intubação

intubação

(Parte 1 de 3)

Via Aérea Difícil Via Aérea Difícil

Dr. Antonio Roberto Carraretto, TSA-SBA

Via Via AéreaAéreaDifícil Difícil

DefiniçõesDefinições : :

Não é possível visualizar nenhuma parte das cordas vocais pela laringoscopia convencional.

A intubaçãorequermaisde umatentativa, a trocada lâmina, um adjuntodalaringoscopiadiretaouo usode alternativas. (CAS)

Quando há a necessidade de mais de 3 tentativas, ou duração superior a 10 minutos, para o correto posicionamento do tubo traqueal, utilizando-se de laringoscopia convencional.

Eventos % / Número de Tentativas (2833 pacientes)

≤2 tentativas% > 2 tentativas

Anesth Analg 2004;9:607–13

IntubaçãoIntubação Difícil: Definição ASA Difícil: Definição ASA

A situação clínica na qual um anestesiologista, convencionalmente treinado, experimenta a dificuldade de ventilar sob máscara as vias aéreas superiores, intubar, ou ambos.

Ventilação sob máscara difícil. Laringoscopia difícil.

Intubação traqueal difícil.

Fatores Associados Fatores Associados

Trauma Crânio –Cervical

Corpo estranho nas vias aéreas

Infecção: epiglotite, laringite, pneumonia, bronquite

Avaliação Clínica Avaliação Clínica

Teste de Teste de Mallampati Mallampati

MallampatiMallampati, S.R. , S.R. etetal . al . CanCanAnaesthAnaesthSocSocJ 1985 J 1985 JulJul ;32(4) :429

INTUBAÇÃO DIFÍCIL Lâminas alternativas

Intubação acordado

Guias (trocadores)

Estilete iluminado

Fibroscopia ótica

Intubação retrógrada

Estilete intra-traqueal

Broncoscópio rígido

Acesso invasivo

1. Determinar o motivo

Dificuldade de ventilar Dificuldade de intubar

Dificuldade de cooperação/consentimento

Dificuldade de traqueostomia

2. Suplementar Oxigênio

3. Considerar 3. Considerar

Intubação acordado X Intubação após indução

Técnica não-invasivaXTécnica invasiva Ventilação espontânea X Relaxamento muscular

4. Desenvolver uma estratégia primária e alternativas 4. Desenvolver uma estratégia primária e alternativas

Intubação Acordado

Intubação Não Invasiva Sucesso Falha

CancelarProcedimento Considerar Outras Opções (a)Acesso Invasivo

Via Aérea (b)

Acesso Invasivo Via Aérea (b)

a-Máscara facial, Máscara laríngea

b-Cricotireotomia, Traqueostomiacirúrgica ou percutânea.

Sucesso na Tentativa de ITFalha na Tentativa IT

CONSIDERAR: Chamar AJUDA

Retornar Ventilação Espontânea Acordar o paciente

Ventilação adequada com MF Ventilação NÃO adequada MF

Não EMERGENCIAL Ventila –Não Intuba

(Parte 1 de 3)

Comentários