O conhecimento, a ciencias e o metodo cientifio

O conhecimento, a ciencias e o metodo cientifio

U niversidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESBCurso teórico e prático de metodologia do trabalho técnico e acadêmico – CMTTADaniela Souza Santos Ederson Silveira Gabriel Santos Silva Jalene Meira Moreira O conhecimento, a ciências e o método científio. Fichamento apresentado ao curso de Metodologia do trabalho técnico e acadêmico ministrado pelo professor Rogério D’Paula, em 28 Março de 2009 Itapetinga- Ba2008

SUMÁRIO

1 . Introdução .............................................................03

2. O conhecimento ......................................................04

3. A ciência e suas características ..............................07

4. O método Científico e suas aplicações ....................12

5. Conclusão ...............................................................14

7 . Referências .............................................................15

IntroduçãoO fichamento em questão apresenta os estágios do conhecimento, as características da ciência e mostra a importância dos métodos científicos tendo como meta esclarecer os questionamentos a cerca dos processos que suscitam do desenvolvimento do pensamento lógico cientifico tendo como finalidade aprimorar e distinguir as áreas e métodos do saber. Durante a leitura dos textos, duvidas sobre, como diferenciar os vários tipos de conhecimento, de que maneira caracteriza a ciência, e de qual forma podemos aplicar os métodos científicos, estes questionamentos poderão ser respondidas no decorrer deste fichamento.

Palavras-chave: metodologia, filosofia, aprendizado, estudo, ciências, conhecimento.

LEAL, Victor Aprendendo a Aprender: Introdução a metodologia científica. 3ª ed. Rio de Janeiro: Cap. 2 O conhecimento, p 16 – 22. 2002.

O conhecimento

1.0 introdução

Conhecimento é tudo que adquirimos e absorvemos pelas maneiras de aprendizagem, estes podem ser adquiridos ao decorrer da vida ou através de estudos específicos.

1.2 Ciências são pensamentos exatos que procuram por meio dos conhecimentos específicos explicarem, provar e compreender a realidade através dos fatos. Sendo assim suas descobertas perecíveis ao tempo em que se relata, o que a faz ser atualizada a cada nova pesquisa.

1.3 Para entender o conhecimento precisamos saber diferenciá-los. Os principais são divididos em: conhecimento vulgar, o conhecimento cientifico, o conhecimento filosófico e o conhecimento teológico. Estes levam o homem a esta defronte com sua realidade através de mitos,fé, pensamentos filosóficos e científicos.

2.0 Conhecimento vulgar

É o conhecimento popular passado através das pessoas, frutos do dia-dia, não precisa da ciência para dizer o que é verdadeiro ou não para determinado grupo que a toma com verdade. Não se deve menosprezá-lo, pois pode ser base para o conhecimento cientifico.

3.0 Conhecimento cientifico

Este tem como finalidade estudar a realidade de maneira exata, assim difundindo o conhecimento sobre determinado assunto ou espécie, se tornando lei universal ate que novas descobertas por meios científicos prove o contrário.

4.0 Conhecimento filosófico

Como a ciência não sacia todos os anseios do homem em relação ao universo já que todos os fatos e perguntas tem que ser provados, o homem busca respostas na filosofia que o leva a fazer meditações sobre os fatos gerais do principio de sua existência.

5.0 Conhecimento teológico

Provem da fé humana tendo um ou mais deus para reverenciar. Em meio aos cultos as divindades revelam imagem misteriosas que são passadas por pessoas “iluminadas” através da escrita ou oralmente no decorrer da historia, se tornando um verdade satisfatória baseada pela fé proveniente de uma divindade.

6.0 Conhecimento e verdade

6.1 O ser precede o conhecimento que temos dele, os objetos existem independentemente de nós saber sua existência.

6.2 As sensações dão-nos a imagem do universo realOs objetos podem atuar de forma direta ou indiretamente nos nossos sentidos, que levam ao nosso cérebro a informação necessária para obtermos a imagem precisa do determinado objeto.

6.3 O conhecimento racional objetivo não dispensa o conhecimento sensível, tomando a ciência como base a filosofia procura o conhecimento objetivo através de reflexões o que a difere do cientifico que é exato já o filosófico é abstrato.

6.4 A verdade é a realidade: fala sobre as deturpações que ocorre com a percepção, concluindo que a verdade confunde conceitos subjetivos com a realidade, criando conhecimentos duvidosos.

6.5 A negação da verdade objetiva é incompatível com a ciência que busca saber toda verdade material do universo, sem essa verdade ela seria inútil.

LEAL, Victor Aprendendo a Aprender: Introdução a metodologia científica. 3ª ed. Rio de Janeiro: Cap. 3 A ciência e suas características p 23 – 31. 2002.

A ciência e suas características

1.0 Introdução

A ciência se da pela busca da realidade dos fatos, sob critérios racionais, metodológicos, sistemáticos e verificáveis.

2.0 Racionalidade e objetividade

A ciência tem que apresentar duas características básicas, racionalidade e objetividade. O conhecimento científico racional é a construção de idéias de acordo com um conjunto te normas lógicas, para se produzir novos conhecimentos.

3.0 Conhecimento científico atém-se aos fatos

A ciência mostra a realidade usando a investigação, preservando os fatos, em alguns casos e preciso manipular os acontecimentos para obter resultados significativos. No entanto, tal intervenção assume critérios cautelosos para não criar conhecimentos duvidosos.

4.0 O conhecimento cientifico transcende os fatos

O conhecimento científico sintetiza os fatos para esclarece - los, obtendo pontos comuns entre eles, tendo como objetivo formular leis.

5.0 O conhecimento científico analítico

A analise como instrumento fundamental para o estudo, serve para obter respostas precisas do que está sendo investigado pela ciência.

6.0 O conhecimento científico requer exatidão e clareza

É necessário que o conhecimento científico seja exato, transparente e apto a averiguação em qualquer tempo, com informações precisas e objetivas, evitando erros. Caso eles ocorram à ciência possui meios de corrigi-los e reaproveitá-los, estabelecendo exatidão.

7.0 O conhecimento científico é comunicável

É imprescindível que o conhecimento científico seja divulgado fielmente e detalhadamente, proporcionando a comprovação dos fatos. Com ressalva aalguns casos que o sigilo é mantido por questão de segurança nacional, porém o conhecimento tem que ser compartilhado para que a ciência avance.

8.0 O conhecimento científico é verificável

É caráter fundamental de o conhecimento científico ser submetido a comprovações. A ciência busca aprender com experimentações, mas nem com todos os casos são possíveis como a Astronomia.

9.0 O conhecimento científico depende de investigação metódica

A investigação cientifica é resultado de planejamento e constatações, hipóteses já pesquisadas e comprovações. Ela segue etapas, métodos já estabelecidos, meios estes que podem ser aproveitados. Assim as ciências podem ser reconhecidas tanto pelo objeto de investigação quanto pelos métodos peculiares para investigá-las.

10.0 O conhecimento científico e sistemático

A ciência se compõe de idéias ligadas, sistema formado pelo conjunto de pensamentos que dão origem a uma teoria, considerando esta interação, percebe que, caso um fundamento básico for modificado a teoria modifica também.

11.0 O conhecimento científico busca aplicar leis

A busca e aplicação de leis e feita pela ciência, em que o conhecimento científico observa a realidade formulando regras universais.

12.0 O conhecimento científico é explicativo

Com as leis, a ciência esclarece a realidade, mas não há uma preocupação com os detalhes e sim em buscar as causas, as relações internas e o relacionamento com próximo. A função e concentrar as causas dos fatos.

13.0 O conhecimento científico pode fazer predições

13.1 Conhecimento científico indica o lógico, baseado em seus dados, pode mostrar o que ocorrerá no tempo futuro.

13.2 Pode haver falhas nas comunicações com passar do tempo, conseqüentemente o conhecimento passa adquirir problemas, mesmo assim não deixam de ser muito úteis.

14.0 O conhecimento científico é aberto

14.1 O conhecimento científico sempre está e mudanças, acompanhando as evoluções tecnológicas e dos métodos de investigação, idéias antigas podem ser mudadas ou anuladas.

14.2 O conhecimento científico funciona como organismos que a tempos vem se evoluindo e se adaptando as condições encontradas, buscando cada vez mais chances para sobreviver.

15.0 O conhecimento científico é útil

O conhecimento científico é de extrema importância para o domínio da natureza e melhorar a o comportamento da humanidade.

Capitulo III

Formando o habito de estudo

1.0 Introdução

1.1 Diferenças claras entre alunos do Ensino médio, que tem hábitos viciosos e são controlados psicologicamente e os alunos do Ensino Superior que encontram a liberdade individual.

1.2 Importância de adquirir o hábito de estudar precisa haver repetição, disciplina, disposição e determinação pessoal até o novo hábito incorpora-se no comportamento do sujeito.

2.0 Organização

2.1 Tempo: Importante é ter organização com tempo disponível, cronometrando as atividades e aproveitando bastante os momentos de estudo.

2.2 Material: organizar o material de estudo durante o curso, separá-los por ordem como facilidade ou afinidade e importância, formando uma biblioteca pessoal.

2.2.1 Anotar as indicações e os conteúdos dos materiais e fazer uma lista do que será utilizado antes do estudo, isso trará resultados eficientes, economizando tempo.

2.3 Local ou Ambiente: é importante o local ter uma boa iluminação, ser arejado ter silencio, ordem. Estudar precisa de atenção.

3.0 A aula – preparação e revisão

Saber administrar o tempo e saber que há certo período para os alunos entenda o assunto mostrado, sempre deve manter a atenção do ouvinte e recomendá-los a formar uma rotina de estudos para não acumular informações em um curto período de tempo.

3.1 Leitura prévia

Leitura antecipada do assunto facilita o desenrolar do trabalho na sala, melhorando a qualidade do aprendizado e segura a atenção.

3.2 A aula

É fundamental, para que as aulas sejam aproveitadas, uma preparação antecipada do que será passado.

3.2.1 Influenciar o aluno a ter idéias próprias e criativas.

3.3 Revisão

É uma reconstrução mental e deve ser feita períodos antes das avaliações, utilizando anotações feitas nos cadernos e Fichamentos.

4.0 Estudo em grupo

Uma pratica comum entre universitários, é importante determinar o número de componentes, ideal seria 5, precisa ter uma boa coordenação e o grupo deve assumir as responsabilidade.

LEAL, Victor Aprendendo a Aprender: Introdução a metodologia científica. 3ª ed. Rio de Janeiro: Cap. 4 O método Científico e suas aplicações p 32 – 44, 2002.

O método científico e suas aplicações

1.0 Método Científico

Constitui-se no instrumento utilizado pela Ciência na sondagem da realidade, sendo composto por um conjunto de procedimentos através dos quais os problemas científicos são examinados.

2.0 Procedimento Racional

Aplicável apenas aos fatos que a mente apresenta como verdadeiros, utilizando duas técnicas de raciocínio lógico, a indução e a dedução.

3.0 Procedimento Experimental

Destinado a fatos concretos com o propósito de verificar as hipóteses sugeridas pela observação.

4.0 Técnicas de Observação

Observação científica necessita de metodização, sendo requisitos para a mesma a exatidão e objetividade, a precisão e o método.

5.0 Técnicas de Raciocínio

Essas técnicas consistem na indução( quando o raciocínio vai do particular para o geral) e na dedução(quando o raciocínio parte do geral para o particular).

6.0 Análise e Síntese

São processos complementares em que a análise parte do mais complexo para o menos complexo e a síntese que parte do mais simples para o menos simples.

7.0 Roteiros de Aplicação

São necessários devido à diversidade de problemas tratados pela ciência, sendo expostos como: roteiro de formulação de problema, roteiro de construção de modelo teórico e outros citados.

Conclusão

Através da leitura dos textos fichados conhecemos os estágios do conhecimento, as características da ciência e os métodos científicos utilizados ultimamente. Com estudo desses textos, pode-se desenvolver o pensamento lógico científico, aprimorar os métodos do saber e adquirir opiniões sobre os tipos de conhecimentos existentes, como as caracterizações da ciência e aprender aplicar uma metodologia mais eficiente.

Referências

LEAL, Victor Aprendendo a Aprender: Introdução a metodologia científica. 3ª ed. Rio de Janeiro: Cap. 2 O conhecimento, p 16 – 22. Cap. 3 A ciência e suas características p 23 – 31. Cap. 4 O método Científico e suas aplicações p 32 – 44, 2002.

15

Comentários