Energia elétrica

Energia elétrica

Impactos ambientais das usinas hidrelétricas

Os impactos ambientais das usinas hidrelétricas é motivo de polêmicanas discussões atuais sobre desenvolvimento sustentável. Como praticamente qualquer atividade econômica, as hidrelétricas causam impactos negativos ao ambiente. Dentro das fontes energéticas atuais, as hidrelétricas são consideradas fontes de energia renovável, ao contrário das fontes energéticas à base de combustíveis fósseis, por exemplo.

Os primeiros impactos ambientais acontecem durante a construção das hidrelétricas. Para que a usina funcione é necessário um reservatório. Sua construção acaba afetando consideravelmente a fauna e flora local. De uma hora para outra, a floresta vira lago. Essa mudança, se não for bem orientada, pode acabar com a flora local. Além do corte das árvores, muitas espécies acabam submersas e, conseqüentemente, morrem, criando uma espécie de limbo. Essa flora, em alguns casos,  chega a atrapalhar o próprio funcionamento das turbinas no primeiro momento, obrigando as limpezas sistemáticas das turbinas.

Muitas espécies animais acabam fugindo do seu habitat natural durante a inundação. No caso da construção da hidrelétrica de Tucuruí, no Pará, um exemplo de má administração das questões ambientais na construção, cientistas relatam a fuga em massa de macacos, aves e outras espécies durante os dois meses que durou a inundação do lago de 2.430 km2. A estimativa é que apenas 1% das espécies sobreviveu em Tucuruí. Obviamente, a mitigação desse problema pode ser feita com o remanejamento antecipado das espécies, mesmo assim, algumas espécies correm o risco de não se adaptarem ao novo habitat.

Já as espécies aquáticas sofrem um impacto ainda maior. Como a hidrelétrica é composta de uma barragem, o fluxo natural dos peixes acabam sendo interrompido drasticamente. A conseqüência é a proliferação de determinadas espécies em relação a outras. Há também espécies que normalmente sobem o leito do rio no sentido contrário da correnteza para depositar suas ovas no período chamado de piracema. Para tentar amenizar o problema são construídas escadas nas barragens para que os peixes migratórios possam circular. A concepção de degraus é para evitar que algumas espécies morram de exaustão ao tentar repetir o seu fluxo natural de migração.

Soma-se a esse impacto, a eutrofização das águas, que é o excesso de nutrientes, aumenta a proliferação de microorganismos causa comum de poluição de águas, podendo causar também conseqüências para o homem, como, por exemplo, epidemias. Outro problema é a  mudança climática que os lagos podem causar. Afinal, como já foi dito, aonde havia floresta agora há um lago, o que pode elevar a temperatura ambiente e mudar o ciclo de chuvas.

Gases do efeito estufaEsta é a parte mais polêmica e ainda inconclusa sobre os impactos ambientais de uma usina hidrelétrica. Durante suas construções e funcionamento, as usinas hidrelétricas emitem gás carbônico (CO2) e metano (CH4), dois dos principais causadores do aumento do efeito estufa.

Hidrelétricas

Quando chove nas colinas e montanhas a água concentra-se em rios correntes que se deslocam para o mar. O movimento ou a queda da água contém energia cinética que pode ser aproveitada como fonte de energia. Durante centenas de anos o movimento da água foi usado nos moinhos. A passagem da água fazia mover lemes de madeira que estão ligados a uma mó (pedra granítica redonda muito pesada). Essa roda e mói o milho transformando-o em farinha. Atualmente a corrente da água é usada para produzir energia elétrica. Hidro significa água. Energia hidroelétrica é a eletricidade produzida através do movimento da água. Chamam-se hidroelétricas ou hidrelétricas por que são constituídas de duas partes, uma hidráulica onde se armazena água para os períodos de estiagem (períodos sem chuva) e outra elétrica onde se produz a eletricidade. A energia hidroelétrica usa a energia cinética da água para produzir eletricidade. A energia primária da água é a energia potencial gravitacional, que antes de se tornar energia elétrica, deve ser convertida em energia cinética de rotação. Quem realiza todo esse processo de conversão é a usina hidrelétrica, que é um conjunto de obras e equipamentos cuja finalidade é a geração de energia elétrica.

O potencial hidráulico é proporcionado pela vazão hidráulica e pela concentração dos desníveis existentes ao longo do curso de um rio. Isto pode se dar:

  • De forma natural, quando o desnível está concentrado numa cachoeira;

  • Através de uma barragem, quando pequenos desníveis são concentrados na altura da barragem;

  • Através de desvio do rio de seu leito natural, concentrando-se os pequenos desníveis nesse desvio.

A idéia básica da usina hidrelétrica é utilizar o movimento da água para girar uma turbina e gerar energia.

As partes principais de uma usina hidrelétrica são:

  • A barragem ou reservatório, que tem por função barrar o fluxo da água do rio, represando-a;

  • As comportas e o vertedouro, que controlam o nível de água da represa, evitando transbordamentos;

  • E a casa de máquinas ou casa de força, onde estão instalados os geradores acoplados às turbinas;

  • Sistema de restituição de água ao leito natural do rio que devolve a água ao rio.

Normalmente constroem-se diques que param o curso da água acumulando-a num reservatório a que se chama barragem. Noutros casos, existem diques que não param o curso natural da água, mas obriga-a a passar pela turbina Quando se abrem as comportas da barragem, a água presa passa gerador, de forma a produzir eletricidade pelas lâminas da turbina fazendo-a girar que, por estar ao eixo o faz com que este entre em movimento, gerando a eletricidade. A eletricidade produzida nas usinas é transmitida pelos fios até as grandes cidades. É essa mesma eletricidade que acende os postes de luz e passeia escondida pelos fios nas ruas

Resumindo...

  • A Energia Elétrica é produzida por um Gerador, na Casa de Força;

  • O Gerador possui um eixo que é movido por uma Turbina;

  • A Turbina é movida por um Jato de Água. Depois do uso, a água continua o seu percurso rio abaixo;

  • A água fica armazenada em um Reservatório para ser usada nos períodos de estiagem. Quando o reservatório já está cheio, o excesso de água é jogado fora através do vertedouro.

Aspectos

Positivos

Negativos

A maior vantagem das usinas hidrelétricas é a transformação limpa do recurso energético natural. Não há resíduos poluentes;

Impactos às populações indígenas e populações tradicionais, que terão suas terras inundadas;

Há baixo custo da geração de energia;

O alagamento gerará destruição da fauna e da flora;

Além da geração de energia elétrica, o aproveitamento hidrelétrico proporciona outros usos tais como a irrigação, navegação e amortecimento de cheias;

Abaixo da barragem, vai passar apenas um fio de água. A parte seca poderá se tornar um deserto;

Crescimento do turismo na região;

Aumento da erosão e perda de terras férteis;

A água é um recurso renovável.

Mudanças no clima local.

Produção de energia elétrica no Brasil

O Brasil está entre os cinco maiores produtores de energia hidrelétrica no mundo, devido a grande quantidade de rios, responsável pela maior parte da energia consumida no Brasil. Atualmente possuímos 158 usinas hidrelétricas, que produzem um total de 74.438.695 kW (maio/2007). Já estão em construção outras nove usinas. Essas usinas hidrelétricas são construídas em locais onde se pode melhor aproveitar as influências e os desníveis dos rios, geralmente estes locais estão distantes dos centros consumidores.

Maior usina hidrelétrica do Brasil: Um dos destaques no Brasil é a Usina Hidrelétrica de Itaipu Binacional (faz parte de dois países: Brasil e Paraguai).

O que é apagão?

Quando o Brasil sofre uma crise energética, o governo propõe, então, que sejam feitos longos cortes forçados de energia elétrica que foram apelidados de “apagão”. Entre as causas do “apagão”, podemos citar a falta de chuvas, de planejamento e de investimentos em geração e distribuição de energia no Brasil.

 

Comentários