Tudo sobre Visual Basic

Tudo sobre Visual Basic

(Parte 1 de 7)

Microsoft Visual Basic 65

Introdução

Quando se pensa em Windows, algumas palavras nos vêm à cabeça, tais como: interface gráfica, objetos, ícones, janelas, mouse, botões, etc., e, como o próprio nome diz, janelas. Aliás, uma verdadeira confusão de janelas: maximizadas, restauradas ou minimizadas; pop-up’s, modais ou não-modais; caixas de mensagem ou de diálogo; janelas mães e janelas filhas. Logicamente, então, o ponto de partida para a programação em ambiente Windows só poderia ser uma janela, pois é através dela que o usuário vai interagir com um sistema.

O Microsoft Visual Basic é um pacote para desenvolvimento de aplicações visuais para ambiente Windows baseado na linguagem de programação Basic. É orientado a eventos, o que quer dizer que trata ocorrências que dão início a alguma rotina de trabalho: o programa fica parado até que algo aconteça. Quer dizer também que ele permite o uso de objetos, mas não a sua criação, pois não é uma linguagem orientada a objetos.

Objetos são estruturas que combinam propriedades e métodos. As propriedades são características dos objetos, que podem ser acessadas e/ou alteradas pelo programador tanto em tempo de projeto (quando o projeto está sendo desenvolvido) quanto em tempo de execução (quando o aplicativo está sendo executado). Já os métodos são rotinas internas ao objeto que servem para executar determinadas ações. Para exemplificar, pense em uma bicicleta azul. A cor azul é uma característica da bicicleta, ou uma propriedade dela. Já um método seria o ato de pedalar, que é a rotina necessária para fazer a bicicleta andar.

Para programação em VB, usamos uma versão da linguagem Basic estruturada para a construção de procedimentos e funções que podem estar associados aos eventos dos objetos de sua aplicação. O VB também faz uma verificação automática de sintaxe dos comandos, e possui recursos avançados de compilação e rastreamento de erros.

Iniciando o VB

Clique no botão Iniciar do Windows, depois em Programas, e procure uma opção chamada Microsoft Visual Basic 6.0. Clique nela, e será exibida durante alguns segundos uma tela de apresentação do VB, enquanto o software está sendo carregado. Depois disso, aparecerá uma janela onde você deve indicar o tipo de projeto que deverá ser iniciado:

Microsoft Visual Basic 6

Para iniciar um novo projeto, escolha a opção Standard EXE na aba New. As demais opções dessa aba iniciam outros tipos de projetos, que não serão abordados nesse curso por tratarem-se de programação avançada, como a criação de controles ActiveX;

A aba Existing serve para abrir um projeto já existente;

Finalmente, a aba Recent contém os projetos mais recentemente utilizados, e pode ser usada para abrir um deles de maneira mais rápida que na aba Existing.

A tela do VB

Ao se utilizar o VB, tem-se a impressão que estamos “esculpindo” nossa aplicação diretamente no Windows. Isto se deve ao fato de que ele não possui uma janela que ao ser maximizada ocupe toda a área de trabalho. Na verdade, o VB é constituído apenas por uma barra de títulos, uma barra de menus e uma barra de ferramentas (veja a figura na próxima página). Dessa forma, quando construímos os nossos formulários estamos vendo exatamente como eles aparecerão no Windows. As janelas auxiliares, que podem ser a caixa de ferramentas, a janela de propriedades, a janela imediata, etc., aparecem “flutuando” na área de trabalho do Windows. Os principais componentes da interface do VB são os seguintes:

A janela Projeto (Project)

No VB, sempre que pensamos em uma aplicação, pensamos em um projeto, que é o conjunto dos arquivos que compõem a aplicação. Esses arquivos podem ser formulários ou módulos. Existem outros arquivos que compõem um projeto, tais como controles customizados (Custom Controls), bibliotecas de funções, etc. Entretanto, estes não são parte integrante do arquivo que o VB gera. No VB, cada componente de um projeto está em um arquivo separado, que pode ser visualizado e acessado através da janela Projeto.

Formulários (Forms)

No VB, as janelas são chamadas de formulários. Sempre que se começa a desenvolver uma nova aplicação, o VB nos fornece um formulário vazio como ponto de partida, e atribui a ele o nome provisório de Form1. Podemos inserir diversos tipos de controles neste formulário, controles estes que estão representados por botões na caixa de ferramentas.

A caixa de ferramentas (Toolbox)

Procure na figura a caixa de ferramentas do VB. Ela geralmente está à esquerda do formulário, e contém os botões correspondentes aos controles que podem ser adicionados a ele.

Controles

Os controles são arquivos com extensão OCX e constituem a base da programação visual do VB, além de poderem ser utilizados em qualquer outro aplicativo ou linguagem que aceite objetos com esse padrão. Existem dois tipos básicos de controles: internos ou padronizados e personalizados ou customizados. Basicamente, os controles padronizados fazem parte do “corpo” do VB e são disponibilizados na caixa de ferramentas quando se inicia um novo projeto. Já os customizados podem ou não ser fornecidos junto com o VB, dependendo da versão utilizada, e precisam ser incluídos no projeto pelo programador - quando se inclui um controle customizado em um projeto, aparece um novo botão na caixa de ferramentas. Aliás, qualquer pessoa pode criar um controle OCX (o próprio VB permite isso), existindo inclusive vários deles que são comerciais, desenvolvidos por software-houses especializadas.

A utilização dos dois tipos de controles é rigorosamente a mesma: ambos possuem propriedades e métodos, respondem a eventos, aparecem na caixa de ferramentas, e são manipulados da mesma forma. A diferença é que os customizados não estão disponíveis enquanto não forem explicitamente incorporados à caixa de ferramentas do VB pelo programador. Mas, depois que isso acontece, tudo fica transparente.

A propriedade Name

A propriedade Name determina o nome de um objeto. Todos os objetos dentro de um projeto, incluindo formulários e controles, precisam ter um nome, pois é através desse nome que nos referimos a eles quando estamos escrevendo o código. Quando você inicia o VB, o formulário apresentado recebe o nome genérico de Form1; da mesma maneira, os controles recebem nomes genéricos: Command1, Command2, CommandN

Microsoft Visual Basic 67 para os botões de comando; Text1, Text2, TextN para as caixas de texto, e assim por diante. É recomendável, porém, que os objetos recebam nomes mais descritivos e de fácil memorização e identificação, especialmente aqueles usados com muita freqüência, como caixas de texto e labels. Em casos especiais – barras de botões, timers, barras de status e outros, usados mais raramente – esse cuidado pode ser dispensado.

As janelas do VB

A propriedade Name de um objeto deve sempre iniciar com uma letra, possuir no máximo 40 caracteres, e pode incluir números e o caracter sublinhado “_”, mas não pode incluir espaços nem sinais de pontuação.

Existe uma convenção usada para a nomeação dos objetos, normalmente adotada como regra pelos programadores VB, que determina a adoção de um prefixo de duas ou três letras minúsculas identificando o tipo do objeto, seguido do nome propriamente dito. Por exemplo: se você quiser chamar um formulário de Aviso e usar a convenção, deverá determinar para a propriedade Name o valor frmAviso, pois “frm” é o prefixo que identifica um formulário. O uso regular dessa convenção ajuda na documentação de um projeto, facilitando muito sua manutenção. Veja na tabela a seguir os prefixos convencionais utilizados para a propriedade Name dos objetos mais comuns do VB:

ObjetoPrefixo..............................Exemplo
Formuláriofrm.................................frmMenu
Caixa de Figura (PictureBox)pic....................................picFoto
Legenda (Label)lbl.............................lblResultado
Caixa de Texto (TextBox)txt...................................txtAviso
Moldura (Frame)fra..............................fraConceito
Botão de Comando (CommandButton)cmd.............................cmdApagar
Caixa de Verificação (CheckBox)chk..............................chkNegrito
ObjetoPrefixo..............................Exemplo
Caixa de Combinação (ComboBox)cbo.............................cboCidades
Caixa de Listagem (ListBox)lst................................lstClientes
Barra de Rolagem Horizontal (HScrollBar)hsb..................................hsbIdade
Barra de Rolagem Vertical (VScrollBar)vsb...................................vsbTaxa
Temporizador (Timer)tmr...............................tmrAlarme
Caixa de Listagem de Unidades (DriveListBox)drv............................drvUnidades
Caixa de Listagem de Diretórios (DirListBox)dir................................dirDestino
Caixa de Listagem de Arquivos (FileListBox)fil...............................filArquivos
Forma (Shape)shp...........................shpQuadrado
Linha (Line)lin................................linDivisão
Caixa de Imagem (Image)img.................................imgCarro
Controle de Dados (DataControl)dat................................datBancos
Gridgrd.............................grdConsulta
Menumnu...............................mnuEditar
Banco de Dados (DataBase)db.......................dbContabilidade
Conjunto de Registros (RecordSet)rs................................rsDespesas

Microsoft Visual Basic 69

Lição 1: Primeiros Passos

Nessa lição vamos criar nossa primeira aplicação no VB. Precisaremos seguir os seguintes passos:

1. Criação da interface com o usuário: para isso, você vai usar os controles da caixa de ferramentas, que serão inseridos nos formulários de modo à “desenhar” a interface;

2. Definição das propriedades dos objetos: após a inserção dos controles, você deve definir as propriedades com as quais eles devem ser iniciados quando o programa for executado;

3. Codificação dos eventos: escrever a programação Basic necessária para que o programa responda corretamente aos eventos que vão ocorrer durante sua execução.

Criação da interface com o usuário

Vamos então para a primeira etapa do processo de criação do nosso programa: criar a interface com o usuário. Para isso você vai precisar dos seguintes controles:

Apontador (Pointer): esse não é bem um controle, e sim uma ferramenta usada para inserir, movimentar e/ou dimensionar os diversos objetos de uma aplicação.

Botão de comando (CommandButton): sua função principal é executar comandos quando clicado. É, provavelmente, o controle mais usado em programação visual.

Botão de opção (OptionButton): usado para determinar se uma informação é verdadeira ou falsa, somente um botão pode estar ligado, num dado momento, para cada conjunto desses controles.

Legenda (Label): serve para exibir um texto que não pode ser editado pelo usuário, como uma mensagem ou o rótulo de um campo a ser digitado.

Caixa de figura (PictureBox): permite a exibição de figuras e o agrupamento controles, tais como botões de comando, em formulários do tipo MDI (que serão estudados mais adiante).

Bem, mãos à obra:

1. Inicie o Windows e o VB, se ainda não o fez. Na janela New Project, escolha a opção Standard EXE da aba New: será exibida a tela do VB com um formulário em branco;

2. Insira um botão de comando nesse formulário. Para isso, você pode agir de duas maneiras: dar um click no ícone CommandButtom da caixa de ferramentas e arrastar o mouse sobre o formulário de modo a definir o tamanho desejado para o botão, ou então dar um duplo click no ícone (nesse caso o botão será inserido no centro do formulário com um tamanho padronizado):

3. Usando o mesmo procedimento, insira três botões de opção (OptionButtom) e posicione-os um abaixo do outro do lado esquerdo do formulário, de modo a ficar parecido com o exemplo a seguir:

Microsoft Visual Basic 610

4. Ao lado dos botões, insira três caixas de figura (PictureBox). Desenhe-as como quadrados de aproximadamente 1 centímetro de lado;

5. Insira agora três Labels à direita das caixas de figura, indo até perto da borda direita do formulário. Seu formulário deve estar parecido com esse:

6. No menu File, selecione Save Project. Como é a primeira vez que o projeto será gravado, aparece a caixa de diálogo Save File As, onde devemos informar o nome que será dado ao formulário;

7.Digite “Hello” e selecione Save. Seu formulário foi gravado em um arquivo chamado Hello.FRM;

8. Aparece então a caixa de diálogo Save Project As, onde devemos informar o nome que será dado ao projeto. Digite “Hello” novamente e selecione Save. Seu projeto foi gravado no arquivo Hello.VBP;

Meus parabéns! Você terminou a criação de sua primeira interface com o usuário no VB. Vamos agora passar à segunda fase do nosso programa, que é a definição de propriedades para os objetos do formulário.

Definição das propriedades dos objetos

Antes de começar, verifique se a janela Propriedades (Properties) está aberta. Caso não esteja, você pode abrí-la pressionando F4 ou selecionando a opção Properties do menu View. A definição de propriedades é um processo muito simples, basta seguir os seguintes passos:

1. Dê um click no objeto cujas propriedades você quer mudar (você também pode clicar com o botão direito sobre ele, e escolher a opção Properties do menu de contexto);

2.Clique na propriedade que deseja alterar;

Microsoft Visual Basic 611

3. Digite o novo valor para a propriedade. Algumas propriedades possuem uma caixa de combinação em que você pode indicar sua opção. Outras abrem uma caixa de diálogo, como a propriedade Picture de uma caixa de figura – quando isso acontecer, será indicado por um botão com reticências “...” ao lado do valor da propriedade.

Seguindo os passos acima, altere as propriedades dos objetos do nosso formulário, de acordo com a tabela:

Objeto Nome

(propriedade Name) Outras Propriedades = Valor

FormuláriofrmHelloCaption = Hello, World!

Icon = FACE05.ICO (obs.: os ícones do VB normalmente são encontrados na pasta C:\Arquivos de Programas\Microsoft Visual Studio\Commom\Graphics\Icons, e o arquivo citado está na subpasta Misc)

Botão de opçãooptHappyCaption = I’m Happy! Botão de opçãooptOkCaption = I’m Ok Botão de opçãooptSadCaption = I’m Sad Caixa de figurapicHappyPicture = FACE03.ICO

Visible = False Appearance = 0 – Flat BorderStyle = 0 – None

Caixa de figurapicOkPicture = FACE02.ICO

Visible = False Appearance = 0 – Flat BorderStyle = 0 – None

Caixa de figurapicSadPicture = FACE04.ICO

Visible = False Appearance = 0 – Flat BorderStyle = 0 – None

LabellblHappyCaption = “” (em branco)

Font = Times New Roman, Negrito, tamanho 12

LabellblOkCaption = “”

Font = Times New Roman, Negrito, tamanho 12

LabellblSadCaption = “”

Font = Times New Roman, Negrito, tamanho 12

Botão de comandocmdExitCaption = &Exit

Style = 1 – Graphical Picture = TRFFC14.ICO (procure na subpasta Traffic do diretório de ícones do VB)

Note que usamos o caracter “&” na definição da propriedade Caption do botão cmdExit. Fazemos isso quando queremos habilitar o acionamento de um controle pela tecla ALT. No formulário, o rótulo do botão é “Exit” – com a letra E sublinhada, indicando que podemos acioná-lo através da combinação de teclas ALT+E. Verifique se você fez tudo corretamente, comparando seu formulário com o exemplo abaixo:

Microsoft Visual Basic 612

Bem, vamos conhecer melhor as propriedades que usamos nesses controles, e algumas outras interessantes:

Propriedade Caption

Uma boa tradução para Caption é rótulo: para um formulário, Caption determina o texto que será exibido na barra de título, e também abaixo do ícone do aplicativo, se ele for minimizado. Para um controle, determina o texto exibido dentro ou próximo a ele. Quando um objeto é criado o conteúdo de Caption é igual ao nome padrão atribuído pelo VB ao controle.

Propriedade Picture

A propriedade Picture determina o nome de um arquivo gráfico para ser exibido pelo controle. Como você já viu, podemos escolher o arquivo gráfico desejado em uma janela de diálogo que é aberta quando clicamos no botão com “...” (reticências) exibido por Picture. Os formatos gráficos suportados pelo VB 4 são: ícones (arquivos de extensão ICO), Windows Metafile (extensão WMF – o formato dos cliparts do Word), Bitmap (extensão BMP – o formato dos arquivos criados pelo Paint do Windows), e arquivos JPG e GIF (muito usados em páginas da Internet). No caso do botão de comando, Picture só tem efeito se a propriedade Style for igual a 1 – Graphical.

Propriedade Style

Essa propriedade indica o estilo da aparência do controle. No caso dos botões de comando, os valores possíveis são 0 – Standard e 1 – Graphical. Na prática, a diferença é que, alterando o estilo do CommandButton para Graphical, será permitida a exibição de ícones, enquanto que em Standard somente texto poderá ser exibido por ele. Vários controles possuem a propriedade Style, sendo que os valores possíveis variam de um tipo para outro.

(Parte 1 de 7)

Comentários