replicação de retrovírus

replicação de retrovírus

Retrovírus

(replicação)

O QUE SÃO VÍRUS?

Os vírus são elementos genéticos que contém em seu genoma (RNA OU DNA) e podem se replicar independentemente dos cromossomos de uma célula,mas não podem fazer isso fora dela.(Brock,biologia de los microorganismos,10 edicíon)

O QUE SÃO RETROVÍRUS?

São vírus cujo genoma é constituído de RNA e possuem um DNA intermediário que participa do seu ciclo reprodutivo. (Brock,biologia de los microorganismos,10 edicíon)

O RETROVÍRUS

Os retrovírus constituem o mais estudado grupo de vírus em biologia molecular. Estes são vírus de RNA de cadeia simples de sentido positivo, com invólucro, mas que possuem morfologias e características de replicação próprias. Em 1970, Baltimore e Temin, demonstraram que estes vírus produziam uma DNA polimerase que era dependente do RNA, denominada Transcriptase Reversa, e que por isso se replicavam através de uma intermediário de DNA. Esta cópia de DNA do genoma viral é integrada no genoma da célula e passa a constituir um gene celular.

Após esta descoberta já foram identificados alguns retrovírus associados ao cancro em animas, denominados oncornavírus, o seu mecanismo baseia-se na estimulação do crescimento celular, o que é conseguido pela expressão de genes idênticos aos que controlam o crescimento celular – oncogenes. Mais tarde, Montagnier e os seus colaboradores, identificaram outro vírus pertencente a esta família nos doentes com SIDA, o Vírus da Imunodeficiência Humana – HIV-1. Recentemente foi identificada uma variedade deste vírus prevalente na África Ocidental, o HIV-2.

Assim sendo foram definidas três subfamílias dos retrovírus:

- Oncoviridae, sendo constituída por HTLV-1, HTLV-2 e HTLV-5;

- Lentivirinae, incluindo o HIV-1 e HIV-2;

- Spumavirinae, não estando nenhum associado a doença humana.

Existem ainda os retrovírus endógenos, sendo como que parasitas que se integraram no nosso genoma e são transmitidos verticalmente. Estima-se que podem chegar constituir cerca de 1% do cromossomo humano, apesar não lhes ser possível produzirem viriões, as suas seqüências são detectadas em muitas espécies humanas e animais. (Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Mestrado Integrado em Medicina).

REPLICAÇÃO DO RETROVÍRUS

A replicação dos retrovírus humanos inicia-se com a ligação das espículas da glicoproteína viral ao receptor protéico de superfície. O vírus penetra na célula através da fusão do invólucro com a membrana plasmática, mas outros retrovírus podem penetrar por endocitose mediada por receptores.

Já com a transcriptase reversa, o modelo de RNA e o tRNA do virão no citoplasma, inicia-se a síntese de um fragmento de DNA complementar de sentido negativo. Durante este processo ocorre a duplicação da sequência de cada extremidade do genoma, que irá fixar as LTR em ambas as extremidades. Este processo cria sequências necessárias para a integração, e ainda sequências intensificadoras e promotoras dentro da LTR para a regulação da transcrição.

A associação de duas cópias de genoma e moléculas de tRNA da célula promove a gemulação do virião. Já com o invólucro e depois de abandonar a célula, a protease viral cliva as poliproteínas gag e gag-pol. Esta clivagem permite que seja produzida a transcriptase reversa e se forme o cerne do vírus, este passo é necessário para que o virão seja infeccioso, o que torna a protease um alvo importante dos agentes anti-virais. A aquisição do invólucro e a libertação do retrovírus ocorrem na superfície celular, mas é possível que o vírus se dissemine célula a célula através da formação de sincícios celulares. Devido à sua fragilidade, os sincícios aumentam a actividade citolítica do vírus. (Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Mestrado Integrado em Medicina).

O processo geral de replicação do retrovírus pode se resumir nas seguintes etapas:

1 ENTRADA:Na célula mediante fusão com a membrana celular cria sítios com receptores específicos.

2 DECAPSIDAÇÃO DO VÍRÃO: A cápsula protéica é rompida ,mas o material genético e as enzimas permanecem no interior do vírus.

3 TRANSCRIÇÃO REVERSA: Ocorre a polimerização da fita simples do RNA em fita dupla de DNA.

4 INTEGRAÇÃO : O DNA do vírus penetra no núcleo do hospedeiro.

5 TRANSCRIÇÃO: Ocorre a transcrição do DNA virótico, que origina os mRNA vírais e a prole de RNA virótico.

6 ENCAPSIDAÇÃO: Encapsidação do RNA virótico em nucleocapsidas no citoplasma da célula hospedeira.

7 GEMULAÇÃO: Ocorre a gemulação dos virião envoltos através da membrana plasmática e a liberação da célula.

ESQUEMA DE REPLICAÇÃO DO RETROVÍRUS

Comentários