apostila contabilidade basica 2

apostila contabilidade basica 2

(Parte 3 de 6)

3.5.2Funções do Lançamento

Ao conjunto de lançamentos denomina-se ESCRITURAÇÂO. O lançamento é pois uma parcela da Escrituração, e, a semelhança desta apresenta duas funções:

3.5.2.1 Função Histórica

Consiste em narrar o fato contábil em ordem cronológica. 3.5.2.2 Função Monetária

Compreende o registro da expressão monetária dos fatos e seu agrupamento segundo a natureza de cada um.

São 5 (cinco) os elementos de um lançamento: 1.Local e data – local da empresa e dia, mês e ano da ocorrência do registro. 2.Conta devedora – é a conta debitada. Vem sempre em primeiro lugar. 3.Conta credora – é a conta creditada, que vem acompanhada da preposição acidental “a”.

4.Histórico – é a narração do fato ocorrido, a qual deve ser resumida, mas exprimindo bem a operação. Não existe uniformidade de histórico, todavia, a praxe contábil é de que se lhe inicie com uma das seguintes expressões:

a.Pago – quando a conta credora for “Caixa” b.Recebido – quando a conta devedora for “Caixa” c.Valor ou Importe – quando o lançamento não envolver a conta Caixa. É o denominado LANÇAMENTO EXTRA-CAIXA.

5.Importância ou quantia – é o valor das operações expresso em unidades monetárias. 3.6FÓRMULAS DE LANÇAMENTO 3.6.1Conceito

Fórmula é a maneira pela qual se faz o registro das operações mercantis pelo método das partidas dobradas no livro Diário.

Professores André e Biu

Sê Tu, ó Deus, a nossa fortaleza! 18

São 4 (quatro) as fórmulas de lançamento: Primeira fórmula: uma conta devedora contra uma conta credora. Segunda Fórmula: uma conta devedora contra várias credoras. Terceira Fórmula: aparecem vária contas debitadas e apenas uma conta creditada.

Quarta Fórmula: aparecem várias contas debitadas e várias contas creditadas. Esta fórmula de lançamento é pouco usada, tendo caído praticamente em desuso.

Obs.:A primeira FÓRMULA é também chamada de FÓRMULA SIMPLES. A segunda e a terceira são FÓRMULAS COMPOSTAS e a quarta é denominada de FÓRMULA COMPLEXA.

3.7ERROS DE ESCRITURAÇÃO E TÉCNICAS DE CORREÇÃO DE ERROS

O processo técnico de correção de erros de escrituração é denominado de retificação de lançamento. São formas de retificação:

–Estorno: consiste em efetuar um lançamento inverso àquele feito erroneamente, anulando-o totalmente ou parcialmente;

–Transferência: é o lançamento que promove a regularização da conta indevidamente debitada ou creditada, através da transposição do valor para a conta adequada;

–Complementação: é utilizado para complementar um lançamento feito com valor a menor;

–Ressalva: consiste no lançamento de correção usando-se as expressões “digo, aliás, em tempo, ou melhor, isto é, etc.”

3.7.1Erro: – Valor lançado a maior/CORREÇÃO – lançamento inverso estornando a diferença. 3.7.2Erro: – Valor lançado a menor/CORREÇÂO – lançamento complementar.

3.7.3Erro: – Inversão de contas/CORREÇÃO – dois lançamentos; o 1o para cancelar o lançamento errado, e o 2o para efetuar o lançamento correto. 3.7.4Erro: –Troca de contas/CORREÇÃO – Lançamento de acerto.

3.7.5Erro: –Erro no histórico/CORREÇÃO – Quando o erro é descoberto a tempo, usa-se uma palavra apropriada para a ressalva.

3.7.6Erro: –Omissão de Lançamento/CORREÇÃO – Fazer o lançamento, o mais rápido possível mencionando no histórico a data em que o fato ocorreu. 3.7.7Erro: –Duplicidade de lançamento/CORREÇÃO - Estorno do último lançamento efetuado.

3.8ENCERRAMENTO DAS CONTAS DE RECEITA E DESPESA

As contas de receita e despesa são contas temporárias, pois são encerradas a fim de se apurar o resultado do exercício. O lucro ou prejuízo de um exercício é determinado através do confronto das contas de receita e despesa, e esse resultado líquido é apurado na conta denominada de Apuração do Resultado do Exercício (ARE).

3.8.1Transferência dos Saldos das Contas de Resultado para a Conta de Apuração do Resultado do Exercício (ARE).

Professores André e Biu

Sê Tu, ó Deus, a nossa fortaleza! 19

As contas de receita por possuírem saldo credor, serão encerradas debitando-se a respectiva conta pelo valor do saldo (portanto, tornando-se o saldo nulo, “encerrando-se” a conta) e creditando-se a conta ARE.

(1) 20.0,020.0,0 20.0,0 (1)

Receitas de AluguelARE

As contas de despesa, por apresentarem saldo devedor, serão encerradas creditando-se a conta respectiva e debitando-se a conta ARE pelo valor do seu saldo.

12.0,0 12.0,0 (2)(2) 12.0,020.0,0 (1)

Despesas de JurosARE 8.0,0 (S)

3.8.2Transferência do Saldo da Conta ARE para a Conta Patrimonial “Lucros Ou Prejuízos Acumulados”

A conta ARE, por sua vez, será encerrada contra uma conta denominada Lucros ou Prejuízos Acumulados que é uma conta patrimonial onde fica acumulado o resultado do exercício.

1osaldo credor da conta ARE

12.0,0 20.0,08.0,0 (1)
(1) 8.0,08.0,0 (S)

ARELucros ou Prejuízos Acumulados 2o saldo devedor da conta ARE

15.0,0 10.0,0(2) 5.0,0
(S) 5.0,05.0,0 (2)

ARELucros ou Prejuízos Acumulados

3.9BALANCETE DE VERIFICAÇÃO 3.9.1 Conceito

É o demonstrativo que relaciona cada conta com o respectivo saldo devedor ou credor, de tal forma que se os lançamentos foram corretamente efetuados, de acordo com o Método das Partidas Dobradas, o total da coluna dos saldos devedores é igual ao total da coluna dos saldos credores.

Testar se o método das partidas dobradas foi respeitado, evidenciando as contas de acordo com seus respectivos saldos e verificando a igualdade entre a soma dos saldos devedores e credores.

Professores André e Biu

Sê Tu, ó Deus, a nossa fortaleza! 20

Professores André e Biu

CURSO DE CONTABILIDADE GERAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS Sê Tu, ó Deus, a nossa fortaleza!

Balancete de Verificação em _/_/_

Saldos Contas Devedores Credores

001.O lançamento

Diversos a Bancos conta Movimento a.É de segunda fórmula e pode corresponder a aviso de débito do banco e a cheques emitidos pela empresa b.É de segunda fórmula e pode corresponder a depósitos bancários pela empresa c.É de terceira fórmula e pode corresponder a juros debitados pelo banco e a cheques emitidos pela empresa d.É de terceira fórmula e pode corresponder a aviso de crédito do banco e a depósitos efetuados pela empresa e.É de terceira fórmula e pode corresponder a aviso de crédito do banco e a depósitos efetuados pela empresa

002.Certa empresa adquiriu uma máquina por 40.0. Pagou em moeda corrente 50% da compra, com 5% de desconto e aceitou uma duplicata pela dívida dos outros 50%. Com esta operação, pode-se afirmar que o Ativo da empresa:

a. aumentou em 40.0d.diminuiu em 21.0 b. diminuiu em 19.0e.aumentou em 21.0 c.aumentou em 19.0

003.A microempresa Rio, no dia 10 de maio, tinha um patrimônio formado de Caixa — 15.0, Fornecedores — 12.0, Clientes — 4.0 e Mercadorias — 6.0. No dia 1 de maio, realizou apenas uma operação e seu patrimônio passou a constar de Caixa — 1.0, Fornecedores -9.0, Clientes — 4.0 e Mercadorias — 6.0.

Comparando-se o patrimônio nas duas datas, pode-se afirmar que a operação realizada foi:

a.O pagamento de dívidas no valor de 4.0 b.O recebimento de direitos no valor de 4.0, com desconto de 1.0 c.O pagamento de dívidas no valor de 3.0, com encargos de 1.0 d.O recebimento de direitos no valor de 3.0, com encargos de 1.0 e.O pagamento de dívidas no valor de 4.0, com descontos de 1.0

Professores André e Biu

Sê Tu, ó Deus, a nossa fortaleza! 2

CURSO DE CONTABILIDADE GERAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS Após o registro contábil do lançamento acima, apresentado de forma simplificada, o montante:

a.Do Ativo Circulante diminuiu b.Do Ativo Diferido aumentou c.Do Ativo Permanente diminuiu d.Das Fontes de Financiamento do Patrimônio aumentou e.Do Ativo Imobilizado permaneceu inalterado

A obtenção de um empréstimo bancário com pagamento antecipado dos encargos financeiros é um contábil que implica:

a.Aumento do ativo, aumento do patrimônio líquido e aumento do passivo b.Redução do patrimônio líquido, aumento do ativo e aumento do passivo exigível c.Aumento do ativo, redução do passivo exigível e diminuição do patrimônio líquido d.Aumento do patrimônio líquido, diminuição do passivo exigível e aumento do ativo e.Aumento do passivo exigível, redução do patrimônio líquido e diminuição do ativo

Opagamento, com desconto, de uma duplicata registrada no Passivo:

a.Altera, para menos, a situação líquida negativa b.Altera, para mais, a situação líquida negativa c.Altera, para menos, a situação líquida positiva d.Não altera a situação líquida positiva e.Não altera a situação líquida negativa

007.(MPU-ESAF-1993) A conta Caixa recebeu lançamento relativos:

1.Vendas a vista250 2.Pagamentos de salários 80 3.Pagamento a fornecedores160 4.Recebimento de duplicatas400 5. Depósitos bancários 500

Sabendo-se que o saldo inicial era de 50, pode-se afirmar que falta registro de:

a.Vendas a prazo de 40d. Compras e vendas a prazo de 100 b.Vendas a vista de 100e. Despesas gerais incorridas de 40 c.Compras a prazo de 40

008.(AFTN-ESAF-1989) Lançamento (31 de dezembro do ano 8):

1.Despesas Não Operacionais a Móveis e Utensílios3.0

2.Depreciação Acumulada de Móveis e Utensílios2.400

3. Caixa a Receitas Não Operacionais3.0

Professores André e Biu

Sê Tu, ó Deus, a nossa fortaleza! 23

Da análise conjunta dos lançamentos acima concluí-se, em termos de grupo de contas do Balanço Patrimonial, que:

a.O Patrimônio Líquido diminuiu2.400 e o Ativo Circulante diminuiu3.0 b. O Patrimônio Líquido diminuiu2.400 e o Ativo Permanente aumentou em igual valor c. O Ativo Permanente diminuiu 600 e o Patrimônio Líquido aumentou5.400

d.O Ativo Permanente diminuiu600

e o Patrimônio Líquido aumentou2.400 e.O Ativo Permanente aumentou1.800 e o Patrimônio Líquido aumentou2.400

009.(TTN-ESAF-1994) Recife, 13 de julho do ano 4.

D – Duplicatas a Pagar Valor da duplicata no 73/94 da Setex S.A., substituída por uma nota promissória vencível em 13 de setembro ao ano 4.700

D – Juros Passivos 4% sobre o valor da duplicata 73/94 da Setex S.A., substituída por 28 nota promissória vencível em 13 de setembro ao ano 4.

Nosso aceite de nota promissória em favor da Setex S.A., vencível728

C – Notas Promissórias a Pagar em 13 de setembro do ano 4, emitida em substituição à duplicata n2728728 73, vencida hoje, mais juros de 2% ao mês.

Obs.:A situação líquida da empresa que efetuou o lançamento continuou, após o mesmo, positiva. O lançamento contábil transcrito (feito no livro Diário):

a.É de segunda fórmula e aumentou a situação líquida b.Observou o método das partidas dobradas e aumentou a situação líquida c.Observou o método das partidas simples, a função histórica e a função monetária d.É de segunda fórmula e reduziu a situação líquida e.É de terceira fórmula e reduziu a situação líquida

Opagamento de salários do mês de dezembro do ano 2, feito em cheque, em 05 de janeiro do ano 3, foi registrado mediante o seguinte lançamento (exercício social: 01 de janeiro a 31 de dezembro):

a.Despesas de Saláriosd.Salários a Pagar a Bancosa Despesas de Salários b.Bancose. Salários a Pagar a Salários a Pagara Bancos c.Despesas de Salários a Salários a Pagar

Professores André e Biu

Sê Tu, ó Deus, a nossa fortaleza! 24

CURSO DE CONTABILIDADE GERAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS 011.(MPU-ESAF-1993) A aquisição de mercadorias a prazo teve o seguinte registro contábil:

Na regularização desse registro encontramos o seguinte lançamento:

c. Caixa 120 a Fornecedores120

012.(MPU-ESAF-1993) Indique o item que contém o lançamento contábil de um dos fatos contábeis descritos.

1.Compra de material de consumo, a prazo. 2.Apropriação de consumo de energia elétrica. 3.Pagamento de duplicata com juros de mora. 4.Pagamento de salários do período anterior.

a.Despesas de Saláriosd.Duplicatas a Pagar a Caixaa Caixa b. Despesas Gerais e. Caixa a Contas a Pagara Salários a Pagar c. Caixa a Receitas de Juros

013.(ESAF) A compra de equipamento para uso da própria empresa, pagando-se uma entrada em dinheiro e aceitando-se duplicatas pelo valor restante, será contabilizada através de um único lançamento de:

a.Segunda fórmulad.Terceira fórmula b.Primeira fórmulae.Quarta fórmula c.Fórmula simples

014.(ESAF) A firma ABC foi registrada e obteve: 500 dos sócios, na forma de capital; 300 de terceiros, na forma de empréstimos, e 150 de terceiros, na forma de rendimentos. Aplicou esses recursos, sendo: 450 em bens para revender; 180 em caderneta de poupança; 240 em empréstimos concedidos; e o restante em despesas. Com essa gestão, pode-se afirmar que a empresa ainda tem um patrimônio bruto e um patrimônio Iíquido, respectivamente, de:

Professores André e Biu

Sê Tu, ó Deus, a nossa fortaleza! 25

Balanço em 1o de junho do ano 4

Mercadorias 10 Capital 20 Caixa15Contas a Pagar 5 25 25

Balanço em 30 de junho do ano 4

Mercadorias 10 Capital 10 Caixa 5 Contas a Pagar 5 15 15

Obs.:Não leve em consideração a correção monetária referente à perda do poder aquisitivo da moeda.

Considerando que, no período, ocorreu um único fato contábil, a alteração dos valores pode ser justificada por:

a.Alteração na composição do quadro social, pela transferência de participação entre os sócios b.Venda de mercadorias com prejuízo c.Compra e venda de mercadorias com lucro d.Venda de mercadorias com lucro e.Retirada de sócio, sem transferência da participação

AtivoAno 1Ano 2

PassivoAno 1Ano 2

Considerando os dados acima, pode-se afirmar que a totalidade das operações realizadas no período compreenderam:

a.Recebimento de Duplicatas a Receber no montante de 1.0 e pagamento de Duplicatas a Pagar no valor de 2.400 b.Venda de veículo por 5.300 e recebimento de duplicatas no valor de 2.400 c.Recebimento de Duplicatas a Receber no valor de 2.400; pagamento a Fornecedores no valor de 1.0 e venda de veículo por 6.0 d.Venda de veículo por 5.300; pagamento a Fornecedores no valor de 1.0 e recebimento de Duplicatas a Receber no valor de 2.400 e.Venda de veículos por 6.0; pagamento de Duplicatas a Receber no valor de 1.0 e recebimento de Fornecedores no valor de 2.400

Professores André e Biu

017.(AFTN-ESAF-1 994) Lançamento (só contas e valores)

Sê Tu, ó Deus, a nossa fortaleza! 26

1.Comissões sobre Vendas a Bancos Conta Movimento 500

a Duplicatas a Receber800

2.Bancos Conta Movimento

a Receita de Aluguéis de Equipamento60

3.Bancos Conta Movimento

4. Obrigações Fiscais a Bancos Conta Movimento 200

5.Bancos Conta Movimento a Fundo de Comércio Adquirido 5.0

Estes lançamentos, apresentados de forma simplificada, não se referem a estornos, retificações, transferências, complementações ou venda de direitos.

Assim sendo, está errado, em função da natureza e finalidade das contas envolvidas, o registro contábil de numero:

Professores André e Biu

Sê Tu, ó Deus, a nossa fortaleza! 27

São todas as alterações sofridas pelo patrimônio na sua composição qualitativa e/ou quantitativa em virtudes de atos praticados pela administração, ou fatos vinculados às atividades da entidade ou, ainda, resultantes de fatos totalmente imprevistos ou fortuitos.

4.2 CONCEITOS COMPLEMENTARES 4.2.1 Ato Administrativo

Ação praticada pela administração que não provoca (podendo vir a provocar) alteração qualitativa e/ou quantitativa no patrimônio da entidade, portanto, não interessa à contabilidade.

Exemplo: avalizar uma compra, ATO ADMINISTRATIVO, não altera o Patrimônio. 4.2.2 Fato Administrativo

Ação praticada pela administração que provoca alteração qualitativa e/ou quantitativa no patrimônio da entidade, portanto interessa à contabilidade.

Exemplo: pagar o aval de uma compra, FATO ADMINISTRATIVO = FATO CONTABIL, ALTERA O PATRIMÔNIO.

4.3 Variações Patrimoniais

Conforme vimos, são as alterações sofridas pelo patrimônio, decorrentes ou não da administração, podendo ser:

São as ocorrências havidas no patrimônio, trazendo-lhe variações qualitativas e/ou quantitativas. Quase sempre (e não obrigatoriamente) provêm de uma ação da gestão.

4.3.2Superveniências e insubsistências

(Parte 3 de 6)

Comentários