(Parte 1 de 3)

Página
USINAS E APROVEITAMENTOS HIDROELÉTRICOSusina / 1
UHE ÁGUA BRANCAusina / 2
UHE ÁGUA VERMELHAusina / 3
UHE ALMASusina / 5
UHE ALTAMIRAusina / 6
UHE APARAÍusina / 7
UHE BARRA GRANDEusina / 8
UHE CACARIAusina / 10
UHE CANDONGAusina / 1
UHE CASCA Iusina / 13
UHE CEL. ARLINDO EDUARDO CORREIAusina / 14
UHE CONCEIÇÃO DO ARAGUAIAusina / 15
UHE CORRENTE E CORRENTE MONTANTEusina / 16
UHE CORUMBÁ Iusina / 17
UHE CORUMBÁ IVusina / 19
AHE COUTO MAGALHÃESusina / 21
UHE ELOY CHAVESusina / 2
UHE FOZ DO ARUusina / 23
AHE FOZ DO RIO CLAROusina / 24
UHE GAITASusina / 25
UHE GRAÇASusina / 26
UHE GUAPORÉusina / 27
UHE HILDEBRAND – USAusina / 29
UHE ICLAusina / 30
UHE ILHA GRANDEusina / 32
UHE ILHA SOLTEIRAusina / 35
AHE IPUEIRASusina / 38
UHE ISAMU IKEDAusina / 40
AHE ITAGUAÇUusina / 41
UHE ITAIPUusina / 42
UHE ITAITUBAusina / 45
UHE ITAOCARAusina / 46
UHE ITUMIRIMusina / 48

ÍNDICE UHE JUCURUTU ......................................................................................................... usina / 50

AHE LUÍS EDUARDO MAGALHÃES (LAJEADO)usina / 54
UHE MAHONING GREEK – USAusina / 56
UHE MORGANTOWN – USAusina / 57
UHE NILO PEÇANHA Iusina / 58
UHE OPEKISKA – USAusina / 60
UHE PAULO AFONSO IVusina / 61
AHE PEIXE ANGICALusina / 64
UHE PILARusina / 6
PCH PIRAPORAusina / 68
UHE PORTOBELLOusina / 69
UHE PORTO GOESusina / 70
UHE PORTO PRIMAVERAusina / 71
UHE RIACHÃO E SUMIDOUROusina / 74
AHE RIO JEQUITAÍusina / 75
UHE ROCQUE DE SOUZA PENAFORTusina / 76
UHE RONDON Iusina / 7
AHE SALTO RIO VERDINHOusina / 79
UHE SÃO FÉLIX DE XINGUusina / 80
UHE SÃO FRANCISCO E SÃO FRANCISCO MONTANTEusina / 81
UHE SÃO JOSÉusina / 82
AHE SÃO SALVADORusina / 84
UHE SEN. MANOEL VALENTE FLEXAusina / 86
UHE SERRA QUEBRADAusina / 87
UHE SIMPLÍCIOusina / 8
UHE THREE GORGESusina / 90
UHE TOCOSusina / 92
UHE TUCURUÍusina / 93
AHE TUPIRATINSusina / 96
INVENTÁRIO RIO AMAPÁ GRANDEusina / 98
INVENTÁRIO RIOS CLARO E VERDEusina / 9
INVENTÁRIO RIO CRICOUusina /100
INVENTÁRIO RIOS CURUÁ-UNA E MOJUusina /101
INVENTÁRIO RIO DO SONOusina /102
INVENTÁRIO RIO GARCIAusina /103
INVENTÁRIO RIO ITAPACURÁusina /104

UHE JUPIÁ .................................................................................................................. usina / 51 INVENTÁRIO RIO IRATAPURU .................................................................................. usina /105

INVENTÁRIO RIO PARAÍBA DO SULusina /107
INVENTÁRIO RIO TOCANTINSusina /108

INVEMTÁRIO RIO MAICURU...................................................................................... usina /106

REAVALIAÇÃO DA DIVISÃO DE QUEDA DO RIO TOCANTINS TRECHOS CANA-BRAVA – LAJEADO e LAJEADO – ESTREITO.............................usina /110 usina / 1 USINAS E APROVEITAMENTOS HIDROELÉTRICOS

Desde início da década de 60, a THEMAG assume a liderança entre as empresas de engenharia brasileiras com capacidade de desenvolver projetos e estudos para os grandes empreendimentos hidroelétricos que se desenvolvem no país a partir dessa época.

Seu primeiro trabalho, em 1961, foi projetar o represamento do rio Paraná, na divisa entre os Estados de São Paulo e Mato Grosso, para a construção da Usina Hidroelétrica (UHE) de Jupiá, com 1.400 MW de potência instalada, da Centrais Elétricas de Urubupungá S.A - CELUSA, uma das empresas formadoras da futura Companhia Energética de S. Paulo S.A - CESP.

A partir de então, seu nome manteve-se presente no desenvolvimento dos grandes empreendimentos de geração e transmissão de energia elétrica desenvolvidos no país, como o projeto da casa de força da Usina Hidroelétrica de Itaipu, de 12.600 MW; nos estudos de transmissão de Itaipu, onde foram utilizadas as novas tecnologias em 765 kV-AC e em ± 600 kV-DC; nos estudos de transmissão a longa distância, como nos sistemas de interligação entre o Norte e o Nordeste do Brasil, com cerca de 2.500 km, em 500 kV, ou no projeto das usinas de Tucuruí, de 8.0 MW (1a e 2a fase), Ilha Solteira, de 3.200 MW, entre outros.

A Themag também tem participado em projetos e estudos de pequenas e médias centrais, com potências instaladas a partir de 150 kW

Na área de Aproveitamentos Hidroelétricos (AHE) os serviços oferecidos pela Themag abrangem:

Apresenta-se a seguir um resumo dos principais trabalhos desenvolvidos pela THEMAG na área de Usinas e Aproveitamentos Hidroelétricos, que permitem avaliar melhor o vulto e a complexidade destes Empreendimentos, incluindo a ficha técnica de algumas delas.

usina / 2 USINA HIDROELÉTRICA DE ÁGUA BRANCA

LOCALIZAÇÃO Rio do Sono (afluente do rio São Francisco) próximo a Pirapora - Minas Gerais.

CLIENTE ITALMAGNÉSIO S.A. Indústria e Comércio

OBJETO DO CONTRATO Estudos de viabilidade, projeto básico e executivo da Barragem e Obras de Geração.

Descrição Geral: usina a fio d'água que aproveita o desnível natural existente e a vazão regularizada da PCH de Graças a montante. O desnível é de 16,0 m. O arranjo prevê uma barragem na parte superior da Cachoeira Água Branca, sendo uma soleira vertente de concreto de comprimento de 260,0 m.

Potência instalada: 12 MW Tipo de turbina: FRANCIS de dupla sucção e eixo horizontal Número de unidades: 02 Queda bruta nominal: 16,0 m Vazão total do engolimento máxima: 60 m3/s

BARRAGEM Em concreto com comprimento de 250,0 m, com soleira vertente.

CANAL DE ADUÇÃO Escavado em rocha, com seção de (8,0 x 3,0) m2 e comprimento de 950,0 m.

usina / 3 USINA HIDROELÉTRICA DE ÁGUA VERMELHA

No rio Grande, afluente do rio Paraná, a 560 km da cidade de São Paulo, na fronteira entre os estados de São Paulo e Minas Gerais, na longitude 50o30'W e na latitude 20oS.

CLIENTE CESP - Companhia Energética de São Paulo (São Paulo - SP)

A THEMAG desenvolveu o projeto executivo, incluindo: estudos em modelo reduzido, estudos energéticos, especificações técnicas, documentos de licitação, assistência técnica durante a construção e montagem, a inspeção da fabricação e montagem dos equipamentos principais, em associação com a PROMON Engenharia S.A.

Este projeto de aproveitamento múltiplo compreende geração de energia hidroelétrica e regularização de vazões.

O barramento, que cria um desnível de 45 m, é integrado pela tomada d’água, de contreto gravidade, o vertedouro de superfície e barragens de terra nas suas ombreiras.

usina / 4

A casa de força, do tipo semi-abrigada, construída ao pé da barragem, aloja 6 unidades geradoras, que são ligadas a uma subestação localizada na margem direita do rio. Uma linha de transmissão de 460 kV de circuito simples, com 138 km, interliga esta usina com a de Ilha Solteira. Foram construídas duas linhas de transmissão de 460 kV de circuito simples, ligando a Usina de Água Vermelha com o sistema de transmissão já existente.

A construção das obras foi iniciada em 1974, e completada em 1979. Após instalações das 6 unidades geradoras, a usina se encontra operando em plena capacidade.

Bacia hidrográfica 13.990 km2 Vazão média anual 1.950 m3/s

Área 645 km2 Volume máximo 1.0 x 106 m3

Comprimento 660 m Altura máxima (Fundação à crista) 67 m

Comprimento 2.450 m Altura máxima 54 m

Comprimento 1.050 m Altura máxima 63 m

Tipo de superfície Comprimento 148 m Capacidade (decamilenar) 20.0 m3/s Comportas radiais (8 un) 19 m x 15 m

Tipo abrigada Condutos forçados (6 un) Diâm. 9 m Turbinas Francis (6 un) 230 MW cada Geradores (6 un) 250 MVA cada Capacidade total instalada 1.380 MW Comprimento e largura (completa) 170 m x 28 m

Escavação em rocha 1,4 x 106 m3 Aterros 19,6 x 106 m3 Concreto 1,5 x 106 m3 usina / 5 USINA HIDROELÉTRICA DE ALMAS

LOCALIZAÇÃO Rio do Sono (afluente do rio São Francisco) próximo a Pirapora - Minas Gerais.

CLIENTE ITALMAGNÉSIO S.A. Indústria e Comércio

OBJETO DO CONTRATO Estudos de viabilidade, projeto básico e executivo da Barragem e Obras de Geração.

Descrição Geral: usina a fio d'água que aproveitará o desnível natural da Cachoeira das Almas, de 2 m, associada a uma barragem de concreto rolado, com soleira vertente. Esta usina se beneficiará da regularização de vazões propiciada pelo Reservatório de Graças.

Potência instalada: 20 MW Tipo de turbina: FRANCIS de eixo horizontal Número de unidades: 3 Queda bruta nominal: 37,5 m Vazão total de engolimento nominal: 60 m3/s

BARRAGEM Em concreto rolado, com comprimento de 195,0 m.

VERTEDOURO Associado à barragem, em soleira livre e comprimento 120,0 m

CANAL DE ADUÇÃO Escavado em rocha, com seção de (8,0 x 3,0) m2 com comprimento de 280 m.

usina / 6 USINA HIDROELÉTRICA DE ALTAMIRA

LOCALIZAÇÃO Rio Joá - Estado do Pará.

CLIENTE CELPA - Centrais Elétricas do Pará S.A.

Estudo e pré-viabilidade de usina Hidroelétrica para substituição de geração diesel para a cidade Altamira.

Potência instalada: 12 MW
Número de unidades: 4

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS Tipo de turbina: FRANCIS de rotor simples - eixo horizontal Queda bruta nominal: 45 m Vazão total de engolimento nominal: 3,3 m3/s

Tipo: de terra

BARRAGEM Altura máxima: 20 m Comprimento de crista: 1.300 m

VERTEDOURO Inexistente pois a usina é de derivação.

usina / 7 USINA HIDROELÉTRICA APARAÍ

LOCALIZAÇÃO Rio Maicuru - estado do Pará.

CLIENTE CELPA - Centrais Elétricas do Pará S.A.

OBJETO DO CONTRATO Estudo de viabilidade e projeto básico da Usina.

Potência instalada: 35 MW Tipo de turbina: FRANCIS Número de unidades: 4 Queda bruta nominal: 5 m Vazão total de engolimento nominal: 20 m3/s

Tipo: de terra

BARRAGEM Altura máxima: 68 m Comprimento de crista: 600 m

Tipo: de superfície Vazão de projeto: 3.120 m3/s usina / 8 USINA HIDROELÉTRICA DE BARRA GRANDE

O aproveitamento está localizado no rio Pelotas, a 140 km da sua foz, com coordenadas: Latitude 27o46'S e Longitude 51o13'W. O rio Pelotas se constitue na linha divisória entre os Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e o aproveitamento abrange os Municípios de Anita Garibaldi-SC, pela margem direita, e Esmeralda-RS, pela margem esquerda.

CLIENTE ELETROSUL - Centrais Elétricas do Sul do Brasil S.A. (Florianópolis - SC)

Os serviços de consultoria prestados são relativos ao Estudo de Viabilidade Técnica e Econômica, incluindo investigações de campo, estudos básicos, estudos de alternativas, projeto a nível de viabilidade e estudos ambientais.

Área de drenagem 13.0 km2 Vazão média de longo termo 281 m3/s

Volume total 5.200 x 106 m3 Volume útil 2.875 X 106 m3 N.A. mínimo 607,0 m N.A. máximo 647,0 m Área inundada 95 km2 Queda bruta máxima 177,0 m

Tipo enrocamento em face de concreto Comprimento 630,0 m Altura máxima 183,0 m

Tipo: vertedouro de superfície com comportas Vazão de projeto (TR = 10.0 anos) 19.200 m3/s Comportas segmento 6 unidades Dimensões do vão 17,0 m x 17,8 m usina / 9

Tipo de tomada d’água: gravidade aliviada Número de vãos 4 unidades Dimensões do vão 9,6 m x 14,0 m Diâmetro do conduto forçado 6,3/5,5 m Comprimento médio do conduto 321 m

Comprimento total 123,0 m Potência instalada 920 MW Turbinas (Francis, 4 un) 235 MW cada Geradores (3 un) 256 MVA cada

Escavação 1.345.0 m3 Aterro 12.617.0 m3 Concreto 3.0 m3 usina / 10 USINA HIDROELÉTRICA REVERSÍVEL DE CACARIA

No rio Cacaria, a jusante do reservatório de Lajes, a cerca de 80 km do Rio de Janeiro, no estado do Rio de Janeiro, na longitude 43o 50' W e na latitude 22o 21' S.

CLIENTE LIGHT - Serviços de Eletricidade S.A. (Rio de Janeiro - RJ)

Os serviços de consultoria prestados incluiram a revisão dos estudos preliminares existentes e o estudo de viabilidade técnico-econômica.

DESCRIÇÃO O projeto da Usina Reversível de Cacaria destina-se a geração de energia hidroelétrica.

O lay-out determinou a instalação de uma casa de força com potência total de 1500 MW, com transformadores elevadores, sendo instalados em uma plataforma aberta, acima da casa de força, e uma subestação isolada em SF6 de 500 kV.

Tipo subterrânea Número de unidades convencionais 6 Número de unidades reversíveis 6 Turbinas 250 MW cada Geradores 278 MVA cada Válvulas de alta pressão (12 un) 400 MCA cada Capacidade total instalada 1.500 MW

Escavações (solo e rocha) 6,3 x 106 m3 Aterro 5,2 x 106 m3 Concreto 0,7 x 106 m3 usina / 1 USINA HIDROELÉTRICA DE CANDONGA

No rio Doce, pouco a jusante do ponto onde seus formadores, rios Piranga e do Carmo, se encontram, próximo à cidade de Rio Doce, na região de Ponte Nova, no Estado de Minas Gerais.

CLIENTES EPP- Energia Elétrica, Promoção e Participações Ltda.

Os estudos consistiram na elaboração dos estudos de Viabilidade Técnica-Econômica e Ambiental do empreendimento e os Estudos de Impacto Ambiental (EIA/RIMA). Para tanto foram elaborados estudos topográficos e cartográficos, geológicos e geotécnicos,hidrológicos e hidrometereológicos, custos,estudos mercadológicos, estudos energéticos, estudos ambientais , estudos de alternativas do aproveitamento. Detalhamento de engenharia da alternativa escolhida (arranjo,barragem, casa de força,etc.) e avaliação técnica e econômica do empreendimento.

Área de drenagem do Barramento 8.919 km2 Vazão MLT 137 m³/s

Área 2,74 km² Volume Total 53,21 x106m³

Comprimento 383 m Altura máxima 5 m

Capacidade (vazão de projeto) 4.200 m3/s Comportas segmento (3 un) 12,0 m x 15,5 m

Comprimento 60,0 m Turbinas Francis – (3 un) 32,20 MW cada Capacidade Total Instalada 95 MW Geradores (3 unidades) 35,2 MVA cada usina / 12

Escavação comum 305.470 m3 Escavação em rocha a céu aberto 137.390 m3 Enrocamento 283.110 m3 Aterro compactado 327.030 m3 Concreto compactado a rolo 163.030 m3 usina / 13 USINA HIDROELÉTRICA CASCA I

LOCALIZAÇÃO Rio da Casca - estado de Mato Grosso.

CLIENTE CEMAT - Centrais Elétricas Matogrossenses S.A.

OBJETO DO CONTRATO Projeto executivo de ampliação da usina.

Número de unidades: 1

Potência instalada na ampliação: 4.500 kW Tipo de turbina: FRANCIS Queda bruta nominal: 56 m Vazão total de engolimento nominal: 10 m3/s

Tipo: de terra (existente antes da ampliação) Altura máxima: 25 m Comprimento de crista: 550 m

Tipo: de superfície (existente antes da ampliação) Vazão de projeto: 1.200 m3/s usina / 14 USINA HIDROELÉTRICA CEL. ARLINDO EDUARDO CORREIA

LOCALIZAÇÃO Rio Amapá Grande - Amapá.

CLIENTE CEA - Companhia de Eletricidade do Amapá S.A.

OBJETO DO CONTRATO Estudo de viabilidade da Usina.

Potência instalada: 4 MW Tipo de turbina: tubular Número de unidades: 4 Queda bruta nominal: 8,5 m Vazão total de engolimento nominal: 62 m3/s

Tipo: de terra

BARRAGEM Altura máxima: 10 m Comprimento de crista: 410 m

Tipo: de superfície Vazão de projeto: 350 m3/s usina / 15 USINA HIDROELÉTRICA DE CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA

LOCALIZAÇÃO Rio Arraias do Araguaia - Estado do Pará.

CLIENTE CELPA - Centrais Elétricas do Pará S.A.

Estudo de pré-viabilidade de usina hidroelétrica para substituição de geração diesel para a cidade de Conceição do Araguaia.

Potência instalada: 10 MW Tipo de turbina: FRANCIS de rotor duplo - eixo horizontal Número de unidades: 4 Queda bruta nominal: 25 m Vazão total de engolimento nominal: 50 m3/s

Tipo: de terra

BARRAGEM Altura máxima: 3 m Comprimento de crista: 1.670 m

Tipo: tulipa Vazão de projeto: 900 m3/s usina / 16

LOCALIZAÇÃO Estado de Minas Gerais.

CLIENTE ITALMAGNÉSIO S.A. Indústria e Comércio

OBJETO DO CONTRATO Estudo técnico-econômico com a finalidade de gerar energia para consumo próprio.

características são apresentadas a seguir:

A queda natural de 350 m é aproveitada por meio de duas usinas em série, cujas

Potência instalada: 5 MW
Tipo de turbina: PELTON
Número de unidades: 2
Queda bruta: 175 m
Vazão firme: 1,8 m3/s
Potência instalada: 4,8 MW
Tipo de turbina: PELTON
Número de unidades: 2
Queda bruta: 167 m
Vazão: 1,8 m3/s

b) PCH CORRENTE

BARRAGENS E VERTEDOUROS De enrocamento com extravasor lateral e de concreto tipo gravidade com crista vertente.

usina / 17 USINA HIDROELÉTRICA DE CORUMBÁ I

O Aproveitamento Hidrelétrico Corumbá I, distante da cidade de Brasília cerca de 130 km, está localizado no rio de mesmo nome (afluente pela margem direita do rio Paranaíba), no seu trecho superior, mais precisamente nas coordenadas geográficas 16°47’10” sul e 47°56’31” oeste, município de Luziânia, Goiás.

O reservatório ocupará somente áreas do município goiano de Luziânia.

Os serviços de consultoria prestados são relativos ao Estudo de Viabilidade Técnico- Econômica e Projeto Básico, incluindo projetos ao nível de viabilidade e estudos ambientais, investigações de campo, estudos de alternativas, orçamentos e especificações técnicas.

Área de drenagem 8.906 km2 Vazão média de longo termo 155,8 m3/s

Área inundada 7,42 km2 Volume total 972 x 106 m3 N.A. máximo montante 772,0 m N.A. mínimo jusante 768,0 m

Tipo terra/rocha Comprimento 800,0 m Altura máxima 54,0 m

Tipo: de superfície com comportas Vazão de projeto 1.854,0 m3/s Comportas segmento 3 unidades Dimensões da comporta 8,40 m x 1,36 m

Tipo: túnel e conduto forçado Número: 2 Comprimento total 168,7 m Diâmetro do conduto forçado 5,80 m / 5,15 m usina / 18

Tipo: abrigada Comprimento 47,70 m Potência instalada 107,2 MW Turbinas (Francis, 2 un) 53,61 MW cada Geradores (2 un) 58,38 MVA cada

Escavação comum 864.0 m3 Escavação em rocha 585.200 m3 Aterro 586.0 m3 Enrocamento 810.0 m3 Concreto 51.500 m3 usina / 19 USINA HIDROELÉTRICA DE CORUMBÁ IV

O Aproveitamento Hidrelétrico Corumbá IV está localizado no rio de mesmo nome (afluente pela margem direita do rio Paranaíba), no seu trecho superior, mais precisamente nas coordenadas geográficas 16°20’47” sul e 48°10’4” oeste, município de Luziânia, Goiás.

O reservatório ocupará terras de cinco municípios goianos, a saber: Luziânia, Santo Antônio do Descoberto, Alexânia, Abadiânia e Silvânia.

CLIENTE VIA ENGENHARIA S.A. / CONSTRUTORA RV LTDA e CORUMBÁ CONCESSÕES S.A.

Os serviços de consultoria prestados são relativos ao Estudo de Viabilidade Técnico- Econômica e Projetos Básico e Executivo da Usina, Subestação e Linha de Transmissão, incluindo investigações de campo, estudos de alternativas, especificações de obras e equipamentos e estudos ambientais.

(Parte 1 de 3)

Comentários