Calcificação Mamária

Calcificação Mamária

Calcificações Mamárias

  • GRUPO

    • ADALTO
    • BRENO
    • GUILHERME
    • MATEUS
    • THIAGO

Calcificações Mamárias

  • Depósitos de cálcio que se movimentam do sangue para os tecidos, sofrendo alterações do pH, fixam-se sob a forma de sais de cálcio.

Composição das Calcificações

  • Oxalato de cálcio dí-hidrato:são calcificações ácidas, birrefrigentes, de forma poliédricas (90% benigna);

  • Decorrentes da deposição de fosfato de cálcio em tecido necrosado ou produtos necrosados.

Classificação

  • BENIGNAS:

  • - centros radiotransparentes

  • - aspecto tubular, paralela ou ainda linear

  • - casca de ovo na luz(bem delimitado)

  • - encontrado em necrose gordurosa das paredes de cistos

Classificação

    • INTERMEDIÁRIAS:
  • - forma indefinida

  • - prevalecendo as arredondadas ou em forma de “flocos de neve” pequenas

  • - não definida pela forma ou exame de mamografia se é benigna ou maligna.

Classificação

  • POSSIVELMENTE MALIGNAS :

  • Pleomórficas ou heterogêneas:tamanho e forma irregulares

  • Ramificadas: lineares, finas e irregulares, descontínuas

  • OBS.: Quanto menores e mais numerosas as “microcalcificações”, maior chance de serem malignas!

Microcalcificações

  • Alteração radiológica visível no exame

  • 20% a 30%(são malignas)

    • - Individuais:
      • densidades diferentes
      • Forma/tamanho
  • - Fatores Grupais:(agrupamentos)

      • Distribuição
      • Número
      • Densidade do agrupamento

Detecção

  • Mamografia digital fica melhor (aumento ou diminuição do contraste )

  • exame das mamas e ultra-sonografia,

  • informações sobre os antecedentes familiares.

Tratamento

  • O diagnóstico precoce,se este não ocorrer faz a biópsia

  • Caso cirúrgico:

    • tumor pequeno(parte ¼ da mama)
    • mama inteira em casos mais graves, sendo encaminhada para a radioterapia, ou até quimioterapia, hormonioterapia

Tratamento

  • Seguir um “calendário de exames de triagem(preventivo)

Conclusão

  • As Calcificações e as microcalcificações fazem parte da rotina do tecnólogo, uma vez que mais mulheres passam a ter mais atenção na detecção precoce do câncer de mama

Conclusão

  • As microcalcificações em geral, são mais maléficas a mulheres que as calcificações maiores em forma de pipocas, sendo classificadas de várias formas desde benigna, maligna e ainda intermediaria, até por sua composição e provável região de formação dos sais de cálcio.

BIBLIOGRAFIA

  • CÂNCER DE MAMA - DETECÇÃO , disponível em :

  • http://www.joinville.udesc.br/processamentodeimagens/deteccao/deteccao.html (acessado em 28/10/2008);

  • CÂNCER DE MAMA, disponível em :

  • http://pt.wikipedia.org/wiki/C%C3%A2ncer_de_mama (acessado em 28/10/2008);

  • ARTIGO“Calcificações Malignas Da Mama – Correlação Mamografia-Anatomia Patológica” , disponível em:

  • http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-39842002000300003&lng=en&nrm=iso (acessado em 28/10/2008);

  • ABC DA SAÚDE, câncer de mama, disponível em:

  • http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?611 (acessado em 28/10/2008)

  • Grupo da mama entrevista a DR.WALDEMIR WASHINGTON REZENDE

  • http://grupomamacancer.spaces.live.com/blog/cns!CE44599848E512C0!814.entry (acessado em 28/10/2008).

Comentários