(Parte 1 de 13)

Plataformas Marítimas de Perfuração e de Produção

Instru-EX 2002Instruções Gerais para Instalações em Atmosferas Explosivas
2a EdiçãoPlataformas Marítimas de Perfuração e de Produção I

Esta segunda edição das Instruções Gerais Para Instalações em Atmosferas Explosivas – Instru-Ex, revista e ampliada, apresenta informações e recomendações, que visam prevenir riscos de incêndios e explosões, colaborando assim, para a melhoria do nível de Segurança das instalações nas Plataformas Marítimas de Perfuração e de Produção de Petróleo/Gás da E&P e consequentemente, do pessoal nelas embarcado.

Foram indicadas as práticas correntes, regras e regulamentos aplicáveis, com relação ao projeto e instalação; e também consolidadas as informações e a boa prática recomendada para operação, manutenção e inspeção de equipamentos e instalações em Áreas Classificadas (Atmosferas Potencialmente Explosivas).

É recomendável que esta Instru-Ex seja amplamente divulgada nas áreas de Projeto,

Construção e Montagem, Operação e Manutenção, Inspeção, Segurança Industrial e, especialmente, à bordo de cada Unidade Marítima.

Comentários e sugestões para melhoria são sempre bem vindos para possível inclusão em futuras edições, que podem ser encaminhados para os autores:

Telefone: (21) 2534-2875 ;via rota: 814-2875
Fax: (21) 2534-2361 ;via rota: 814-2361

- Eng. Hélio Kanji SUZUKI - E&P-CORP/ENGP/IPSA Chave de Correio: W012 – Notes e-mail: suzuki@petrobras.com.br

Telefone: (21) 3876-1644 ;via rota: 816-1644
Fax: (21) 3876-1652 ;via rota: 816-1652

- Eng. ROBERTO Gomes de Oliveira - UN-RIO/ATP-RO/ISUP

Chave de Correio: W03A – Notes e-mail: robertogo@petrobras.com.br

Esta Segunda edição, bem como as futuras edições desta Instru-Ex serão disponibilizadas no Portal do E&P, http://portal.ep.petrobras.com.br ou caminho Petro-Net > Sites Internos > Órgãos > E&P-NET > E&P-CORP > Produtos e Serviços > Manuais Técnicos > Instru-Ex e também SINPEP

SEGUNDA EDIÇÃO:Fevereiro 2002
Miranda Jordão, da SUSEMA, pelo apoio e incentivo recebidosVárias referências do

Os autores não poderiam deixar de manifestar seu agradecimento ao Eng° Dácio de livro Manual de Instalações Elétricas em Indústrias Químicas, Petroquímicas e de Petróleo: Atmosferas Explosivas, do qual o Eng° Dácio é o autor, foram aqui reproduzidas, , enriquecendo o conteúdo destas Instruções. Tais referências estão contidas em caixas de texto em itálico e com fundo em roxo, conforme este modelo de texto.

Instru-EX 2002Instruções Gerais para Instalações em Atmosferas Explosivas
2a EdiçãoPlataformas Marítimas de Perfuração e de Produção I
Cap. 1 Regras e Regulamentos Aplicáveis
1.1 Autoridade com Jurisdição
1.2 Plataformas Fixas
1.3 Unidades Flutuantes
1.4 Atualização de Planos de Áreas Classificadas
1.5 Acompanhamento das Atualizações
1.5.1 Legislação aplicável às Unidades Flutuantes
1.5.3 Normas PETROBRAS
1.5.4 Normas Internacionais (IEC) e Estrangeiras (API)
1.5.7 Equipamentos Certificados
1.5.8 INFORM-Ex
Explosivas-Plataformas Marítimas de Perfuração e de Produção
Tab.1.1Autoridade com Jurisdição

ÍNDICE 1.5.2 Diretrizes para Projetos de Instalações Marítimas de Produção 1.5.5 Normas ABNT 1.5.6 Portaria INMETRO Nº 176/2000 e Regra Específica DINQP 1.5.9 Instru-Ex – Instruções Gerais para Instalações em Atmosferas

2.1 Definições
2.2 Classificação em Zonas
2.3 Classificação de Áreas
2.4.1Extensão da Classificação de Áreas
2.4.2 Áreas Classificadas em Plataformas de Perfuração

Cap. 2 Áreas Classificadas Típicas 2.4 Relação de Áreas Classificadas Típicas 2.4.3 Áreas Classificadas em Unidades de Produção de Óleo/Gás

Cap. 3Equipamentos e Instalações Permitidas em Áreas Classificadas
3.2 Fontes de Ignição

3.1 Guia Prático para Seleção de Equipamentos “Ex”

3.3 Equipamentos Elétricos Permitidos em Áreas Classificadas 3.3.1 Tipos de proteção de equipamentos para uso em Áreas Classificadas

3.5 Instalações permitidas em Áreas Classificadas
3.5.1 Sistema com eletrodutos (filosofia americana)

3.4 Equipamentos elétricos permitidos em Zona 0, Zona 1 e Zona 2 3.5.2 Sistema com cabos

Instru-EX 2002Instruções Gerais para Instalações em Atmosferas Explosivas
2a EdiçãoPlataformas Marítimas de Perfuração e de Produção I
Cap. 4 Aterramento em Áreas Classificadas
4.1 Aterramento de equipamentos
4.1.1 Partes metálicas expostas não-condutoras
4.1.2 Anel de aterramento
4.1.3 Aterramento de blindagem e armadura metálica de cabos
4.1.5 Equipamentos Transportáveis, Máquinas de Solda
4. 2 Aterramento de Sistemas Elétricos

E&P-CORP / ENGP / IPSA 4.1.4 Equipamentos móveis que transitam em Áreas Classificadas 4.2.1 Detetores de falta para terra nos sistemas isolados

4.2.2 Aterramento de Sistema Elétrico em Baixa Tensão
4.2.5 Eletricidade Estática
4.3.1 Acumulação de Eletricidade Estática
4.3.2 Descarga de Eletricidade Estática
4.3.3 Contato metálico para descarga de eletricidade estática

4.2.3 Aterramento de Sistema Elétrico em Média Tensão 4.2.4 Aterramento de Sistema de Corrente Contínua e UPS 4.3.4 Precauções quando de reabastecimento de helicópteros

4.3.5 Trabalhos de Pintura 4.3.6 Descargas Atmosféricas 4.3.7 Tensões Induzidas

Cap. 5Ventilação e Classificação de Áreas em Ambientes Confinados

5.1 Definições

5.2 Fluxograma para Classificação de Área de Ambientes Confinados ou Semi-confinados

5.2.1 Área confinada, semi-confinada ou área aberta? 5.3 Aberturas, acessos e condições de ventilação que afetam a extensão das Áreas Classificadas 5.4 Alarme de falha de ventilação e/ou exaustão

Condicionado 5.6 Ventilação Adequada

5.7 Pressurização de Ambientes (purga) 5.8 Contaminação Cruzada de Ambientes Não-Classificados

5.8.1 Recomendações para Evitar Contaminação Cruzada de Ambientes 5.8.2 Sistema de Drenagem 5.8.3 Contaminação de Sistemas de Água por Gás

Cap. 6 Pressurização de Equipamentos em Áreas Classificadas

6.1 Definições 6.2 Aplicação e Instalação de Equipamento Pressurizado

6.3 Exemplos típicos de Equipamentos Pressurizados 6.3.1 Motor de Perfuração de Corrente Contínua (DC), tipo aberto 6.3.2 Painéis de Instrumentação e Consoles de Comando

Instru-EX 2002Instruções Gerais para Instalações em Atmosferas Explosivas
2a EdiçãoPlataformas Marítimas de Perfuração e de Produção IV

Cap. 7 Sistema de Detecção de Gás

7.1 Plataformas de Perfuração

7.2.1 Gás Combustível

7.2.2 Gás Tóxico 7.2.3 Seleção de Sensores

7.3.2 Sensor do tipo Catalítico 7.3.2.1 Indicação Falsa do Sensor tipo Catalítico

Cap. 8 Trabalhos em Áreas Classificadas 8.1 Definições

8.2 Trabalhos a Quente em Áreas Classificadas 8.3 Manutenção em Vasos

8.4 Trabalhos com Eletricidade 8.5 Equipamentos Portáteis

Cap. 9 Equipamentos de Comunicação Interna e Externa em Áreas

Classificadas

9.1 Equipamentos Fixos

9.2 Antena transmissora, antena receptora com booster / acoplador VHF, UHF, SSB, HF (GMDSS)

9.2.1 Operações de FPSO, FSO 9.2.1.1 Aterramento da Antena do Transmissor Principal MF/HF

9.2.1.2 Desligamento do Radar de alta Energia 9.3 Radar

9.4 Rádio Transceptor UHF, VHF ou Rádio Portátil 9.5 Antena de Comunicações por Satélite 9.6 Circuito Fechado de Televisão

9.7 Telefone Celular 9.8 EPIRB e Rádio VHF Flutuante

Cap. 10 Obras de Modificação ou Ampliação

10.1 Modificações que Afetam a Segurança da Embarcação 10.2 Instalação adicional de Skid de Equipamentos em Unidade Pacote

10.3 Instalação de Equipamento Adicional ou Substituição 10.4 Classificação de Áreas durante Obras de Modificação, Ampliação ou Manutenção

Instru-EX 2002Instruções Gerais para Instalações em Atmosferas Explosivas
2a EdiçãoPlataformas Marítimas de Perfuração e de Produção V

Cap. 1 Erros mais comuns em Equipamentos e Instalações “Ex”

1.1 Erros mais Comuns em Equipamentos e Cabos 1.2 Erros mais Comuns em Instalações

Cap. 12Containers e Equipamentos de Terceiros Embarcados

Temporariamente, Equipamentos Fixos ou Móveis

(Parte 1 de 13)

Comentários