Terminologia em RAdiologia

Terminologia em RAdiologia

(Parte 1 de 4)

T

Profª Débora Souto

Radiologia-UNIC

ERMINOLOGIA RADIOLÓGICA

TERMOS GERAIS

Usados no posicionamento radiológico, são definidos e ilustrados para esclarecer significados e definições.

RADIOGRAFIA X FILME DE RAIOS X:

Uma radiografia é um filme de raio x contendo uma imagem processada de uma parte anatômica.

Um filme é um pedaço de material plástico sobre o qual a imagem será fixada.

Quando se diz radiografia, fala-se do filme e da imagem nele contida, já quando de diz “filme” fala-se do filme sem a imagem radiográfica.

EXAME RADIOGRÁFICO:

Um exame radiográfico simples inclui cinco funções básicas:

  1. Identificar o paciente;

  2. Posicionamento do paciente;

  3. Seleção das medidas de proteção radiológicas;

  4. Exposição;

  5. Processamento ou revelação .

CHASSI OU MAGAZINE:

O chassi é um compartimento (caixa) apropriado para alojar o filme, internamente é revestido pelo ECRAN.

O chassi e o filme possuem medidas apropriadas e adequadas as necessidades do serviço. As medidas mais comuns são: 13X18, 18X24, 24X30, 30X40, 35X35, 35X43.

ECRAN:

Funciona como agente emissor de luz visível ao ser iluminado pelos raios x. Geralmente são cobertos com uma resina de proteção sob a camada emissora,existe outra camada, a branca com propriedade refletora.

RADIOTRANSPARENTE:

Diz-se material radiotransparente, todos matérias não resistente a passagem dos raios x, não havendo dificuldades para impressionar o filme, o exemplo são os plásticos, madeira de compensados, isopor e etc.

RADIOPACOS:

São os materiais que oferecem resistência aos raios x, como por exemplo, os metais de maior número atômico (ferro, aço, etc) , e também algumas estruturas como os ossos.

INCIDÊNCIAS:

Incidência é um termo de posicionamento que, por definição, descreve a trajetória do raio central, projetando uma imagem no filme radiográfico.

PLANOS E CORTES

POSIÇÃO ANATÔMICA:

Uma posição de pé aduzidos (abaixados) e retos, palmas para frente com os dedos para baixo. Esta posição especifica do corpo é usada como referência para todos os termos de posicionamento.

O corpo deve ficar o mais ereto possível, e todo o plano frontal deve estar alinhado.

PLANOS SAGITAIS:

Podemos dizer que plano sagital é uma linha imaginária que divide o corpo em duas partes, direita e esquerda. Chama-se sagital por causa da sutura sagital do crânio.

O plano médio-sagital ou plano mediano é um plano sagital que demarca a linha média do corpo, ou seja, divide em partes exatamente iguais em direita e esquerda, por tanto qualquer plano paralelo ao plano médio-sagital é denominado somente de plano sagital.

PLANOS CORONAIS:

Este plano divide o corpo em partes anterior e posterior. Chama-se coronal por causa da sutura coronal do crânio.

O plano médio-coronal divide o corpo em partes exatamente iguais em anterior e posterior, qualquer outro plano paralelo a este é somente plano coronal .

PLANO TRANSVERSAL, AXIAL OU HORIZONTAL:

Qualquer plano que passa através do corpo formando ângulo reto com os planos sagitais e coronais dividindo o corpo em partes superior e inferior.

CORTES TRANSVERSAIS OU AXIAIS:

São feitos em ângulos em qualquer ponto ao longo do eixo longitudinal do corpo ou suas partes.

SUPERFÍCIES DO CORPO

DORSAL OU POSTERIOR:

Refere-se à metade posterior do corpo, observa-se a pessoa por trás, inclui a dorso das mãos e a planta dos pés.

VENTRAL OU ANTERIOR:

Refere-se a metade frontal do paciente ou à parte do corpo observada de frente, inclui o dorso dos pés e a palma das mãos.

PLANTAR:

Refere-se a parte posterior do pés, é a planta (parte de baixo) dos pés.

PALMAR:

Refere-se à palma da mão, na posição anatômica seria o mesmo que a superfície ventral ou anterior da mão.

OBS: Volar significa palma da mão e pode se referir a planta do pé.

VOLA significa cavidade da mão ou do pé.

DORSO:

Significa topo ou costas, refere-se a parte posterior da mão e a parte anterior do pé.

ORTOSTÁTICA:

É a posição vertical, de pé ou sentado dependendo da parte a ser estudada.

DECÚBITO:

Significa estar deitado, ou seja, na posição horizontal.

DECÚBITO DORSAL:

Significa deitar sobre o dorso, com a face voltada para cima.

DECÚBITO VENTRAL:

Significa deitar sobre o abdome (ventre), com a face voltada para a mesa(porém, esta deve estar virada para o lado).

TRENDELEMBURG:

Posição em decúbito com o plano do corpo inclinado de forma que a cabeça fique mais baixa que os pés, esta inclinação varia entre 30 e 40 graus.

POSIÇÃO DE FOWLER:

Posição em decúbito com o plano do corpo inclinado de forma que a cabeça mais alta que os pés em 30 graus.

POSIÇÃO DE LITOTOMIA:

Posição com os joelhos parcialmente dobrados, as coxas aduzidas externamente, os MMII sustentados por suportes para pernas e tornozelos.

Esta posição é muito usada na urografia retrógrada ou posição cirúrgica para remoção de calculo renal.

POSIÇÃO LATERAL OU PERFIL:

Como o próprio nome diz, é um a posição lateral da parte a ser estudada é demarcada pela entrada e saída do raio central.

POSIÇÃO OBLÍQUA:

Posição inclinada ou angulada na qual o plano médio-sagital e o plano médio coronal são perpendiculares ao filme, ou seja, é uma intermediária entre a frente e a lateral. Normalmente se não haver especificações esta intermediária será de 45 graus.

POSIÇÃO OBLIQUA POSTERIOR (D ou E):

É especifica, na qual a parte posterior esquerda ou direita esta mais próxima do filme ou receptor de imagem.

(Parte 1 de 4)

Comentários