Microbiologia

Microbiologia

É a ciência que estuda os seres microscópicos (microorganismos) e suas atividades, incluindo-se o estudo da sua distribuição, suas características e seus efeitos (benéficos ou prejudiciais).

  • É a ciência que estuda os seres microscópicos (microorganismos) e suas atividades, incluindo-se o estudo da sua distribuição, suas características e seus efeitos (benéficos ou prejudiciais).

Microorganismos: formada pelas palavras micro = pequeno e organismos = corpo, ou seja, corpo pequeno. São seres formados por apenas uma célula e sua visualização só é possível com o auxílio do microscópio.

  • Microorganismos: formada pelas palavras micro = pequeno e organismos = corpo, ou seja, corpo pequeno. São seres formados por apenas uma célula e sua visualização só é possível com o auxílio do microscópio.

O corpo humano contém normalmente bilhões de microorganismos, quer na pele, debaixo das unhas, na boca, nariz, intestino e em outras cavidades do nosso corpo;

  • O corpo humano contém normalmente bilhões de microorganismos, quer na pele, debaixo das unhas, na boca, nariz, intestino e em outras cavidades do nosso corpo;

  • Entretanto, há locais isentos de microorganismos em nosso corpo.

Dentre os microorganismos existentes, estudaremos: As bactérias; Os vírus; Os fungos; Os protozoários.

  • Dentre os microorganismos existentes, estudaremos: As bactérias; Os vírus; Os fungos; Os protozoários.

  • O estudo da microbiologia é importante para que possamos aprender que além dos microorganismos que causam doenças, existem aqueles que ajudam no equilíbrio do meio ambiente e do nosso corpo.

As bactérias são microorganismos unicelulares podendo viver isoladamente ou constituir agrupamentos coloniais;

  • As bactérias são microorganismos unicelulares podendo viver isoladamente ou constituir agrupamentos coloniais;

  • A célula bacteriana é formada por: citoplasma, ribossomo, cromatina (DNA) e membrana plasmática;

  • Ainda possuem uma membrana esquelética e algumas um envoltório – cápsula.

As bactérias estão amplamente distribuídas na natureza – solo, água, ar, poeira, plantas, etc.

  • As bactérias estão amplamente distribuídas na natureza – solo, água, ar, poeira, plantas, etc.

Quanto a forma :

  • Quanto a forma :

  • Coco – de forma esférica ou subesférica (do género Coccus)

  • Bacilo – em forma de bastonete (do género Bacillus)

  • Vibrião – em forma de vírgula (do género Vibrio)

  • Espirilo – de forma espiral/ondulada (do género Spirillum)

  • Espiroqueta - em forma acentuada de espiral.

Quanto ao grau de agregação (formação de colônias):

  • Quanto ao grau de agregação (formação de colônias):

  • Apenas os Bacilos e os cocos formam colônias.

  • Diplococo - de forma esférica ou subesférica e agrupadas aos pares (do género Diplococcus)

  • Estreptococos - assemelha-se a um "colar de cocos"

  • Estafilococos - uma forma desorganizada de agrupamento

  • Sarcina - de forma cúbica, formado por 4 ou 8 cocos simetricamente postos.

Os vários tipos de bactérias podem ser prejudiciais ou úteis para o meio ambiente e para os seres vivos;

  • Os vários tipos de bactérias podem ser prejudiciais ou úteis para o meio ambiente e para os seres vivos;

  • O papel das bactérias na saúde, como agentes infecciosos é bem conhecido: o tétano, a febre tifóide, a pneumonia, a sífilis, a cólera e tuberculose são apenas alguns exemplos.

O modo de infecção inclui o contacto direto com material infectado, pelo ar, comida, água e por insetos;

  • O modo de infecção inclui o contacto direto com material infectado, pelo ar, comida, água e por insetos;

  • A maior parte das infecções pode ser tratada com antibióticos e as medidas antissépticas podem evitar muitas infecções bacterianas, por exemplo, fervendo a água antes de tomar, lavar alimentos frescos e as mãos, entre outras;

  • A esterilização dos instrumentos cirúrgicos ou dentários é feita para os livrar de qualquer microorganismos.

No entanto, muitas bactérias são simbiontes do organismo humano e de outros animais como, por exemplo, as que vivem no intestino ajudando na digestão e evitando a proliferação de outros microorganismos;

  • No entanto, muitas bactérias são simbiontes do organismo humano e de outros animais como, por exemplo, as que vivem no intestino ajudando na digestão e evitando a proliferação de outros microorganismos;

  • No solo existem muitos microorganismos que trabalham na transformação dos compostos de nitrogênio em formas que possam ser utilizadas pelas plantas.

Existem ainda várias espécies de bactérias usadas na preparação de comidas ou bebidas fermentadas, incluindo queijos, molho de soja, chucrute, vinagre, vinho e iogurte;

  • Existem ainda várias espécies de bactérias usadas na preparação de comidas ou bebidas fermentadas, incluindo queijos, molho de soja, chucrute, vinagre, vinho e iogurte;

  • Com técnicas da biotecnologia foram já “criadas” bactérias capazes de produzir drogas terapêuticas, como a insulina e para a biodegradação de lixos tóxicos.

Lactobacilos são bactérias que convertem lactose e outros açúcares simples em ácido láctico. Lactobacilos são geralmente benignos -- e até necessários -- ao corpo humano. A produção de ácido láctico faz com que o ambiente fique ácido, o que inibe o crescimento de outras bactérias nocivas. Algumas espécies de lactobacilos são usadas industrialmente na produção de iogurte, chucrute, picles e outros alimentos fermentados.

  • Lactobacilos são bactérias que convertem lactose e outros açúcares simples em ácido láctico. Lactobacilos são geralmente benignos -- e até necessários -- ao corpo humano. A produção de ácido láctico faz com que o ambiente fique ácido, o que inibe o crescimento de outras bactérias nocivas. Algumas espécies de lactobacilos são usadas industrialmente na produção de iogurte, chucrute, picles e outros alimentos fermentados.

Mycobacterium tuberculosis causa a tuberculose, que é uma doença que já matou mais de 1,5 milhão de pessoas no mundo.

  • Mycobacterium tuberculosis causa a tuberculose, que é uma doença que já matou mais de 1,5 milhão de pessoas no mundo.

A Salmonella é a maior responsável pelos casos de infecção alimentar. Esse microorganismo está presente principalmente em ovos.

  • A Salmonella é a maior responsável pelos casos de infecção alimentar. Esse microorganismo está presente principalmente em ovos.

Recolhe-se amostras a partir dos tecidos ou secreções infectadas do doente. Assim, numa enterite usam-se amostras fecais, numa pneumonia expectoração, em orgãos internos biópsia e em muitas amostras de sangue;

  • Recolhe-se amostras a partir dos tecidos ou secreções infectadas do doente. Assim, numa enterite usam-se amostras fecais, numa pneumonia expectoração, em orgãos internos biópsia e em muitas amostras de sangue;

  • As amostras são cultivadas em discos com os nutrientes e fatores necessários ao seu crescimento.

São retiradas colônias bacterianas e espalhadas numa lâmina, onde coloridas (por exemplo com a técnica de Gram ou a técnica de Ziehl-Neelsen);

  • São retiradas colônias bacterianas e espalhadas numa lâmina, onde coloridas (por exemplo com a técnica de Gram ou a técnica de Ziehl-Neelsen);

  • São observadas ao microscópio óptico, e identificadas pela morfologia e coloração;

  • Se persistem dúvidas são usados testes bioquímicos;

  • São efetuados testes de crescimento na presença de antibióticos (teste de sensibilidade aos antibióticos).

Comentários