Ensaio de Determinação da umidade superficial... Materiais de Construção Civil

Ensaio de Determinação da umidade superficial... Materiais de Construção Civil

UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES

A.C.E.T.

DAIANE CRISTINA BARBOSA RGM 41249

5° SEMESTRE DE ENGENHARIA CIVIL

RELATÓRIO DO ENSAIO N.° 03 – DETERMINAÇÃO DA UMIDADE SUPERFICIAL EM AGREGADOS MIÚDOS POR MEIO DO FRASCO DE CHAPMAN (NBR 9775)

Mogi das Cruzes

2008

UNIVERSIDADE DE MOGI DAS CRUZES

A.C.E.T.

DAIANE CRISTINA BARBOSA RGM 41249

5° SEMESTRE DE ENGENHARIA CIVIL

RELATÓRIO DO ENSAIO N.° 03 – DETERMINAÇÃO DA UMIDADE SUPERFICIAL EM AGREGADOS MIÚDOS POR MEIO DO FRASCO DE CHAPMAN (NBR 9775)

Relatório de experiência apresentado à disciplina de Materiais para Construção Civil, realizado no dia 31/03/2008, ministrada pelo Professor João Ferreira dos Santos e pelo Professor Célio Piazza e como requisito parcial de avaliação.

PROF.° CÉLIO PIAZZA

PROF.° JOÃO FERREIRA DOS SANTOS

Mogi das Cruzes

2008

Sumário

1. Objetivo 3

2. Aparelhagem 3

3. Procedimento 4

4. Valor Obtido 4

5. Cálculos 4

6. Resultados 5

h = 5,475% 5

7. Conclusão 5

8. Exemplo de aplicação 5

8.1. Primeiro Exemplo de aplicação 5

8.2. Segundo Exemplo de aplicação 5

8.2.2. Respostas 6

1. Objetivo

Determinação da umidade superficial da areia, pelo método do frasco de Chapman.

2. Aparelhagem

  • Balança de 1 kg de capacidade e sensibilidade de 1 g;

  • Estufa;

  • Frasco de Chapman;

  • Espátula;

  • Tacho;

  • Amostra de areia seca;

  • Funil.

3. Procedimento

Adicionar água no frasco até a marca de 200 ml, deixando-o em repouso, para que a água aderida na parte interna escorra.

Em seguida, introduzir cuidadosamente, a amostra de areia no frasco com auxilio do funil.

Agitar o frasco para eliminação das bolhas de ar.

Executar movimentos para eliminar os grãos aderentes na parte interna do frasco.

Fazer a leitura do nível de água no gargalo do frasco.

4. Valor Obtido

L =

408mm

5. Cálculos

A umidade superficial da amostra é determinada em porcentagem pela expressão:

h = 100 x [500 –(L-200) x

x (L-700)

Onde:

h = porcentagem de umidade

L = leitura no frasco

= massa especifica da areia em g/cm3

6. Resultados

h = 100 x [500 –(L-200) x

x (L-700)

h = 100 x [500 –(408-200) x 2,604

2,604 x (408-700)

h = 5,475%

7. Conclusão

A umidade superficial da areia é de 5,47%.

8. Exemplo de aplicação

8.1. Primeiro Exemplo de aplicação

Dado o traço de concreto abaixo e sabendo-se que o teor de umidade é de h= 7,0% faça a correção da quantidade da areia e da água:

Consumo de Materiais para 1m3 de concreto (kg/m3)

Cimento

Areia

Brita 1

Água

231

849

1120

188

Traço Corrigido

231

908

1120

129

8.2. Segundo Exemplo de aplicação

Pretende-se concretar uma laje de 55m3, com o seguinte traço de concreto:

Consumo de Materiais para 1m3 de concreto (kg/m3)

Cimento

Areia

Brita 1

Água

424

788

1033

191

Sabendo-se que a resistência do concreto é inversamente proporcional à relação água/cimento e que o traço acima obedece à curva abaixo:

CURVA DE RESISTÊNCIA COM 28 DIAS DE IDADE

Pergunta-se:

  1. Qual a resistência à compressão do concreto que será aplicado na laje?

  2. Se o teor de umidade da areia que é de 8,4% não for corrigida, o fator água/cimento seria alterado para quanto?

  3. Considerando a situação da questão anterior o concreto aplicado na laje atingiria a resistência à compressão pretendida? E qual seria esse valor?

8.2.2. Respostas

a) A resistência à compressão será de 48Mpa.

b) O fator água/cimento seria alterado para 0,60.

c) O concreto aplicado na laje não atingiria a resistência à compressão pretendida. A resistência seria de 32Mpa.

6

Comentários