Densidade de Óleos

Densidade de Óleos

Universidade Federal do Ceará

Centro de Ciências Agrárias

Departamento de Tecnologia de Alimentos

Relatório referente à prática de determinação da densidade de óleos.

Aluno: Rafael Audino Zambelli

Matrícula: 0286647

Curso: Engenharia de Alimentos

Disciplina: Processamento de Óleos Vegetais I

Professora: Rosa Abreu

Fortaleza, Novembro de 2009.

Introdução

A massa específica ou densidade de uma substância é definida como a razão entre sua massa (m) e o seu volume (v): A densidade de sólidos e líquidos, segundo o Sistema Internacional de Unidades é expressa em quilograma por metro cúbico (kg/m³), contudo, é comumente utilizada a medida de gramas por centímetro cúbico (g/cm³) e gramas por mililitro (g/ml). Diferentemente de grandezas como massa ou comprimento, chamamos a densidade de grandeza derivada, porque é definida através de outras grandezas físicas.

Ao aquecermos um corpo, eles se dilatam, a densidade da substância aquecida torna-se menor do que a anterior, também é uma grandeza dita como intensiva, porque, não muda se dobramos o tamanho do sistema por exemplo. É uma grandeza que varia de ponto a ponto do material, por exemplo, se tivermos uma amostra homogênea, seu valor é igual para todos os pontos do sistema (no caso dos óleos). A densidade é uma grandeza que sofre variações em seu valor quando o tipo de substância, temperatura e pressão são modificadas.

Como é característica de cada substância, a densidade tem um importante papel nas indústrias de alimentos, tais como na determinação da densidade de óleos e leites, é possível, através dela, verificarmos se houve adulteração nos produtos com a adição de água e substâncias dissolvidas dentro das amostras (presença de contaminantes).

A densidade de líquidos pode ser determinada por medidas da massa do líquido que ocupa um volume conhecido (picnometria) e por métodos de flutuação baseados nos princípios de Arquimedes. A princípio, qualquer líquido pode ser utilizado para a determinação de densidade, contudo, a água é o mais amplamente utilizado.

A densidade pode ser medida por um aparelho chamado de densímetro. É um aparelho que tem por objetivo medir a massa específica de líquidos, existem vários tipos de densímetros, no entanto, as formas mais comuns são apresentadas como um tubo de vidro longo e fechado nas duas extremidades. É um tubo que possui a parte inferior mais larga e uma gradação na parte mais estreita, como mostra as figuras abaixo:

Todo o aparelho deve ser imerso em um recipiente cheio de líquido do qual se deseja obter o valor de sua densidade até que o densímetro flutue livremente. A leitura é feita observando-se a gradação que está sob a superfície do líquido. O densímetro faz-se uso do princípio do empuxo descoberto por Arquimedes. O empuxo é uma força que provoca a flutuação dos corpos em líquidos, sendo este proporcional a densidade, ao volume do corpo e a aceleração da gravidade.

Para a análise de óleos, temos algumas informações importantes: a densidade para os triglicerídeos vai diminuindo conforme diminui o seu peso molecular e quanto mais alto for o seu grau de insaturação, ou seja, gordura sólidas (margarinas e etc.) possuem densidade maior do que óleos refinados, por exemplo.

Objetivos

O objetivo desta prática foi determinar a densidade de óleo de algodão refinado através de um densímetro.

Material e Métodos

Para esta prática, foram utilizados uma proveta e um densímetro. O procedimento ocorre de forma bem simples, introduzir 1000mL do óleo refinado de algodão na proveta, esperar que todas as bolhas formadas sejam desfeitas e, após isso, introduzir o densímetro de forma lenta e centralizada para que seja realizada a medida da massa específica do óleo. A leitura deve ser feita sempre abaixo do menisco. E no momento da leitura, a temperatura também foi checada, pois, como foi dito na introdução, a densidade é uma grandeza que varia com a temperatura.

Resultados

Após a realização de todos os procedimentos, foi determinada a densidade do óleo de algodão refinada como valor de 0,917 g/cm³ a uma temperatura de 29ºc. Podemos fazer uma comparação entre as densidades de outros óleos com o óleo de algodão, de acordo com (BRANDÃO) temos que:

ÓLEO

DENSIDADE

Óleo de Soja

0,891 g/cm³

Óleo de Girassol

0,891 g/cm³

Óleo de Mamona

0,951 g/cm³

Óleo de algodão (a 20ºc)

0,923 g/cm³

Através do exemplo citado na tabela acima, onde mostra a densidade do óleo refinado de algodão a 20ºc, podemos traçar um parâmetro e afirmarmos que, quanto maior a temperatura o óleo é submetido, menor será a sua medida de densidade. Isto pode ser ainda justificado quando comparamos valores de temperatura x densidade da água pura, como na tabela abaixo:

No entanto, em outro trabalho, o valor encontrado para a densidade do óleo de algodão foi de 0,855 g/cm³ o que deixa em aberto um espaço para novas pesquisas sobre a densidade do óleo de algodão refinado sob várias temperaturas e assim a partir dos dados poder traçar um comportamento específico da densidade com relação à variação de temperatura.

Conclusão

Podemos concluir que o método de determinação de densidade de óleos vegetais por densímetro mostra-se eficiente, o valor da densidade encontrado foi de 0,917 g/cm³ à 29ºc, podemos ainda concluir que a densidade é variável de substância para substância e que depende também de fatores externos, tais como temperatura e pressão.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

MAZALI, I. O. DETERMINAÇÃO DA DENSIDADE DE SÓLIDOS PELO MÉTODO DE ARQUIMEDES (Disponível em: http://lqes.iqm.unicamp.br/images

/vivencia_lqes_meprotec_densidade_arquimedes.pdf) – Acesso: 28/11/2009 às 20:20

BRANDÃO, C. R. R., MACHADO, P. F.L, SUAREZ, P.A Z. AS INTERAÇÕES MOLECULARES NOS ÓLEOS VEGETAIS E NO BIODIESEL (Disponível em:

http://sec.sbq.org.br/cdrom/32ra/resumos/T0859-1.pdf) – Acesso: 28/11/2009 às 20:52.

C. R. SILVA, M. W. N. C. CARVALHO, L. S. CONRADO, K. P. S. LEITE. Características Físico-químicas e Dielétricas do Óleo de Algodão Refinado como Alternativa ao Óleo Mineral Isolante de Transformadores (Disponível em: http://w

ww.feg.unesp.br/~falotufo/Clagtee/Papers/B%20-%20734.pdf) – Acesso: 28/11/2009 às 21:00.

PEDRO, G. Química – Variação da densidade da água com a temperatura (Disponível em:http://www.giltonepedro.com.br/docs/artigo03_variação_densidade.pdf) – Acesso: 28/11/2009 às 21:10.

Lionete Nunes de Lima, Maria Wilma N. Carvalho, José Carlos O. Santos, ESTUDO DA ESTABILIDADE TÉRMICA E OXIDATIVA DO ÓLEO DE ALGODÃO (Disponível em: http://www.annq.org/congresso2007/trabalhos_apresentados/T19.pdf) – Acesso: 28/11/2009 às 21:25.

Comentários