Sistemas de produção de camarão

Sistemas de produção de camarão

Arq. Ciên. Mar, Fortaleza, 2007, 40(2): 42 - 46 42

Arquivos de Ciências do MarAVALIAÇÃO DO PONTO DE EQUILÍBRIO E LUCRATIVIDADE APLICADOS A SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE CAMARÃO

Evaluation of the balance point and profitability applied to marine shrimp production systems in Ceará State, Brazil

David Araújo Borges1, Márcio Alves Bezerra2, Manuel Antonio de Andrade Furtado-Neto3

1 Engenheiro de Pesca, Mestre em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca e Professor Substituto do Departamento de Engenharia de Pesca – UFC. E-mail: davidaraujoborges@hotmail.com 2 Engenheiro de Pesca, Mestre em Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca da Universidade Federal do Ceará – UFC. E-mail: mab. aquicultura@oi.com.br 3 Professor Adjunto do Departamento de Engenharia de Pesca da Universidade Federal do Ceará (UFC), e Pesquisador do Instituto de Ciências do Mar (LABOMAR). Avenida da Abolição 3207, Meireles, 60.165-081, Fortaleza, Ceará. E-mail: mfurtado99@yahoo.com

Resumo

As exportações de camarão cultivado revolucionaram os índices da balança comercial brasileira de pescado, que passou a apresentar superávit a partir de 2001, com a consolidação do camarão cultivado brasileiro nos principais mercados mundiais. Com uma série de alterações ocorridas tanto em nível nacional quanto mundial, o cultivo de camarões no Brasil teve nos últimos três anos uma significativa queda em seus níveis de produção e lucratividade. Para continuarem competitivos os produtores necessitaram rever suas estratégias de planejamento e gestão dos custos de produção. A metodologia básica consistiu da estimação dos pontos de nivelamento e lucratividade através do tamanho mínimo de despesca para se obter lucro em sistemas de produção de camarões marinhos. O objetivo era demonstrar nas atuais situações de mercado quais seriam as melhores oportunidades de planejamento de produção para aumentar a lucratividade e as vantagens competitivas das unidades produtoras de camarão no Estado do Ceará. As unidades produtoras analisadas alcançariam o ponto de nivelamento com o peso mínimo de despesca de 9,56 g, e melhor lucratividade a partir de uma densidade média de 35 camarões/m². Recomenda-se a execução de estudos adicionais abordando a estabilidade econômica de futuros projetos de carcinicultura frente a fatores exógenos como preços de produto, insumos e taxas de juros, com vistas a disponibilizar informações ligadas às questões de planejamento e administração de sistemas de cultivo.

Palavras-chaves: carcinicultura, sistemas de produção, ponto de equilíbrio, lucratividade.

AbstRAct

Shrimp exports in Brazil made a revolution on seafood Brazilian trade balance. Since 2001, this balance showed a superavit due the consolidation of cultivated Brazilian shrimp sales in the main world markets, such as United States and Europe. However, in the last three years, this culture has dropping its production because of trade modifications in Brazil and worldwide. In order to review their strategies, shrimp producers had better planning and managing their production costs. One of the ways to analyze production costs was through the balance point and profitability. The main goal of this study was to apply the concept of balance point to marine shrimps systems of production in Ceará State, Brazil, and trying to demonstrate, in the current market situations, which would be the best chances of planning production and increasing the profitability and competitive advantages of shrimp producing units. The results have suggested that the shrimp farming units analyzed would have better profitability, if production planning would be based on intermediate shrimp densities (35 shrimps/m²) and minimum harvest weight of 9.56 g. Studies on economic stability of future shrimp farming projects in Brazil should approach such exogenous factors as selling prices, inputs and interest rates, with the aim of making available information on planning and management issues.

Arq. Ciên. Mar, Fortaleza, 2007, 40(2): 42 - 46 43

Numa visão globalizada da produção de camarões marinhos em cativeiro, foi evidenciado que após uma série de acontecimentos nas décadas de 70, 80 e 90, tais como, a propagação de novas técnicas de cultivo e a crescente demanda do produto no mercado mundial, a indústria do camarão cultivado se modernizou e estabeleceu-se em mais de 50 países (Moles & Bunge, 2002). A indústria atingiu um crescimento de mais de 20% nos últimos cinco anos da década de 80, mas sofreu uma redução de cerca de 10% nos seis primeiros anos da década de 90, devido principalmente a enfermidades virais (Boscardin, 2003).

A valorização da moeda corrente brasileira em relação ao dólar (Moura et al., 2006) e a incidência de doenças virais como o IMNV (Vírus da Mionecrose Infecciosa) (Lightner et al., 2004) têm colaborado para a significativa queda nos níveis de produção e lucratividade da carcinicultura no Brasil.

Levantamento de dados Para o estudo foram analisados nove diferentes sistemas de produção, com densidades de estocagem de vinte e cinco, trinta e cinco e cinqüenta camarões

No estudo em questão foram utilizados os dados referentes aos resultados de cultivos (índices zootécnicos: crescimento semanal, sobrevivência e fator de conversão alimentar) de nove empreendimentos de porte médio (30 ha). Tais empreendimentos estão localizados em regiões que sofrem influência tanto de águas salgadas quanto oligohalinas.

Custos de produção Dentre os itens do custo de produção foram avaliados:

Componente Unidade

Quanti-dade Valor unitário(R$/ha/dia)

Valor total (R$/ha/dia)

Impostos ITR taxa 0,5%

Tabela I – Itens de custo fixo envolvidos na produção de camarão em fazendas de cultivo.

Arq. Ciên. Mar, Fortaleza, 2007, 40(2): 42 - 46 4

• Custos Variáveis - foram considerados os custos referentes ao ciclo de produção como pós-larvas (R$ 5,25/milheiro), ração (inicial R$ 2,10/kg; final – até 35cam/m² - R$ 1,35/kg; final – acima de 35 cam/m² - 1,50/kg), custo de oportunidade, fertilizantes, mão-de-obra para despesca. Para o cálculo do custo de oportunidade considerou-se uma parcela de reinvestimento fixa de 1/12 do valor do custo total operacional a uma taxa de juros compostos de 0,67% ao mês durante o período de 12 meses.

Para o cálculo da receita, foram considerados os preços praticados pelo mercado interno, no primeiro semestre de 2007, que ficam na ordem de R$ 0,50/g, ou seja, o preço de 1 kg de camarão despescado com 9 g será de R$ 4,50.

Ponto de equilíbrio Existem inúmeros e diversificados métodos relativos à avaliação da viabilidade econômica de um investimento agrícola. Entretanto, não existe um critério unanimemente aceito pelos consultores econômicos, órgãos e instituições de financiamento, comunidade acadêmica e os empresários.

Densidade (cam/m2)

Peso médio(g) Crescimento(g/sem) Sobrevivência(%) FCA

Apesar da elevação dos custos com o aumento da densidade de estocagem, pode-se verificar que densidade de 35 camarões/m² determinou um melhor índice de lucratividade em relação aos outros

Arq. Ciên. Mar, Fortaleza, 2007, 40(2): 42 - 46 45 tratamentos. Uma das explicações pode estar relacionada com uma maior eficiência da unidade produtiva. No entanto, Souza Júnior (2003) constatou que 50% dos produtores avaliados no Estado do Ceará não mostravam eficiência econômica, ou seja, a condução do processo produtivo com o mínimo de custos e o máximo de lucro não era evidente nos empreendimentos.

Resultados diferentes foram encontrados por

Utilizando como método de avaliação econômica o ponto de equilibrio ou nivelamento, Campos & Campos (2006) demonstraram viabilidade para produtores de camarão em águas oligohalinas e relacionaram os piores resultados econômicos nos empreendimentos com menos planejamento de produção.

Arq. Ciên. Mar, Fortaleza, 2007, 40(2): 42 - 46 46

Bezerra, M.A.; Rabelo, N.M.; Silva, L.A.C. Análise de investimento em carcinicultura em águas oligohalinas no Estado Ceará: um estudo de caso, in Anais do XIII Congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca, v.1, Porto Alegre, 2003.

Bezerra, M.A.; Silva, L.A.C. Análise da viabilidade econômica e financeira em carcinicultura marinha no estado do Ceará: um estudo de caso, in Anais do XII Congresso Brasileiro de Engenharia de Pesca, Foz do Iguaçu, 2001.

Boscardin, N.R.B. Aqüicultura: uma visão geral sobre a produção de organismos aquáticos no Brasil e no mundo. Grupo Integrado de Aqüicultura e Estudos Ambientais, 128 p., Curitiba, 2003.

FAO. The state of world’s fisheries and aquaculture - 2006. FAO Information Division, Rome, 2007.

Laponni, J.C. Projetos de investimento: construção e avaliação de fluxo de caixa: modelos em Excel. Laponni Treinamento e Editora, São Paulo, 2000.

Lightner, D.V.; Pantoja, C.R.; Poulos, B.T.; Tang, K.F.J.; Redman, R.M.; Andréas, T. & Bonami, J.R. Infectious myonecrosis (IMN): a new virus of Litopennaeus vannamei. World Aquaculture, Book of Abstracts, Baton Rouge, 2004.

Martins, E. Contabilidade de custos. Atlas, 7ª edição, São Paulo, 2000.

Souza Júnior, J.P; Khan, A.S.; Lima, P.V.P.S.; & Madrid, R.M.M. Produção de camarão marinho em cativeiro: uma análise de eficiência técnica, alocativa e de custos. Rev. Econ. Apl., São Paulo, v.9, n.2, p.205- 224, 2005.

Comentários