estruturas 2006

estruturas 2006

Projeto de estruturasde máquinas

Estruturas estáticas e móveis

Rigidez, massa: modos de vibrar

Amortecimento

Materiais mk=ω

Freqüência natural Modelo simples:

Deflexão no centro da viga:

Supondo que m/2 está concentrado no centro:

valor exato: 9.87

Exe mplo: l

E, I, m

Rigidez local:

“ta mbor” Flexão e torção

Placa sem reforços Placa sem reforços

Sistema dinâmico de segunda ordem Sistema dinâmico de segunda ordem

== entrada

saída Q

Freqüência natural amortecida Amplificação na freqüência natural amortecida

Amplificação unitária ferro fundido ζ=0.0015

Rigidez dinâmica k est din =

Fator de amortecimento Fator de amortecimento

Efeito da massa Areia ou esferas de chumbo amortecimento

Efeito da rigidez Efeito da rigidez

Efeito do amortecimento Efeito do amortecimento

Loop estrutural

Estrutura tipo G fácil acesso erro de Abbe

Estrutura tipo pórtico

Loop estrutural com rigidez moderada

Atuadores mestre e escravo Simetria: massa, rigidez, atrito

Estruturas fundidas

Muito usado: estruturas pequenas e médias (até 3 m 3 )

Alívio de tensão: recozimento, vibração

Bom amortecimento e

transferência de calor

Base da máquina

Fixa: ferro fundido

Móvel: alu mínio

Prof. A. H. Slocum

Estrutura com chapas e perfis tubulares uniões: solda, parafuso

Estruturas soldadas

Muito usado para grandes estruturas ou pequenos lotes

Estável após recozimento térmico

Baixo amortecimento Uso de perfis tubulares e chapas

Exemplo de máquina com estrutura soldada Exemplo de máquina com estrutura soldada

Outros materiais fundidoferro granitoepoxy E

•Granito: absorção de água, baixa condutividade térmica, elevado a mortecimento

•Carbono-epoxy: elevada relação E/ρ, absorção de água, estabilidade •Epoxy-granito: elevado amortecimento, baixo E

Fundido com detalhes complexos

Comentários