Analise Determinística de Estabilidade do Talude da Torre 29 LT VC/GM da ELETRONORTE

Analise Determinística de Estabilidade do Talude da Torre 29 LT VC/GM da ELETRONORTE

Analise Determinística de Estabilidade do Talude da Torre 29 LT VC/GM da ELETRONORTE.

Halleylton L. Ribeiro¹, Aline P. Mota¹, João L. C. Sampaio Jr2

¹Graduando(a), Faculdade Ideal, FACI, PA; ²Prof°. Drº. Faculdade Ideal, FACI, PA

1. Objetivo

A condição de talude estável ou instável está atrelada ao Fator de Segurança (FS). Para que um talude posso ser ponderado como estável é preciso que o FS seja maior que 1, caso contrário ele é avaliado como talude instável ou susceptível à ruptura [1]. O presente trabalho tem como objetivo apresentar uma análise de estabilidade de um talude situada na cidade de Barcarena, PA, determinando os fatores de segurança (FS) global para variáveis superfícies de ruptura experimentais do talude.

2. Metodologia de Pesquisa

A pesquisa baseou-se em uma análise determinística fundamentada na análise por equilíbrio limite, mais precisamente nos métodos simplificados de Fellenius e Bishop, que utilizam em suas teorias o método das fatias [2]. Com a intenção de obter uma amostra significativa, foram elaborados 6 prováveis superfície de ruptura experimentais (SRE) (Fig.1), tendo o talude 3m de comprimento e 3m de altura. Para as quatros primeiras SRE foram adotados fatias com 1m de base, enquanto que para as duas ultimas a base possui 1,5m de comprimento.

Figura 1: Exemplo de uma Superfícies de Ruptura Experimentais Elaborada na Pesquisa.

3. Resultados

Os resultados apontados pelas formulações de Fellenius e Bishop Simplificado, para as superfícies de rupturas experimentais geradas neste trabalho (Tab.1), proporcionaram condições de estabilidade para o talude estudado, visto que os valores de FS encontrados para as SRE eram superiores a unidade (FS>1).

Tabela 1: Fatores de Segurança das SRE

Fatores de Segurança (FS)

Fellenius

Bishop Simplificado

SRE 1

1,37

1,28

SRE 2

1,58

1,75

SRE 3

1,61

1,79

SRE 4

1,82

2,31

SRE 5

1,41

1,24

SRE 6

1,57

1,63

4. Conclusão

O presente trabalho verificou que o talude da Torre 29 da ELETRONORTE, é estável de acordo com a metodologia de estudo, no entanto para situações práticas é aconselhável que FS seja maior que 1,5, por este motivo a SRE 5 que possui o menor coeficiente de segurança no método de Bishop Simplificado, será avaliada posteriormente com uma contenção de muro gabião através de um programa computacional, (GawacWin 1.0 MACCAFERRI) que usa na sua interfase a metodologia de Bishop Simplificado.

6. Bibliografia

[1] FONTENELLE, A. de S., VIEIRA, V de P. P. B. Análise de Risco Aplicada à Estabilidade de Talude de Barragem de Terra no Estado do Ceará, 2006.

[2] CRAIG, R. F. Mecânica dos Solos, LTC, Rio de Janeiro (2007).

Comentários