Como Desenhar um Parafuso Sextavado no AutoCad

Como Desenhar um Parafuso Sextavado no AutoCad

(Parte 1 de 3)

Parafuso Sextavado AutoCad2000 Capítulo - I

Como desenhar em 2D um parafuso Sextavado Dados:

1) d = 10 (diâmetro nominal da rosca). 2) P = 1.5 (passo; distância entre as cristas dos filetes da rosca) 3) L = 120 (comprimento total do parafuso).

Fig. 1 Como desenhar: 1º) Desenhar o hexágono da cabeça com a respectiva circunferência do corpo; como mostra a figura Fig. 2:

Fig. 2 Prof. Araújo 1

Parafuso Sextavado AutoCad2000

2º) Desenha-se as projeções do hexágono e posiciona-se uma linha perpendicular ao eixo de simetria para iniciar o desenho da cabeça; como mostra a fig. 3.

Fig. 3

3º) Faz-se uma cópia de linha superior da cabeça com valor igual a altura da cabeça que é hc = 2*d. Como segue abaixo a fig. 4.

Fig. 4 Prof. Araújo 2

Parafuso Sextavado AutoCad2000

4º) Corta-se as extremidades dessas linhas a altura das projetantes externas e em seguida traça-se uma linha com 30° de inclinação e com prolongamento ate alcançar o eixo de simetria para determinar-se o centro da circunferência que ira determinar o arco do perfil da cabeça. Como na fig. 5 Abaixo.

Fig. 5

5º) Corta-se a circunferência entre as linhas que representam o diâmetro do corpo e deleta-se o outro lado do arco se por acaso houver. Em seguida levanta-se uma perpendicular a extremidade do arco que ficou tangente a face superior. Como na fig 6.

Fig. 6

6º) Corta-se o prolongamento da linha perpendicular que foi colocada a extremidade do arco, em seguida passa-se uma circunferência por três pontos, sendo eles as extremidades do seguimento perpendicular e o terceiro tangente a face superior. Como na fig. 7 Abaixo.

Fig. 7 Prof. Araújo 3

Parafuso Sextavado AutoCad2000

7º) Seleciona-se o seguimento perpendicular e corta-se a circunferência gerando o arco das outras faces laterais e deleta-se o seguimento. Como na fig. 8 Abaixo.

Fig. 8

8º) Projeta-se o ponto A do desenho como mostra a figura e unisse o ponto de interseção da projetante com a linha da face superior, com a extremidade externa do arco menor, em seguida espelha-se (mirror) o arco menor e o seguimento criado, em relação ao eixo de simetria como na fig.9.

Fig. 9

9º) Determina-se agora o comprimento dado do corpo do parafuso, fazendo-se a cópia da linha inferior da base da cabeça (comando copy; seleciona-se a linha; enter; clica-se em um ponto qualquer do display; move-se o mouse na direção em que se deseja fazer a cópia; com o comando ortho ligado; no teclado digita-se o valor da distância desejada; em seguida com o comando fillet, r = 0, clica-se nas linhas horizontal e vertical para que feche o desenho); prolonga-se também o eixo de simetria como mostra a fig.10.

Fig. 10 Prof. Araújo 4

Parafuso Sextavado AutoCad2000

10º) Idem (item 9º) para a distância que representa o corpo liso e o resto é a parte rosqueada, em seguida traça-se o “v” de linhas que representara o filete, utilizando o comando Line com as coordenadas polar relativa, (ex: @7<-60); O ângulo é negativo porque o sentido de rotação é contrário ao sentido padrão do AutoCad. O outro lado do V, basta aplicar o comando Mirror (com o comando Ortho ligado). Fig.1 abaixo.

Fig. 1

11º) O próximo passo é reproduzir alguns filetes (utilizando o comando Array ou Copy) para que possa representar a rosca e com o comando Spyline traça-se uma curva limitando um trecho do corpo para representar o material, como mostra a fig.12 abaixo.

Fig. 12

12º) Agora trata-se a região com o comando Trim e aplica-se o material, utilizando o comando Hatch. Como na fig.13.

Fig. 13 Prof. Araújo 5

Parafuso Sextavado AutoCad2000

13º) Apóis o desenho do filete pode-se determinar o diâmetro interno da rosca, com o comando Line traça-se uma horizontal prolongada até o eixo vertical da vista superior e com o comando Circle faz-se centro, no centro do hexágono e abertura até a interseção da projeção do filete com o eixo vertical. Como mostra a fig.14.

Fig. 14

13º) Próximo passo agora é construir a extremidade do parafuso.

Com o comando Mirror espelha-se a projetante do diâmetro interno em relação ao eixo de simetria e em seguida prolonga-se (utilizando o comando Extend) até a extremidade do parafuso e corta-se à altura da linha vertical que representa o limite do corpo livre e com o comando Line e Trim, faz-se o acabamento da ponta do parafuso, como mostra as figuras 15 e 16.

Fig. 15

Fig. 16 Prof. Araújo 6

Parafuso Sextavado AutoCad2000

14º) Desenho da porca:

De posse da vista frontal traça-se uma linha vertical em uma posição aleatória dentro do corpo rosqueado em seguida faz-se à cópia dessa linha com distância igual à hp, fig. 17 e traçam-se as circunferências que determinaram os arcos que são as projeções do perfil da porca e cortam-se as projetantes como mostra na fig.18.

Fig. 17

Fig. 18 Prof. Araújo 7

Parafuso Sextavado AutoCad2000

15º) Deleta-se a circunferência esquerda e corta-se a outra com comando Trim selecionando-se as linhas do diâmetro e traça-se um seguimento de reta perpendicular ao eixo de simetria com origem na extremidade do arco na face menor e faz-se passar uma circunferência por três pontos como mostra a fig.19.

Fig. 19

16º) O desenho do acabamento das extremidades da porca é idêntico ao da cabeça e o outro lado é espelhado em relação ao ponto médio da linha da face, como mostra a fig.20 e o acabamento final da porca fig.21.

Fig. 20

Fig. 21 Prof. Araújo 8

Parafuso Sextavado AutoCad2000

(Parte 1 de 3)

Comentários