(Parte 1 de 8)

Processos Usuais de Soldagem I - Laboratório

Apostila de Acompanhamento Prático Professor: Luiz Gimenes Junior

Processos Usuais de Soldagem I - Laboratório

1. GERAL3

Processos Usuais de Soldagem I - Laboratório

Esta primeira parte refere-se a assuntos gerais da matéria, deve-ser lida cuidadosamente, pois contém todos os assuntos a serem tratados durante o semestre, o aluno deve trazer a postila de acompanhamento toda a aula, pois cada aula tem seu roterio de trabalho.

Os relatórios e exercícios devem ser entregues sempre duas semanas após o encerramento da tarefa.

O Livro que servirá de base para o curso é o Soldagem – Coleção SENAI. Os Trechos e a ordem a serem lidos como Teoria de Apoio ás aulas Práticas são:

1.1 SOBRE A DISCIPLINA

Nome: Processos Usuais de Soldagem I - Laboratório - Prus I P Carga Horária: 90 Horas (Permitido 25% De Faltas 4,5 Aulas) Distribuição : 5 Aulas Por Semana - Terças T-C, Quintas T-B e Sextas T-A

1.2 OBJETIVOS do CURSO

Promover o conhecimento dos processos de soldagem e de seus consumíveis que são: Eletrodo Revestido e Arco Submerso, e dos processos de corte a grafite e plasma, na forma executiva.

Obter conhecimentos práticos, treinar a habilidade operatória nos equipamentos de solda e corte existentes no laboratório.

Assimilar a influência dos parâmetros de soldagem, executando ensaios práticos.

Conhecer as técnicas de medição e o registro dos parâmetros de soldagem e

Corte. Promover Visitas Técnicas a empresas.

Processos Usuais de Soldagem I - Laboratório

1.3 METODOLOGIA EMPREGADA na DISCIPLINA

As aulas serão dividas em aulas práticas, com explanação teórica dos assuntos a serem abordados e experimentais.

Nas aulas práticas haverá a explicação do exercício a ser executado com demonstração prática, pelo instrutor ou professor, seguido de execução prática dos corpos de prova pelo aluno.

Nas aulas experimentais haverá a execução de exercícios pelo instrutor e/ou aluno orientado pelo professor, onde será acompanhado e registrado todos os parâmetros pelos integrantes do grupo de trabalhos ou individualmente, culminando na elaboração de relatórios.

Será feito Listas de exercícios para sedimentação e acompanhamento das aulas práticas.

1.4 CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO

Existem dois Grupos de dificuldade e para tal a as notas serão ponderadas com segue: 1) Primerio Grupo menor dificuldade RI - RII - EI - EII E= 5% A= 4% B= 3% C= 0%

2) Segundo Grupo maior dificuldade RIII - RIV E= 40% A= 30% B= 25% C= 0%

Abaixo de 60%- Reprovado "C"

Igual e Acima de 60% - Aprovado "B" Igual e Acima De 75% - Aprovado "A" Igual e Acima De 90% - Aprovado "E"

1.5 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Está disposto abaixo o resumo de cada aula em semanas letivas:

Processos Usuais de Soldagem I - Laboratório

2a,3a,4a semana: Técnicas de abertura, manutenção e encerramento de arco elétrico. conhecimento dos tipos de corrente e polaridade. Soldagem em chapas de aço montadas em ângulo na espessura de 3/8", nas posições plana, horizontal, vertical ascendente e descendente.

7a,8a,9a semana: Soldagem em chapas de aço chanfradas na espessura 1/2" e/ou 5/8" nas posições, plana, horizontal, vertical ascendente e descendente. Corte a arco com eletrodo de grafite. Execução de cortes e goivagem com tocha manual. Todas as atividades terão acompanhamento de soldagem. (RELATORIO I )

10a semana: Ensaio de soldabilidade com eletrodo revestido, para a análise do metal depositado, contemplando, intensidade da corrente e tensão, nível de respingo, condições de escória, estabilidade e manutenção de arco, confronto entre a compatibilidade das especificações em norma e a encontrada no ensaio. (RELATORIO I )

11a,12a,13a semana: Custos em soldagem para o processo eletrodo revestido. Levantamento das faixas operacionais para diversos diâmetro de alma e revestimento. Levantamento das curvas de eficiência do metal depositado, Avaliação dos efeitos da corrente na eficiência e nas taxas de deposição.(RELATORIO I )

14a semana: Introdução ao processo arco submerso. Manipulação e domínio pelo aluno e supervisionado pelo instrutor/professor pelo equipamento, executando cordões sobre chapa de aço 3/4" .

15a,16a,17a,18a semana: Avaliação das influências dos Parâmetros Primários tais como: intensidade da corrente, polaridade, tensão, velocidade de soldagem e extensão livre do eletrodo, tipo de fluxo, diametro do arame. Utilizando cordões sobre chapa para a determinação das variações nos parâmetros secundários como: altura, largura,penetração, largura da ZTA, Velocidade de arame, consumo de fluxo, diluição, dureza.(RELATORIO IV )

Processos Usuais de Soldagem I - Laboratório

1.6 RELAÇÃO DOS TRABALHOS A SEREM APRESENTADOS

EXERCICIO I - Prática de Soldagem EXERCICIO I - Física de Arco RELATORIO I - Acompanhamento de soldagem em juntas soldadas chanfradas executadas pela processo eletrodo revestido, sendo uma goivada RELATORIO I - Ensaio de Soldabilidade RELATORIO I - Custos em soldagem no processo eletrodo revestido RELATORIO IV - Influência dos parâmetros primários de soldagem nos parâmetros secundários no processo arco submerso

1.7 BIBLIOGRAFIA RECOMENDADA

COLEÇÃO SOLDAGEMSENAI Vários AutoresUS$ 25,0

The Procedure Handbook of arcWelding Lincoln Eletric Co 20th EditionUS$ 80,0

Metals Handbook Welding,Brazingand SolderingAmerican Society of Metals 9thediçåo US$ 180,0

Welding Handbook vol l e 2American Welding Society 8thedition US$ 110,0

ASME Boiler and Pressure VasselCode I parte CAmerican Society MecanicalEngenier 89' edition US$ 30,0

Tecnologia de SoldagemSergio TaniguchiEsgotado

Tecnologia da Soldagem ArcoVoltáico Almir Quites MonteiroEsgotado

Soldagem Processos e MetalurgiaEmilio Weiner e outrosUS$ 60,0

Tecnologia da SoldagemProf. Paulo Villani MarquesUSS 40,0 Prática de La Soldadura Autogena Las Soldaduras: Técnicas, control e la Soldabilidad de los Aceros

Franche G. & Seférian D

Modern Welding TecnologyCary H. B. Advanced Welding ProcessJ. Norrish

Processos Usuais de Soldagem I - Laboratório

(Parte 1 de 8)

Comentários