Questões de Administração e Economia (Professor Jose Antonio Ghilardi

Questões de Administração e Economia (Professor Jose Antonio Ghilardi

(Parte 1 de 3)

Questões do Capítulo 2 (Estratégia Competitiva)

Questões sobre “Análise Estratégica”

01‐) Cada empresa compete com que tipo de atividade? R: Cada empresa que compete em uma atividade possui uma estratégia competitiva, seja ela explícita ou implícita.

02‐) Como se desenvolveu a estratégia competitiva? R: Esta estratégia pode ter se desenvolvido por meio de um processo de planejamento ou ter evoluído através das atividades dos vários departamentos funcionais da empresa.

03‐) Hoje o que reflete o planejamento estratégico nas empresas? R: A ênfase dada hoje ao planejamento estratégico nas empresas reflete a proposição de que existem benefícios significativos a serem obtidos com um processo de formulação de estratégia, garantindo que pelo menos as políticas (se não as ações) dos departamentos funcionais da empresa sejam coordenadas e dirigidas visando um conjunto comum de metas.

04‐) Quais são as técnicas de maior atenção de planejamento estratégico, que levantou questões que preocupavam os administradores? R: As técnicas desenvolvidas, geralmente por firmas de consultoria, para responder às questões, destinam‐se a uma companhia genérica ou consideram apenas um dos aspectos estruturais, como o comportamento dos custos, que às vezes não consegue captar toda a complexidade da concorrência.

05‐) Qual a essência do desenvolvimento de uma estratégica competitiva? R: O desenvolvimento de uma estratégia competitiva é, em essência, o desenvolvimento de uma fórmula ampla para o modo como uma empresa irá competir, quais deveriam ser as suas metas e quais as políticas necessárias para se levar a cabo estas metas.

06‐) A estratégia competitiva é uma combinação... R: dos fins (metas) que a empresa busca e dos meios (políticas) pelos quais ela está buscando chegar aos seus propósitos.

07‐) Geralmente as empresas empregavam palavras diferentes para os mesmos conceitos. Cite um exemplo. R: Algumas empresas empregam termos como “missão” ou “objetivos” ao invés de “metas”, outras empregam “tática” em lugar de “políticas funcionais” ou “operacionais”. Contudo, a noção essencial de estratégia é captada na distinção entre fins e meios.

08‐) Explique o que foi denominado “Roda da Estratégia Competitiva”. Desenhe e complete. R: A figura a seguir, a qual denominaremos “Roda da Estratégia Competitiva”, é um dispositivo para a articulação dos aspectos básicos da estratégia competitiva de uma empresa. No centro da roda estão as metas da empresa, que são sua definição geral do modo como ela deseja competir e seus objetivos econômicos e não‐econômicos. Os raios da roda são as políticas operacionais básicas com as quais a empresa busca atingir estas metas. NÃO GRAVAR: o círculo está divido em 10 partes o circulo grande, depois tem um circulo menor que só fala as METAS.DICA: para gravar falar para anotar o circulo no sentido horário a partir da 1ª divisão até a 10ª divisão.

09‐) Em um nível mais amplo, a formulação de uma estratégia competitiva envolve quantos tipos de fatores básicos? O que estes fatores determinam? R: Quatro fatores básicos. Estes fatores determinam os limites daquilo que uma companhia pode realizar com sucesso.

10‐) O que são os pontos fortes de fracos da companhia? R: Os pontos fortes e os pontos fracos da companhia são o seu perfil de ativos e as qualificações em relação à concorrência, incluindo recursos financeiros, postura tecnológica, identificação de marca.

1‐) O que são os valores pessoais de uma organização? R: Os valores pessoais de uma organização são as motivações e as necessidades dos seus principais executivos e de outras pessoas responsáveis pela implementação da estratégia escolhida.

METAS Definição do modo como a empresa irá Objetivos para o crescimento da Parcela de mercado, resposta social, etc.

Mercados- Alvo

Marketing

Vendas

Distribuição

Fabricação Mão-de- obra

Compras

Finanças e Controle

Linha de Produtos

Pesquisa e Desenvolvimento

12‐) Os pontos fortes e os pontos fracos combinados com os valores, o que eles determinam? R: Determinam os limites internos (à companhia) da estratégia competitiva que uma empresa pode adotar com pleno êxito.

13‐) Quem determina os limites externos? R: Os limites externos são determinados pela empresa e por seu meio ambiente mais amplo.

14‐) As ameaças e as oportunidades da indústrias definem o quê? R: As ameaças e as oportunidades da indústria definem o meio competitivo, com seus riscos conseqüentes e recompensas potenciais.

15‐) O que reflete as expectativas da sociedade? R: As expectativas da sociedade refletem o impacto sobre a empresa, de fatores como a política governamental, os interesses sociais, e muitos outros.

16‐) Desenhe como a estratégia competitiva é formulada: R:

17‐) A adequação de uma estratégia competitiva, como pode ser determinada? R: A adequação de uma estratégia competitiva pode ser determinada com o teste das metas e das políticas propostas quanto à sua consistência, conforme modelo a seguir:

Pontos Fortes e Pontos Fracos da Empresa

Valores Pessoais dos Principais

Implementadores

Expectativas mais

Amplas da Sociedade

Fatores Internos à Empresa

Fatores Externos à Empresa FSTRATÉGIA

Ameaças e Oportunidades da

Empresa (Econômicas e Técnicas)

Questões sobre “Teste de Consistência”

01‐) O que se deve analisar para o teste de “Consistência Interna”? R: Analisar: se as metas são alcançáveis; se as políticas básicas se dirigem às metas e se as políticas operacionais básicas se reforçam mutuamente.

02‐) O que se deve analisar para o teste de “Ajuste Ambiental”? R: Analisar: se as metas e as políticas exploram as oportunidades da empresa; se as metas e as políticas abordam as ameaças da empresa (inclusive de uma resposta competitiva) até o grau possível com os recursos disponíveis; se a oportunidade das metas e das políticas reflete a habilidade do meio em absorver as ações e se as metas e as políticas respondem aos interesses mais amplos da sociedade.

03‐) O que se deve analisar para o teste de “Ajuste de Recursos”? R: Analisar: se as metas e as políticas se ajustam aos recursos à disposição da empresa em relação à concorrência e se a oportunidade das metas e das políticas reflete a habilidade da organização em modificar‐se. 04‐) O que se deve analisar para o teste de “Comunicação e Implementação”? R: Analisar: se as metas foram bem compreendidas pelos principais implementadores; se existe congruência suficiente entre as metas e as políticas e os valores dos principais implementadores de modo a assegurar um compromisso e se Existe capacidade gerencial suficiente para permitir uma implementação efetiva. 05‐) Quais são os três tópicos que fornece o método para o desenvolvimento de uma estratégia competitiva ótima? R: 1º tópico: O que a empresa está realizando no momento; 2º tópico: O que está ocorrendo no meio ambiente e 3º tópico: O que a empresa deveria estar realizando.

06‐) Do que é composto o desenvolvimento de uma estratégia competitiva do 1º tópico? (O que a empresa está realizando no momento) R: Identificação: Qual a estratégia corrente implícita ou explícita e Suposições Implícitas: Que suposições sobre a posição relativa, os pontos fortes e os pontos fracos da empresa, a concorrência e as tendências do mercado devem ser feitas para que a estratégia corrente faça sentido

07‐) Do que é composto o desenvolvimento de uma estratégia competitiva do 2º tópico? (O que está ocorrendo no meio ambiente) R: Análise da Empresa: Quais são os fatores básicos para o sucesso competitivo e as ameaças e as oportunidades importantes para a empresa; Análise da Concorrência: Quais as capacidades e as limitações dos concorrentes existentes e potenciais e seus prováveis movimentos futuros; Análise da Sociedade: Que fatores políticos, sociais e governamentais importantes apresentarão ameaças ou oportunidades e Pontos Fortes e Pontos Fracos: Dada uma análise da empresa e da concorrência, quais os pontos fortes e os pontos fracos da empresa em relação aos concorrentes presentes e futuros

08‐) Do que é composto o desenvolvimento de uma estratégia competitiva do 3º tópico? (O que a empresa deveria estar realizando) R: Testes de Suposições e Estratégia: De que forma as suposições incorporadas à estratégia corrente podem ser comparadas à análise 2º tópico. De que modo a estratégia satisfaz o teste de consistência; Alternativas Estratégicas: Quais as alternativas estratégicas viáveis dadas à análise acima? (A estratégia corrente é uma delas) e Escolha Estratégica: Qual alternativa faz uma melhor relação entre a situação da empresa e as ameaças e oportunidades externas

Questões sobre “A Análise Estrutural de Empresas”

01‐) Qual é a meta estratégica competitiva para uma unidade empresarial? R: A meta da estratégia competitiva para uma unidade empresarial é encontrar uma posição em que a empresa possa melhor se defender contra estas forças competitivas ou influenciá‐las em seu favor.

02‐) A intensidade da concorrência em uma empresa não é uma questão de: R: coincidência ou de má sorte

03‐) O grau de concorrência em uma empresa depende de cinco forças competitivas básicas, em conjunto o que determina estas forças? Esquematize depois de descrever. R: O conjunto destas forças determina o potencial de lucro final da empresa, que é medido em termos de retorno em longo prazo sobre o capital investido.

Rivalidade entre Empresas

Ameaça de novos entrantes Poder de negociação Poder de negociação

Ameaças de produtos ous erviços

Questões sobre “Ameaça de Entrada”

01‐) O que faz diminuir a rentabilidade de uma empresa? R: Novas empresas que entram no mercado trazem nova capacidade, o desejo de ganhar parcela deste mercado e freqüentemente recursos substanciais. Como resultado os preços podem cair ou os custos dos participantes podem ser inflacionados. 02‐) Do que depende a ameaça de entrada em um mercado? R: A ameaça de entrada em um mercado depende das barreiras de entrada existentes, em conjunto com a reação que o novo concorrente pode esperar da parte dos concorrentes já existentes. Se as barreiras são altas, o recém‐chegado pode esperar retaliação acirrada dos concorrentes na defensiva

Questões sobre “Barreiras de Entrada”

01‐) Quantas fontes de barreiras de Entrada? Cite quais são elas. R: Existem seis fontes principais de barreiras de entrada: Economias de Escala; Diferenciação do Produto; Necessidades de Capital; Custos de Mudança; Acesso aos Canais de Distribuição e Desvantagens de Custos Independentes de Escala.

02‐) Comente sobre a barreira de entrada “Economia de Escala”. R: Referem‐se aos declínios nos custos unitários de um produto à medida que o volume absoluto por período aumenta. Economias de escala detêm a entrada forçando a empresa entrante a ingressar em larga escala e arriscar‐se a uma forte reação das empresas existentes ou a ingressar em pequena escala e sujeitar‐se a uma desvantagem de custo. Unidades de empresas atuando em muitos negócios podem conseguir economias similares às de escala, se forem capazes de compartilhar operações ou funções com outros negócios da companhia.

03‐) Comente sobre a barreira de entrada “Diferenciação do Produto”. R: Significa que as empresas estabelecidas têm sua marca identificada e desenvolvem um sentimento de lealdade em seus clientes, originados do esforço passado a serviço do consumidor ou por terem entrado primeiro no mercado. A diferenciação cria uma barreira à entrada forçando os entrantes a efetuarem despesas pesadas para superar os vínculos estabelecidos com os clientes. Este esforço em geral acarreta prejuízos iniciais e, com freqüência dura um longo período de tempo. Estes investimentos na formação de uma marca são particularmente arriscados, pois não têm nenhum valor residual se a tentativa de entrada falhar.

04‐) Comente sobre a barreira de entrada “Necessidades de Capital”. R: A necessidade de investir vastos recursos financeiros de modo a competir cria uma barreira de entrada, particularmente se o capital é requerido para atividades arriscadas e irrecuperáveis como a publicidade inicial ou para a pesquisa e desenvolvimento ou treinamentos.

05‐) Comente sobre a barreira de entrada “Custos de Mudança”. R: É criada pela presença de custos com que se defronta o comprador quando muda de um fornecedor de produto para outro. Os custos de mudança podem envolver um novo treinamento para os empregados, custo de novo equipamento ou acessório auxiliar, custo e tempo para testar ou qualificar uma nova fonte.

06‐) Comente sobre a barreira de entrada “Acesso aos Canais de Distribuição”. R: Considerando que os canais de distribuição lógicos já estão sendo atendidos pelas empresas estabelecidas, a nova empresa precisa persuadir os canais a aceitarem seu produto por meio de descontos de preço, verbas para campanhas de publicidade em cooperação, o que reduz os lucros.

07‐) Comente sobre a barreira de entrada “Desvantagens de Custos Independentes de Escala”. R: As empresas estabelecidas podem ter vantagens de custos impossíveis de ser igualadas pelas entrantes potenciais, qualquer que seja o seu tamanho e as economias de escala obtidas. As vantagens mais críticas são as seguintes: tecnologia patenteada do produto, localizações favoráveis, subsídios oficiais, curva de aprendizagem ou de experiência.

Questões sobre “Poder de Negociação dos Compradores”

01‐) Os compradores competem com as empresas forçando o quê? E o que eles querem? R: Os compradores competem com as empresas forçando os preços para baixo e querem sempre melhor qualidade ou mais serviços e jogam os concorrentes uns contra os outros. Um grupo comprador exerce grande poder em várias circunstâncias

02‐) Comente sobre o poder de negociação dos compradores em circunstância de “Aquisição de Grandes Volumes”. R: Se uma parcela grande de vendas é adquirida por determinado comprador, isto aumenta a importância nos resultados, principalmente se a empresa se caracteriza por custos fixos altos

03‐) Comente sobre o poder de negociação dos compradores em circunstância de “Produtos Padronizados ou Não Diferenciados”. R: Os fornecedores certos que podem encontrar sempre fornecedores alternativos podem jogar uma empresa contra a outra.

04‐) Comente sobre o poder de negociação dos compradores em circunstância de “Poucos Custos de Mudanças”. R: Custos de mudança já definidos, prendem o comprador a determinados vendedores.

Questões sobre “Pressão dos Produtos Substitutos”

01‐) Todas as empresas em um determinado mercado, estão competindo com empresas que fornecem o quê? R: Produtos substitutos.

02‐) Como é definida a identificação dos produtos substitutos? R: A identificação de produtos substitutos é definida através de pesquisas na busca de outros produtos que possam desempenhar a mesma função.

Questões sobre “O Poder de Negociação dos Fornecedores”

01‐) Qual o poder que os fornecedores exercem? R: Os fornecedores podem exercer poder de negociação sobre os participantes de um mercado ameaçando elevar preços ou reduzir a qualidade dos bens e serviços fornecidos

02‐) Quais as condições que tendem a refletir as ações de poder dos fornecedores? R: O produto é um insumo importante e Pouca concorrência.

(Parte 1 de 3)

Comentários