Parabéns! Você fez um belo Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), um excelente Trabalho Final de Graduação (TFG), uma monografia perfeita. Mas como defendê-la peranta a banca examinadora? Leia aqui as dicas do professor Antonio Carlos de Souza Lima Filho (Caio).

Dicas para apresentação do TCC na banca

Evite Gírias/ cuide o vocabulário

Seja objetivo e conciso

Olhe nos olhos da banca e da platéia. Demonstre segurança (se estiver com medo, olhe para a testa ou para cabeça que o efeito é o mesmo…)

Faça pequenas pausas entre os assuntos.

Seja profissional/ a apresentaço deve ser de igual para igual, com humildade, sem arrogância.

Não “compre briga” com a banca.

Demonstre energia, vontade e não seja indiferente, apático.

Vista-se de acordo com a ocasião, apresente-se como o profissional que você é ou que gostaria de ser. Não esqueça: não é um dia qualquer.

Flexione a voz, não mantenha um tom constante, crie contrastes.

Defenda seu trabalho com convicção: não use “eu acho”, substitua por “eu acredito”, etc.

Descanse e durma bem a noite anterior.

Deixe um relógio na mesa para não precisar ficar olhando para o pulso toda hora.

Se você usa óculos de grau eventualmente, esse é o dia de usá-lo.

Se possível, utilize recursos visuais (conte apenas com o retroprojetor…)

Visite a sua sala antes da apresentação. Ambiente-se com o espaço. Visualize-se apresentando.

Segure uma caneta na mão. Assim você não corre riscos de fazer gestos obscenos.

Se houver oportunidade, movimente-se. Demonstra segurança em relação a apresentação e domínio do tema.

Não peça desculpas. Ignore os erros. Siga adiante. Você deve retificar apenas se o erro for de “conteúdo”, não “de apresentação” (esquecer palavras, branco, etc.)

O que está em jogo é a sua segurança em relação a sua escolha e a execução do seu trabalho. Seja firme. Defenda com vontade as suas escolhas.

Use o seu orientador como álibi. Se você não souber responder alguma questão. Diga que “nós” optamos por seguir essa linha… ou “conforme o meu orientador”… (nesse dia o seu orientador não irá intervir na sua apresentação.)

A melhor maneira de preparar, é ler o conteúdo umas vinte vezes e depois apresenta-lo na frente do espelho mais umas vinte vezes.

Nada substitui o treino. Depois da quinta “tentativa” de apresentação, você começa a ligar o “automático” e a apresentação flui sem maiores esforços. As demais são para ajustes…

Desejo a todos muita sorte. Abraços!

Comentários