Como fazer um relatório

Como fazer um relatório

COMO ELABORAR UM BOM RELATÓRIO TÉCNICO CIENTÍFICO

    Um relatório consiste na exposição escrita na qual se descrevem fatos verificados mediante pesquisas ou se relata a execução de serviços ou de experiências. Normalmente é acompanhado de documentos demonstrativos tais como tabelas, gráficos e outros.

    Um relatório técnico científico é um documento pelo qual se faz a difusão da informação corrente, sendo ainda um registro das informações obtidas. É elaborado principalmente para descrever experiências, investigações, processos, métodos e análises. 

    Os relatórios são compostos dos seguintes elementos:

    

1-    Capa: é a cobertura externa de papel ou outro material, abrangendo os cadernos que constituem o relatório. A capa deve conter as seguintes informações: nome da organização (universidade); título; subtítulo (se houver); local; ano.

2 -    Folha de Guarda: é aquela não impressa que une a capa ao volume. 

3 -    Falsa Folha de Rosto: é a que precede a folha de rosto, deve conter apenas o título do relatório.

4 -    Errata: consiste de uma lista de erros tipográficos ou de outra natureza com as devidas correções e indicações das páginas e linhas em que aparecem.

5 -    Folha de Rosto: é a principal fonte de identificação do relatório, devendo conter as seguintes informações: nome da organização (universidade); título (prática); subtítulo (disciplina); nome (s) do (s) responsável (is) pela elaboração do relatório; local; data.

6 -    Equipe Técnica: é a relação dos participantes no projeto que deu origem ao relatório. 

7 -    Sumário: consiste da relação dos capítulos e seções do trabalho na ordem  em que aparecem no relatório. É desnecessário em obras pouco  extensas ou pouco divididas. O sumário pode ser apresentado conforme O seguintes prescrições: - Localizado após a folha de rosto e equipe técnica.- Apresenta para cada capítulo ou seção os seguintes dados:  a) Título do capítulo ou seção com mesmo fraseado;  b) Número da página inicial do capítulo ou seção ligado ao título por uma linha.

    Um sumário é mostrado no exemplo abaixo:

8 -    Listas de Tabelas, Ilustrações, Abreviaturas, Siglas e Símbolos.As listas de tabelas e ilustrações ou figuras são as relações das tabelas e figuras na ordem em que aparecem no texto.A lista de abreviaturas, siglas e símbolos consiste na relação alfabética das abreviaturas, siglas e símbolos empregados no trabalho, seguidos dos significados correspondentes.As listas têm apresentação similar a descrita no item do sumário.

9 -    Resumo: é a apresentação concisa do texto, destacando os aspectos de maior interesse e importância. O resumo consiste de uma síntese e o conteúdo é apresentado em forma de texto reduzido.

10 -    Texto: é formado pelos seguintes itens:

10.1 -    Objetivos: descrito de modo simples e objetivo e de preferência na forma de itens que devem relacionar as etapas de realização do projeto ou experimento.

10.2 -    Introdução: deve conter informações teóricas sobre o assunto do projeto explorando várias literaturas que devem ser citadas a medida em que são usadas no texto através de números ou por nome dos autores e relacionadas no item Referências Bibliográficas.Uma boa introdução deverá localizar o assunto do projeto (ou experimento) de modo amplo, primeiramente, enfatizando sua importância e justificando o trabalho. Em uma segunda etapa, a introdução deverá ser mais específica com relação aos experimentos e métodos utilizados. 

10.3 -    Experimental: pode ser dividido em:    1 Material e Reagentes: lista dos materiais e reagentes usados.    2 Procedimento: procedimento utilizado em cada etapa do processo, deverá ser especificado através de subtítulos.10.4 -    Resultados e Discussão.A apresentação dos resultados mais adequada deverá seguir a seqüência da abordagem usada nos objetivos e procedimento experimental. Os resultados podem ser apresentados em forma de tabelas ou gráficos, sendo numerados seqüencialmente e discutidos antes de serem colocados. Uma boa discussão necessita de bases teóricas (pode-se utilizar referências bibliográficas) e devem ser relacionadas aos resultados obtidos avaliando a prática com relação aos objetivos propostos. Quando possível os resultados experimentais obtidos devem ser comparados com dados de literatura e suas diferenças (quando houver) discutidas.10.5 -    Conclusão: é apropriado elaborar a conclusão de modo claro e sucinto e de preferência em itens.Os resultados devem ser relacionados aos objetivos propostos como também à teoria, ou mesmo conclusões próprias, desde que haja embasamento técnico científico para isto.10.6 -    Tabelas e Figuras. As tabelas e figuras devem ser inseridas no texto mais próximas possível do trecho as citam.As figuras deverão ser limitadas a uma única página, evitando material "dobrável".As tabelas nunca são fechadas por linhas laterais e seu título deve ser apresentado acima desta. No caso das figuras, o título deve ser relacionado abaixo de cada uma.Quando for o caso, mencionar nas legendas das tabelas e figuras a fonte de onde foram tirados os dados. Quando muito numerosas, as tabelas e figuras devem ser colocadas em anexo, para não sobrecarregarem o texto.11 -    Anexo.Anexo (ou apêndice) consiste de um elemento que compõe a estrutura, como dados estatísticos, gráficos, etc, que se acrescenta a um relatório como resultados complementares de esclarecimento ou documentação do mesmo. Os anexos são numerados com algarismos arábicos seguidos do título. Ver exemplo abaixo:

   Anexo 1: Curvas de Titulação   Anexo 2: Fotografias

A paginação dos anexos deve continuar a do texto. Sua localização é no final da obra, antes do glossário, quando houver.12 -    Glossário.O glossário apresenta a relação de palavras de uso restrito e específico, acompanhada das respectivas definições, que deve ser incluída após o texto, com o objetivo de esclarecer o leitor sobre o significado dos termos empregados no relatório. A apresentação deve ser realizada em ordem alfabética após os anexos.13 -    Referências Bibliográficas.Podem ser utilizadas ao longo do texto de introdução, experimental, resultados e discussão ou mesmo em figuras necessárias para ilustrar algumas informações. As referências bibliográficas devem ser citadas no texto por números ou por nomes dos autores e possuem uma norma para sua apresentação, sendo que ao iniciar a segunda linha do texto, esta deve estar imediatamente abaixo da terceira letra da primeira linha. A seguir apresentamos alguns exemplos de apresentação de referências bibliográficas:

[1]   ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Apresentação              de relatórios técnico - científicos, NBR 10719. Rio de Janeiro, 1989.

[2]   IBGE. Normas técnicas para apresentação tabular da estatística            brasileira (revistas e atualizadas). O Trimestre, v.2, n.4, p.1-19, out./dez. 1979.

[3]   GOTTIEB, O. R.; Kaplan, M. A. " Amazônia: Tesouro químico a preservar."              Ciência Hoje, Editora Abril, 1990, v.11, n.61, p.19-21.

14 -    Índice.Índice apresenta os tópicos mais relevantes contidos no texto em ordem alfabética, cronológica ou sistemática enumerados. O índice pode ser organizado escolhendo-se palavras ou grupo de palavras significativas que irão determinar a ordem alfabética do índice. Para termos análogos deve-se usar a expressão "ver também". A localização do termo deverá ser feita indicando-se a 1ª e últimas pg., se a informação for contínua

Comentários