Contaminação dos Solos

Contaminação dos Solos

Contaminação dos Solos

  • Contaminação – É o ato de contaminar ou alterar o meio

O uso do solo, da ‘terra’

  • Para centros urbanos, para as atividades agrícola, pecuária e industrial tem tido como conseqüência elevados níveis de contaminação.

  • De fato, aos usos referidos associam-se, geralmente, descargas acidentais ou voluntárias de poluentes no solo e águas, deposição não controlada de produtos que podem ser resíduos perigosos, lixeiras e/ou aterros sanitários não controlados, deposições atmosféricas resultantes das várias atividades, etc.

  • Assim, ao longo dos últimos anos, têm sido detectados numerosos casos de contaminação do solo em zonas, quer urbanas, quer rurais.

Preocupação Ambiental

  • A contaminação do solo tem-se tornado uma das preocupações ambientais, uma vez que, geralmente, a contaminação interfere no ambiente global da área afetada (solo, águas superficiais e subterrâneas, ar, fauna e vegetação), podendo mesmo estar na origem de problemas de saúde pública.

Regra geral, a contaminação do solo torna-se problema quando:

  • há uma fonte de contaminação;

  • há vias de transferência de poluentes que viabilizam o alargamento da área contaminada;

  • há indivíduos e bens ameaçados por essa contaminação.

Contaminação pode ser

  • Concentrada

  • Difusa

Decreto n.º 28.687/82, art. 72

  • Poluição do solo e do subsolo consiste na deposição, disposição, descarga, infiltração, acumulação, injeção ou enterramento no solo ou no subsolo de substâncias ou produtos poluentes, em estado sólido, líquido ou gasoso.

LEI Nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, no art 3º , ...entende:

  • “...III - poluição, a degradação da qualidade ambiental resultante de atividades que direta ou indiretamente:

  • a) prejudiquem a saúde, a segurança e o bem-estar da população;

  • b) criem condições adversas às atividades sociais e econômicas;

  • c) afetem desfavoravelmente a biota;

  • d) afetem as condições estéticas ou sanitárias do meio ambiente;

  • e) lancem matérias ou energia em desacordo com os padrões ambientais estabelecidos;”

Contaminação do solo

  • O processo de contaminação, pode então definir-se como a adição no solo de compostos, que qualitativa e/ou quantitativamente podem modificar as suas características naturais e utilizações, produzindo então efeitos negativos, constituindo poluição. Estando a contaminação do solo diretamente relacionado com os efluentes líquidos e sólidos neste lançados e com a deposição de partículas sólidas (lixeiras), independentemente da sua origem, havendo a necessidade de controle destes poluentes, preservando e conservando a integridade natural dos meios receptores, como sendo os recursos hídricos, solos e atmosfera.

Um dos principais fenômenos de degradação dos solos é a contaminação, nomeadamente por:

Resíduos sólidos, líquidos e gasosos provenientes de aglomerados urbanos e áreas industriais

  • Na medida em que a maioria são ainda depositados no solo sem qualquer controle, levando a que os lixiviados produzidos e não recolhidos para posterior tratamento, contaminem facilmente solos e águas, e por outro lado, o metano produzido pela degradação anaeróbia da fração orgânica dos resíduos, pode acumular-se em bolsas, no solo, criando riscos de explosão.

Águas contaminadas, efluentes sólidos e líquidos lançados diretamente sobre os solos e/ou deposição de partículas sólidas

  • Cujas descargas, continuam a ser maioritariamente não controladas, provenientes da indústria, de onde se pode destacar a indústria química, destilarias e lagares, indústria de celulose, indústria de curtumes, indústria cimenteira, centrais termoelétricas e atividades mineira e siderúrgica, assim como aquelas cujas atividades industriais constituem maiores riscos de poluição para o solo.

Efluentes provenientes de atividades agrícolas, de agropecuárias intensivas (suinoculturas)

  • de onde se destacam aquelas que apresentam um elevado risco de poluição, como sendo, as agropecuárias intensivas (suinoculturas), com taxa bastante baixa de tratamento de efluentes, cujo efeito no solo depende do tipo deste, da concentração dos efluentes e do modo de dispersão. E aquelas integradas à agroindústrias, abatedouros.

Sistemas agrícolas intensivos que têm grandes contributos de pesticidas e adubos

  • Podendo provocar a acidez dos solos, que por sua vez facilita a mobilidade dos metais pesados, e os sistemas de rega, por incorreta implantação e uso, podem originar a salinização do solo e/ou a toxicidade das plantas com excesso de nutrientes.

Uso desmedido das lamas de depuração e de águas residuais na agricultura

  • por serem materiais com elevado teor de matéria orgânica e conterem elementos biocidas que deverão ser controlados para reduzir os riscos de acumulação.

E mais

  • A destruição do manto florestal, os incêndios ambientais ou provocados, o sobrepastoreio e as inúmeras obras de urbanização, impermeabilização do solo, acelerando os processos erosivos, têm destruído, ao longo dos anos, enormes áreas de solos.

  • Associado-se:

    • ao modelo de produção agrícola com uso intensivo da terra, de adubos químicos e agrotóxicos
    • aos resíduos industriais
    • aos resíduos urbanos – orgânicos e químicos
  • promovem um contínuo desequilíbrio.

  • Milhões de toneladas de solos perdem-se todos os anos devido à erosão.

Acumulação

  • Os produtos tóxicos, acumulando-se nos solos, podem permanecer ativos durante longos anos. As plantas cultivadas nestes terrenos infectados podem absorvê-los ainda mesmo quando estes não foram utilizados para o seu próprio tratamento. Assim se explica a existência de pesticidas, metais pesados, nos nossos alimentos principais, como o leite e a carne, acabando a sua acumulação por se dar fundamentalmente no homem, que se encontra no fim das cadeias alimentares.

Dentre os impactos físicos com efeitos sobre os ecossistemas estão as alterações e contaminações do solo.

  • Alterações:

    • erosão
    • assoreamento
    • destruição
  • Contaminação:

    • resíduos sólidos
    • resíduos líquidos
    • resíduos gasosos

Comentários