Resumo do Livro A Meta

O livro A Meta relata a história de um gerente de fábrica, Alex Rogo, que passava por várias dificuldades na administração desta fábrica.

Alex possuía em sua fábrica, máquinas de última geração e embora precisou demitir várias pessoas, ainda sim possuía mão de obra o suficiente para que o processo produtivo de sua empresa cumprisse os prazos de entrega dos pedidos.Não era o que acontecia.

Uma das dificuldades era que a empresa não apresentava ganhos.Havia estoque de refugos da produção altos, atrasos constantes na entrega dos pedidos o que dava um retorno mínimo para a fábrica de montagens.

Apresentando todas essas dificuldades e sem saber como resolvê-las, Alex é intimado por Bill Peach – Vice Presidente da UNICO – a criar uma solução para que a fábrica se erga e passe a gerar bons resultados em três meses caso contrário esta seria fechada.Alex então começa a se preocupar bastante, pois com o fechamento da fábrica, milhares de pessoas iriam ser demitidas e ao seu ver, por incompetência de sua parte por não saber como administrar esses problemas que havia tendo.

Logo depois de receber o ultimato de Peach, Alex passa a pensar como salvar a fábrica e lembra que em uma viagem que fizera encontrara com seu antigo professor da faculdade de física, Jonah e que lhe havia dito como estava o funcionamento de sua fábrica.Alex então, contando as dificuldades que passava na administração de sua fábrica e falando da alta tecnologia que possuía com seu robôs em sua produção e o quanto eles eram eficientes, foi surpreendido por Jonah com uma pergunta: qual é a meta da sua empresa?, Alex então começou a lhe dar uma série de respostas onde Jonah sempre colocava em questão o fato de ele ter toda a tecnologia e mão de obra especializada e a fábrica não gerar os resultados esperados pelo vice presidente da ÚNICO.Foi aí que Alex começou a perceber que a fábrica que não adiantava tanta eficiência, pois haveria vários outros fatores que comprometeriam o crescimento e desenvolvimento da montadora que só mais tarde ele descobriria.

Depois da conversa que tivera com Jonah no aeroporto, Alex passa a ter várias dúvidas e novamente procura Jonah para esclarece-las.Alex não tinha tempo para resolver todos os problemas, e estava desesperado pois a fábrica não conseguia apresentar resultados e sua vida pessoal, seu casamento estava a beira de acabar, pois ele não tinha tempo para sua família.

No entanto, sabendo que não poderia continuar com toda aquela pressão psicológica em que se encontrava, resolveu reunir sua equipe e expor o que estava acontecendo.Contou do prazo que Peach dera para que fosse solucionado os problemas da empresa senão a fábrica seria desativada e falou também de Jonah, seu professor de física da faculdade, com quem tivera uma conversa sobre os problemas relacionados com a fábrica.

De imediato, sua equipe, formada por Stacey Potazenik que administrava o controle do inventário, Lou que era da contabilidade e Bob que trabalhava na produção com os robôs reuniu-se e foi aí que Alex passou a ter conhecimento do que havia em sua fábrica.A pedido de sua equipe, Alex procurou Jonah novamente.

Neste telefonema, Jonah explica três regras operacionais para gerenciamento de uma empresa: ganho, inventário e despesa operacional.

Ganho: índice pelo qual a empresa ganha dinheiro através das vendas.

Inventário: investimento de dinheiro na compra de coisas que se pretende comprar.

Despesa operacional: dinheiro que a empresa gasta afim de transformar o inventário em ganho.

A empresa não apresentava ganhos, tinha altíssimo inventário e vários empregados tinham um tempo ocioso e a despesa operacional era alta.

Ao voltar a empresa, Alex explica essas três regras para sua equipe que coloca várias restrições quanto a implantação destas na fábrica.Com muito custo e muita conversa, sua equipe passa a entender a necessidade e a aplicação que essas regras teriam na fábrica e que se poderia mudar muitos coisas dentro da empresa e passam a adotá-las comprometendo-se para que essas regras funcionem.

Depois que Jonah explica a Alex essas três regras operacionais, ele e sua equipe começam a traçar a meta da empresa, que era obter ganhos.Mais como?Durante a implantação, surgem várias dúvidas, até mesmo a Alex.

Novamente, Alex procura Jonah e vai até Nova York para sanar as dúvidas que ainda tinha em relação as regras que havia lhe passado.

Durante a conversa, Jonah cita flutuações estatísticas e eventos dependentes dois eventos pelos quais Alex, junto com sua equipe deveriam dar atenção na fábrica com relação aos equipamentos.Só que em um primeiro momento, Alex não sabia como implantar estes eventos em sua fábrica e foi embora com esta dúvida.Jonah, antes de se despedir disse a Alex que não havia um sistema perfeito de produção como ele imaginava:não se pode igualar a demanda com a produtividade.

Foi em um final de semana, que Alex acompanha seu filho em uma excursão, e é aí que ele aplica os conceitos de flutuação estatística e eventos dependentes percebendo que durante o passeio, na fila formada pelos escoteiros, existia jovens com passos diferentes, ou seja, as flutuações estatísticas; e notou que o andar de um jovem dependia do ritmo dos outros: eram eventos dependentes e começou a pensar em como implantar isso na sua empresa.Em um jogo de palitos, elaborado por Alex, ele provou a si mesmo que não havia como se ter um sistema perfeito, como Jonah lhe dissera pois não havia como igualar a demanda com a produtividade pois sempre haveria algum problema que impedisse que isso ocorresse.

No meio da excursão com os garotos, Alex percebera que a fila dispersara muito e que eles não estavam conseguindo alcançar a velocidade de que se precisava para terminar o percurso no tempo determinado.Foi ai que Alex percebeu que precisa mudar a ordem da fila para que a caminhada se tornasse mais rápida.Mais não foi o suficiente.Herbie, um garotinho gordo que fazia parte da excursão fora passado a líder e mesmo assim, não houve grande alteração na velocidade com que a fila andava.Alex, percebendo que o garoto fazia um enorme esforço pediu que os companheiros andassem atrás do Herbie.A fila continuou sem dispersão, mais os garotos diminuíram sua velocidade pois Herbie não conseguia andar mais que já estava andando.Foi então que Alex pediu para que a tropa parasse e foi pedir Herbie sua mochila para que ele a levasse afim de que Herbie pudesse caminhar melhor.Aí foi a surpresa: a mochila de Herbie pesava muito e isso o atrapalhara de caminhar mais rápido.Alex então passa a dividir os pertences de Herbie para toda a turma.Herbie passa então a caminhar mais rápido.

Voltando a fábrica, Alex fala que pode perceber o que Jonah queria dizer em relação as flutuações estatísticas e eventos dependentes e disse que era preciso identificar dentro da fábrica esses problemas que poderiam estar tanto nos operários quanto nas máquinas.Só que havia um problema, como ele poderia identificar isso dentro de sua fábrica?Mais uma vez ele procura a ajuda de Jonah e o explica tudo que acontecera em seu final de semana e que descobrira o significado de flutuações estatísticas e evento dependentes mais que não sabia como aplica-los.Jonah percebendo que Alex apresentava interesse, explicou-lhe como identificar as flutuações estatísticas e evento dependente em sua fábrica lhe explicando o que seria gargalo e não gargalo sendo: os não-gargalos, que não atrasavam o processo de fabricação das peças, e os gargalos que necessitavam de mais tempo para finalizar determinada peça, e por isso deveriam funcionar a todo o momento.

Depois de desligar o telefone, Alex faz a comparação do gargalo com o garoto Herbie da excursão, onde sua equipe começa a entender realmente do que Alex falava.Todos saíram da sala de reuniões para identificar os “HERBIES” (gargalos) no processo da fábrica.

A semana passava e Alex, além dos problemas na fábrica, estava pensativo em relação ao seu casamento, já que sua esposa Julie deixara sua casa e seus filho sem tempo determinado para voltar.Alex se sentia mal por tudo que estava acontecendo e ao mesmo tempo não podia se abater, pois a existência da fábrica dependia da sua capacidade de melhorar os rendimentos desta junto a sua equipe.

Na semana seguinte, a equipe se reúne novamente.Dois gargalos foram encontrados que eram a NCX-10 e o auto forno onde as peças ficavam um tempo maior para serem processadas e acabadas.

O problema da NCX-10 era que, como sendo um gargalo, sua produção não poderia parar em hipótese alguma, pois ela era que ditava o rítimo das demais demandas da produção, ela era um gargalo e determinava a capacidade efetiva da fábrica.Só que havia um problema, os operários, de acordo com o contrato feito com o sindicato, teria que ter a cada 4 horas trabalhadas, 20 a 30 min de descanso e era justamente nesse tempo que a máquina parava, pois não havia operário para operá-la.

Mais um problema apareceu para que Alex pudesse resolver.As peças ficavam estocadas aos montes do lado da NCX-10 porque enquanto ela estava parada, os outros operários e máquinas trabalhavam normalmente gerando acúmulo do material que dependia da NCX-10 para ser acabado e liberado para outro processo.O fluxo deveria ser um pouco menor do que a demanada pois assim não teria como se ter peças estocadas e perder dinheiro.As peças que faltavam na empresa com freqüência, passavam pela NCX-10(gargalo) o que atrasava a entrega dos pedidos e a produção.

Alex não sabia o que fazer, e novamente procurou Jonah que agora foi até sua fábrica para analisar o que havia acontecido.

Chegando na fábrica, Alex e sua equipe acompanham Jonah em uma excursão pela fábrica.Foram direto nos gargalos que encontraram .No caminho Jonah disse que o fato de a empresa possuir gargalos não impede que ela ganhe dinheiro e que muitas fábricas que não os possuem tem excesso de capacidade o que não é muito bom.

A necessidade da fábrica naquele momento era aumentar o ganho e melhorar o fluxo de caixa e para isso Jonah sugeriu que aumentasse a capacidade da fábrica.Mais como fazer isso se não havia dinheiro para comprar mais máquinas?O problema era que os gargalos não estavam mantendo um fluxo suficiente para satisfazer a demanda e ganhar dinheiro.O objetivo então era encontrar capacidade suficiente para que os gargalos se tornem iguais à demanda.Para que isso ocorresse era preciso verificar a qualidade das peças que entravam nos gargalos para que não gerasse refugos como havia acontecendo evitando assim a perda de tempo no processo e a peça que no caso seria de um custo muito alto em grande quantidade como estava tendo.Jonah então sugeriu: certificar de que o tempo do gargalo não está sendo desperdiçado(como disse anteriormente em relação as paradas dos operário), outra coisa era o processamento de peças que já apresentavam defeitos e a terceira era fazer o gargalo trabalhar em peças que não tinha necessidade naquele momento.A equipe de Alex tinha que fazer com que os gargalos trabalhassem apenas no que se precisava para o dia e deveria tirar cargas dos gargalos e passa-las para os não gargalos.

Depois da visita de Jonah, a primeira decisão tomada foi a mudança da inspeção da qualidade (C.Q) para verificar as peças que entram nos gargalos.

Logo depois,para destacar a prioridade das peças, adotou-se cores vermelhas e verdes com numerações em que as vermelhas estariam em todos os materiais que precisam ser processados por um gargalo e eram prioridade.Só que Alex e sua equipe esqueceu que quase todas as peças passavam pelos gargalos e que demandava mais tempo para processa-las em um gargalo, como nos auto fornos, do que num não gargalo.A produção começou a obter resultados mais chegou um tempo em que os gargalos foram sobrecarregados demais e as peças com etiquetas verdes que não tinham maior prioridade, ficavam estocadas esperando pelas peças que passariam pelos gargalos aumentando assim o inventário e atrasando as entregas que viriam por falta de peças.

No decorrer dos dias e acompanhando o processo, Alex e sua equipe descobriram que 20% da carga de peças não precisam de tratamento térmico e isso foi bom, pois iria reduzir a eficiência de algumas operações, mais iria tornar a fábrica mais produtiva.

A fábrica por alguns momentos produzia a todo vapor, tudo estava funcionando, até que estoques de inventários na montagem final das peças estavam sendo acumulados por falta de material que eram processados nos gargalos, pois estavam sobrecarregado demais.

A solução era que teriam que liberar mais material para as peças com etiqueta vermelhas de acordo com a necessidade de cada gargalo e rigorosamente nesse índice de precisão.Isso seria feito da seguinte maneira: à medida que cada lote sair do gargalo, pode-se atualizar as informações e requisitar o material necessário, o de etiquetas vermelhas.

Adotando estas medidas e várias outras, Alex e sua equipe, comprometidos no processo de melhoria, conseguem reduzir o inventário e aumentar os ganhos apesar de inicialmente a eficiência ter tido uma pequena queda salvando a empresa do desativamento e consegue ainda, manter esse processo.

Com o sistema implantado em sua fábrica e com a continuidade de seu trabalho com sua equipe, Alex consegue a promoção de que sempre quis, foi promovido a Diretor da divisão ao qual pertencia sua fábrica e consegue manter seu casamento.

7

Comentários