(Parte 3 de 3)

Terceira análise: Após os resultados anteriores, e a eliminação do “Efeito-mola” , notamos que o apoio de metal era constituído de um material mais mole do que o analisado, portanto decidimos realizar esta terceira análise sem o apoio de metal. Dentre todas as análises, a terceira foi a mais confiável com relação a eliminação das dificuldades de execução da análise.

Resultados da 3º análise do ensaio de dureza:

Profundidade (m) Leitura (HRB) Leitura (HRB)* 1 0,178 67,0 87,1 2 0,170 70,6 91,8 3 0,174 70,0 91,0

Obs: Os resultados das duas outras análises foram desprezados.

Comparando-se os resultados obtidos com valores tabelados de diversos matérias, apresentados em aula, descobrimos que o material metálico desconhecido é Aço Inox.

4- Conclusão 4.1. Tração

Encontraram-se dificuldades no preparo do corpo de prova, baseando-se na experiência de outro grupo, tivemos que adaptar o corpo de prova, retirando parte da cabeça pois caso contrário, a peça atingiria o batente da máquina antes da ruptura da mesma.

Devido ao precário método de fixação, que permitiu uma pequena mobilidade da peça, houve pequenas variações de área na parte útil do corpo de prova durante o fresamento; essas variações causaram interferências de baixa escala nos cálculos de tensão.

4.2.Dureza

Encontrou-se muitas dificuldades no ensaio de dureza, foram realizadas 3 diferentes análises , cada uma com 3 cálculos. A primeira análise a sobreposição de 5 placas causou erros de medição devido ao “efeito-mola”. Na segunda foi analisada uma única placa, porém, o valor encontrado diferiu do valor esperado devido ao apoio ser feito de um material mais mole do que a placa. Somente na terceira análise obtivemos resultados próximos do esperado, mas ainda houveram imprecisões devido a problemas no equipamento, para tentar contorna-los, utilizou-se um fator de correção de 1,3.

Apesar de todas as dificuldades apresentadas acima, os resultados dos ensaios de dureza foram satisfatórios, tendo apenas uma pequena defasagem em relação ao valor esperado (95HRB).

5 – Referências Bibliográficas

1- Chiaverni, Vicente

“Tecnologia Mecânica Estrutura e propriedades das Ligas Metálicas” Makron Books 2º Edição 2- Souza, Sergio Augusto de

“Ensaios Mecânicos de materiais Metálicos Fundamentos Teóricos e Práticos” Edgard Blucher, 1974. 3- http://www.fem.unicamp.br/~gps/PDF/Apostila_2_Ensaio_Tracao.pdf 4- http://www2.pucpr.br/docentes/karin.borsato/material/tracao.pdf 5- http://www.bibvirt.futuro.usp.br/textos/tem_outros/cursprofissionalizante/ tc2000/ensaios/ensa04.pdf 6-http://w.bibvirt.futuro.usp.br/textos/tem_outros/cursprofissionalizante/ tc2000/ensaios/ensa03.pdf

(Parte 3 de 3)

Comentários