*CRIOTERAPIA 1*

Faculdade Comunitária de Campinas (FAC 3) e Santa Bárbara D’Oeste

Profª. Tamara Martins

ROTEIRO DE AULA!!!

Na história: “Calor e frio são provavelmente os mais antigos entre todos os recursos terapêuticos físicos...”

LOW J, REED A. Eletroterapia explicada. 3. ed. São Paulo: Manole, 2001.

CONCEITO - Crioterapia significa, literalmente terapia pelo frio.

Qualquer tipo de uso do gelo ou de aplicações do frio com objetivo terapêutico é dessa forma = crioterapia

  • Crioterapia é o resfriamento local ou geral do corpo com fins terapêuticos.

  • É a aplicação terapêutica de qualquer substância ao corpo, que retire calor, rebaixando a temperatura tecidual.

Crioterapia  Resfriamento da superfície do corpo  CONDUÇÃO  Transferência de energia para fora dos tecidos

Frio ou Calor

- Patologias ortopédicas e neurológicas.

- Tratamento sintomático  Reduz espasmo muscular e a sintomatologia dolorosa - prepara a região afetada para a aplicação das técnicas terapêuticas.

Calor ou Frio?

1. Estágio de inflamação

2. Edema

3. Extensibilidade de colágeno

4. Dor

5. Espasmo

6. Contração muscular

7. Área a ser tratada

8. Facilidade de uso

9. Preferência do paciente

Efeitos Fisiológicos

Anestesia

Estimula o Relaxamento

Permite a Mobilização precoce

Melhora a ADM

Redução do Metabolismo

Redução da Inflamação

Redução do Edema

Redução da Circulação

Indicações

Traumatismos músculo-esqueléticos

Dores miofasciais

Processos inflamatórios

Pós-operatório

Espasticidade

Pequenas Queimaduras

Contra-indicações

Intolerância ao frio

Áreas com comprometimento vascular arterial

Cuidados em hipoestesias

Criopatias (crioglobulinemia, Doença ou Fenômeno de Raynaud)

Métodos de aplicação: A crioterapia pode ser realizada de diversas maneiras...

Tempo de aplicação  Área a ser tratada: *Método utilizado / *Área (quantidade de tecido adiposo)

Métodos de Aplicação:

  • Bolsas de gelo (caseiras) – 20 min

  • Bolsas térmicas

    • Gel

    • Cuidados para Aplicação

  • Toalhas com gelo (molhadas)

    • Envolver áreas extensas

    • Tempo: 20 min

  • Banhos frios de imersão

    • Água fria

    • Mistura de gelo e água

    • 16-18º por 15-20 min

  • Massagem com Gelo

    • Pirulito

    • “Geladinhos”

    • Tempo de Aplicação (10x15 cm = 10 min ou até analgesia)

  • Spray de Vapor Frio (vaporizadores)

    • Efetivo e de curta duração

    • Jatos curtos (5 segs cada, de 3 a 5 jatos)

  • Bandagem fria

  • Turbilhão frio

- Mesmas características do turbilhão convencional

- De 1ºC a 5ºC para tratamento de áreas pequenas e de 10ºC a 15ºC para trabalhar em áreas grandes

  • Polar Care

  • Protocolo Price

    • P - proteção

    • R – repouso

    • I - ice

    • C – compressão

    • E - elevação

Temperatura da pele

Imersão na água

Queda de 29,5ºC, água à 4ºC após 193 min.

Massagem com gelo

Queda de 26,6ºC, gelo à 2ºC após 10 min.

Sprays vaporizadores

Queda de 2ºC, spray por 15-30 seg.

Bolsas de gelo

Queda de 20,3ºC, bolsa de 0-3ºC após 10 min.

Toalhas com gelo

Queda de 13ºC após 7 min.

LIVRO-TEXTO à KITCHEN S. Eletroterapia: Prática em Evidência. 11 ed. São Paulo: Manole, 2003.

Temperatura intramuscular

Dependerá de:

  • Duração do tratamento

  • Profundidade do músculo

  • Temperatura inicial do agente de tratamento

Temperatura articular

“Parece permanecer baixa após a aplicação de frio”.

LIVRO-TEXTO à KITCHEN S. Eletroterapia: Prática em Evidência. 11 ed. São Paulo: Manole, 2003.

Vasodilatação Reflexa

INFLAMAÇÃO

Reação do tecido vivo vascularizado à lesão local.

É causada por infecções bacterianas, agentes físicos, substâncias químicas, tecido necrótico e por reações imunológicas”

Papel da inflamação = “Conter e isolar a lesão, destruir os microrganismos invasores, inativar as toxinas e atingir a cura e o reparo”.

A inflamação e o reparo são potencialmente nocivos, provocando reações de hipersensibilidade

Sinais da Inflamação Aguda

1. Calor

2. Vermelhidão (rubor)

3. Edema (tumor)

4. Dor

5. Perda da função

Inflamação Crônica

É aquela inflamação persistente, na qual a resposta inflamatória é marcada pela perda de função.

Nesta fase, a inflamação ativa, a destruição tecidual e as tentativas de cicatrização ocorrem de forma simultânea.

Crioterapia na Inflamação: REDUÇÃO DO METABOLISMO = é o principal efeito fisiológico das aplicações da crioterapia.

Próxima aula... LEITURA DO LIVRO TEXTO: KITCHEN S. Eletroterapia: Prática em Evidência. 11 ed. São Paulo: Manole, 2003.

Questionário – Crioterapia

1. O que quer dizer o termo "crioterapia"?

2. Por que podemos dizer que o tratamento através da crioterapia é um tratamento sintomático?

3. Quais os efeitos fisiológicos da crioterapia?

4. Quais as indicações e contra-indicações da crioterapia?

5. Quais os métodos de aplicação da crioterapia?

6. Quais fatores irão influenciar na temperatura intramuscular através da crioterapia?

7. O que é a vasodilatação reflexa?

8. O que é inflamação? Quais os 5 sinais de uma inflamação aguda?

Comentários