderurgia, uma das reações é dada pela equação química:

CO(g) + FeO(s) Fe(l) + CO2(g)

Admita que a amostra de FeO tenha 60% em massa de pureza. Nestas condições, para cada mol de ferro produzido, a massa de FeO impuro necessária será: (massas atômicas: Fe = 56, O = 16)

a) 120 g. d) 43 g.

b) 72 g. e) 56 g.

c) 60 g.

33. (Fuvest-SP) Em 1990 foram consumidos em nosso País cerca de 164 bilhões (164 · 109) de cigarros. A massa de um cigarro que é queimada corresponde a aproximadamente 0,85 gramas.

Considerando que 40% da massa do cigarro seja do elemento carbono, a massa de gás carbônico que os fumantes lançaram na atmosfera foi aproximadamente igual a: (massas atômicas relativas: C = 12, O = 16;

1 tonelada = 106 gramas)

a) 204 000 toneladas.

b) 20 000 toneladas.

c) 10 000 toneladas.

d) 5 000 toneladas.

e) 2 040 toneladas.

34. (FMU-FIAM-SP) O número de toneladas de H2SO4 que poderia ser produzido por dia, através de um processo que usa 3,2 toneladas por dia de SO2, com uma eficiência de conversão de 70%, é aproximadamente:

(massas molares: SO2 = 64 g mol–1; H2SO4 = 98 g mol–1)

SO2 + 1/2 O2 + H2O  H2SO4

a) 4,9 t/dia. b) 49 t/dia. c) 3,4 t/dia.

d) 34 t/dia. e) 9,8 t/dia.

35. (Cesgranrio-RJ) O álcool etílico (C2H5OH), usado como combustível, pode ser obtido industrialmente pela fermentação da sacarose, representada simplificadamente pelas equações:

C12H22O11 + H2O  2 C6H12O6

2 C6H12O6  2 C2H5OH + 2 CO2

Partindo-se de uma quantidade de caldo-decana, que contenha 500 kg de sacarose, e admitindo-se um rendimento de 68,4%, a massa de álcool obtida em kg será: (Dados: C = 12, H = 1, O = 16)

a) 44. c) 92. e) 342.

b) 46. d) 107.

36. Efetuando-se a reação entre 18 g de alumínio e 462 g de gás cloro, segundo a equação:

Al(s) + Cl2(g)  AlCl3(s)

obtém-se uma quantidade máxima de cloreto de alumínio igual a: (massas atômicas: Al = 27, Cl = 35,5)

a) 36 g. b) 44,5 g. c) 89,0 g.

d) 462 g. e) 240 g.

37. (UFJF-MG) Considerando-se a reação

AgNO3 + KI AgI + KNO3

e fornecendo-se as massas molares AgNO3 = 170 g/mol, KI = 166 g/mol, AgI = 235g/mol, KNO3 = 101 g/mol, se reagirmos 17 g de AgNO3 e 17 g de KI haverá:

a) consumo total dos dois reagentes.

b) excesso de 0,4 g de AgNO3.

c) excesso de 0,4 g de KI.

d) excesso de 4,0 g de AgNO3.

e) excesso de 4,0 g de KI.

38. (MACK-SP) Uma amostra de 10 g de calcário contém 8 g de carbonato de cálcio. A porcentagem de pureza do carbonato de cálcio é:

a) 0,8%. b) 10,0%. c) 8,0%.

d) 80%. e) 20,0%.

39. (PUC-MG) O medicamento "Leite de Magnésia" é uma suspensão de hidróxido de magnésio. Esse medicamento é utilizado para combater a acidez estomacal provocada pelo ácido clorídrico, encontrado no estômago. Sabe-se que, quando utilizamos 12,2 g desse medicamento, neutraliza-se certa quantidade do ácido clorídrico, produzindo 16,0 gramas de cloreto de magnésio. O grau de pureza desse medicamento, em termos do hidróxido de magnésio, é igual a: (massas molares: Mg(OH)2 = 58 g/mol, HCl = 36,5 g/mol e MgCl2 = 95 g/mol)

a) 90%. c) 60%. e) 30%.

b) 80%. d) 40%.

40. (PUC-MG) Em um tubo, 16,8 g de bicarbonato de sódio são decompostos, pela ação do calor, em carbonato de sódio sólido, gás carbônico e água vapor. O volume de gás carbônico, em litros, obtido nas CNTP, supondo o rendimento da reação igual a 90%, é igual

a: (massa molar do NaHCO3 = 84 g/mol)

a) 2,02. b) 2,48. c) 4,48. d) 4,03. e) 8,96.

41. (Cesgranrio-RJ) O gás hidrogênio pode ser obtido em laboratório a partir da reação de alumínio com ácido sulfúrico, cuja equação química não ajustada é dada a seguir:

Al + H2SO4  Al2(SO4)3 + H2

Um analista utilizou uma quantidade suficiente de H2SO4 para reagir com 5,4 g do metal e obteve 5,71 litros do gás nas CNTP. Nesse processo, o analista obteve um rendimento aproximado de: (Dado: Al = 27)

a) 75%. b) 80%. c) 85%. d) 90%. e) 95%.

42. (UNI-RIO) A seqüência de reações a seguir mostra a formação do cloreto de polivinila (PVC):

Supondo que a etapa de polimerização ocorra com rendimento de 100% e as demais,com rendimento de 50%, a massa em gramas de PVC que se forma a partir de 11,20 g de CaO é de aproximadamente:

(Dados: MA: Ca = 40; O = 16; C = 12; Cl = 35,5; H = 1)

a) 0,390 g. b) 0,781 g. c) 1,562 g.

d) 3,125 g. e) 6,250 g.

43. (FEI-SP)Na decomposição térmica de 60 Kg de sulfito de cálcio segundo a equação:

CaSO3  CaO + SO2

Foram produzidos 24 Kg de gás sulfuroso. O rendimento da reação foi de aproximadamente:

Dados: Ca = 40; S = 32; O = 16

a) 38% b) 40% c) 60% d) 75% e) 86%

44. (U. Alfenas-MG)O processo de obtenção do ferro envolve a redução da hematita, Fe2O3, nos altos-fornos das usinas siderúrgicas. A reação que ocorre é:

Fe2O3 + 3CO --> 2Fe + 3CO2

Admitindo que a reação tenha um rendimento de 90%, a massa de hematita necessária para a produção de 7,56 toneladas de ferro é: (Massas atômicas: Fe = 56u; O = 16u; C =12u)

a) 1,2 ton d) 12,0 ton

b) 6,0 ton e) 15,0 ton

c) 10,8 ton

45. (ITA-SP) A calcinação de 1,42 g de uma mistura sólida constituída de CaCO3 e MgCO3 produziu um resíduo sólido que pesou 0,76 g e um gás. Com estas informações, qual das opções a seguir é a relativa à afirmação CORRETA?

a) Borbulhando o gás liberado nesta calcinação em água destilada contendo fenolftaleína, com o passar do tempo a solução irá adquirir uma coloração rósea.

b) A coloração de uma solução aquosa, contendo fenolftaleína, em contato com o resíduo sólido é incolor.

c) O volume ocupado pelo gás liberado devido à calcinação da mistura, nas CNTP, é de 0,37 L.

d) A composição da mistura sólida inicial é 70% (m/m) de CaCO3 e 30% (m/m) de MgCO3.

e) O resíduo sólido é constituído pelos carbetos de cálcio e magnésio.

46. (CEFET-PE/09) Sabe-se que 100g de carbonato de calcio impuro sao tratados com acido cloridrico. O gas obtido desse processo foi recolhido convenientemente e pesou 39,6g. Admitindo-se que as impurezas nao reajam com o acido cloridrico, assinale a alternativa que indica a pureza do carbonato de cálcio nele empregado. Dados: massas molares (em g/mol): Ca = 40; C = 12; H = 1; O = 16.

a) 9% b) 70% c) 80% d) 90% e) 99%

47. (CEFET-PE/09) A bauxita é uma rocha avermelhada que tem no óxido de alumínio (Al2O3) seu componente

dominante e é, por isso, o minério mais utilizado na produção do alumínio. Este, por sua vez, é matéria-prima para a fabricação de inúmeros produtos usados no dia-a-dia, como panelas, esquadrias, latinhas, entre outros. Uma amostra com 204 g de bauxita apresenta 27 g de alumínio. O teor de alumina (Al2O3), na referida amostra, está indicado na alternativa:

Dados: massa molar (g/mol) Al = 27 e Al2O3 = 102.

a) 10 % b) 15 % c) 20 %

d) 25 % e) 30 %

48. (Covest-97) Os antiácidos são substâncias utilizadas para diminuir a quantidade de ácido clorídrico do estômago. Várias substâncias podem ser utilizadas com essa finalidade. Uma delas é o óxido de

magnésio MgO (uma base) que reage com o ácido clorídrico de acordo com a seguinte equação química:

MgO + 2H+Mg2+ + H2O

A massa de óxido de magnésio necessária para neutralizar todo ácido no estômago que contém 0,06 mol de ácido clorídrico é:

Pesos atômicos: Mg = 24,30; O = 15,99; H = 1,00.

a) 1,21g b) 1,46g c) 0,73g

d) 0,54g e) 2,42g

49. (Covest-2000) A combustão do etanol hidratado libera 6,0 kcal/g e sua densidade é 0,80g/L. A combustão da gasolina libera 11,5 kcal/g, sendo a densidade 0,70 g/L. O litro de etanol hidratado está sendo comercializado nos postos a R$ 0,60. Admitindo que os rendimentos dos motores a álcool e gasolina sejam os mesmos, qual seria o preço da gasolina para as despesas dos usuários dos dois combustíveis serem idênticas.

a) R$ 1,40 b) R$ 1,35 c) R$ 1,30

d) R$ 1,15 e) R$ 1,00

50. (Covest-2003) Nas usinas siderúrgicas, a obtenção de ferro metálico a partir da hematita envolve a seguinte reação (não balanceada):

Fe2O3(s) + CO(g) Fe(s) + CO2(g)

Percebe-se desta reação que o CO2 é liberado para a atmosfera, podendo ter um impacto ambiental grave relacionado com o efeito estufa. Qual o número de moléculas de CO2 liberadas na atmosfera, quando um mol de óxido de ferro (III) é consumido na reação? Considere: número de Avogadro igual a 6 x 1023 mol–1.

a) 6 x 1023 b) 24 x 1023 c) 12 x 1023

d) 36 x 1023 e) 18 x 1023

51. (Covest-2004) A ferrugem é composta principalmente por Fe2O3. Após o balanceamento da equação abaixo, a proporção de ferro e oxigênio necessária para formar 2 mol de óxido de ferro III será:

Fe(s) + O2(g)  Fe2O3(s)

a) 1 mol de Fe para 1 mol de O2.

b) 1 mol de Fe para 3 mol de O2.

c) 2 mol de Fe para 3 mol de O2.

d) 4 mol de Fe para 3 mol de O2.

e) 3 mol de Fe para 2 mol de O2.

52. (Covest-2005) Ácido fosfórico impuro, para uso em preparação de fertilizantes, é produzido pela reação de ácido sulfúrico sobre rocha de fosfato, cujo componente principal é Ca3(PO4)2. a reação é:

Ca3(PO4)2 (s) + 3 H2SO4 (aq)  3 CaSO4 (s) + 2 H3PO4 (aq)

Quantos mols de H3PO4 podem ser produzidos pela reação de 200 kg de H2SO4?

Dados: massas molares (em g/mol): H = 1; O = 16; S = 32; P = 31; Ca = 40.

a) 2107 mol. b) 1361 mol. c) 95,4 mol.

d) 954,3 mol. e) 620 mol.

53. (Covest-2006) Uma amostra mineral contendo magnetita (Fe3O4) foi analisada dissolvendo-se 0,928g

de amostra em HCl concentrado. Obteve-se uma mistura contendo íons ferro nos estados de oxidação II e III. A esta solução, adicionou-se HNO3 suficiente para oxidar todo o Fe2+ a Fe3+, que foi, em seguida, precipitado como Fe(OH)3 pela adição de NH3. O hidróxido de ferro III foi, então, submetido a umtratamento térmico que originou 0,480 g de Fe2O3 puro. Qual é a porcentagem em massa de magnetita na amostra?

(Dados: massas molares em g mol-1: Fe = 56; O = 16; H = 1; N = 14)

a) 50% b) 60% c) 55% d) 25% e) 75%

54. (Covest-2009) O vinagre comercial contém ácido acético (CH3COOH). Na titulação de 6,0 mL de vinagre comercial com densidade 1,01 g mL-1, gastaram-se 10,0 mL de uma solução 0,40 mol L-1 de hidróxido de sódio (NaOH). Qual é a porcentagem de ácido acético contido no vinagre analisado?

(Dados: C = 12, H = 1 e O = 16). Anote o inteiro mais próximo.

55. (Covest-2007) A hematita, Fe2O3(s), é uma das principais riquezas minerais do Brasil. Este mineral é empregado na obtenção de ferro metálico, Fe(s), obtido a partir de um processo de redução em alto forno, usando carvão, C(s), como agente redutor. Uma das reações ocorridas nesse processo é dada pela equação não balanceada:

Fe2O3(s) + C(s)  Fe(s) + CO(g)

Calcule a massa de Fe(s) (em toneladas) que é possível obter a partir de 100 toneladas de hematita,

70% pura. (Dados: C = 12 g/mol; O = 16 g/mol; Fe = 56 g/mol).

56. (Covest-2005) Um dos principais usos comerciais do ácido sulfúrico é na produção de ácido fosfórico e sulfato de cálcio. Considere a equação química não-balanceada:

Ca3(PO4)2(s) + H2SO4(aq)  CaSO4(s) + H3PO4(aq)

A massa em gramas (arredondada para o próximo inteiro) de uma solução de ácido sulfúrico (79% de H2SO4 em massa) que deve ser utilizada para reagir completamente com 63,3 g de fosfato de cálcio é:

Dados: Massas molares (g . mol−1): Ca = 40; P = 31; S = 32; H = 1; O = 16.

57. (Covest-2004) Superóxido de potássio, KO2, é utilizado em equipamentos de respiração em sistemas fechados para remover o dióxido de carbono e a água do ar exalado. A remoção da água gera oxigênio para a respiração pela reação:

4 KO2(s) + 2 H2O(l)  3 O2(g) + 4 KOH(s).

O hidróxido de potássio remove o dióxido de carbono do equipamento pela reação:

KOH(s) + CO2(g) KHCO3(s)

Qual a massa de superóxido de potássio necessária para gerar 20g de O2?

Dados: K = 39g/mol; H = 1g/mol; O = 16g/mol.

58. (Covest-2003) O odor agradável das cascas de limão e laranja é devido ao limoneno. Qual a massa, em

gramas, de hidrogênio gasoso necessária para saturar completamente 2,72 kg de limoneno na presença de platina metálica (100% de rendimento)? Considere as seguintes massas atômicas molares (g/mol): H = 1,0 e C = 12,0.

59. (Covest-2002) A combustão de um hidrocarboneto, como o octano, C8H18, um dos principais componentes da gasolina comum, contribui significativamente para o aumento da concentração de CO2 na atmosfera, o qual é suspeito de contribuir para o efeito estufa e conseqüente aumento da temperatura média da Terra. Sabendo que, na pressão atmosférica e na temperatura de 0 oC, um gás ideal ocupa o volume de 22,4 L, calcule o volume, em litros, de dióxido de carbono (gás carbônico) liberado pela combustão completa de 5/16 mols de C8H18, considerando comportamento ideal.

60. (Covest-2002) Uma indústria química utiliza energia elétrica para produzir Cl2 por eletrólise da solução aquosa de NaCl, de acordo com a equação química balanceada:

2 NaCl (aq) + 2 H2O (aq)  2 NaOH (aq) + Cl2(g) + H2(g).

Se a produção diária de Cl2 for 1,42 x 104 kg, então a produção diária de hidróxido de sódio, em toneladas (103 kg), será:

Dados: massas atômicas (g/mol): H = 1; O = 16; Na = 23; Cl = 35,5.

61. (Covest-2001) O dióxido de carbono ou gás carbônico em altas concentrações é muito tóxico, podendo causar tonturas e desmaios. No caso do ambiente fechado das cápsulas espaciais, torna-se essencial a eliminação do dióxido de carbono produzido pela respiração dos astronautas. Esta eliminação é realizada passando-se continuamente o ar da cápsula por tubos contendo hidróxido de lítio, cuja reação é descrita pela seguinte equação química não balanceada:

LiOH(s) + CO2(g)  Li2CO3(s) + H2O(l).

Admitindo-se que o dióxido de carbono tem comportamento ideal, qual é a massa em gramas, de hidróxido de lítio necessária para consumir 44,8 L de CO2 gasoso a 0 °C e 1 atm?

Considere as massas atômicas (g/mol): H = 1, Li = 7, C = 12 e O = 16.

Dado: constante universal dos gases perfeitos, R = 0,082 atm L K -1 mol-1.

62. (FESP-93) Uma amostra de prata de massa 6,0 g foi convenientemente dissolvida em ácido nítrico. O químico responsável pelo processo de dissolução constatou, posteriormente que o número de átomos de prata resultante da dissolução da amostra era igual a 3,01 x 10 22 átomos. O teor da prata na amostra é aproximadamente:

Dado: Ag = 108 u.

a) 100%. b) 90%. c) 80%.

d) 70%. e) 10%.

63. (FESP-96) O quociente entre as massas mB / mA de dois elementos que reagem exatamente entre si é igual a 1,5. Juntando-se 240,0g de A e 240,0g de B, após o término da reação, pode-se concluir que:

a) Os elementos A e B, reagem completamente originando 480,0 g do produto formado.

b) A massa do produto formado é 400,0 g e há excesso de 80,0 g do elemento B.

c) A massa do produto formado é 400,0 g e há excesso de 80,0 g do elemento A.

d) Há excesso de 8,0 g do elemento B e 72,0 g do elemento A.

e) A massa do produto formado é de 320,0g e há excesso de 160,0g de A.

64. (UPE-2000) Um metal de massa molar 81 g/mol tem densidade 1,5 g/mL. Em uma experiência, 3,01 x 1023 átomos desse metal foram transformados por um artesão em um cubo perfeito. O comprimento da aresta do cubo será, em cm, igual a:

a) 9,0 cm.

b) 4,0 cm.

c) 3,0 cm.

d) 5,0 cm.

e) 6,0 cm.

65. (UPE-2000) Massas iguais de cálcio e enxofre são misturadas, e o cálcio é completamente transformado em sulfeto de cálcio. Considerando que Ca = 40 g/mol e S = 32 g/mol, a fração em massa de enxofre, que permanece inalterada, é:

a) 0,2.

b) 0,8.

c) 0,4.

d) 0,6.

e) 0,5.

66. (UPE-2000) Adicionou-se a 1,0g de carbonato de cálcio impuro 200 mL de uma solução de ácido clorídrico 0,10 mol/L. Após o término da reação, neutralizou-se o excedente ácido com uma solução de

hidróxido de sódio 1,0 mol/L, gastando-se 4,0 mL. A pureza do carbonato de cálcio é:

Dados: Ca = 40 g/mol; C = 12 g/mol; Cl = 35,5 g/mol; H = 1 g/mol.

a) 60%.

b) 45%.

c) 90%.

d) 85%.

e) 80%.

67. (UPE-2003) Os compostos de cálcio têm grande importância na economia de um país, pois grandes quantidades são utilizadas nos materiais de construção civil, na fabricação de vidro, papel e outros produtos. A argamassa para assentamentos de tijolos é feita, comumente, com hidróxido de cálcio (cal extinta), areia e água. Sabemos que, calcinando-se o carbonato de cálcio a 900°C, obtém-se, como um dos produtos, óxido de cálcio (cal virgem) que, ao reagir com água, origina o hidróxido de cálcio. Na preparação da argamassa para assentamento de tijolos, foram consumidos 66,6 kg de cal extinta.

Considerando os dados: Ca = 40u, C = 12 u; O = 16u e H = 1u, a massa de carbonato de cálcio, necessária para produzir a quantidade exata de cal extinta, consumida na preparação da argamassa, é:

a) 75,0 kg.

b) 90,0 kg.

c) 85,0 kg.

d) 65,0 kg.

e) 125,0 kg.

68. (UPE-2004-Q1) O ácido acetilsalicílico (C9H8O4), comumente chamado de aspirina, é muito usado pelos

alunos, após uma prova de química, física ou matemática, disciplinas que requerem muitos cálculos e

atenção. A massa de ácido acetilsalicílico que deve reagir com anidrido acético (C4H6O3), para se obter três comprimidos de aspirina, cada um com 06g, admitindo que o ácido salicílico é 92% puro, é:

Dados: C = 12 u; H = 1 u; O = 16 u.

C7H6O3 + C4H6O3  C9H8O4 + C2H4O2

a) 1,50g.

b) 1,92g.

c) 1,65g.

d) 1,38g.

e) 2,25g.

69. (UPE-2005-Q2) Um laboratorista colocou 10,9mL de ácido sulfúrico, de densidade 1,8g/mL, em um béquer, contendo água destilada. Em seguida, usando técnicas apropriadas, transferiu para um balão volumétrico de 100,0mL de capacidade a solução ácida do béquer, aferindo o balão com água destilada. Uma alíquota de 10,0mL da solução ácida reage com uma solução em excesso de nitrato de bário, produzindo um precipitado que, depois de lavado e seco, pesou 3,961g. A percentagem de impurezas do ácido sulfúrico é aproximadamente dados: H = 1u; S = 32 u; O = 16 u; Ba = 137 u; N = 14 u.

a) 20%.

b) 15%.

c) 85%.

d) 90%.

e) 80%.

70. (UPE-2006-Q2) 13,0g de uma amostra de zinco impuro e sólido são totalmente consumidos por uma solução ácida de ácido clorídrico. O gás, produzido na experiência, é convenientemente coletado sobre água, a uma temperatura de 27ºC e na pressão total de 255 mmHg. O volume de gás coletado na experiência é igual a 12,3L. (Admita que as impurezas não reagem com o ácido clorídrico)

Dados = ma (Zn) = 65u, ma (H) =1u, ma (Cl) =35,5u, R = 0,082L.atm/mol.K, 1 atm = 760 mmHg

Sabendo-se que a pressão de vapor da água a 27ºC é igual a 27 mmHg, pode-se concluir como verdadeiro que

a) a massa de hidrogênio produzida na reação é igual a 0,40g.

b) o zinco utilizado na experiência tem uma pureza igual a 90%.

c) foram utilizados, na experiência, 9,03 x 1023 átomos de zinco.

d) a massa de zinco consumida na experiência é igual a 9,75g.

e) a massa de impurezas encontrada na amostra de zinco é igual a 1,25g.

71. (UPE-2007 – Q1) Uma certa massa de carbonato de ferro (II) foi integralmente decomposta por ação térmica. O gás resultante da decomposição reagiu completamente com determinado óxido, produzindo 30,0g de carbonato de cálcio. (Admita as reações químicas com 100% de rendimento)

Dados: ma(Fe) =56u, ma (C) = 12u, ma (Ca) = 40u, ma (O) =16u

Em relação a essas transformações químicas, são corretas todas as afirmações abaixo, exceto uma. Assinale-a.

a) A massa inicial de carbonato de ferro é igual a 34,80g.

b) O gás resultante da decomposição térmica do carbonato de ferro é um óxido ácido.

c) Para produzir 30,0g de carbonato de cálcio, foi consumido 0,2 mol do óxido básico correspondente.

d) Para se obter 600,0g de carbonato de cálcio, seriam necessários decompor 696,0g de carbonato de ferro(II).

e) Na reação de formação de 30,0g de carbonato de cálcio, foram usados 1,806 x 1023 moléculas de CO2.

72. (UPE-2007 – Q2) Uma esfera de metal puro de densidade 8,5g/cm3 é completamente consumida por uma solução aquosa de ácido clorídrico. A velocidade de consumo do metal do início ao fim da reação permaneceu constante e igual a 0,51 mol/min.

π= 3 , M(metal) = 60g/mol

Sabendo-se que do início ao fim da reação foram decorridos exatos 1.800s, pode-se afirmar como verdadeiro que

a) a massa da esfera é igual a 30,6g.

b) o raio da esfera é igual a 9,0 cm.

c) a esfera é formada por, aproximadamente, 9,2 x 1023 átomos do metal e tem raio igual a 2,0 cm.

d) foram consumidos exatamente 7,65 mols de ácido clorídrico.

e) a massa da esfera é igual a 9,18 x 10– 1 kg e tem raio igual a 3,0cm.

73. (UPE-2007 – Q2) Uma transformação química é representada pela equação abaixo:

A + B C + D

Experimentalmente, sabe-se que:

As massas constantes nesta tabela obedecem à lei das proporções definidas.

Dados : ma(Na)=23u, ma(O)= 16u , ma(H)= 1u, ma(C) =12u

Em relação ao sistema reacional acima, é correto afirmar que

a) a massa de “D” obtida na terceira experiência a partir de 32,0g de “A” é igual a 72,0g.

b) se a substância “D” for a água, a massa de “D” obtida na terceira experiência, ao reagir integralmente com quantidade conveniente de óxido de sódio, produzirá uma massa menor que a correspondente a quatro mols do hidróxido.

c) na terceira experiência, quando se formam exatos 72,0g de “D”, também se formam 280,0g do produto “C”.

d) se a substância “D” for CO2, a massa de “D” obtida na terceira experiência, ao reagir integralmente com quantidade conveniente de NaOH, produzirá 106,0g de carbonato de sódio.

e) na segunda experiência, quando se formam 3,0g de “D”, a massa de “A” que reagiu integralmente com ‘B” é igual a 15,0g.

74. (UPE-2008-Q1) A Terra é o terceiro planeta em órbita do Sol, de forma aproximadamente esférica, mas

sua rotação produz uma deformação, tornando-a elipsoidal. Na tabela abaixo, constam algumas características físicas de nosso planeta com alguns valores aproximados.

(Considere a Terra com a forma esférica)

Determinações estimativas revelam que há, na Terra, 7,7 x 1024 kg de ferro. Com esse dado, é correto afirmar que a percentagem em massa de ferro, encontrada na Terra, é igual aproximadamente a:

Considere pi = 3

a) 25,5%. b) 18,0%. c) 45,8%. d) 35,0%. e) 15,0%.

75. (SSA/UPE/09) Uma liga metálica de forma esférica, constituída de um metal “M”, de massa molar 40g/mol e densidade 5,0g/cm3, reage totalmente com uma solução aquosa de ácido clorídrico, liberando, nas CNTP, 68,1L de um gás inflamável, conforme a equação:

M(S) + 2HCl(aq)MCl2 (aq) + H2 (g).

Sabendo-se que o raio da esfera é igual a 2,0cm e que as impurezas não reagem com a solução ácida, é

CORRETO afirmar que

A) a liga metálica é constituída de 25% em massa do metal “M”.

B) a massa do metal “M” que constitui a liga metálica é igual a 140g.

C) na reação da liga metálica com a solução ácida, formam-se 4,515x1025 moléculas de hidrogênio.

D) na liga metálica, existem, apenas, 50g do metal “M”.

E) na liga metálica, antes da reação, existiam 3 mols de átomos do metal “M”.

76. (SSA/UPE/09) O quociente entre as massas de ferro e enxofre que reagem exatamente entre si é igual a 1,75. Misturam-se 112g de ferro + 112g de enxofre em um recipiente e, em seguida, se aquece o sistema, até que a reação entre ferro e enxofre ocorra completamente. Em relação à reação, é CORRETO afirmar que

A) a massa do sulfeto ferroso formada é igual a 220,0g, e há um excesso de 4,0g de enxofre.

B) após o término da reação, há uma sobra de 64,0g de enxofre e 2,0g de ferro.

C) a quantidade de enxofre que sobra é suficiente para formar 96,0g de SO2, quando convenientemente reagir com excesso de oxigênio.

D) a massa de enxofre em excesso corresponde aproximadamente a 30% da massa total de enxofre, posta em contato com o ferro.

E) não há sobra de massa de enxofre ou de ferro, pois as quantidades postas no sistema reagem exatamente, entre si.

77. (UPE/09/Q1) A composição química do grão de milho não é constante, podendo variar de acordo com o solo onde foi cultivado. O ferro é um dos minerais encontrados em sua composição química, na proporção de 56 mg/kg de milho. Admita que uma espiga de milho tenha 125 grãos rigorosamente iguais entre si e pese 62,5g. Quantos átomos de ferro uma galinha que come um grão de milho, depois de digerido, acrescenta ao seu organismo aproximadamente?

ma(Fe) = 56u

a) 3,0 x 1017 b) 2,8 x 10-5 c) 3,0 x 1023

d) 1,5 x 1017 e) 2,0 x 105

78. (COVEST/10) Ácido sulfúrico (H2SO4) é um importante insumo industrial, obtido como subproduto do refino de cobre. A matéria prima deste processo, sulfeto de cobre (CuS) é decomposta termicamente, na

presença de oxigênio, produzindo cobre metálico e SO2. Por ser um gás tóxico, o SO2 não pode ser liberado no ambiente, e, portanto, é oxidado a SO3, que em seguida reage com água para formar ácido sulfúrico. Ao iniciarmos o processo com 19,1 toneladas de sulfeto de cobre puro, e assumindo um rendimento de 100% em todas as etapas, podemos afirmar que serão:

(Dadas as massas atômicas: Cu, 63,5 g/mol; S, 32

g/mol; O, 16 g/mol e H, 1 g/mol).

0-0) consumidos 300.000 mols de oxigênio molecular.

1-1) consumidos 200.000 mols de água.

2-2) produzidos e posteriormente consumidos 80.000 mols de SO3 .

3-3) produzidas 196 toneladas de ácido sulfúrico.

4-4) produzidas 1,31 toneladas de cobre metálico.

79. (EsPECx/04) O íon sódeio é essencial para o equilíbrio hídrico do nosso organismo e insdispensável na manutenção da massa corpórea a medida da quantidade de íons sódio no sangue pode auxiliar no diagnóstico e no tratamento de vários distúrbios. Um paciente necessitou tomar 500mL, a cada 4 horas, de um soro fisiológico denominado solução isotônica de cloreto de sódio 0,9%, significando que cada 100 mL contém 0,9 g de cloreto de sódio. Considerando a densidade da solução como sendo 1 g/ mL, a massa de íons sódio ingerida pelo paciente no tempo de 8 horas foi de aproximadamente:

(Dados: massas atômicas em unidade de massa atômica (u) ; Na= 23 e Cl= 35,5)

a) 9,00g

b) 4,50g

c) 3,54g

d) 1,77g

e) 5,46g

80. (EsPECx/05) A composição química do cimento Portland varia ligeiramente conforme o que está indicado na tabela abaixo:

Considere que em uma construção foram utilizados 60 sacos de cimento com 20 kg cada. O menor número de átomos de ferro que pode ser encontrado nessa construção, considerando apenas a quantidade de cimento utilizada, é:

DADOS: (Massas atômicas em unidade de massa atômica ( u ) O = 16 , Fe = 56 - Considere:Número de Avogadro = 6,0. 1023)

a) 1,2.1026

b) 1,7.1023

c) 1,8.1026

d) 1,0.1027

e) 1,7.1026

81. (EsPECx/00) Uma garrafa de água mineral tem no seu rótulo a seguinte composição, em mg/L:

Sabe-se que a massa molar do íon sulfato (SO42-) é de 96 g/mol. A quantidade de mols de íons sulfato contida em 16 L dessa água mineral é:

a) 25 · 10-3 mols

b) 150 · 102 mols

c) 1 · 10-3 mols

d) 25 · 1023 mols

e) 6,0 · 1023 mols

82. (EsPECx/ 09)Uma amostra de 1,72 g de sulfato de cálcio hidratado (CaSO4 · n H2O), onde “n” representa o número de molécula(s) de água (H2O), é aquecida até a eliminação total da água de hidratação, restando uma massa de 1,36 g de sulfato de cálcio anidro.

A fórmula molecular do sal hidratado é:

a) CaSO4·1 H2O

b) CaSO4·2 H2O

c) CaSO4·3 H2O

d) CaSO4·4 H2O

e) CaSO4·5 H2O

83. (EsPECx/ 09) Um elemento químico teórico M tem massa atômica igual a 24,31 u e apresenta os isótopos 24M, 25M e 26M. Considerando os números de massa dos isótopos iguais às massas atômicas e sabendo-se que a ocorrência do isótopo 25 é de 10,00%, a ocorrência do isótopo 26 é

a) 31,35%

b) 80,00%

c) 10,50%

d) 69,50%

e) 46,89%

84. (EsPECx/00)Foi descoberta recentemente, em uma fruta brasileira, a sua riqueza em vitamina C. Ela chega a possuir a quantidade de 37g de vitamina C por quilograma da fruta. Sabe-se que a dose diária recomendada desta vitamina (C6H8O6) é de 62mg.

Se comermos diariamente cerca de 200g desta fruta, o número de mols da vitamina C que estaremos ingerindo a mais do que o recomendado será de, aproximadamente,

a) 4,14x10-2

b) 4,26x10-2

c) 4,17x10-2

d) 4,20x10-2

e) 4,23x10-2

85. (EsPECx/00) A amônia, que é utilizada na síntese de inúmeros e importantes compostos, é obtida pela seguinte reação em fase gasosa:

N2 + 3H2 2NH3

Fazendo-se reagir 4 litros de N2 com 9 litros de H2 em condições de pressão e temperatura constantes, pode-se afirmar que:

I. Após o final da reação, serão formados 6 litros de NH3.

II. Após o final da reação, os reagentes serão totalmente convertidos em amônia.

III. O volume final é maior que o inical.

IV. Os reagentes não estão em quantidades estequiométricas.

Estão corretas apenas as afirmativas:

a) I e II b) I e III c) I eIV d) II e III e) II e IV

86. (EsPECx/01) Uma fábrica produz amoníaco (NH3) com rendimento de 80%. Se na sua caldeira forem misturadas 42 ton de cada substância simples necessária, será obtida a seguinte massa de amoníaco: (Dados: N= 14u e H= 1u)

a) 22,4 ton

b)40,8 ton

c)44,8 ton

d)67,2 ton

e)238,0 ton

87. (EsPECx/04) Para a obtenção de amônia (NH3) forma usados 100 mL de gás nitrogênio (N2) e 240 mL de gás hidrogênio (H2), nas mesmas condições de pressão e temperatura. O volume de amônia produzida em mL é:

a) 200

b) 190

c) 160

d) 150

e) 155

88. (EsPECx/05) Foram misturados 40 g de hidrogênio (H2) com 40 g de oxigênio (O2) com a finalidade de produzir água, segundo a equação A massa de reagente em excesso corresponde a

2H2(g) + 1O(g)  2H2O(v)

a) 35g de hidrogênio

b) 25g de oxigênio

c) 5g de hidrogênio

d) 35g de oxigênio

e) 20g de hidrogênio

89. (EsPECx/05) Um automóvel faz cerca de 10 km com um litro de etanol (C2H5OH). Durante uma viagem de 400 km e admitindo a queima completa do combustível, o volume de gás carbônico (CO2) emitido pelo carro em metros cúbicos (m3) é:Dados: Densidade do etanol = 0,8 kg/L; Massa Molar etanol = 46g/mol; Volume Molar de CO2 = 25 L/mol.

a) 34,8

b) 42,0

c) 36,8

d) 38,0

e) 42,5

90. (EsPECx/08) O carbonato de sódio (Na2CO3) empregado na fabricação de vidro é preparado a partir do carbonato de cálcio (CaCO3) e cloreto de sódio (NaCl), segundo a equação balanceada:

CaCO3 + 2 NaCl Na2CO3 + CaCl2

Partindo-se de 1250 g de carbonato de cálcio (com grau de pureza de 80%) e 650 g de cloreto de sódio (com grau de pureza de 90%), a massa de carbonato de sódio (Na2CO3) obtida dessa reação, admitindo-se um rendimento da reação de 80%, será de: Dados Massas atômicas: C = 12 u; O = 16 u; Na = 23 u; Cl = 35,5 u; Ca = 40 u

a) 585 g

b) 1000 g

c) 424 g

d) 650 g

e) 480 g

90. (EsPECx/ 09) Uma quantidade de 5828 g de mistura de óxido de sódio(Na2O) e óxido de potássio(K2O) foi tratada com uma solução de ácido clorídrico que continha 300 mols de HCl. Admitindo-se que toda a mistura de óxidos reagiu com parte do HCl, e que o excesso de HCl necessitou de 144 mols de hidróxido de sódio(NaOH) para ser totalmente neutralizado, então a composição percentual, em massa de Na2O e de K2O era, respectivamente,

a) 28% e 72%. b) 42% e 58%. c) 50% e 50%.

d) 58% e 42%. e) 80% e 20%.

91. (ENEM – 2009.A) Os exageros do final de semana podem levar o individuo a um quadro de azia. A aziapode ser descrita como uma sensação de queimação no esôfago, provocada pelo desbalanceamento do pH estomacal (excesso de ácido clorídrico). Um dos antiácidos comumente empregados no combate à azia é leite de magnésia. O leite de magnésia possui 64,8g de hidróxido de magnésio [Mg(OH)2] por litro da solução. Qual a quantidade de ácido neutralizado ao se ingerir 9 mL de leite de magnésia?

Dados: Massas molares (em g/mol): Mg = 24,3; Cl = 35,4; O = 16; H = 1.

a) 20 mol.

b) 0,58 mol.

c) 0,2 mol.

d) 0,02 mol.

e) 0,01 mol.

QUÍMICA GERAL - RAFAEL SANTOS QUÍMICA GERAL - RAFAEL SANTOS RECIFE/PE

Comentários