Motor monofásico

Motor monofásico

Motor monofásico

É um tipo de motor que possue apenas um conjunto de bobinas e sua alimentação é feita por uma única fase de corrente alternada. Dessa, forma eles absorvem energia elétrica de uma rede monofásica e transformam-na em energia mecânica.

Os motores monofásicos são empregados para cargas que necessitam de motores de pequena potência como, por exemplo, motores para ventiladores, geladeiras, furadeiras portáteis.

Tipos de motores monofásicos

De acordo com o funcionamento, os motores monofásicos podem ser classificados em dois tipos: Motor Universal e Motor de Indução.

Motor universal

Os motores do tipo universal podem funcionar tanto com corrente contínua quanto com corrente alternada, daí a origem de seu nome.

O motor universal é o único motor monofásico cujas bobinas do estator são ligadas eletricamente ao rotor por meio de dois contatos deslizantes (escovas). Esses dois contatos, por sua vez, ligam em série o estator e o rotor.

É possível inverter o sentido do movimento de rotação desse tipo de motor, invertendo apenas as ligações das escovas, ou seja, a bobina ligada a escova deverá ser ligada à outra escova e vice-versa.

Os motores universais apresentam conjugado de partida elevado e tendência a disparar, mas permitem variar a velocidade quando o valor de tensão de alimentação varia. Sua potência não ultrapassa a 500W ou 0,75cv e permite velocidades de 1.500 a 15.000 rpm.

Esse tipo de motor é o motor mais empregado e está presente em máquinas de costura, liquidificadores, enceradeiras e outros eletrodomésticos, e também em máquinas portáteis, como furadeira, lixadeira e serras.

Funcionamento

A construção e o princípio de funcionamento do motor universal são iguais ao do motor em serie de corrente contínua.

Quando o motor universal é alimentado por corrente alternada, a variação do sentido da corrente provoca variação no campo, tanto do rotor quanto do estator. Dessa forma, o conjugado continua a girar no mesmo sentido inicial, não havendo inversão do sentido de rotação.

Motor de Indução

Os motores monofásicos de indução possuem um único enrolamento no estator. Esse enrolamento gera um campo magnético que se alterna juntamente com as alternâncias da corrente. Nesse caso, o movimento provocado não é rotativo.

Funcionamento

O rotor possui um bobinamento tipo gaiola de esquilo, representado por condutores duplos, pois é percorrido por duas correntes que podem ser consideradas independentes.

Na realidade, tanto os condutores mais de fora como os mais de dentro, têm igual comportamento e a corrente final é a associação das duas correntes supostamente separadas.

Para simplificar, supõe-se que o enrolamento do rotor tenha o mesmo número de espiras do enrolamento do estator.

Quando se aplica uma f.e.m. E1 monofásica, ao estator, origina-se  uma corrente  magnetizante que provoca o nascimento de um fluxo de transformador que “abraça” os bobinamentos do estator  e do rotor.

Estes dois bobinamentos  atuam como o primário  e o secundário de um transformador e, como o bobinamento secundário está fechado em curto-circuito, circula uma corrente de forte intensidade, porém, sem produzir um binário motor capaz de por a máquina a girar em qualquer sentido.

No motor de indução monofásico, por conseguinte, à velocidade de sincronismo, há um campo girante de valor invariável que se move à velocidade síncrona tal como no motor polifásico..

O campo gerado no rotor é de polaridade oposta a do estator. Assim, a oposição dos campos exerce um conjugado na parte superior e inferior do rotor, o que tenderia gira-lo 180° de sua posição original. Como o conjugado é igual em ambas as direções, pois as forças são exercidas pelo centro do rotor e em seguida contrários, o rotor continua parado.

Comentários