Mini-curso MpLab passo-a-passo

Mini-curso MpLab passo-a-passo

(Parte 1 de 5)

USANDO O MpLab 5.0 E SUPERIOR

Introdução e ajustes

O MpLab é um ambiente integrado para o estudo e desenvolvimento com a família PIC de microcontroladores.

Sua principal característica é a total integração de seus módulos com o ambiente Windows, permitindo a fácil cópia de arquivos e trechos de arquivos de um aplicativo para outro.

Para se escrever um programa no

MpLab, precisamos antes assimilar o conceito de “projeto”.

O “Projeto” no MpLab

Entende-se por projeto um conjunto de arquivos e informações que diz ao MpLab qual a situação de um certo trabalho em particular.

Por exemplo, num certo projeto designado EXEMPLO.PJT temos duas janelas abertas: exemplo.asm e exemplo.lst.

Em outro projeto designado

TESTE.PJT temos três janelas abertas: teste.asm, teste.lst. e File Register Window.

Com o gerenciamento de projetos presente no MpLab não precisamos “lembrar” quais as janelas que cada projeto estava usando no momento em que encerramos o trabalho, pois ao carregarmos o projeto desejado todas as informações relativas ao mesmo serão recuperadas.

IMPORTANTE: Ao encerrar seus trabalhos não vá fechando as janelas abertas. Feche apenas o MpLab e na janela “Save Project” selecione Yes, ou caso pretenda apenas encerrar o trabalho atual, selecione no menu “Project > Close Project”, e responda Yes se necessário, para salvar as alterações.

Usando o MpLab pela primeira vez.

Crie uma pasta (diretório) em seu

HD com o nome c:\0pic (com o número 0 antes, a pasta sempre estará no topo dos menus).

Vamos criar um novo projeto, de nome EXEMPLO.PJT, neste diretório. Inicie o MpLab. Sua tela deverá ser parecida com a da figura 1.

Selecionando o processador

Se o processador indicado no rodapé não for o 16F84A, siga a seguinte seqüência nos menus:

Options -> Development Mode, e selecione a ficha “Tools” e teremos a tela da figura 2.

Marque a opção MPLAB-SIM

Simulator e selecione PIC16F84A no menu à direita, deixando sua seleção conforme acima e depois dê um click no botão Apply e em seguida em OK.

Mini-curso MpLab passo-a-passo MpLab 5.0 (e superiores)

VIDAL - Projetos Personalizados w.vidal.com.br

Figura 1 - Tela inicial do MpLab

Sua tela agora deve estar conforme a tela inicial (figura 1).

Ajustando o clock para simulação

Para podermos obter do simulador informações precisas sobre nosso programa quando simulado, devemos informar ao mesmo qual a freqüência de clock com que o chip funcionará. Selecione na linha do menu do MpLab

Options > Development Mode > e selecione a ficha “Clock” e obteremos a janela da figura 3:

- Inicialmente selecione se a freqüência estará em MHz, kHz ou Hz;

- No campo “Desired Frequency” entre com a freqüência desejada, por exemplo, 4 para 4 MHz ( o campo “Actual Frequency” mostra a freqüência atual com que o simulador está calculando os eventos);

- No box “Oscilator Type” selecione modo XT;

- Dê um clique em “OK” e na nova janela apenas responda “OK” novamente.

- Veja no rodapé do MpLab a freqüência sendo reconhecida pelo programa.

Criando um novo fonte para trabalharmos com um projeto

Iniciaremos um novo projeto sempre pela criação de um novo fonte. Execute a seguinte seqüência:

File > New

Um novo fonte de nome

Untitled1 será criado, e o MpLab lhe perguntará se deseja criar um novo projeto.

Responda “NO” para prosseguir na criação do fonte.

Voce obterá a tela da figura 4: Ajuste o tamanho da janela

Untitled1 conforme sua conveniência.

Nesta janela digite o texto conforme a figura 5:

Figura 2 - Seleçªo do processador.

Figura 3 - Ajustando o clock para a simulaçªo. Figura 4 - Janela com o novo fonte ainda sem nome.

Após a digitação (confirme se o seu texto está igual ao acima, sem erros), salve com o nome EXEMPLO.ASM.

Como? Após escrever o programa, selecione nos menus:

File > Save as... e na janela aberta digite o nome exemplo.asm para o fonte E e selecione no drive C a pasta C:\0pic.

Agora dê um click no botão OK e sua tela deverá estar conforme a figura 5, mas com a barra de título do fonte trocada, ao invés de Untiled1, com o nome e caminho completos, c:\0Pic\exemplo.asm.

Criando o projeto

(Parte 1 de 5)

Comentários