Apostila - Contabilidade Básica 2

Apostila - Contabilidade Básica 2

(Parte 7 de 63)

São 4 (quatro) as fórmulas de lançamento:

Primeira fórmula: uma conta devedora contra uma conta credora.

Segunda Fórmula: uma conta devedora contra várias credoras.

Terceira Fórmula: aparecem vária contas debitadas e apenas uma conta creditada.

Quarta Fórmula: aparecem várias contas debitadas e várias contas creditadas. Esta fórmula de lançamento é pouco usada, tendo caído praticamente em desuso.

Obs.: A primeira FÓRMULA é também chamada de FÓRMULA SIMPLES. A segunda e a terceira são FÓRMULAS COMPOSTAS e a quarta é denominada de FÓRMULA COMPLEXA.

3.7 ERROS DE ESCRITURAÇÃO E TÉCNICAS DE CORREÇÃO DE ERROS

O processo técnico de correção de erros de escrituração é denominado de retificação de lançamento. São formas de retificação:

– Estorno: consiste em efetuar um lançamento inverso àquele feito erroneamente, anulando-o totalmente ou parcialmente;

– Transferência: é o lançamento que promove a regularização da conta indevidamente debitada ou creditada, através da transposição do valor para a conta adequada;

– Complementação: é utilizado para complementar um lançamento feito com valor a menor;

– Ressalva: consiste no lançamento de correção usando-se as expressões “digo, aliás, em tempo, ou melhor, isto é, etc.”

3.7.1 Erro: – Valor lançado a maior/CORREÇÃO – lançamento inverso estornando a diferença.

3.7.2 Erro: – Valor lançado a menor/CORREÇÂO – lançamento complementar.

3.7.3 Erro: – Inversão de contas/CORREÇÃO – dois lançamentos; o 1o para cancelar o lançamento errado, e o 2o para efetuar o lançamento correto.

3.7.4 Erro: – Troca de contas/CORREÇÃO – Lançamento de acerto.

3.7.5 Erro: – Erro no histórico/CORREÇÃO – Quando o erro é descoberto a tempo, usa-se uma palavra apropriada para a ressalva.

3.7.6 Erro: – Omissão de Lançamento/CORREÇÃO – Fazer o lançamento, o mais rápido possível mencionando no histórico a data em que o fato ocorreu.

3.7.7 Erro: – Duplicidade de lançamento/CORREÇÃO - Estorno do último lançamento efetuado.

3.8 ENCERRAMENTO DAS CONTAS DE RECEITA E DESPESA

As contas de receita e despesa são contas temporárias, pois são encerradas a fim de se apurar o resultado do exercício. O lucro ou prejuízo de um exercício é determinado através do confronto das contas de receita e despesa, e esse resultado líquido é apurado na conta denominada de Apuração do Resultado do Exercício (ARE).

3.8.1 Transferência dos Saldos das Contas de Resultado para a Conta de Apuração do Resultado do Exercício (ARE).

As contas de receita por possuírem saldo credor, serão encerradas debitando-se a respectiva conta pelo valor do saldo (portanto, tornando-se o saldo nulo, “encerrando-se” a conta) e creditando-se a conta ARE.

Receitas de Aluguel

ARE

(1) 20.000,00

20.000,00

20.000,00 (1)

As contas de despesa, por apresentarem saldo devedor, serão encerradas creditando-se a conta respectiva e debitando-se a conta ARE pelo valor do seu saldo.

Despesas de Juros

ARE

12.000,00

12.000,00 (2)

(2) 12.000,00

20.000,00 (1)

8.000,00 (S)

3.8.2 Transferência do Saldo da Conta ARE para a Conta Patrimonial “Lucros Ou Prejuízos Acumulados”

A conta ARE, por sua vez, será encerrada contra uma conta denominada Lucros ou Prejuízos Acumulados que é uma conta patrimonial onde fica acumulado o resultado do exercício.

1o saldo credor da conta ARE

ARE

Lucros ou Prejuízos Acumulados

12.000,00

20.000,00

8.000,00 (1)

(1) 8.000,00

8.000,00 (S)

2o saldo devedor da conta ARE

ARE

Lucros ou Prejuízos Acumulados

15.000,00

10.000,00

(2) 5.000,00

(S) 5.000,00

5.000,00 (2)

3.9 BALANCETE DE VERIFICAÇÃO

3.9.1 Conceito

É o demonstrativo que relaciona cada conta com o respectivo saldo devedor ou credor, de tal forma que se os lançamentos foram corretamente efetuados, de acordo com o Método das Partidas Dobradas, o total da coluna dos saldos devedores é igual ao total da coluna dos saldos credores.

3.9.2 Objetivo

Testar se o método das partidas dobradas foi respeitado, evidenciando as contas de acordo com seus respectivos saldos e verificando a igualdade entre a soma dos saldos devedores e credores.

Balancete de Verificação em ___/___/___
Saldos

Contas

Devedores

Credores

TOTAIS

001. O lançamento

Diversos

a Bancos conta Movimento

a. É de segunda fórmula e pode corresponder a aviso de débito do banco e a cheques emitidos pela empresa

b. É de segunda fórmula e pode corresponder a depósitos bancários pela empresa

c. É de terceira fórmula e pode corresponder a juros debitados pelo banco e a cheques emitidos pela empresa

d. É de terceira fórmula e pode corresponder a aviso de crédito do banco e a depósitos efetuados pela empresa

e. É de terceira fórmula e pode corresponder a aviso de crédito do banco e a depósitos efetuados pela empresa

002. Certa empresa adquiriu uma máquina por 40.000. Pagou em moeda corrente 50% da compra, com 5% de desconto e aceitou uma duplicata pela dívida dos outros 50%. Com esta operação, pode-se afirmar que o Ativo da empresa:

a. aumentou em 40.000 d. diminuiu em 21.000

b. diminuiu em 19.000 e. aumentou em 21.000

c. aumentou em 19.000

003. A microempresa Rio, no dia 10 de maio, tinha um patrimônio formado de Caixa — 15.000, For­necedores — 12.000, Clientes — 4.000 e Mercadorias — 6.000. No dia 11 de maio, realizou ape­nas uma operação e seu patrimônio passou a constar de Caixa — 11.000, Fornecedores -9.000, Clientes — 4.000 e Mercadorias — 6.000.

Comparando-se o patrimônio nas duas datas, pode-se afirmar que a operação realizada foi:

a. O pagamento de dívidas no valor de 4.000

b. O recebimento de direitos no valor de 4.000, com desconto de 1.000

c. O pagamento de dívidas no valor de 3.000, com encargos de 1.000

d. O recebimento de direitos no valor de 3.000, com encargos de 1.000

e. O pagamento de dívidas no valor de 4.000, com descontos de 1.000

004. (MPU-ESAF-1 993)

Diversos

a Caixa

Móveis e Utensílios 11.100 Veículos 677.300 Terrenos 211.600

900.000

Após o registro contábil do lançamento acima, apresentado de forma simplificada, o montante:

a. Do Ativo Circulante diminuiu

b. Do Ativo Diferido aumentou

c. Do Ativo Permanente diminuiu

d. Das Fontes de Financiamento do Patrimônio aumentou

e. Do Ativo Imobilizado permaneceu inalterado

(Parte 7 de 63)

Comentários