A influencia do programa de tv gente inocente nas crianã?as

A influencia do programa de tv gente inocente nas crianã?as

(Parte 1 de 7)

UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO

FACULDADE DE ARTES E COMUNICAÇÃO COMUNICAÇÃO SOCIAL - JORNALISMO

A INFLUENCIA DO PROGRAMA DE TV

"GENTE INOCENTE" NAS CRIANÇAS

GILDA CARLA POSSAMAI PINHEIRO

Graduanda

LEANDRO MARSHALL

Prof.Orientador

PASSO FUNDO. NOVEMBRO DE 2000

AGRADECIMENTOS

No término deste trabalho monográfico, primeiramente quero agradecer a Deus, por sempre me dar forças para lutar e vencer, e por ter me dado a vida. Quero agradecer a todos os meus familiares e em especial minha mãe, que com toda a sua força e bravura me ajudou a chegar ao final do curso. Obrigado por sempre estar presente nos momentos difíceis da minha vida, e é claro, nos felizes também. Ao meu pai que está lá "em cima", me cuidando e me ajudando a vencer. Ao meu namorado. Jean. que sempre soube me compreender e valorizar meu trabalho e minha pessoa.

Um agradecimento muito especial ao meu orientador. Professor Leandro Marshall, e ao Colégio IE - Instituto Educacional, pois sem essa colaboração, não seria possível realizar a pesquisa. Muito obrigado pela atenção.

Enfim, agradeço a todas as pessoas aqui não mencionadas que me ajudaram a superar os momentos difíceis da vida, e foram meus verdadeiros amigos, nas horas tristes e felizes da vida.

Obrigado a todos!

SUMARIO

RESUMO.................................................................................................................06

INTRODUÇÃO........................................................................................................07

1. A HISTÓRIA DA TELEVISÃO..........................................................................10

2. A CRIANÇA E A TV...........................................................................................30

3. A PROGRAMAÇÃO INFANTIL........................................................................43

3. L ESPETÁCULOS INFANTIS........................................................................... 46

3.2 TELEJORNAL PARA AS CRIANÇAS............................................................^?

3.3 DESENHOS ANIMADOS.................................................................................48

3.4 A MORTE DA PROGRAMAÇÃO INFANTIL................................................50

3.4.1 CLUBE DO GURI........................................................................................... 51

3.4.2 TEATRINHO TROL....................................................................................... 51

3.4.3 CAPITÃO AZA...............................................................................................52

3.4.4 CAPITÃO FURACÃO....................................................................................52

3.4.5 VILA SÉSAMO...............................................................................................53

3.4.6 SÍTIO DO PICA-PAU AMARELO................................................................53

3.4.7 GLOB1NHO.....................................................................................................54

3.4.8 BALÃO MÁGICO...........................................................................................55

3.4.9 XOU DA XUXA..............................................................................................55

3.4.10 CASTELO RÁ-T1M-BUM............................................................................55

3.4.11TVCOLOSSO................... .............................................................................56

3.4.12 CAÇA TALENTOS.......................................................................................56

4. A FAMÍLIA FRENTE À TELEVISÃO...............................................................57

4.1 BABY SITTER GRATUÍTA.............................................................................. 58

4.2 COMPANHEIRA FAMILIAR...........................................................................60

4.3 TELE-EDUCAÇÂO FAMILIAR.......................................................................61

5. TELEVISÃO E EDUCAÇÃO..............................................................................65

6. PSICOLOGIA E A TELEVISÃO.........................................................................73

6.1 FORMAÇÃO DO PSIQUISMO.........................................................................77

6.2 EROTISMO NA TELEVISÃO..........................................................................80

6.3 TELEVISÃO E A VIOLÊNCIA........................................................................^

7. A REDE GLOBO..................................................................................................86

8. PROGRAMA GENTE INOCENTE.....................................................................99

8.1 ARTISTAS MIRINS.........................................................................................100

8.1. L PETER BRANDÃO.. ..................................................................................... 100

8.1.2 ANDRESSA NUNES....................................................................................101

8.1.3 NATÁLIA SOUTO........................................................................................101

8.1.4 VICTORCHÉÜ.............................................................................................102

8.1.5 MATHEUS TAYRONE................................................................................ 102

8.1.6 HENRIQUE RAM1RO..................................................................................103

8.1.7 AMANDA RIBEIRO.....................................................................................103

8.1.8 PEDRO LUCAS............................................................................................104

8.2 PEQUENOS BRILHANTES............................................................................105

9. PESQUISA...........................................................................................................109

CONSIDERAÇÕESFINAIS....................................................................................113

REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS....................................................................l 15

RESUMO

Este trabalho de monografia desenvolve uma pesquisa sobre a influência do programa de TV Gente Inocente em crianças da 1° série do colégio Instituto Educacional, de Passo Fundo, Rio Grande do Sul, Brasil. A pesquisa analisa as relações da televisão com as crianças, a família, a escola e a psicologia. O programa Gente Inocente, da Rede Globo, reflete a programação infantil na televisão aberta brasileira, mostrando que os programas genuinamente infantis "morreram" e que as programações como o Gente Inocente estão adultizando as crianças.

INTRODUÇÃO

O ato de ver televisão consome em média 3 a 4 horas diárias das crianças do mundo inteiro. A TV é a ladra do tempo que a criança levava com seus amigos, com a família e para estudar. Ela roubou este tempo que, agora, é todo dela.

E não há como ignorá-la: ela dita padrões de comportamento, lança gírias e modas, estabelece padrões morais e estéticos, influencia o gosto musical, dissemina valores e crenças, alimenta mitos e molda a opinião pública.

A programação difundida na TV é farta em temas de violência, onde não falta a exaltação à delinquência, ao êxito fácil, ao sexo e, inclusive, à pornografia.

Os programas de televisão não definem mais um horário específico para o seu público. No domingo a tarde, horário em que as crianças se encontram junto de seus pais, assistindo televisão, a programação televisiva, na maioria das TVs canal aberto, são programas de auditório.

O que você encontra em todos os programas é a falta de pudor, pornografia, mulheres seminuas dançando, assuntos que não dizem respeito à classe infantil e que influenciam demais o psicológico das crianças e, sucessivamente, o seu comportamento.

O comportamento infantil está mudando, conforme a evolução tecnológica e social, como todas as pessoas também vão se modificando. Porém, numa velocidade enorme: os assuntos entre as crianças não são mais infantis, a agressividade e isolamento estão cada vez maiores, a autoridade e rebeldia crescem a cada dia, e a

pureza e a inocência, que são as maiores qualidades e riquezas de uma criança, vão se perdendo cada vez mais.

Não existem mais programas genuinamente infantis na TV brasileira. Todos os programas que se dizem "infantis", tratam do cotidiano adulto adaptado para as crianças. Como se fosse lindo uma criança ter um namoradinho, imitar as brigas e intrigas familiares, usar as roupas que a mãe veste, maquiar-se, entre outros assuntos que dizem respeito ao público jovem e adulto.

Não existem mais cantores e músicas infantis. O que as crianças ouvem e idolatram nos dias de hoje são os cantores e músicas para adolescentes, jovens e adultos. O padrão musical infantil também se perdeu no tempo.

As crianças, a cada instante, aprendem uma coisa nova com a televisão. Seria ótimo se fossem assuntos que ajudassem no desenvolvimento psíquico e educacional das crianças. Mas o que a televisão faz é bem o contrário. Talvez ela seja um dos motivos de nossas crianças estarem tão rebeldes, mentirosas, egoístas e querendo parecer adultos.

Para entender estas influências da programação da televisão nas crianças e dimensionar as suas implicações na educação e no imaginário infantis, procurou-se desenvolver uma pesquisa com as crianças da 1° série do colégio 1E, Instituto Educacional de Passo Fundo, Rio Grande do Sul - Brasil, sobre a influência do programa Gente Inocente.

A hipótese levantada é de que a carga e o conteúdo da programação infantil está adultizando as crianças, estabelecendo padrões precoces de realidade e de tabulação.

Como a pesquisa vai trabalhar com a TV, o trabalho fala da televisão brasileira, desde seu surgimento até os dias de hoje. O 1° capítulo faz um panorama geral da televisão no Brasil e no mundo, contando a história dos primeiros programas televisivos, as dificuldades de sua implantação, e a força deste veículo.

No segundo capítulo é feita uma relação da TV com a criança, mostrando a força da TV sobre o público infantil.

(Parte 1 de 7)

Comentários