(Parte 1 de 4)

Curso Curso ““Metalurgia FMetalurgia Fíí sica e Mecânica Aplicada sica e Mecânica Aplicada” ”

12 a 13 de julho de 2004 12 a 13 de julho de 2004 ––ABM/São Paulo e ABM/São Paulo e CosipaCosipa /C ubatão

/C ubatão

PrPráática da antica da anáálise lise microestruturalmicroestrutural metalogrmetalogr ááfica fica

Carlos Augusto Saraiva Carlos Augusto Saraiva DeMaria DeMaria

Assistente de Produto Assistente de Produto ––IQC/COSIPA IQC/COSIPA saraiva@cosipa.com.br saraiva@cosipa.com.br

Paulo Leandro Silva Marinho Paulo Leandro Silva Marinho

Laboratorista MetalLaboratorista Metalúúrgico rgico ––IQC/COSIPA IQC/COSIPA lsmarinho@ig.com.br lsmarinho@ig.com.br

Curso Curso ““Metalurgia FMetalurgia Fíí sica e Mecânica Aplicada sica e Mecânica Aplicada” ”

12 a 13 de julho de 2004 12 a 13 de julho de 2004 ––ABM/São Paulo e ABM/São Paulo e CosipaCosipa /C ubatão

/C ubatão

Metalografia Metalografia

O Termo O Termo MetalografiaMetalografiaéébastante genbastante genéérico, rico, causando controvcausando controvéérsia quanto rsia quanto ààsua definisua definiçção. ão.

Uma tentativa Uma tentativa éédefindefiníí--lolocomo o estudo das como o estudo das caractercaracteríísticas estruturais ou da constituisticas estruturais ou da constituiçção dos ão dos metais e suas ligas, para relacionmetais e suas ligas, para relacionáá--los com suas los com suas propriedades fpropriedades fíísicas, qusicas, quíímicas e mecânicas. micas e mecânicas.

Curso Curso ““Metalurgia FMetalurgia Fíí sica e Mecânica Aplicada sica e Mecânica Aplicada” ”

12 a 13 de julho de 2004 12 a 13 de julho de 2004 ––ABM/São Paulo e ABM/São Paulo e CosipaCosipa /C ubatão

/C ubatão

Para se conseguir essa relaPara se conseguir essa relaçção entre estrutura ão entre estrutura observada ao olho observada ao olho nú, lupa ou microsc, lupa ou microscóópio com pio com as propriedades mecânicas, deveas propriedades mecânicas, deve--se seguir uma se seguir uma linha mais ou menos definida de procedimentos. linha mais ou menos definida de procedimentos.

ÉÉo que chamamos, exame o que chamamos, exame metalogrmetalográáfico fico

Metalografia Metalografia

Curso Curso ““Metalurgia FMetalurgia Fíí sica e Mecânica Aplicada sica e Mecânica Aplicada” ”

12 a 13 de julho de 2004 12 a 13 de julho de 2004 ––ABM/São Paulo e ABM/São Paulo e CosipaCosipa /C ubatão

/C ubatão

O Exame O Exame MetalogrMetalográáfico fico

A importância do histA importância do históórico da amostra rico da amostra

Macrografia Macrografia

AnAnáálise de onde serlise de onde serááefetuado o corte efetuado o corte

Metalografia Metalografia

Curso Curso ““Metalurgia FMetalurgia Fíí sica e Mecânica Aplicada sica e Mecânica Aplicada” ”

12 a 13 de julho de 2004 12 a 13 de julho de 2004 ––ABM/São Paulo e ABM/São Paulo e CosipaCosipa /C ubatão

/C ubatão

PreparaPreparaçção da amostra ão da amostra

Corte Corte

Cuidados no corte Cuidados no corte

Discos apropriados para o corte Discos apropriados para o corte

PossPossííveis contaminaveis contaminaçções e defeitos ões e defeitos

Metalografia Metalografia

Curso Curso ““Metalurgia FMetalurgia Fíí sica e Mecânica Aplicada sica e Mecânica Aplicada” ”

12 a 13 de julho de 2004 12 a 13 de julho de 2004 ––ABM/São Paulo e ABM/São Paulo e CosipaCosipa /C ubatão

/C ubatão

Corte (serra de fita) Corte (serra de fita)

Curso Curso ““Metalurgia FMetalurgia Fíí sica e Mecânica Aplicada sica e Mecânica Aplicada” ”

12 a 13 de julho de 2004 12 a 13 de julho de 2004 ––ABM/São Paulo e ABM/São Paulo e CosipaCosipa /C ubatão

/C ubatão

Corte com disco Corte com disco

Curso Curso ““Metalurgia FMetalurgia Fíí sica e Mecânica Aplicada sica e Mecânica Aplicada” ”

12 a 13 de julho de 2004 12 a 13 de julho de 2004 ––ABM/São Paulo e ABM/São Paulo e CosipaCosipa /C ubatão

/C ubatão

PreparaPreparaçção Primão Primáária ria

Embutimento Embutimento

(Parte 1 de 4)

Comentários