Curso Manutenção em Fornos Microondas

Curso Manutenção em Fornos Microondas

(Parte 1 de 4)

O Forno Microondas foi um dos eletrodomésticos que mais aumentou sua utilidade nos lares brasileiros. Devido ao aumento do número de aparelhos no mercado, iniciaremos um curso bem rápido e prático para preparar técnicos em conserto deste tipo de aparelho.

1. Ferramentas para trabalhar com microondas:

⇒ Alicates de bico e corte; ⇒ Chaves Phillips de vários tamanhos. Uma das mais usadas é a 3/16 x 10 ou 3/16 x 12;

⇒ Chaves de fenda;

⇒ Multitester de preferência com escala de X10K;

⇒ Vidro vazio para encher de água e testar o aquecimento do forno.

2. Cuidados básico a serem tomados durante o conserto de um microondas:

O forno microondas funciona com alta tensão e alta corrente, além do perigo da irradiação das microondas. Por isto tomaremos alguns cuidados básicos durante o conserto:

a. NUNCA colocar a mão ou objeto metálico nos pontos de alta tensão com o forno ligado; b. NÃO aproximar nenhum objeto de metal do magnetron com o forno ligado; c. NÃO medir a tensão no filamento do magnetron; d. Não ligar o forno se a porta ou a cavidade do forno estiverem muito enferrujada; e. Verificar se a vedação da porta está boa para não vazar microondas prejudiciais à saúde; f. Verificar se as travas da porta estão boas; g. Peças enferrujadas devem ser trocadas de preferência.

Microondas são ondas eletromagnéticas de alta freqüência entre 900 e 300.0 MHz. Dentro do forno há um componente chamado MAGNETRON que produz microondas na freqüência de 2.450 MHz. Estas ondas aumentam bastante a vibração das moléculas de água (H2O) dos alimentos. Assim os alimentos aumentam a temperatura e cozinham de fora para dentro. Esta freqüência (2.450 MHz) é a de ressonância (máxima vibração) da água. Abaixo vemos o aspecto físico do magnetron e a atuação das microondas:

CURSO DE FORNO MICROONDAS – “ALADIM” 1

I – FUNCIONAMENTO E CONSERTO DE FORNO MICROONDAS Um forno microondas é formado por:

a. Uma carcaça metálica chamada cavidade dentro da qual os alimentos cozinham. Dentro da cavidade as microondas de 2.450 MHz são refletidas sobre os alimentos. Os recipientes para microondas devem ser refratários (vidro ou plástico). Se forem de metal, as ondas são refletidas, resultando em estalos, faíscas e até a queima do magnetron. Abaixo vemos o comportamento dos recipientes dentro da cavidade do forno:

b. Porta metálica com vedação e visor acrílico. A porta possui travas de segurança para não vazar as microondas; c. Painel de controle das funções e abertura da porta; d. Prato de vidro para girar os alimentos durante o cozimento; e. Circuito para produzir as microondas de 2.450 MHz a uma boa potência – cerca de 900W. f. Tampa metálica ou gabinete – para fechar o forno e os circuitos elétricos.

Abaixo vemos as partes de um microondas e um modelo da LG:

1. Descrição dos fornos digitais a. Fonte de alta tensão – Alimenta o magnetron b. Magnetron – Produz as microondas; c. Fonte de alimentação – Alimenta a placa; d. Placa de controle – Controla o funcionamento do circuito de alta tensão; e. Teclado – Escolhe a função a ser usada; f. Display – Mostra a função escolhida.

CURSO DE FORNO MICROONDAS – “ALADIM 2

2. CIRCUITO DE POTÊNCIA (A.T.) a. Magnetron

Como já visto, o magnetron é o principal componente do microondas. Ele produz as ondas de 2.450 MHz a potência de 900 W para cozinhar os alimentos dentro da cavidade. Conforme vemos abaixo, o magnetron é uma válvula diodo envolvida por dois imãs permanentes. Possui uma antena metálica para a irradiação das ondas na parte de cima.

Dentro do magnetron há um tubinho metálico chamado catodo. O catodo vai ligado em dois filamentos que fazem contato com os dois terminais externos do magnetron. O catodo fica dentro de uma placa cheia de pequenas cavidades chamada anodo. Cada pequena cavidade funciona como se fosse bobina e capacitor sintonizados em 2.450 MHz. No desenho abaixo vemos o funcionamento interno do magnetron:

Aplicando 3 VCA ao filamento, ele aquece o catodo. O catodo aquecido emite elétrons. Aplicando uma alta tensão de 4.0 VCC entre o anodo (positivo) e o catodo (negativo), os elétrons saem do catodo e chegam ao anodo em alta velocidade. O campo magnético dos imãs faz os elétrons saírem em órbita do catodo e chegarem girando ao anodo de cavidades. Com o movimento giratório, os elétrons induzem um sinal elétrico de 2.450 MHz em cada pequena cavidade ressonante do anodo. Como estas cavidades são interligadas, o sinal de 2.450 MHz se torna intenso e sai pela antena do magnetron em forma de microondas. Conforme veremos mais a frente, o filamento-catodo do magnetron funciona com – 4.0 V e o anodo com 0 V. O corpo do magnetron é blindado para dissipar todo o calor que ele produz, cerca de 900 W de potência. Além da blindagem o forno tem um pequeno ventilador para resfriar o magnetron.

CURSO DE FORNO MICROONDAS – “ALADIM 3

No desenho ao lado, vemos um tipo de magnetron usado em microondas da SHARP, ELETROLUX, PHILCO, PROSDÓCIMO, etc. Alguns modelos tem o código começando com “2M”, outros começam com “OM”. O magnetron apresentado ao lado é um 2M246.

b. Teste do magnetron a frio:

b.1 Filamento – Com o multitester em X1, meça os terminais do filamento. O ponteiro deve indicar zero ohm. Se o ponteiro não deflexionar, o magnetron está com o filamento aberto, portanto não funcionará. b.2 Curto com a carcaça – Com o multitester na escala de X10K ou X1K, coloque uma ponta na carcaça e a outra num terminal do filamento. O ponteiro não deve deflexionar. Se deflexionar, o magnetron está em curto. Abaixo vemos estes testes:

c. Transformador de alta tensão (A.T.)

É o maior transformador do forno. Tem a função de alimentar o magnetron. Também pode ser chamado de “trafão”. Possui um enrolamento primário para 110 ou 220 V, dependendo do tipo de forno, e dois secundários: Um deles fornece 3 V para acender o filamento e o outro fornece 2.0 V, que serão dobrados para 4.0 V e aplicados entre o anodo e o catodo do magnetron. Abaixo vemos um exemplo de um trafo deste tipo usado nos microondas:

O secundário de A.T. (2.0 V) tem um dos fios ligado diretamente na carcaça do trafo. A alimentação do anodo (placa) do magnetron é feita da carcaça do trafo para a carcaça do magnetron. Na verdade, a alta tensão (-4.000V) é aplicada no filamentocatodo do magnetron. A placa (anodo) funciona com 0 V (vai ligada direto no terra do forno).

CURSO DE FORNO MICROONDAS – “ALADIM 4 d. Teste a frio do transformador de A.T.

Usar a escala de X1 do multitester e medir: Î Os terminais do primário. O ponteiro deve indicar zero ohm; Î Os terminais do secundário de filamento (3 V). O ponteiro deve ir ao zero; Î O terminal do secundário de A.T. com a carcaça. O ponteiro deve indicar entre 60 e 100Ω. Abaixo vemos como é feito o teste do trafo do forno:

Para o teste de isolação, com o multitester em X10K ou X1K, meça um terminal do primário ou do secundário de 3 V com a carcaça. Se o ponteiro deflexionar, o trafo está em curto.

e. Produção de alta tensão (A.T.) para o magnetron

Como já estudado, o magnetron produz microondas funcionando com uma alta tensão contínua de 4.0 V entre anodo e catodo. O magnetron funciona com 0 V no anodo (carcaça aterrada) e – 4.0 V no filamento-catodo. Abaixo vemos o circuito de A.T. do forno:

Quando o ponto de cima do trafo é positivo (+), o diodo D conduz e carrega o capacitor C com 2.0 V. Quando o ponto de cima fica negativo (-), o diodo D não conduz e a tensão do capacitor C (2.0 V) se soma com a do trafo, resultando em – 4.0 V aplicados no filamento-catodo do magnetron. Abaixo vemos o circuito de A.T. com o aspecto físico e a ligação entre os componentes:

CURSO DE FORNO MICROONDAS – “ALADIM5

f. Diodo e capacitor de alta tensão f.1 Diodo – Tem o corpo maior que os diodos comuns, sendo especial para A.T. (2.0 V); f.2 Capacitor – É feito de papel impregnado em óleo, tendo o corpo metálico. Tem valor entre 0,8 e 1 µF e isolação de 2.0 a 2.200 V. Dentro da carcaça do capacitor há um resistor para descarregá-lo quando o forno é desligado. Abaixo vemos estes dois componentes:

Em alguns modelos de microondas da marca SANYO mais antigos, o diodo de A.T. está dentro da carcaça do capacitor, portanto não o encontraremos na etapa de A.T.

g. Teste a frio do diodo e do capacitor de A.T.

g.1 Diodo – Usar o multitester em X10K e medir o diodo nos dois sentidos. Num sentido o ponteiro deve deflexionar no outro sentido não deve deflexionar. Se o ponteiro deflexionar nos dois sentidos, ele está em curto e se não deflexionar em nenhum sentido, ele está aberto.

g.2 Capacitor – Com o multitester em X10K ou X1K, meça o capacitor nos dois sentidos. Em ambos, o ponteiro deve deflexionar e voltar. Se o ponterio deflexionar e não voltar, ele está em curto. Se não deflexionar, ele está aberto. Meça cada terminal com a carcaça do capacitor em X10K. O ponteiro não deve mexer. Abaixo vemos como são feitos estes testes:

h. ROTEIRO PARA CONSERTO DO CIRCUITO DE ALTA TENSÃO DO MICROONDAS a) Verifique se chega 110 VCA no primário do trafo de A.T. ao apertar a tecla liga; b) Não chega 110 V no trafo  O defeito está nas microchaves ou na placa de controle; c) Chega 110 V no trafo  Verifique o estado de todos os conectores do circuito de A.T., principalmente os do magnetron e do capacitor de A.T.; d) Algum conector enferrujado  Passe uma lima e em seguida aplique uma pequena camada de solda no conector em questão e verifique se o forno funciona; e) Conectores bons  Teste a frio o magnetron, capacitor, o diodo e o trafo de A.T.;

CURSO DE FORNO MICROONDAS – “ALADIM 6 f) Podemos testar o diodo, capacitor e o magnetron de uma só vez, como vemos abaixo:

Em X10K, meça um dos terminais do magnetron com a carcaça nos dois sentidos. Num deles o ponteiro deve mexer e no outro ir e voltar. Se o ponteiro for ao zero nos dois sentidos, um dos três componentes (diodo, capacitor ou magnetron) está em curto e o forno não aquecerá; g) Componentes do circuito de A.T. bons no teste a frio  Usando uma chave fenda bem isolada, faremos o teste de alta tensão como indicado abaixo com o máximo de cuidado:

Pegue uma chave de fenda ou Phillips, com o cabo bem isolado. Segure-a pelo cabo. Toque a haste na carcaça do forno e aproxime-a de um dos terminais do magnetron, sem tocá-lo. Se aparecer uma faísca branca, tem alta tensão no magnetron. Se não aparecer faísca, o circuito de alta tensão do forno não está funcionando.

h) Sai faísca de alta tensão  Neste caso o defeito é no magnetron e devemos trocá-lo; i) Não sai faísca  Defeito num dos componentes do circuito de A.T.

OBS: Verifique se o imã do magnetron não está quebrado ou se a antena está danificada.

a) Verifique se ao ligar o forno a tensão da rede fica muito abaixo de 110 V; b) A tensão diminui muito  O defeito é na instalação elétrica (fios e tomada inadequados ao forno microondas); c) A tensão fica normal  Se o forno for antigo, o magnetron deve ter enfraquecido e devemos trocá-lo. Se o forno for moderno, limpe bem o interior da cavidade, principalmente a tampa guia de ondas e troque o capacitor de A.T.

CURSO DE FORNO MICROONDAS – “ALADIM 7 a) Verifique se a cavidade não tem partes enferrujadas  Se tiver, lixe, coloque uma fina camada de massa plástica, deixe secar por um dia e aplique a tinta especial para microondas; b) Verifique o estado da tampa guia de ondas (esta pode ser de mica ou plástico) localizada na parte de cima ou numa das laterais da cavidade  Se ela estiver queimada, antes da troca , faça uma boa limpeza com thinner na região desta tampa e verifique se a antena do magnetron não queimou. Se isto ocorreu, o magnetron também precisará ser trocado. Abaixo vemos o aspecto e a posição da tampa guia dos fornos SHARP, a tampa guia e o magnetron queimados e a tinta para microondas:

a) Verifique todos os conectores do circuito de A.T.  Reaperte-os e aplique solda; b) Veja se quando ocorre o defeito, o ventilador pára de girar  Se isto ocorre, o defeito está numa das microchaves da porta; c) Por último substitua o capacitor de A.T. e o magnetron.

3. ALIMENTAÇÃO DO PRIMÁRIO DO TRANSFORMADOR DE A.T.

O transformados de A.T. recebe 110 ou 220 V da rede através de alguns componentes para proteção e controle. Os componentes de proteção impedem o superaquecimento do forno e não permitem que o magnetron funcione com a porta aberta. São fusíveis e chaves. O circuito de controle comanda o funcionamento do magnetron e desta forma a quantidade de ondas emitida de acordo com o alimento a ser preparado. É a placa atrás do painel.

(Parte 1 de 4)

Comentários