Esquemas pneumáticos

Esquemas pneumáticos

Sistemas Hidro-Pneumáticos

  • III – Pneumática (cont.)

  • Esquemas Pneumáticos

1. Esquemas Pneumáticos – Método Intuitivo

  • 1.1 Formas de representação

  • Seqüência cronológica:

  • - a haste do cilindro A avança e eleva o pacote.

  • - a haste do cilindro B avança e empurra o pacote para a esteira II.

  • - a haste do cilindro A retorna à sua posição inicial.

  • - a haste do cilindro B retorna à sua posição inicial.

  • Anotação em forma de tabela

  • Indicação Vetorial

  • Indicação Algébrica

  • 1.2 Diagrama de Movimentos

  • Diagrama trajeto-passo

  • Diagrama trajeto-tempo

  • Diagrama de Comando

  • 1.3 Método Intuitivo (p/ construção de esquemas de comandos pneumáticos)

  • Construção do Circuito

  • O procedimento para o traçado do esquema depende do desligamento do sinal. O traçado fica mais simples quando se escolhe um desligamento mediante a utilização de válvula gatilho ou rolete escamoteável.

  • Para confecção do projeto recomenda-se:

  • 1 - Determinar a seqüência de trabalho;

  • 2 - Elaborar o diagrama de trajeto-passo;

  • 3 - Colocar no diagrama trajeto-passo os elementos fins de curso a serem utilizados;

  • 4 - Desenhar os elementos de trabalho;

  • 5 - Desenhar os elementos de comando correspondentes;

  • 6 - Desenhar os elementos de sinais;

  • 7 - Desenhar os elementos de abastecimento de energia;

  • 8 - Traçar as linhas dos condutores de sinais de comando e de trabalho;

  • 9 - Identificar os elementos;

  • 10 - Colocar no esquema a posição correta dos fins de curso, conforme o diagrama de trajeto e passo;

  • 11 - Verificar se é necessária alguma anulação de sinais permanentes (contrapressão) em função

  • do diagrama de trajeto-passo;

  • 12 - Introduzir as condições marginais.

  • Exemplo de aplicação do Método Intuitivo para forma sequencial A+B+A-B-

1.4 Exercícios

  • Circuito 1 – Comandar Cilindro de Simples Ação (Comando Direto).

  • Circuito 2 – Comandar um cilindro S.A utilizando uma válvula simples piloto (comando indireto).

  • Circuito 3 – Comandar um cilindro S.A utilizando uma válvula duplo piloto.

  • Circuito 4 – Comandar um cilindro S.A de 2 pontos diferentes e independentes (utilizar elemento “OU”).

  • Circuito 5 – Comandar um cilindro S.A através de acionamento simultâneo de 2 válvulas acionadas por botão (comando bimanual, utilizar elemento “E”).

  • Circuito 2 – Comandar um cilindro S.A utilizando uma válvula simples piloto (comando indireto).

  • Circuito 3 – Comandar um cilindro S.A utilizando uma válvula duplo piloto.

  • Circuito 4 – Comandar um cilindro S.A de 2 pontos diferentes e independentes (utilizar elemento “OU”).

  • Circuito 5 – Comandar um cilindro S.A através de acionamento simultâneo de 2 válvulas acionadas por botão (comando bimanual, utilizar elemento “E”).

  • Circuito 6 - Comando Bimanual com Duas Válvulas 3/2 vias Botão Mola em Série.

  • Circuito 7 - Comando Direto de um Cilindro de D.A, sem Possibilidade de Parada em seu Curso.

  • Circuito 8 - Comandar um Cilindro de D.A com Paradas Intermediárias.

  • Circuito 9 - Comando Indireto de um Cilindro de D.A, Utilizando uma Válvula Simples Piloto.

  • Circuito 10 - Comando Indireto de um Cilindro de Dupla Ação, Utilizando uma Válvula Duplo Piloto e com Controle de Velocidade do Cilindro.

  • Circuito 11 - Comando de um Cilindro de Dupla Ação com Avanço Lento e Retorno Acelerado.

  • Circuito 12 - Avanço com Retorno Automático de um Cilindro de Dupla Ação, com Controle de Velocidade para Avanço e Retorno (Ciclo Único).

  • Circuito 13 - Comando de um Cilindro de Dupla Ação com Ciclo Único, Controle de Velocidade e Emergência com Retorno Imediato do Cilindro.

  • Circuito 10 - Comando Indireto de um Cilindro de Dupla Ação, Utilizando uma Válvula Duplo Piloto e com Controle de Velocidade do Cilindro.

  • Circuito 11 - Comando de um Cilindro de Dupla Ação com Avanço Lento e Retorno Acelerado.

  • Circuito 14 - Comando de um Cilindro de Dupla Ação, com Ciclo Contínuo Utilizando uma Válvula Botão Trava e Controle de Velocidade.

  • Circuito 15 - Comando de um Cilindro de Dupla Ação com Opção de Acionamento para Ciclo Único ou Ciclo Contínuo.

  • Circuito 16 - Comando de um Cilindro de Dupla Ação com Ciclo Único ou Ciclo Contínuo e Emergência com Retorno Imediato do Cilindro.

  • Circuito 17 - Comando de um Cilindro de Dupla Ação Através de Três Sinais Diferentes e Independentes com Confirmação de Posição Inicial.

  • Circuito 14 - Comando de um Cilindro de Dupla Ação, com Ciclo Contínuo Utilizando uma Válvula Botão Trava e Controle de Velocidade.

  • Circuito 16 - Comando de um Cilindro de Dupla Ação com Ciclo Único ou Ciclo Contínuo e Emergência com Retorno Imediato do Cilindro.

  • Circuito 17 - Comando de um Cilindro de Dupla Ação Através de Três Sinais Diferentes e Independentes com Confirmação de Posição Inicial.

  • Circuito 18 - Comando de um Cilindro de Dupla Ação com Controle de Velocidade, Ciclo Contínuo Utilizando Válvula Botão Trava. Retorno do Cilindro Através de Pressão Diferencial do Sistema.

  • Circuito 19 - Comando de um Cilindro de Dupla Ação, Avanço Acelerado, Retorno Lento, Ciclo Contínuo. Com Temporização para o Retorno de 10 segundos.

  • Circuito 20 - Comando de um Cilindro de Dupla Ação, Controle de Velocidade, Ciclo Contínuo com um Botão de Partida e um Botão de Parada. Contagem de Ciclos com Desarme do Ciclo Contínuo Quando Atingida a Programação de 10 Ciclos.

  • Circuito 21 - Projetar um Circuito em Ciclo Único, Ciclo Contínuo, Parada do Ciclo Contínuo, Contagem de Ciclos, Reset de Contagem, Temporização para o Retorno.

  • Circuito 22 - Elaborar um Sistema com Forma Sequencial A + B + A - B -, com Comando Bimanual.

  • Circuito 23 - Elaborar um Sistema com Forma Sequencial A + B + A - B -, Ciclo Contínuo, Emergência, com Temporização para Início de Avanço do Cilindro B.

  • Circuito 24 - Elaborar um Sistema com Forma Sequencial A + B + B - A -, Ciclo Contínuo, com Controle de Velocidade.

  • Circuito 25 - Elaborar um Sistema com Forma Sequencial A + B + B - A -, Ciclo Contínuo, com Controle de Velocidade, Ciclo Único, Parada de Ciclo Contínuo, Contagem de Ciclos, Reset de Contagem, Temporização para o Retorno do Cilindro B.

  • Circuito 26 - Elaborar um Sistema com Forma Sequencial A - B + (A + B -), com Comando Através de Bloco Bimanual, e Emergência.

  • Circuito 27 - Elaborar um Sistema com Forma Sequencial A + B + (C + B -) C - A -, Ciclo Contínuo, Emergência, com Temporização para Início de Avanço do Cilindro C e Retorno de B, com Parada de Ciclo Contínuo, Cilindro A de Simples Ação.

  • Circuito 28 - Elaborar um Sistema com Forma Sequencial A + B + B - A -, Ciclo Contínuo, com Controle de Velocidade, sem Utilização de Fim de Curso Gatilho.

  • Circuito 29 - Elaborar um Sistema com Forma Sequencial A + (B + C -) B - (A - C +), Ciclo Contínuo, Cilindro C de Simples Ação, Utilização de Fim de Curso Rolete Mola.

  • Circuito 30 - Elaborar um Sistema com Forma Sequencial A + B + B - A - B + B -, com Comando Bimanual.

  • Circuito 31 - Elaborar um Sistema com Forma Sequencial A + (B + A -) B - A + A -, Ciclo Único, Ciclo Contínuo, Parada de Ciclo Contínuo.

Comentários