Exercício físico e saúde

Exercício físico e saúde

COLÉGIO MOTIVO

DISCIPLINA: ED. FÍSICA

ALUNO: ALLAN LAUZID

SÉRIE: 2º G

RECIFE, 05 DE DEZEMBRO DE 2008

ÍNDICE:

INTRODUÇÃO...........................................................................................................................3

EXERCÍCIO FÍSICO E SAÚDE..................................................................................................3

EXEMPLOS................................................................................................................................4

CONCLUSÃO............................................................................................................................5

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS..........................................................................................5

INTRODUÇAO

São cada vez mais escassas as pessoas que efetuam exercícios físicos em seu cotidiano. Por inúmeras razões dentre elas tempo, enfermidade, desinteresse, preguiça dentre outros. Sempre sendo motivo da não prática aos exercícios físicos, levando gradativamente o indivíduo a futuros problemas de saúde. Infelizmente, os únicos maiores motivos para a prática do exercício físico, seria por vaidade, ou para manutenção da saúde.

EXERCÍCIO FÍSICO E SAÚDE

Na natureza, tudo que foi criado surgiu a partir de uma necessidade, para logo haver uma adaptação. Que se entrelaça em outras necessidades e adaptações, constituindo então, todo um equilíbrio que existe na fauna, flora, na Terra. Desde o surgimento da palpebra, até a formação de um furacão em pleno oceano, são resultados disso.

Para isso, foram milhões de anos de adaptação e evolução. Sempre em um equilíbrio, no qual, a sobrevivência é o objetivo. A natureza se adapta, nosso organismo se adapta, e todos os sistemas se submetem a isso.

Na nossa espécime, observamos todo um organismo com total capacidade de adaptação

em grande parte dos ambientes. Graças, inclusive ao nosso cérebro, que desenvolve trabalhos para isso. Que é suprido dos nutrientes bombeados pelo coração. Nutrientes que surgem a partir da absorção de seus respectivos componentes no sistema digestório. Nutrientes aderidos através da alimentação, no qual, cada alimento tem uma determinada concentração de variados nutrientes que suprem "n" necessidades de cada grupo de células específicas do corpo. Esses alimentos são adquiridos, a partir da realização de trabalho do homem que efetua tal atividade para aderi-lo. Trabalho que consiste em um esforço físico que consta no gasto de energia e dependendo do esforço feito, certas proteínas são necessárias para que haja o desenvolvimento dos ossos e músculos otendo resistencia suficiente para tal trabalho. Esforço físico que dependendo do seu grau, a quantidade de nutrientes absorivodos, variam de acordo com a frequencia e a força com que o coração bombeia. Suprindo todos os músculos efetuadores de atividades, inclusive o cérebro. Garantindo a sobrevivência do indivíduo.

Sendo até hoje esse tipo de equilíbrio em nosso organismo, não só do coração, músculos

e ossos, mas, para milhares de pequenos e grandes sistemas que existem em nosso corpo. Tornando o esforço físico, um componente da nossa natureza, que garante um equilíbrio, perante

o nosso organismo.

EXEMPLOS:

+ No sedentarismo excessivo, ou até simples. Hoje em dia gerado através do frequente uso da internet, tv, video-games etc. O organismo se adapta as poucas necessidades de impacto,

e começa a descalssificar os ossos, ou seja, o cálcio passa a ser menos absorvido e o dos ossos são "espalhados" para outros pontos de necessidade. Havendo redução da massa óssea causando então, maior fragilidade aos ossos, pela sua baixa densidade, submetendo a um maior

risco de fraturas, ou seja, a Osteoporose.

Dentre as soluções, além de ingerir cálcio e vitamina D, e a exposição regular ao Sol para

o desenvolvimento de vitamina D pelo própio organismo. Há exercícios rotineiros, que se encaixam

bem no cotidiano, como nos coletivos: vôlei, futebol, basquete, handebol entre outros. Ou os individuais: atletismo, tênis e algumas artes marciais. Treinamentos com pesos também ajudam na prevenção, por levar forças tensão aos ossos. Atividades aquáticas e ciclismo, não tem muita eficácia nessa manuntenção.

+ Pessoas que praticam exercícios físicos em geral, tem uma agradável sensação de bem-estar. Pois ao o praticar, estimula-se o organismo a produzir serotonina, o responsável pelo efeito prazeroso. No qual, remédios anti-depressivos, procuram causar mesmo efeito, não tão eficaz quanto ao da atividade física, através do Lítio, que estimula a produção também, da serotonina.

Tal façanha de ambos, também provoca a formação de novas células no hipocampo, área cerebral responsável pela memória e aprendizagem. Sendo, quem possui essa área atrofiada, possui sintomas depressivos.

+A glicose, encontrada em alimentos de alto teor de carboidrato, responsável pela energia das células para a realização de suas respectivas atividades. Somente é transportada e inserida em tais células, graças a insulina. Que é produzida no pâncreas pelas células Beta. Atividade somente realizada quando há a necessidade do gasto de energia pelo corpo. Ou seja, o consumo de glicose. Não havendo tal necessidade, a produção de insulina cai e a glicose ingerida fica no sangue, formando placas obstruintes, elevando a pressão arterial, cujas consequências já conhecemos. Logo, com a taxa baixa de insulina, inicia-se a Diabetes Mellitus. Logo, a partir dessa diabete, os sintomas que aparecem são de poliúria, polidipsia, polifadiga, hiperglicemia, glocosúria, infecções cutâneas e genitais, impotência sexual, alterações visuais, renais ou neurológicos, dentre outros.

CONCLUSÃO

Muitas vezes, enfermidades que surgem ou piorão, são consequências diretas da escassez de atividades físicas. Podendo-se facilmente visualizar sua importância em nossos dia-a-dia. Porém, não podemos deixar que ocorra uma alienação ao exercício físico a ponto de não ser mais uma ferramenta para o bem-estar, e tomar conta do indivíduo sendo escravizado à busca pela saúde. Levando-o a causar sérios danos a si. Portanto, deve-se obter orientação de profissionais, desde nutricionistas, até aos personal trainers. Contribuindo para uma melhor qualidade de vida.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS:

+ Pinker, Steven, Como A Mente Funciona

+ Springer, Sally P., Deutsch, Georg, Cérebro Esquerdo, Cérebro Direito

+ Uzunian & Birner, Biologia: Volume Único

+ Pesquisa no www.4shared.com: "exercícios físicos"

Comentários