Avaliação neuromotora

Avaliação neuromotora

(Parte 1 de 9)

São Luis 2004

AVALIAÇÃO DA APTIDÃO FÍSICA Projeto de elaboração de sistema de informações

Leonardo de Arruda Delgado 2

1 INTRODUÇÃO3
2 AVALIAÇÃO DA FLEXIBILIDADE4
2.1 Métodos utilizados na avaliação da flexibilidade5
2.2 Testes lineares7
2.2.1 Testes de sentar e alcançar de Wells7
2.3 Testes adimensionais10
2.3.1 Flexitestes10
2.4 Testes angulares21
3 AVALIAÇÃO DA FORÇA MUSCULAR2
3.1 Teste de avaliação da força máxima23
3.1.1 Testes dinâmicos23
3.1.2 Testes estáticos27
3.2 Teste de avaliação da força explosiva3
3.2.1 Testes de potência para subida de escadas34
3.2.2 Teste de impulsão horizontal35
3.2.3 Teste de impulsão vertical sem ajuda das mãos37
3.2.4 Teste de arremesso da bola medicinal com ambas as mãos40
4 AVALIAÇÃO DA RESISTÊNCIA MUSCULAR LOCALIZADA42
4.1 Teste de flexão de braços43
4.2 Teste de abdominal4
4.3 Teste de puxada na barra46

AVALIAÇÃO DA APTIDÃO FÍSICA Projeto de elaboração de sistema de informações

Leonardo de Arruda Delgado 3

1 INTRODUÇÃO

Os aspectos neuromotores são essenciais para a saúde e funções fisiológicas. É bem verdade que poucas pessoas morrem por falta de flexibilidade ou força diminuídas. No entanto, muitas pessoas sofrem de problemas lombares crônicos e diminuição da força muscular com o envelhecimento, isto associado, é claro à carência de atividade física (POLLOCK, 1986), tornando-se visível a importância de exercícios regulares para manutenção do aspecto neuromuscular, ou seja, flexibilidade, força e resistência muscular localizada.

AVALIAÇÃO DA APTIDÃO FÍSICA Projeto de elaboração de sistema de informações

Leonardo de Arruda Delgado 4

2 AVALIAÇÃO DA FLEXIBILIDADE

De acordo com FARINATTI & MONTEIRO (2000, p.236) esta qualidade física que pode ser definida como a amplitude de movimento em determinada articulação, apresenta relevante papel para obtenção de níveis satisfatórios de saúde e aptidão física. Esta qualidade física pode ter implicações na reabilitação terapêutica ou profilática de casos diversos como lombalgias, dismenorréias e tensões neuromusculares, bem como na manutenção de níveis de condicionamento necessários à vida cotidiana.

Indivíduos que exibem melhores níveis de flexibilidade são menos suscetíveis a lesões quando submetidos a esforços intensos e geralmente apresentam menor incidência de problemas ósteo-mio-articulares. Em contrapartida, baixos níveis de flexibilidade nas regiões do tronco e quadril estão relacionados a problemas de ordem postural.

Os músculos, tendões, ligamentos e tecidos conectivos tendem a melhorar sua propriedade de elasticidade mediante programas regulares de atividade física que englobam exercícios de alongamento. Isso sugere que os efeitos positivos provenientes de uma boa flexibilidade incidem diretamente na eficiência do aparelho locomotor. Além disso, verificar-se um maior gasto

AVALIAÇÃO DA APTIDÃO FÍSICA Projeto de elaboração de sistema de informações

Leonardo de Arruda Delgado 5 energético quanto menores os níveis de mobilidade articular envolvidos em um determinado movimento.

A flexibilidade é específica para cada articulação e movimento. Este é o pressuposto básico que deve reger os testes que têm por objetivo medir e avaliar esta qualidade física. Ao mencionarmos a avaliação da flexibilidade ligada à Aptidão Física relacionada à saúde, devemos imaginar um teste de fácil Aplicação e execução que envolva um grande grupo de articulações, sabendo ainda que a função muscular normal requer uma extensão de movimento mantida em todas as articulações.

De forma geral, podemos dizer que:

A avaliação da flexibilidade é importante para o exame físico, o qual permite ao professor de Educação Física, ou profissional da saúde, avaliar o nível da capacidade física do indivíduo, as disfunções musculares ou articulares, predisposições a patologias do movimento e os avanços no treinamento ou na recuperação funcional.

(Norkin & White, 1997).

2.1 Métodos utilizados na avaliação da flexibilidade

Segundo ARAÚJO (1987) apud MONTEIRO (2001, p.63), os métodos para quantificar a flexibilidade podem ser determinados em função da unidade de mensuração dos resultados. Neste contexto, o autor descreve três categorias básicas de medida:

AVALIAÇÃO DA APTIDÃO FÍSICA Projeto de elaboração de sistema de informações

Leonardo de Arruda Delgado 6

- Medidas angulares: feita através de aparelhos específicos (goniômetro e hidrogoniômetro), que medem o ângulo do movimento da articulação.

- Medidas lineares: feitas através das medidas da distância de um ponto do corpo em relação à um ponto de referência.

- Medidas admensionais: feita através de testes subjetivos onde a observação do avaliador determinará a medida da flexibilidade do avaliado.

De acordo com POLLOCK (1993,344) provavelmente, os testes de flexibilidade mais precisos de que se dispõe atualmente são aqueles que avaliam a amplitude real de movimento das diversas articulações.

Apesar de ser facilmente obtido com instrumentos como o Flexômetro de Leighton e o eletrogoniômetro, tais aparelhos não são acessíveis na maioria dos centros. Entre as várias formas de medir e avaliar a flexibilidade, procuramos por testes, que tivessem além de sua descrição, critérios de avaliação, e conseqüentemente, apresentaremos neste texto, o teste linear de sentar e alcançar e o teste adimensional flexiteste adaptado do Roberto Pável.

AVALIAÇÃO DA APTIDÃO FÍSICA Projeto de elaboração de sistema de informações

Leonardo de Arruda Delgado 7

2.2 Testes lineares

Os testes lineares são os mais difundidos por prescindirem de instrumentos (FERNANDES 2003, p.205). Caracterizam-se por expressar os resultados em escala de distância, em centímetros ou polegadas, utilizando-se de fitas métricas, réguas ou trenas. Um exemplo clássico e utilizado até hoje é o teste de Sentar e Alcançar, descrito originalmente por Wells e Dillon (1952).

2.2.1 Testes de sentar e alcançar de Wells

- Finalidade: medir o grau de flexibilidade do quadril, dorso e músculos posteriores dos membros inferiores. - População-alvo: seis anos até a idade adulta.

- Porção corporal envolvida: membros inferiores.

- Material necessário: o instrumento de medida é constituído de um aparelho em formato de caixa na dimensão 30,5 x 30,5 x 30,5cm, tendo a parte superior plana uma tabua de madeira fixa a caixa com 56,5 cm de comprimento, na qual é fixada uma escala graduada de 1 em 1cm, sendo que o valor 23 coincide com a linha onde o

AVALIAÇÃO DA APTIDÃO FÍSICA Projeto de elaboração de sistema de informações

Leonardo de Arruda Delgado 8 avaliado acomoda seus pés, e o limite máximo da escala é de 50 cm.

- Protocolo: o avaliado deverá estar descalço e assumir uma posição sentada de frente para o aparelho com os pés embaixo da caixa, joelhos completamente estendidos e com os pés encostados contra a caixa. O avaliador deverá apoiar os joelhos do avaliado na tentativa de assegurar que os mesmos permaneçam estendidos durante o movimento. Os braços deverão estar estendidos sobre a superfície da caixa com as mãos colocadas uma sobre a outra. Para a realização do teste, o avaliado, com as mãos voltadas para baixo e em contato com a caixa, deverá estender-se a frente ao longo da escala de medida procurando alcançar a maior distância possível, realizando o movimento de modo lento e sem solavancos. Devem ser realizadas três tentativas sendo que para cada uma delas a distância deverá ser mantida pôr aproximadamente um segundo, sendo considerado o melhor valor alcançado. (Pollock – 1986)

AVALIAÇÃO DA APTIDÃO FÍSICA Projeto de elaboração de sistema de informações

Leonardo de Arruda Delgado 9

- Resultado: é computada a melhor das três tentativas executadas pelo testando. - Validade: não reportada.

- Fidedignidade: não reportada.

- Precauções: a caixa deve ser colocada em uma superfície plana; deve ser observado se os pés estão totalmente contato com a superfície da caixa; o apoio dado nos joelhos do avaliado não pode prejudicar o seu rendimento; as mãos devem estar juntas com os dedos coincidindo; comparar resultados com as tabelas .

- Critério de avaliação: a seguir, apresentaremos uma tabela de classificação dos valores do teste de flexibilidade para homens e mulheres de diferentes idades de acordo com FERNANDES (1998, p. 61-62)

Tabela 1 Tabela para teste sentar e alcançar

Homens

Idade Excelente Bom Médio Regular Fraco 15 - 19 > 38 34 - 38 29 - 3 24 - 28 < 24

20 - 29 > 39 34 - 39 30 - 3 25 - 29 < 25 30 - 39 > 37 3 - 37 28 - 32 23 - 27 < 25 40 - 49 > 34 29 - 34 24 - 28 18 - 23 < 18 50 - 59 > 34 28 - 34 24 - 27 16 - 23 < 16

Mulheres

(Parte 1 de 9)

Comentários