Fenômenos fisicos e fenomenos quimicos

Fenômenos fisicos e fenomenos quimicos

UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE – UNIVILLE

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO MECÂNICA

.

FENÔMENOS FISICOS E FENOMENOS QUIMICOS

FELIPE VINICIUS HOFFMANN

MARCELO QUIRINO

ROMULO ROGERIO ALVES

CARLOS HENRIQUE MEDEIROS

RICARDO JOSE POZZI

Joinville

2008

Sumário

INTRODUÇÃO...........................................................................................................................04

1. OBJETIVOS...........................................................................................................................04

2. REVISÃO DA LITERATURA ................................................................................................05

2.1 Fenômenos Físicos..............................................................................................................05

2.2 Fenômenos Químicos..........................................................................................................05

2.3 Diferença entre fenômenos físicos e fenômenos químicos..................................................06

3. MATERIAIS E MÉTODOS ...................................................................................................06

3.1 Materiais..............................................................................................................................06

3.1.1 Materiais utilizados para a técnica de aquecimento do Cobre.........................................06

3.1.2 Materiais utilizados para a técnica de aquecimento do Magnésio...................................07

3.1.3 Materiais utilizados para a técnica de combustão do Enxofre ........................................07

3.1.4 Materiais utilizados para a técnica de decomposição de dicromato de amônio..............08

3.1.5 Materiais utilizados para a técnica de decomposição de iodo.........................................08

3.1.6 Materiais utilizados para a técnica de mistura entre iodeto de potássio e nitrato

de chumbo.................................................................................................................................08

3.1.7 Materiais utilizados para a técnica de decomposição do carbonato de magnésio...........09

3.1.8 Materiais utilizados para a técnica da água de cristalização............................................09

3.2 Métodos...............................................................................................................................10

3.2.1 Métodos utilizados para a técnica de aquecimento do cobre...........................................10

3.2.2 Métodos utilizados para a técnica de aquecimento de magnésio....................................10

3.2.3 Métodos utilizados para a técnica de Combustão do Enxofre..........................................10

3.2.4 Métodos utilizados para a técnica de decomposição de dicromato de amônio................10

3.2.5 Métodos utilizados para a técnica de decomposição de iodo...........................................11

3.2.6 Métodos utilizados para a técnica de mistura entre iodeto de potássio e nitrato

de chumbo..................................................................................................................................11

3.2.7 Métodos utilizados para a técnica de decomposição do carbonato de magnésio.............11

3.2.8 Métodos utilizados para a técnica da água de cristalização..............................................11

4. RESULTADOS E DISCUSSÃO ............................................................................................12

4.1.1 Resultados e discussão da técnica de aquecimento do cobre..........................................12

4.1.2 Resultados e discussão da técnica de aquecimento de magnésio...................................12

4.1.3 Resultados e discussão da técnica de combustão de enxofre..........................................12

4.1.4 Resultados e discussão da técnica de decomposição de dicromato de amônio...............13

4.1.5 Resultados e discussão da técnica de decomposição de iodo..........................................13

4.1.6 Resultados e discussão da técnica de mistura entre iodeto de potássio e nitrato

de chumbo..................................................................................................................................13

4.1.7 Resultados e discussão da técnica de decomposição do carbonato de magnésio...........13

4.1.8 Resultados e discussão da técnica da água de cristalização............................................14

CONCLUSÃO ............................................................................................................................15

ANEXOS.....................................................................................................................................16

REFERÊNCIAS .........................................................................................................................17

Introdução

No relatório a ser apresentado, serão discutidas os fenômenos químicos e os fenômenos físicos. Os fenômenos serão demonstrados através dos experimentos realizados no laboratório.

Fenômenos físicos são aqueles que ocorrem sem alteração na estrutura química do material que os sofreu, sofre apenas mudanças físicas, como mudança do estado físico.

Fenômenos químicos são aqueles que sofrem mudanças na composição quimica do material., formando uma substancia diferente da inicial.

  1. Objetivos

Objetivo Geral:

- Verificar , por procedimentos experimental, as diferenças entre fenômenos físicos e fenômenos químicos.

2. Revisão da Literatura

2.1 Fenômenos Físicos:

Os fenômenos físicos são aqueles onde as propriedades da matéria não se alteram (ponto de fusão, ebulição, etc), e onde não haja mudança na sua constituição atômica: derretimento do gelo, ebulição, dissolução de sal ou açúcar em água, são fenômenos físicos, pois mantém suas propriedades não alteradas, bem como a sua composição química. No caso da dissolução do sal (NaCl) em água, a molécula de sal é quebrada em Na+ e Cl-, quando a água evaporar, esses íons e ânions vão se juntar novamente e reconstituir o sal.

2.2 Fenômenos Químicos:

Fenômeno químico é uma mudança na composição de uma substância. Um fenômeno químico, como a combustão, transforma uma substância em outra, com diferentes propriedades químicas. Combustíveis como madeiras ou carvão transformam-se com a combustão e formam cinzas. O fenômeno químico, depois de sofrer alguma reação, não pode mais se tornar como era anteriormente.

Exemplos:

  • Mudança de cor: Colocar fogo no papel,na madeira ou no carvão;água sanitária em tecido colorido; queima de fogos de artifício.

  • Efervescência: bicarbonato de sódio (fermento)+ vinagre.

  • formação de um sólido(precipitado): NaCl(aq) + AgNO3(aq)--->AgCl(s) + NaNO3(aq)===>AgCl(s) é precipitado

2.3 Diferença entre fenômenos físicos e fenômenos químicos:

O fenômeno químico altera a natureza da matéria (queimar o papel por exemplo. Ele deixa de ser papel). O fenômeno físico altera apenas a forma da matéria (cortar o papel com a tesoura, por exemplo, apesar de mudar de forma, ele continua sendo papel).

3. Materiais e Métodos

3.1 Materiais:

3.1.1 Materiais utilizados para a técnica de aquecimento do cobre:

Os materiais que seguem listados referem-se a aula prática.

-Fio de Cobre

-Bico de Bunsen

-Pinça Metálica

- Palito de fósforo

3.1.2 Materiais utilizados para a técnica de aquecimento de magnésio:

Os materiais que seguem listados referem-se a aula prática.

- Bico de Bünsen

- Palito de fósforo

- Fita de Magnésio

- Pinça Metálica

3.1.3 Materiais utilizados para a técnica de combustão do enxofre:

Os materiais que seguem listados referem-se a aula prática.

-Bico de Bunsen

-Pinça Metálica

-Palito de fósforo

-Enxofre

-Tubo de Ensaio

3.1.4 Materiais utilizados para a técnica de decomposição de dicromato de amônio:

Os materiais que seguem listados referem-se a aula prática.

-Bico de Bunsen

-Espatula

-Palito de fósforo

-Dicromato de amônio

3.1.5 Materiais utilizados para a técnica de decomposição de iodo:

Os materiais que seguem listados referem-se a aula prática.

-Bico de Bunsen

-Becker de 100ml

-Palito de fósforo

-Vidro de relógio

-Cristais de Iodo

-Tela de amianto

-Água Deionizada

3.1.6 Materiais utilizados para a técnica de mistura entre iodeto de potássio e nitrato de chumbo:

Os materiais que seguem listados referem-se a aula prática.

-Bico de Bunsen

-Tudo de ensaio

-Palito de fósforo

-2ml de solução a 0,25% de KI

-2ml de solução de 0,25% de Pb(NO3)2.

3.1.7 Materiais utilizados para a técnica de decomposição do carbonato de magnésio:

Os materiais que seguem listados referem-se a aula prática.

-Bico de Bunsen

-Rolha

-Palito de fósforo

-Vareta de Vidro

-Fura rolha

-4g de MgCO3

-Tubo de ensaio

3.1.8 Materiais utilizados para a técnica da água de cristalização:

Os materiais que seguem listados referem-se a aula prática.

-Bico de Bunsen

-Tubo de ensaio

-Palito de fósforo

-CuSO4 + 5H2O

3.2 Métodos:

3.2.1 Métodos utilizados para a técnica de aquecimento do cobre:

Acendeu-se o bico de Bunsen, pegou-se através da pinça metálica uma vareta de cobre e aqueceu-a, a vareta ficou com a parte aquecida preta.

3.2.2 Métodos utilizados para a técnica de aquecimento de magnésio:

Através de um pinça metálica pegou fitas de magnésio, levou-se a as fitas de magnésio até a chama do bico de Bunsen, as fitas emitiram luzes.

3.2.3 Métodos utilizados para a técnica de Combustão do Enxofre:

Colocou-se uma pequena quantidade de enxofre em um tubo de ensaio e aqueceu-se.

3.2.4 Métodos utilizados para a técnica de decomposição de dicromato de amônio:

Colocou-se uma ponta de espátula de dicromato de amônio dentro de um tubo de ensaio e aqueceu-se no bico de Bunsen.

3.2.5 Métodos utilizados para a técnica de decomposição de iodo:

Colocou-se cinco cristais de iodo em um béquer, cobriu-se o béquer com um vidro de relógio com água, colocou-se sobre a tela de amianto e aqueceu-se.

3.2.6 Métodos utilizados para a técnica de mistura entre iodeto de potássio e nitrato de chumbo:

Despejou-se cerca de 2ml de solução a 0,25 de KI em um tudo de ensaio, em outro tubo de ensaio despejou-se o mesmo volume de solução a 0,25% de Pb(NO3)2, em seguida despejou-se o conteúdo de um tubo no outro. Aqueceu-se o conteúdo do tubo até entrar em ebulição.

3.2.7 Métodos utilizados para a técnica de decomposição do carbonato de magnésio:

Montou-se um aparelho com dois tubos de ensaio, uma rolha e uma vareta de vidro, colocou-se cerca de 4g MgCO3 no tubo 1, fechou-se o sistema e aqueceu-se lentamente até aparecer uma turvação no tubo 2. Retirou-se o tubo 2 do sistema.

3.2.8 Métodos utilizados para a técnica da água de cristalização:

Aqueceu-se uma pequena porção de CuSO4 + 5H2O dentro de um tubo de ensaio até que notou-se alguma alteração.

4. Resultados e Discussão

4. 1 Resultados

4.1.1 Resultados e discussão da técnica de aquecimento do cobre:

Ocorreu uma mudança química. Observou-se uma mudança de cor, do brilhoso do cobre para preto. Mudança na camada superficial do fio de cobre, que após lixar é retirada.

4.1.2 Resultados e discussão da técnica de aquecimento de magnésio:

Ocorreu um fenômeno químico, depois de aquecido o magnésio virou cinza. Formula da reação: 2Mg + Luz  2Mg + O2.

4.1.3 Resultados e discussão da técnica de combustão de enxofre:

Ocorreu um fenômeno físico, com o aquecimento o enxofre passou do estado sólido para o estado liquido.

4.1.4 Resultados e discussão da técnica de decomposição de dicromato de amônio:

Ocorreu um fenômeno físico, com o aquecimento ocorreu aumento do volume e ocorreu uma “erupção” da substancia que sofreu uma mudança de cor, de laranja para verde escuro.

4.1.5 Resultados e discussão da técnica de decomposição de iodo:

Após o aquecimento cristais de iodo subiram até o vidro de relógio, ocorreu um fenômeno físico, com mudança do estado sólido pro gasoso de parte dos cristais de iodo.

4.1.6 Resultados e discussão da técnica de mistura entre iodeto de potássio e nitrato de chumbo:

Ao se misturar as substancias ficaram em tom amarelado, após o aquecimento ficaram transparentes e depois de esfriadas retornam ao tom amarelado. Ocorreu fenômeno químico. Formula da reação: KI + Pb(NO3)2  PbI2 + KNO3.

4.1.7 Resultados e discussão da técnica de decomposição do carbonato de magnésio:

Ocorreu um fenômeno químico, porque houve mudanças nas identidades quimicas das substancias envolvidas. Após o aquecimento do tubo 1 o CO2 passa através da vareta de vidro e entrando em reação com a água de cal forma partículas sólidas.

Mg CO3  MgO + CO2 Carbonato de Magnesio

Ca O + CO2  Ca CO3 Água de cal

2C6H12O6 + H12SO4  12C + SO2 + H2O

CO2 + CaO  CaCO3

4.1.8 Resultados e discussão da técnica da água de cristalização:

Ocorreu um fenômeno químico. Com o aquecimento da substancia evapora a água e percebe-se a mudança de cor, de azul para branco acinzentado, com adição de água a substancia retorna a cor inicial.

Formula da reação: Cu + SO4 + 5H2O

Conclusão

Com as técnicas realizadas, podemos distinguir corretamente fenômenos químicos de fenômenos físicos, podendo relacionar com o conteúdo abordado em sala de aula.

As técnicas realizadas também foram de grande importância para a aprendizagem dos materiais e dos métodos utilizados, agregando maior conhecimento e facilitando assim, a abordagem de futuras práticas.

Faz-se necessária a aprendizagem através de aulas práticas, uma vez que mostra aos alunos a maneira correta de manusear e realizar atividades práticas, não somente em laboratório de química, como também em laboratório de outras disciplinas, colaborando para a formação do aluno.

Anexos

Questões de verificação:

  1. Classifique os seguintes fenômenos:

  1. Queima de uma vela; Fenômeno Químico.

  2. Filtração da água; Fenômeno Físico.

  3. Formação da ferrugem; Fenômeno Químico.

  4. Fermentação do leite; Fenômeno Químico.

  5. Mistura de água com sal; Fenômeno Físico.

  6. Mistura de álcool com água; Fenômeno Físico.

  7. Queima de gasolina nos automóveis; Fenômeno Químico.

  8. Digestão dos alimentos; Fenômeno Químico.

  9. Respiração; Fenômeno Químico.

  10. A fotossíntese realizada pelas plantas. Fenômeno Químico.

Referências

FELTRE. Feltre. Química geral, vol. 1, p.45 – 47,2000.

KOSLOWSKI. Luciano. Manual e Regras básicas de segurança e experimentos para o laboratório de química.

OLIVEIRA. Edson Albuquerque. Aulas praticas de química, São Paulo, UNESP, 2004.

AMARAL. Luciano Francisco do. Trabalho prático de química, São Paulo, Saraiva, 1966.

SILVA, Lucas Martins. Fenômenos Quimicos. Disponível em: <http://www.infoescola.com/qui mica/fenomenos-quimicos> Acessado em 21 mai 2008.

SILVA, Lucas Martins. Fenômenos Físicos. Disponível em: <http://www.infoescola.com/quim ica/fenomenos-fisicos> Acessado em 21 mai 2008.

Fenômeno Químico.Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Fen%C3%B4 meno_qu%C3%ADmico> Acessado em 21 mai 2008.

Comentários