Fusão de Empresas Aereas

Fusão de Empresas Aereas

(Parte 1 de 2)

Desde que o mundo no século X começou a dar passos firmes para uma economia globalizada, surgiram então formas ou recursos para que fortalecessem empresas e ate mesmo evitassem a falência das mesmas, formas esta como a fusão de empresas. Então definindo fusão de empresas em um conceito simplista, significa que um ou mais indivíduos se unem para atingirem um objetivo que isoladamente seria mais difícil de alcançar, e o que leva algumas empresas a passar por este processo vem a ser alguns fatores como, necessidade de novos mercados e de se defender (evitar a extinção).e uma fusão entre empresas só e possível entre empresas do mesmo ramo e quando se unem na proporção de 50/50.

Empresas que passaram por esse processo têm mais vantagens como, acesso facilitado ao mercado de capitais, onde os recursos são mais estáveis e as taxas de juros mais baixas - aproveitando deste benefício da fusão e empréstimo, o capital aumenta e a empresa pode programar a sua ampliação com equipamentos de última geração, no caso das empresas aeronáuticas (linhas aéreas), a compra será de modernas aeronaves que significa menos gastos, serviços de qualidade, e mais lucros

Providência Para Fazer Fusão de Empresas Correta

1. Saudar ou parcelar débitos fiscais – liquidar passivos trabalhistas, contabilidade em dia.

2.Colocar a empresa em termos impessoais.

3.Começar a olhar empresa fusionada como duas personalidades.

4.Rentabilidade em longo prazo – sabemos que uma fusão não é um fim, mas sim um meio, por isso os resultados de fusão e conclusão de seu processo é de longo prazo.

Diferença Entre Conceitos de Compra e Fusão

Compra, é uma transação comercial onde o controle acionado foi transferido na totalidade, e não cabe aos que venderam nenhum vínculo após a venda.

Fusão, agora se no caso aquela que vende permanecer com um numero de ações razoáveis após a negociação, tende-se então para o lado de uma fusão empresarial.

Normalmente depois de uma fusão perde-se característica das empresas evoluída e cria-se uma terceira empresa totalmente nova, uma vez que, uma absorve as características da outra, mas existem fusões entre duas empresas sem haver incorporações, isto é, após a fusão poderão as duas empresas operar separadamente.

Vínculo Empregatício Após uma Fusão

1.Quanto maior a capacidade de lucro melhor a capacidade de melhorar a remuneração dos funcionários.

2.Após uma fusão a preocupação com a situação dos funcionários é fundamental, por que é necessário um remanejamento do quadro dos mesmos onde muitos sentirão diretamente beneficiados, mas outros prejudicados – deve ser realizado todos procedimentos dentro das leis trabalhistas.

A Primeira Fusão de Empresas Aéreas Ocorrida no Brasil

A primeira fusão ocorreu no ano de 1927 entre uma empresa alemã, que recebeu a concessão de operar com seus aviões, linhas aéreas em território brasileiro conhecida como Condor Syndicat e a Varig (Viação Aérea – Rio Grandense) sendo esta última acabava de ser criada e idealizada por Otto - Ernestr Meyer Labastille, um alemão experiente piloto da primeira guerra mundial pelo exército imperial alemão.

A fusão dessas duas empresas ocorreu da seguinte maneira, a Varig então com seus 550 acionistas e a permissão do decreto do dia 10 de Maio de 1927 de n° 17.832 para estabelecer tráfego em Santa Catarina e todo território do Rio Grande do Sul, podendo chegar a Montevidéu (Uruguai), caso o governo Uruguai assim permitisse.

Então perante a todo esse florescer da nova empresa (VARIG) a

Condor Syndicat entrou com a participação de dois aviões Dornier Wall e dois tripulantes sendo eles Rudolf Cramer Von Clausbruch e Franz Nuelle, para que conseguisse estabelecer empresa VARIG no mercado. Todos esse investimentos da Condor Syndicat corresponderam a 21% das ações da VARIG. Mas a questão é que essa fusão não deu certo por motivos administrativos (falta de pagamento por parte da Varig á Condor Syndicat) e esta se viu a necessidade de abrir mão da fusão que havia feito então retirou-se da VARIG os dois aviões que entraram nas negociações, obrigando-a a tomar novos rumos e meios para que voltasse a operar, assim tornando-se uma das maiores empresas aéreas do Brasil.

Fusão de Empresas Aéreas Brasileiras, Varig e Cruzeiro do sul

A empresa alemã Condor Syndicat, mesmo sendo extinta oficialmente da Alemanha consolidou-se no Brasil em primeiro de dezembro de 1927, sendo esta a data da fundação oficial da empresa brasileira de navegação aérea, Sindicato Condor sendo sua diretoria composta por quatro sócios, três deles alemães – Frittz Hammer, Erman Stolz, Max Suer e um brasileiro o Condo Pereira Carneiro, juntos somavam um capital inicial da empresa de 20 contos de réis.

Com o passar do tempo devido os acontecimentos do mundo com a segunda guerra mundial fez com que todos os presidentes da Condor fossem substituídos por brasileiros que ate então eram de origem alemã, e ate mesmo seu nome foi mudado a fim de apagar qualquer vestígios de sua origem alemã, tornando-se então a ser chamada Serviços Aéreos Cruzeiro do Sul Limitada, que deu-se pelo decreto de número 5.197 de 16 de Janeiro de 1943.

Os motivos para que esse viesse a ocorrer foi que com as operações da Condor a linha Rio de Janeiro á Buenos Aires que ficava no caminho da inteligência dos americanos, que neste momento já estavam participando da segunda guerra mundial, então devido a Condor possuir em Caju – RJ instalações modernas completamente equipadas com sistemas de direção e rádios comunicadores de longo alcance e ser operada por alemães foi logo acusada de suspeita de espionagem marítima. Então o governo americano pressionou o presidente da época Getúlio Vargas e fez com que ele tomasse todas as medidas citadas acima, e também o interesse dos americanos em assumir o espaço aéreo brasileiro e quase todo espaço da América do Sul.

O conhecido Sindicato Condor que passou a denominar Cruzeiro do

Sul por motivos já citados, passou por momentos instáveis economicamente falando e obteve em seu quadro de aeronaves os mais modernos aviões, como, Douglas DC-4, Convair CV 340, Caravelle, Boeing 727-100, e 737-200, já no ano de 1975 a empresa perdeu sua independência passando seu controle acionário para a fundação Ruben Berta que administrava a VARIG, mas não parou apenas nesse desfalque, por que em 1980 a Varig compra de vez a Cruzeiro do Sul que já contava em sua frota o Airbus A-300, que por vez seus equipamentos foram assimilados pela Varig e voando nas cores e marca desta empresa, essa mesma empresa que era proprietária de 21% da Varig quase assumiu o controle acionário quando ainda a Varig começava a aparecer no céu brasileiro e agora sendo comprada pela mesma, se é ironia do destino não sabemos, e fica evidente que o mercado capitalista é cruel e sobrevive nele quem tem a melhor técnica de administração.

Fusão Entre empresas Aéreas Ocean-Air e Avianca

A Ocean-Air foi criada em 1998 como empresa de táxi aéreo para prestar serviços a empresas do setor do petróleo, na Bacia de Campos (RJ). Em 2002, a companhia passou a operar linhas regionais entre os aeroportos de Guarulhos (SP), Santos Dumont (RJ), Macaé (RJ) e Campos (RJ), com aviões Embraer Brasília EMB-120. No mesmo ano, a Ocean-Air recebeu do DAC (Departamento de Aviação Civil) a autorização para operar como empresa de transporte aéreo regular de passageiros, carga e mala postal.

Avianca, a companhia aérea mais antiga da América Latina, criada em 1919, que pertence á Federação Colombiana de Cafeteiros (Federacafé). A fusão dessas duas empresas ocorreu das seguintes formas, o grupo brasileiro Synergy, ao qual a Ocean-Air pertence, atua na indústria petroleira colombiana há dois anos, comprou 75% do capital total e votante da Avianca, transferido pela empresa colombiana Valores Bavaria (50%) e pela Federación de Cafetaleros de Colombia (25%). A Federación permanecerá, porém, como sócia minoritária, detendo 25% do capital, 75% do capital comprado pelo grupo Sinergy ficará nas mãos da empresa aérea Ocean-Air. No entanto Avianca continuará a ser uma empresa colombiana com centro de operações em Bogotá, prosseguirá sua trajetória de quase nove décadas de sucesso e ganhará novo impulso para iniciativas nacionais e internacionais.

Fusão de Empresas Aéreas Entre Gol e Varig

A empresa Gol linhas aéreas surgiu exatamente 10 de agosto de 2000, mas seu primeiro vôo só aconteceu no dia 15 de janeiro de 2001,Com um faro mercadológico aguçado, a Gol identificou a existência de um nicho inexplorado e foi a pioneira a desenvolver e implantar no Brasil o conceito low cost, low fare (baixo custo, baixa tarifa).

Com uma estrutura de custos enxuta, baseada em três pilares que privilegiam a alta tecnologia, padronização da frota e motivação da equipe, a Gol é hoje uma das mais eficientes empresas aéreas do mundo, a mais lucrativa e a que apresenta a maior utilização diária de aeronaves Boeing 737-700 e 737- 800 de última geração e sistema implantado pela empresa possibilitou,a oferecer tarifas mais acessíveis, grande número de assentos por aeronave, aviões modernos que permitem menores custos de manutenção , além de quadro de funcionários enxuto e sistema de vendas de bilhetes que diminui o índice de inadimplência permitiram à empresa anunciar, em julho de 2006, o lucro líquido de R$ 107,6 milhões no segundo trimestre de 2006, no mesmo período, a companhia aérea operou seus vôos com taxa de ocupação de 75,9%.

Outro motivo que fez com o que a Gol crescesse, foi que na época do inicio de suas operações, umas da maiores e mais antiga companhia aérea do Brasil a Varig estava em crise.

A Varig é uma das três principais companhias do setor de transporte aéreo brasileiro, tendo diferentes ofertas de rotas internacionais, atrás da TAM e da Gol Transporte Aéreo. início da Varig remonta a 7 de maio de 1927, durante encontro da Associação Comercial de Porto Alegre. Foi lá que Otto Ernst Meyer, um imigrante alemão, assinou o certificado declarando que a Varig era uma companhia aérea, a primeira companhia aérea do Brasil,sua sede encontra-se na cidade do Rio de Janeiro, mas com dívidas estimadas em mais de 7 bilhões de reais, as dificuldades enfrentadas pela empresa era, supostamente, reflexo do congelamento das tarifas aéreas nas decadas de 80 e 90, complementadas por uma administração muito ineficiente, e pr isso foi adquirida pela GOL- Transporte Aéreo .

O processo de fusão das duas empresas aéreas ocorreu da seguinte maneira, Gol assumiu a Nova Varig, e se transformou numa rival à altura da TAM na luta pela liderança do mercado aeronáutico brasileiro. O empresário "Nenê" Constantino Oliveira (dono da empresa gol) negociou o controle acionário da Nova Varig, com o pagamento de US$ 275 milhões através da entrega de 3% de suas ações e 10% de recursos próprios de seu caixa, o restante, cerca de R$ 100 milhões, correspondem à obrigação de honrar a dívida feita por meio de debêntures pela Nova Varig. Valor total da operação: US$ 320 milhões.

Com essa absorção, a Gol se transformou numa rival à altura da

TAM, ficando com 4,83% do mercado doméstico brasileiro, contra 47,3% da TAM. Mas a importância da compra não reside apenas nos números mais do que uma frota alugada e um quadro de funcionários ainda machucados pelos efeitos da crise, a Gol herdou importantes "slots" e linhas, e, sobretudo o tradicional nome Varig, porque em aviação a tradição tem peso. Nos planos da Gol o nome da Varig será mantido, seu programa de milhagem Smiles conservado e a frota expandida, dos atuais 17 para até 34 jatos Boeing. Os tipos de operação serão também mantidos bem separados, enquanto a Gol conservará o esquema de serviços tipo "low fare" (de baixo custo), a Varig vai esmerar os suas operações para uma clientela mais sofisticada(operações com classes executivas).

Air France

A Air France (Compagnie Nationale Air France), considerada companhia ou linha aérea francesa, é subsidiária da Air France-KLM. Surgiu no ano de 1933, com a fusão de várias empresas aéreas européias, que atuavam na França. Ela fazia várias rotas na França, na Europa e em suas colônias no Norte da África. Algum tempo depois na 2ª Guerra Mundial, a Air France teve uma mudança de vôos para novas cidades como Casablanca, Marrocos.

Depois da 2ª Guerra Mundial a companhia foi nacionalizada pelo governo Francês, tornando-se uma nova empresa chamada Société Nationale Air France. Passa-se o tempo, e com um crescimento considerável a Air France vem se tornar uma das maiores companhias aéreas européias. Em 1976 a Air France utiliza o supersônico Concorde junto com sua semelhante e rival a British Airways, se tornando únicas no feito.

Na década de 90 (1994), surgi o Grupo Air France. Isto aconteceu pelo fato de todas as companhias do estado Francês, Air Chater, Air France, Air Inter e UTA, se juntarem formando uma só. Já no ano de 9 uma parte da linha aérea foi privatizada em parte pelo governo Francês. No ano de 2000 acontece uma nova aliança da Air France, como fundadora, com a SkyTeam, que ja era uma união de empresa aéreas. A SkyTeam ainda é uma aliança.

Seguindo no mesmo ano a empresa é “indiretamente” forçada a desabilitar o uso da aeronave comercial mais rápida do mundo, concorde, pelo trágico fato de um acidente de grande porte. A British Airways também para de usar a aeronave, tendo o concorde um “chato” final pelo seu acidente mas também pelo seu alto custo eu outras considerações, que o fez voar pela última vez em 2003, num vôo de Paris e Nova Iorque.

O aeroporto de Charles de Gaulle em Paris, como primeira base para a empresa, era e é como se fosse o de Guarulhos para a TAM no Brasil em questão de vôos internacionais (pelo fato dos países serem muito pequenos e ficarem “colados” um nos outros) e como o de Congonhas em questão de vôos para a distribuição de todo o país(vôos nacionais). Também podemos comparar com aeroporto de congonhas o de Orly (Paris), segunda base, que é muito movimentado, distribuindo vôos principalmente para Lyon, Nice e Bordéus. A Air France tem uma grande malha aérea, em coorporações com outras empresas. Outro muito usado é o aeroporto internacional Saint-Exupéry.

Chegando no ano de 2003, em Setembro, a companhia aérea

Francesa é então fusionada com a Holandesa, KLM (Royal Dutch Airlines). Em maio de 2004 é firmada a grande fusão das gigantes.Nesta “brincadeira” se cria a maior empresa aérea da Europa, mas as duas começaram e continuaram com seus nomes sem mudanças nos mesmos até hoje.

Em detalhe, a Air France tem 71654 funcionários (Janeiro de 2005) com sede em Paris,França. Os principais nomes na empresa são; CEO e Presidente: Jean-Cyril Spinetta, COO: Pierre-Henri Gourgeon e o CFO: Philippe Calavia. Ela dispõe de uma das maiores frotas na Europa em um total de 337 aviões, sendo eles; 18 Airbus A318; 46 Airbus A319; 68 Airbus A320; 15 Airbus A321; 16 Airbus A330-200 ;19 Airbus A340-300; 3 Boeing 747-200; 2 Boeing 747-400; 25 Boeing 7-200; 23 Boeing 7-300; 2 Airbus A380 (encomendados). A sua malha aérea corresponde a 187 destinos. Seu programa de milhagem se chama Flying Blue e o programa VIP, Departures Lounge. A administradora oficial da empresa é a Air France-KLM.

(Parte 1 de 2)

Comentários