Adaptação, lesão e morte celular

Adaptação, lesão e morte celular

(Parte 1 de 6)

Patologia significa 0 estudo das causas estruturais e funcionais das doen"as hurnal1as. Os quatro aspectos das doen"as que formam 0 cerne da patologia sac:

• As suas causas (etiologia), • Os rnecanismos de seu desenvolvimento (patogenia),

• As altera"oes estruturais induzidas nas celulas e nos tecidos (alterclI;oes morfoI6gicas),

• As conseqiiencias funcionais das altera"oes morfol6gicas (significado clfnico).

A fun"ao da celula normal requer um equillbrio entre as exigencias fisiol6gicas e as lirnita"oes da estrutura celular e da capacidade metab61ica; 0 resultado e urn estado csuivel ou homeostasia. As celulas podern alterar seu estado funcional em resposta a UITI rnoderado estresse e manter seu estado estavel. Estresses fisiol6gicos mais excessivos ou estirnulos patol6gicos adversos (lesio) resultam em (i) adapta"oes, (i) lesao rcversfvel ou (i) lesao irreversivel e morte celular (Tabela 1.1). Essas respostas po- clem ser consideradas urn continuum de comprometirnento progressivo da estrutura e l'ul1"ao da celula.

• Adaptafoes ocorrern quando estresses fisio16gicos ou pato16gicos induzern urn novo estado que altera a celula, porern preserva sua viabilidade em res posta a estirnulos extemos. Essas altera"oes sac:

Hiperplasia (aumento no numero de celulas, p. 6) Hipertrofia (aumento no tamanho de cada celula, p. 7) Atrofia (reduc;:ao no tamanho das celulas, p. 9) Metaplasia (mudanc;:a de urn tipo de celula madura para outro, p. 10)

• Lesiio celular reversivel denota alterac;:6es celulares patol6gicas que podem ser restauradas a normalidade se 0 estfmulo for retirado ou se a causa da lesao nao foi grave.

• Lesiio irreversivel ocorre quando 0 estfmulo excede a capacidade de a celula se adaptar (a <;elula atinge £1mponto em que niio hti retorno) e denota alterac;:6es patol6gicas perrnanentes que causam a morte celular. Existem dois padr6es morfol6gicos e mecanicos de morte celular, necrose e apoptose (Fig. I-I e Tabela 1-2). Enquanto a necrose

TABElA 1·1 Respostas Celulares is lesiio Natureza e Gravidade dos Estimulos Nocivos

Estimulo fisiohigico alterado:

• Aumento da demanda,aumento do estimulo trofico (p.ex., fat ores decrescimento, hormoniosl

• Diminuicaodos nutrientes, estimulacao

• Irritacao cronica (qulmica ou ffsical

Reducao no suprimento de oxigenio; lesao quimica; infeccao microbiana

• Agudae autolimitada • Progressivae grave (incluindo danodo DNA)

Alteraciies metabolicas. genliticas ou adquiridas Aumento do tempo de vida com lesao subletal cumulativa

Tamanhocelular Nucleo

Aumentado (edema) Picnose--t cariorrexe --t cariolise

Digestao enzimatica; podeextravasar para fora da celula

Frequente

Invariavelmente patologica (a parte final da lesao celular irreversivell

Inflamacao adjacente Papelfisiologico ou patologico

Resposta Celular

Adaptaciies celulares: • Hiperplasia.hipertrofia

Celula normal Celula normal

• Atrofia

• Metaplasia Lesaocelular:

• Lesaoaguda reversivel

• Lesaoirreversivel --t morte celular

Necrose Apoptose

• Alteracfies subcelularesem varias organelas

Depositos intracelulares: caicificaciies Envelhecimento celular

<l:O..JW :JZ

~t O..J '<l: W

~.2: Ruptura dolisossomos

W> ~ Bolhas na

0:: membrana

Fragmenta<;ao da membrana celular

Condensa<;ao nuc'~r "

Mitoc6ndria edemaciada com densidades amortas

FIGURA l-1j Representa<;ao esquematica de uma celula normal e as altera<;6es reversiveis e irreverslveis da lesao celular. A lesao reverslvel caracteriza-se por edema generalizado da celula e de suas organelas; forma<;ao de bolhas na membrana plasmalica; os ribossomos se sollam do reticulo endoplasmalico; e a cromalina nuclear forma agregados. A transi<;ao para a lesao irreverslvel e caracterizada por aumenlo do edema celular; edema e rompimento dos lisossomos; presen<;a de grandes densidades amorfas dentro das miloc6ndrias edemaciadas; destrui<;ao das membranas celulares; e allera<;6es nucleares profundas. Estas incluem a condensa<;ao nuclear (picnose), seguida de fragmenla<;ao (cariorrexe) e dissolu<;ao do nucleo (cari6Iise).

Apoptose

Reduzldo(encolhimento)

Fragmentacaoem particulas do tamanho de nucleossomos

Intacta; a estrutura esta alterada. especialmentea orientacao dos lipidios

Inlacto; podeser liberado na forma de corpos apoploticos

Nao

Geralmentefisiologica, umaforma de eliminar celulas indesejaveis;podeser patologica apos algumasformas de lesaocelular. especialmente danoao DNA e sempre um processo patol6gico, a apoptose ocorre em v:hias func;:6esnormais (p.ex., na embriogenese) e nao esta necessariamente associada a lesao celular.

• Necrose e 0 tipo de morte celular mais comum, envolve grande edema celular, desnaturac;:ao e coagulac;:ao de protefnas, degradac;:ao de organelas celulares e ruptura de celulas. Em geral, um grande numero de celulas no tecido adjacente e afetado.

(Parte 1 de 6)

Comentários