NBR 14280 - Cadastro de Acidentes do Trabalho Procedimento e Classificação

NBR 14280 - Cadastro de Acidentes do Trabalho Procedimento e Classificação

(Parte 1 de 4)

Cadastro de Acidentes do Trabalho Procedimento e classificação

1. Objetivo

Fixar critérios para o registro, comunicação, estatística e análise de acidentes do trabalho, suas causas e conseqüências, aplicando-se a quaisquer atividades laborativas.

Esta Norma aplica-se a qualquer empresa, entidade ou estabelecimento interessado no estudo do acidentes do trabalho, suas causas e conseqüências.

Ex: Comparação da freqüência e/ou gravidade de acidentes entre empresas de um mesmo ramo ou filiais de uma mesma empresa;

Não indica medidas corretivas específicas, ou fazer referência a falhas ou a

Esta Norma visa a identificação e registro de fatos fundamentais relacionados com os acidentes de trabalho, de modo a proporcionar meios de orientação aos esforços prevencionistas. meios de correção das condições ou circunstâncias que culminaram com o acidente.

O seu emprego não dispensa métodos mais completos de investigação (AAF –

Análise de Árvore de Falhas entre outros) e comunicação (CAT – Comunicação de Acidente do Trabalho).

NBR 14280 → Seguro Acidente do Trabalho 2. Definições

2.1 ACIDENTE DO TRABALHO ⇒ Ocorrência imprevista e indesejável, instantânea ou não, relacionada com o exercício do trabalho, que provoca lesão pessoal ou de que decorre risco próximo ou remoto dessa lesão;

tempo provável
A lesão pessoal inclui tanto lesões traumáticas e doenças, quanto efeitos prejudiciais mentais,
Nos períodos destinados à refeição ou descanso, ou por ocasião da satisfação de outras

O acidente inclui tanto ocorrências em relação a um momento determinado, quanto ocorrências ou exposições contínuas ou intermitentes, que só podem ser identificadas em termos de período de neurológicos ou sistêmicos, resultantes de exposições do trabalho. necessidades fisiológicas – no local de trabalho ou durante este – o empregado é considerado no exercício do trabalho.

2.2ACIDENTE SEM LESÃO ⇒ É o acidente que não causa lesão pessoal;

2.3 ACIDENTE DE TRAJETO ⇒ Acidente sofrido pelo empregado no percurso da residência para o local de trabalho ou desta para aquela, qualquer que seja o meio de locomoção, inclusive veículo de propriedade do empregado;

2.4 ACIDENTE IMPESSOAL ⇒ Acidente cuja caracterização independe de existir acidentado, não podendo ser considerado como causador direto da lesão pessoal;

Entre um acidente impessoal e a lesão há sempre um acidente pessoal Acidente Impessoal Acidente Pessoal Lesão Pessoal

Queda de Objeto Impacto sofrido por pessoa Fratura Inundação Imersão Afogamento

acidentes;

2.4.1 ACIDENTE INICIAL ⇒ Acidente impessoal desencadeador de um ou mais

2.4.2 ESPÉCIE DE ACIDENTE IMPESSOAL (Espécie) ⇒ Caracterização da ocorrência de acidente impessoal de que resultou ou poderia ter resultado acidente pessoal;

10.0.0.0 - QUEDA PROJEÇÃO OU RESVALADURA DE OBJETO 10.0.30.00 - VAZAMENTO, DERRAME 10.70.30.0 - ACIDENTE NO TRANSPORTE PRIVADO

2.5 ACIDENTE PESSOAL ⇒ Acidente cuja caracterização depende de existir acidentado;

lesão causou a lesão;

2.5.1 TIPO DE ACIDENTE PESSOAL (Tipo) ⇒ Caracterização da maneira pela qual a fonte da

20.0.08.00 - IMPACTO SOFRIDO POR PESSOA 20.0.16.00 - QUEDA DE PESSOA EM MESMO NÍVEL

2.6 AGENTE DO ACIDENTE (Agente) ⇒ Coisa, substância ou ambiente que, sendo inerte à condição ambiente de insegurança tenha provocado o acidente;

2.7 FONTE DA LESÃO ⇒ Coisa, substância, energia ou movimento do corpo que diretamente provocou a lesão;

Agente do Acidente Fonte da Lesão 30.39.50.200 - Caldeira 35.30.50.200 – Caldeira 30.30.60.200 – Forno, estufa, fogão Calor 30.30.65.300 – Equipam. de Ilumin. Radiação não ionizante

2.8 CAUSAS DO ACIDENTE

2.8.1 FATOR PESSOAL DE INSEGURANÇA (fator pessoal) ⇒ Causa relativa ao comportamento humano, que pode levar à ocorrência do acidente ou a pratica do ato inseguro.

40.30.60.0 – FALTA DE EXPERIÊNCIA OU ESPECIALIZAÇÃO
40.60.0.450 – FADIGA
40.80.0.150 – ALCOLISMO E TOXICOMANIA
2.8.2 ATO INSEGURO ⇒ Ação ou omissão que, contrariando preceito de segurança, pode causar ou

40.30.30.0 – FALTA DE CONHECIMENTO favorecer a ocorrência de acidente;

300 – USAR MATERIAL OU EQUIPAM. FORA DE SUA FINALIDADE

50.30.05.0 – USAR EQUIPAMENTO DE MANEIRA IMPRÓPRIA .600 - SOBRECARREGAR (andaime, veículo, etc..)

300 - CORRER
600 - SALTAR DE PONTO ELEVADO DE VEÍCULO, DE PLATAFORMA

50.30.50.0 – TRABALHAR OU OPERAR A VELOCIDADE INSEGURA

2.8.3 CONDIÇÃO AMBIENTE DE SEGURANÇA (Condição Ambiente) ⇒ É a condição do meio que causou o acidente ou contribuiu para a sua ocorrência;

♦ Inclui desde a atmosfera do local de trabalho até as instalações,

equipamentos, substâncias e métodos de trabalho empregados;

♦ Na identificação das causas do acidente é importante evitar a aplicação do raciocínio imediato, devendo ser levados em consideração fatores complementares de identificação das causas de acidentes;

♦ Tais causas têm a sua importância no processo de análise, como, por exemplo, a não existência de EPI, mas não são suficientes para impedir novas ocorrências semelhantes;

♦ Para a clara visualização deve-se sempre perguntar o “por quê” , ou seja, por que o empregado deixou de usar o EPI disponível? Liderança Inadequada? Engenharia Inadequada?

inexistência de padrões ou procedimentos, etc

♦ É indispensável também a apuração das “causas gerenciais”, como a “falta de controle” –

60.30.40.0 – EMPILHAMENTO INADEQUADO
60.40.0.00 – PROTEÇÃO COLETIVA INADEQUADA OU INEXISTENTE

60.10.40.0 – VENTILAÇÃO INADEQUADA 2.9 CONSEQÜÊNCIAS DO ACIDENTE

2.9.1 LESÃO PESSOAL ⇒ Qualquer dano sofrido pelo organismo humano,
como conseqüência do acidente do trabalho;
suas características principais

2.9.1.1 NATUREZA DA LESÃO ⇒ Expressão que identifica a lesão, segundo

20.0 - DISTENÇÃO, TORÇÃO
34.0 - FRATURA

70.20.05.0 - ESCORIAÇÃO, ABRASÃO

2.9.1.2 LOCALIZAÇÃO DA LESÃO ⇒ Indicação da sede da lesão

75.30.50.200 - OUVIDO EXTERNO
75.30.70.700 - MANDÍBULA (inclusive queixo)

75.30.0.00 - CABEÇA 2.9.1.3 LESÃO IMEDIATA ⇒ Lesão que se manifesta no momento do acid.;

2.9.1.4 LESÃO MEDIATA (Lesão Tardia) ⇒ Lesão que se manifesta após a circunstância acidental da qual resultou;

2.9.1.4.1 DOÊNÇA DO TRABALHO ⇒ Doença decorrente do exercício continuado ou intermitente de atividade laborativa, capaz de provocar lesão por ação imediata;

2.9.1.4.2 DOÊNÇA PROFISSIONAL ⇒ Doença do trabalho causada pelo exercício de atividade específica, constante em relação oficial;

2.9.1.5 MORTE ⇒ Cessação da capacidade de trabalho pela perda da vida, independentemente do tempo decorrido desde a lesão;

2.9.1.6 LESÃO COM AFASTAMENTO (Lesão com perda de tempo ou incapacitante) ⇒ Lesão pessoal que impede o acidentado de voltar ao trabalho no dia imediato ao do acidente ou de que resulte incapacidade permanente;

incapacidade permanente parcial, incapacidade temporária total
ou morte.
2.9.1.7LESÃO SEM AFASTAMENTO (Lesão não incapacitante ou lesão sem perda de tempo)

♠ Esta lesão pode provocar incapacidade permanente total,

⇒ Lesão pessoal que não impede o acidentado de voltar ao trabalho no dia imediato ao do acidente, desde que não haja incapacidade permanente;

parcial ou incapacidade temporária total, exige, no entanto,
primeiros socorros ou socorros médicos de urgência;

• Esta lesão não provoca a morte, incapacidade permanente total ou

• Devem ser evitadas as expressões “acidente com afastamento” e “acidente sem afastamento”, usadas impropriamente para significar, respectivamente “lesão com afastamento” e “lesão sem afastamento”.

Não é correto referir-se a “acidente”, quando se desejar fazer referência a
acidentado.

2.9.2 ACIDENTADO ⇒ Vítima de acidente;

(Parte 1 de 4)

Comentários