Apresentação de Trabalhos Acadêmicos de acordo com abnt

Apresentação de Trabalhos Acadêmicos de acordo com abnt

(Parte 1 de 5)

Biblioteca Central

Bibliotecária – CRB6 / 837

Patrícia de Oliveira Portela

Apresentação de trabalhos acadêmicos de acordo com as normas de documentação da ABNT: informações básicas

Atualizado

Uberaba – MG 2005

Biblioteca Central

Bibliotecária – CRB6 / 837

Patrícia de Oliveira Portela

Apresentação de trabalhos acadêmicos de acordo com as normas de documentação da ABNT: informações básicas

Atualizado

Uberaba – MG 2005

Biblioteca Central

Marcelo Palmério Reitor

Elsie Barbosa Vice-Reitora

Inara Barbosa Pena Elias Pró-Reitora de Ensino Superior

José Bento Alves Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação

Pró-Reitora de Extensão e Ação Comunitária

Dirce Maris Nunes da Silva Diretora da Biblioteca Central Revisora deste documento

Catalogação elaborada pelo Setor de Referência da Biblioteca Central da UNIUBE
Este documento pode ser reproduzido na íntegra, desde que citada a fonte.
Portela, Patrícia de Oliveira
P832aApresentação de trabalhos acadêmicos de acordo com as
Patrícia de Oliveira Portela. – 2004.

Normas de Documentação da ABNT: informações básicas / 51p. : il.

Publicação de circulação interna – Universidade de

Uberaba, Uberaba, MG atualizada em 2005.

1. Normalização - Documentos. 2. Normalização –

Trabalhos técnicos. 3. Normalização – Trabalhos acadêmicos. I. Universidade de Uberaba. Biblioteca Central. I. Título. CDD 001.42

Hoje a informação encontra-se por todos os lados nos mais diversos suportes e na comunicação informal através do correio eletrônico e listas de discussão, entre outros. Na confecção de um trabalho acadêmico nos deparamos com várias fontes de informações, nem sempre convencionais, aí surge aquele probleminha, e agora como faço a citação e a referência?

Esta obra não é inédita, muito já se escreveu e publicou sobre esse tema, a fim de levar ao público leigo (?) de maneira simples e objetiva as nuanças da referência bibliográfica e da citação bibliográfica, porém nos parece que ainda faltava o “pulo do gato”, para nos auxiliar naquele momento em que nos deparamos com um documento, que queremos referenciar, e não encontramos informações na norma (há de se considerar que as fontes de informação proliferam-se muito rapidamente e nem sempre é possível atualizar a norma em tempo hábil) para ajudar na compreensão e solução do problema.

A obra que ora apresentamos não tem a pretensão de ser completa e infalível, porém foi trabalhada procurando abranger, com explicações e exemplos, as mais diversas situações encontradas no momento de se montar a lista de referências bibliográficas.

procura“simplificar” e exemplificar o uso adequado de citações com sua co-relação

Também no que concerne as citações bibliográficas foi feito um trabalho que com a referência bibliográfica.

Esta obra não termina aqui, com certeza será alvo de atualizações já que deve seguir os passos dos diferentes suportes para a informação que estão a surgir quase que diariamente.

Dirce Maris Nunes da Silva

a) fascículo de revista no todo
b) artigo de revista
c) artigo de revista sem autoria conhecida
d) artigo de revista em meio eletrônico
a) fascículo de jornal no todo
b) artigo de jornal com autoria conhecida
c) artigo de jornal sem autoria conhecida
d) artigo de jornal em meio eletrônico

1 INTRODUÇÃO 2 ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS 2.1 Elementos pré-textuais 2.1.1 Capa 2.1.2 Lombada 2.1.3 Folha de rosto 2.1.3.1 Anverso da folha de Rosto(frente) 2.1.3.2 Verso da folha de rosto 2.1.4 Errata 2.1.5 Folha de aprovação 2.1.6 Dedicatória 2.1.7 Agradecimentos 2.1.8 Epígrafe 2.1.9 Resumo na língua vernácula 2.1.10 Resumo em língua estrangeira 2.1.1 Lista de ilustrações 2.1.12 Lista de tabelas 2.1.13 Lista de abreviaturas e siglas 2.1.14 Lista de símbolos. 2.1.15 Sumário 2.2 Elementos textuais 2.2.1 Introdução 2.2.2 Desenvolvimento 2.2.3 Conclusão 2.3 Elementos pós-textuais 2.3.1 Referências 2.3.1.1 Regras básicas 2.3.1.2 Referência de monografia (livro, folheto, etc.) 2.3.1.2.1 Parte de monografia (capítulo da obra) 2.3.1.3 Periódicos 2.3.1.3.1 Revista 2.3.1.3.2 Jornal 2.3.1.4 Evento científico (congresso, conferência, simpósio, workshop, encontro) 2.3.1.4.1 Evento científico em meio eletrônico 2.3.1.4.2 Trabalho apresentado em evento 2.3.1.4.3 Trabalho apresentado em evento sem anais publicados 2.3.1.5 Resenha (monografia)

a) publicada em revista
b) em meio eletrônico
a) fotografia impressa
b) fotografia online
a) slide com autoria conhecida
b) slide sem autoria conhecida
a) mapa com autoria conhecida
b) mapa sem autoria conhecida
c) mapa em meio eletrônico
d) planta arquitetônica
a) cassete sonoro (fita cassete de música)
b) disco sonoro
c) CD (compact disc)
a) videocassete (fita de videocassete)
b) DVD (digital vídeo disc)
a) arquivo de disquete
b) CD-ROM
a) home page
b) documento inserido (informação) em home page
c) e-mail
d) lista de discussão

2.3.1.5.1 Resenha com título próprio 2.3.1.6 Teses, dissertações ou outros trabalhos acadêmicos 2.3.1.6.1 Impressos 2.3.1.6.2 Em meio eletrônico 2.3.1.7 Documentos jurídicos 2.3.1.7.1 Decreto 2.3.1.7.2 Lei 2.3.1.7.3 Medida provisória 2.3.1.7.4 Resolução 2.3.1.7.5 Código civil 2.3.1.7.6 Constituição 2.3.1.8 Materiais (documentos) em outros suportes físicos 2.3.1.8.1 Bula de remédio 2.3.1.8.2 Fotografia 2.3.1.8.3 Cartão postal 2.3.1.8.4 Slide 2.3.1.8.5 Documentos cartográficos 2.3.1.8.6 Documentos sonoros 2.3.1.8.7 Imagem em movimento 2.3.1.8.8 Documentos de acesso exclusivo em meio eletrônico 2.3.1.4.9 Documentos extraídos da Rede de Computadores (internet, correio eletrônico, lista de discussão) 2.3.2 Glossário 2.3.3 Apendice(s) 2.3.4 Anexo(s) 2.3.5 Índice(s)

3. CITAÇÕES 3.1 Citação direta 3.2 Citação indireta 3.3 Citação de citação 3.4 Sistema de chamada 3.4.1 Sistema autor-data 3.4.1.1 Formas de citação 3.4.2 Sistema numérico 3.5 Citação de documentos que encontram-se em meio eletrônico 4 NOTAS DE RODAPÉ 4.1 Notas explicativas 4.2 Notas de referência 5 REGRAS DE APRESENTAÇÃO 5.1 Margem 5.2 Espacejamento 5.3 Numeração progressiva 5.3.1 Alíneas 5.4 Indicativos de seção 5.5 Títulos sem indicativo numérico 5.6 Elementos sem títulos e sem indicativo numérico 5.7 Paginação 6 ILUSTRAÇÕES E TABELAS 6.1 Ilustrações 6.1.1 Quadros 6.1.2 Gráficos 6.2 Tabelas REFERÊNCIAS APÊNDICE A - SUMÁRIO APÊNDICE B – ERRATA APÊNDICE D – DEDICATORIA APÊNDICE E – AGRADECIMENTOS APÊNDICE F - RELAÇÃO DAS NORMAS DA ABNT SOBRE DOCUMENTAÇÃO

1 INTRODUÇÃO

A definição de normatizar no dicionário Houais, é criar normas, normalizar, que por sua vez é estabelecer normas, padronizar, uniformizar. Em documentação, “normalização bibliográfica compreende o conjunto de indicações que nos permite identificar, total ou parcialmente, uma publicação.” (MARTINS; ZILBERKNOP, 2003, p. 272). Eco (2003) diz que a observância das normas para elaboração de referências revela que o estudioso está familiarizado com a disciplina e ainda compara as regras para elaboração de trabalhos científicos com as regras de um jogo, quem as emprega mal é olhado com suspeita, como alguém que não pertence ao grupo.

Este documento tem o propósito de orientar quanto à normalização de trabalhos de conclusão de cursos de graduação e especialização, bem como dissertações, teses e outros, no que diz respeito à estrutura, trazendo inclusive a definição de seus itens, elaboração de referências, citações, notas de rodapé e regras de apresentação do trabalho. Embora tenha sido elaborado com o empenho de responder as questões mais corriqueiras e urgentes em normalização de trabalhos acadêmicos, certamente não consegue sanar todas as dúvidas. Dessa forma, a consulta às normas de documentação da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), descritas no APÊNDICE F, não deve ser dispensada, como também obras a respeito de redação técnico-científica, visto que não se propôs elaborar um tratado sobre o assunto.

Apresenta inicialmente um quadro com os itens que constituem a estrutura dos trabalhos acadêmicos com os respectivos números de NBR (norma brasileira) da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e a informação de utilização obrigatória ou opcional. Na seção Estrutura dos Trabalhos Acadêmicos, novamente os itens obrigatórios são identificados segundo a NBR 14724 da ABNT que aborda a apresentação de trabalhos acadêmicos. No final, apresenta como apêndices, modelos de sumário, errata e índice e como anexos, modelos de capa, lombada, folha de rosto, folha de aprovação e uma lista de abreviatura dos meses em várias línguas para utilização em referências de periódicos.

2 ESTRUTURA DE TRABALHOS ACADÊMICOS

Todo documento deve ter uma seqüência e apresentação coerente para propiciar facilidade de leitura e compreensão. A NBR 14724 da ABNT, apresenta a estrutura que deve ser utilizada segundo o nível do trabalho e recomendações do orientador. O quadro abaixo mostra os elementos de cada parte - que podem ser opcionais ou obrigatórios - e o número da norma técnica que os disciplina.

Trabalhos acadêmicos são textos dissertativos sobre um tema específico advindos de disciplina, módulo, estudo independente, curso entre outros, sob a coordenação de um professor. Podem ser: tese (doutorado), dissertação (mestrado), TCC (trabalho de conclusão de curso), TGI (trabalho de graduação interdisciplinar), trabalho de conclusão de curso de especialização e/ou aperfeiçoamento.

EstruturaElementos NBR/ABNT

Pré-textuais

Capa Lombada Folha de rosto Errata1 Folha de aprovação Dedicatória Agradecimentos Epígrafe Resumo na língua vernácula Resumo em língua estrangeira Lista de ilustrações Lista de tabelas Lista de abreviaturas e siglas Lista de símbolos Sumário

Obrigatório

Opcional

Obrigatório

Opcional

Obrigatório

Opcional Opcional Opcional

Obrigatório Obrigatório

Opcional Opcional Opcional Opcional Obrigatório

Textuais Introdução

Desenvolvimento Conclusão

Pós-textuais Referências

Glossário Apêndices Anexo(s) Indice(s)

Obrigatório Opcionais

Quadro 1 – Estrutura do documento Fonte: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: informação e documentação: apresentação de trabalhos acadêmicos. Rio de Janeiro, 2002.

Nota: Adaptação da Tabela 1 – Disposição de elementos da NBR 14724/2002 da ABNT. * NBR 14724/2002 1A norma coloca como opcional, porém sugerimos que seja usada sempre que for detectada a sua necessidade.

2.1 Elementos pré-textuais

São apresentados nas seções 2.1.1 a 2.1.15 2.1.1 Capa

É o invólucro que protege o documento, pode apresentar-se de várias formas, tamanhos e material de acordo com o suporte físico da obra.

Item obrigatório (modelo ANEXO A): a) nome da instituição (opcional) b) nome do autor c) título d) subtítulo se houver e) número de volumes f) local (cidade) g) ano de entrega

2.1.2 Lombada

Parte da capa de um documento que reúne as margens internas ou dobra das folhas, estando estas mantidas juntas por costura, colagem, grampeamento ou por outra forma. Havendo espaço, deve conter o nome do autor impresso longitudinalmente do alto para o pé da lombada, o título que pode ser abreviado, se necessário, e impresso da mesma forma que o nome do autor, e elementos alfanuméricos de identificação (volume se houver e data), conforme ANEXO B.

Item obrigatório.
Na obra é a folha onde são colocados os dados essenciais para a identificação da
Os elementos estabelecidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (2002)

2.1.3 Folha de rosto mesma. Em multimeios e documentos eletrônicos a folha de rosto pode ser também identificada nos encartes. para anverso e verso da folha de rosto estão descritos em 2.1.3.1 e 2.1.3.2.

2.1.3.1 Anverso da folha de rosto (frente)

a) nome do autor;
b) título principal;
c) subtítulo - evidenciando a sua subordinação ao título;
d) número de volumes;
e) natureza (tese, dissertação, trabalho de conclusão de curso e outros) e objetivo
Exemplo:
Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como requisito para obtençao do título de

Nesta página os itens devem aparecer na seguinte ordem: (aprovação em disciplina, grau pretendido e outros); nome da instituição a que é submetido; área de concentração. Especialista em Ortodontia na Universidade de Uberaba.

g) local (cidade) da instituição onde será apresentado;
h) ano de entrega (depósito).
Modelo (ANEXO C)

f) nome do orientador e, se houver, do co-orientador; 2.1.3.2 Verso da folha de rosto

Ficha catalográfica, conforme o Código de Catalogação Anglo-Americano vigente, impressa na parte inferior da folha, em um retângulo de 7,5cm X 12,5cm. Normalmente mais exigida em teses e dissertações.

De acordo com a lei nº 4.084/62 somente os bibliotecários estão capacitados para a catalogação de obras.

2.1.4 Errata

Listagem de itens com erros de grafia ou outros, indicando a sua localização e a forma correta no texto conforme apêndice B.

Item obrigatório (modelo ANEXO D).

2.1.5 Folha de aprovação

Elemento inserido na versão final de trabalhos acadêmicos, devendo constar: nome do autor, título e subtítulo (se houver), natureza, objetivo, nome da instituição a que é submetido, área de concentração, indicação para a inserção da data de aprovação após a mesma, nomes dos examinadores e instituições a que pertencem, com local destinado às assinaturas após a aprovação do trabalho (ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS, 2002b).

2.1.6 Dedicatória

Página em que o autor presta uma homenagem ou dedica o seu trabalho a outras pessoas, inserida após a folha de aprovação (modelo APÊNDICE D).

2.1.7 Agradecimentos

Registro de agradecimentos a pessoas ou instituições que contribuíram para a realização do trabalho (modelo APÊNDICE E).

2.1.8 Epígrafe

Citação apresentada, seguida da indicação de autoria, relacionada com o escopo do trabalho. Pode ocorrer também no início de cada seção primária.

Item obrigatório (ANEXO E)
Consiste na apresentação clara e concisa da proposição do trabalho, relatando objetivo,

2.1.9 Resumo na língua vernácula metodologia, resultados e conclusões, contendo um número definido de palavras, que segundo Associação Brasileira de Normas Técnias (2003a) deve ser de 150 a 500 para relatórios técnico-científicos, trabalhos acadêmicos incluindo trabalho de conclusão de curso (TCC), trabalho de graduação interdisciplinar (TGI), dissertações, teses e outros, de 100 a 250 para artigos de periódicos e de 50 a 100 para indicações curtas. Deve ser composto de frases concisas e afirmativas, utilizando verbos na voz ativa e na terceira pessoa do singular. A primeira frase deve ser bastante significativa caracterizando o tema do documento, seguida da indicação do tipo de tratamento (memória, estudo de caso, análise da situação).

Logo abaixo do resumo deve-se indicar a expressão Palavras-chave seguida de dois pontos e das palavras representativas do conteúdo, finalizadas e separadas entre si por ponto final. Ex: Palavras-chave: Superdotados - Educação. Crianças superdotadas. Professores - Formação.

2.1.10 Resumo em língua estrangeira

Item obrigatório. Versão do resumo em português para outro idioma digitado, em folha separada. Em inglês é denominado Abstract, em francês Résumé, em espanhol Resumen, em alemão Zusammenfassung. Deve ser seguido das palavras-chave na língua.

2.1.1 Lista de ilustrações

Relação seqüencial das ilustrações apresentadas no texto com cada item designado por seu respectivo nome e número específico, acompanhado de número de página. Quando necessário, utiliza-se lista própria para cada tipo de ilustração (figuras, quadros, gráficos, mapas, plantas, fluxogramas, organogramas e outros).

2.1.12 Lista de tabelas

Relação seqüencial das tabelas apresentadas no texto, com cada item designado por seu nome e número específico acompanhado de número de página.

2.1.13 Lista de abreviaturas e siglas

Relação das abreviaturas e siglas utilizadas no texto apresentadas em ordem alfabética e seguidas das palavras ou expressões correspondentes. Recomenda-se lista própria para cada tipo.

2.1.14 Lista de símbolos

Relação dos símbolos, na ordem em que aparecem no texto, seguidos do respectivo significado.

Item obrigatório (modelo APÊNDICE A).

2.1.15 Sumário Exposição enumerada das principais divisões, seções e partes do trabalho, feita na mesma ordem e forma em que aparecem no texto, com indicação de paginação. Em caso de o

b) não se utiliza nenhum tipo de sinal (ponto, hífen, travessão) entre os números
c) a palavra sumário é centralizada na folha e apresentada com os mesmos recursos

trabalho ser constituído de mais um volume, em cada um deve constar o sumário completo. Os elementos pré-textuais não devem aparecer no sumário (ver NBR 6027/2003 da ABNT). Forma de apresentação: a) os elementos pré-textuais como: dedicatória, agradecimentos, epígrafe, resumos, listas de ilustrações, listas de tabelas entre outros, não constam no sumário; indicativos de seção e seus títulos, nem após os títulos; tipográficos utilizados para as seções primárias (fonte, destaque, caixa alta e outros); d) os indicativos das seções primárias e de suas subdivisões, bem como seus títulos, devem aparecer no sumário da mesma forma que apareceram no texto; com os mesmos recursos tipográficos (negrito, itálico, caixa alta, fonte e outros).

2.2 Elementos textuais

São apresentados nas seções 2.2.1 a 2.2.3 2.2.1 Introdução

Item obrigatório. Parte inicial do texto, em que se deve expor o tema, relacioná-lo com a literatura consultada, incluir objetivos, hipóteses, justificativas e demonstração de como o trabalho será ou foi desenvolvido. É uma breve descrição de todas as partes do trabalho. Se preferir o autor, na introdução, pode descrever cada capítulo da obra, indicando o objetivo e o alcance de cada um.

(Parte 1 de 5)

Comentários